aki

cadastre-se aqui
aki
Política
11-12-2017, 8h10

Ao dizer que quer vencer Lula na urna, PSDB legitima candidatura

Tom agressivo de Alckmin mira eleitor de Bolsanaro
20

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Ao assumir a presidência do PSDB, no sábado, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, destoou do tom cordial que marca sua carreira política. O tucano atacou duramente o ex-presidente Lula.

A fala teve um grau de agressividade bem acima do que é usual nas manifestações do governador. Lembrete: em 2006, quando disputou o segundo turno contra Lula, Alckmin também vestiu um figurino mais hostil.

Para as eleições de 2018, essa atitude tem o objetivo de tentar tirar espaço de Jair Bolsonaro e polarizar com Lula. Acontece que Bolsonaro fica mais confortável num estilo agressivo.

Parcela dos eleitores do deputado federal do PSC já votou no PSDB em eleições presidenciais passadas. É um segmento de extrema-direita que sempre existiu no Brasil e que, por inércia, optou por tucanos como José Serra nas eleições de 2002 e 2010, Aécio Neves em 2014 e o próprio Alckmin em 2006. Agora, esse segmento, muito ativo nas redes sociais, tem um candidato para chamar de seu.

A radicalização do discurso do PSDB desde 2014 abriu espaço para Bolsonaro. Alckmin tenta recuperar parcela desses eleitores. Mas será tarefa dura.

No principal cenário da última pesquisa Datafolha, o governador paulista teve apenas 6% de intenção de voto. É pouco para quem já disputou a Presidência e governa o principal Estado do país. Bolsonaro marcou 17% nesse cenário. Há uma distância grande hoje que Alckmin ainda precisa percorrer para polarizar com Lula.

*

Riscos eleitorais

Publicamente, os tucanos não querem demonstrar que temem Lula. Daí dizerem que preferem ganhar do petista na eleição do que vê-lo retirado do páreo pela Justiça. FHC afirmou que preferia derrotar Lula nas urnas. Alckmin foi na mesma linha.

Pode ser apenas um discurso da boca pra fora, mas, com essas manifestações públicas, os tucanos vão legitimando a candidatura do ex-presidente. Na prática, FHC e Alckmin reconheceram o direito de Lula disputar a Presidência.

Se até tucanos admitem que seria melhor Lula disputar, uma eventual exclusão do petista da eleição pela Justiça tenderá a transformar o ex-presidente em vítima e poderá aumentar o potencial de transferência de voto dele para outro candidato do campo da esquerda.

Alckmin também fez um aceno para o presidente Michel Temer e partidos da atual base do governo, dizendo que a atual administração realiza reformas importantes. Esse é outro campo minado para Alckmin.

Se se aproximar demais do governo, poderá fazer uma aliança com partidos que apoiam Temer e, assim, obter mais tempo de propaganda eleitoral e formar palanques mais fortes nos Estados. Porém, poderá se contaminar com a impopularidade da atual gestão.

Adversários vão carimbar Alckmin como candidato governista, porque o PSDB apoiou o impeachment e deu suporte ao governo Temer. É uma fantasia o ex-governador Alberto Goldman, que presidiu o partido interinamente, dizer que o PSDB não entrou no governo Temer e que, na realidade, ainda estaríamos na gestão Dilma porque o atual presidente era vice da petista.

O senador Aécio Neves, que saiu vaiado da convenção pela porta dos fundos, lembrou que o PSDB condicionou o apoio ao governo Temer à adoção de uma agenda de reformas que hoje parte da bancada tucana não que votar, como as mudanças na Previdência. Logo, não será fácil para Alckmin estar colado nem descolado do governo Temer.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”, que também tratou da reforma da Previdência:

Comentários
20
  1. Fabio disse:

    Sou paulista, aqui o PSDB desgoverna nosso há 24 anos.
    Por isso digo com toda certeza, não voto em tucanos, nenhum deles.

  2. Sebastiao Canabrava disse:

    Nao vou comentar nada ainda. Vou esperar o comentario cientifico (sic) do emplumado Walter.
    Diz ai, Sr Walter. Mas nao empolgue, por favor.

    • Bastião Pingaruim disse:

      Não comente mais nada caro cidadão.

    • Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

      Canabrava, você e seus cupinchas do PT, não está acostumado com o convívio democrático, onde as pessoas externam suas opiniões e são respeitas.
      “Emplumado” é um termo pejorativo, típico do ambiente da sua convivência… Tenha modos !!

      • walter disse:

        Exatamente cara Maria Aparecida, nosso convívio neste espaço, é patrocinado pelo Kennedy, a quem respeitamos muito, por ter posições diferentes, e nem por isso age com terceiras intenções, com as opiniões contrarias…surgem indivíduos, de pouca fé; viúvas do PT e do lula, que não conseguem admitir o tamanho do problema; pior, são alienados e sem nenhuma expressão prática, com os problemas do país…são pessoas que não admitem, que haver outras possibilidades..tendem a ofender pessoas,sem ter certeza com que falam…enfim minha cara, ser lúcido para eles é uma “doença grave”; são de fato limitados, e não são brasileiros de fato, poderiam desembarcar na Venezuela; modelo absoluto, do que poderíamos ser, não fosse a lava jato..

    • walter disse:

      Olha Sebastião, se você tivesse o que falar do lula, com sinceridade e visando de fato um país melhor, te daria créditos…o lula acabou com o Brasil…não estamos falando dos desvios; faltou gestão da coisa pública…Quando vc fala em PSDB e Alkimin, no fundo teme, já que HJ o PT não tem cacife para nada…estas pesquisas encomendadas, não vão evitar a condenação, varias vezes do lula e seus “companheiros”…falar do PSDB por mim, se te interessa, vamos lá; nada tenho contra o Alkimin, mas o partido tanto quanto os outros, transformou se em balcão de negócios…se o Alkimin, quer alguma coisa, vai te que limpar toda a sujeira causada pelos citados pela lava jato, inclusive o próprio; promete entregar fatos, que o isentam de recursos indevidos…no fundo o Bolsonaro continua a crescer, diante da propaganda patrocinada, pelos velhacos, que querem concorrer, como seu lula; mesmo que possa ser candidato não terá chances de fato…as pessoas querem novidades; esta “velharada” não dá mais..

  3. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    Ao promover o funeral do PT, o PSDB caiu na vala comum e acabou enterrado junto. O problema é que junto com a esquerda pelega e nanica, deixaram terra arrasada… Agora não há ninguém para tomar conta da “lojinha” !

  4. Paulo disse:

    Pixuleco, Santo e quem mais? Tá difícil. Temos a pior geração de políticos e ela parece nunca terminar…

  5. Antônio Bartholomeu de Faria Machado disse:

    Creio que a Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse a coisa certa. Pessoalmente acho que aqueles que estão decepcionados com o PT e convencidos de que se aquela coisa novamente assumir do Poder será uma das piores desgraças para o Brasil e seu sofrido povo, mesmo esses não tem opção. Na verdade os demais candidatos não são apenas ruins, mas péssimos. Só não são piores do que Lula. Até agora a única opção visível é Marina Silva, mas assim mesmo dentro do princípio “Dos Males o Menor”. Resta o consolo de que a eleição presidencial será somente no próximo ano e daqui para lá muita água ainda poderá passar por baixo da ponte.

  6. Marcio Jose da Silva Carlos disse:

    Precisamos de estadistas! Políticos, ideológicos e profissionais honestos! Nenhum dos citados no artigo tem ou parecem ter tais predicados!

  7. Tony Carlos de Carvalho disse:

    Na disputa com Lula, em épocas passadas, Geraldo Alckmin só foi mais agressivo no primeiro debate. No segundo, parecia um homem perdido, sem convicções. Esqueçam, essa eleição já foi. Há não ser que haja alguma fraude, Bolsonaro vai ganhar essa. E dizer que ele representa uma extrema direita é ridículo. Ele representa o pensamento da direita e só.

  8. PÁTRIA AMADA BRASIL: HOSTILIDADE ENTRE OS CORRUPTOS... VIVA A LAVA JATO... FORÇAS ARMADAS BEMVINDAS! disse:

    O PSDB hostil, ao estilo do PT, sem estar com essa bola toda para agredir, primeiro pelo conluio com o PMDB de Temer do qual se desvencilha agora, não por “vergonha na cara”, mas por ambição política; segundo pela “vergonha Aécio”. Investir na hostilidade é perigoso em momento em que a classe política está atolada em suspeitas, investigações, processos, condenações. Hostilidade gera hostilidade, a qual é muito difícil de ser medida e controlada. Se os corruptos podem ser hostis entre si, os que anseiam pelo encarceramento dos corruptos muito mais podem gritar isso a plenos pulmões: desde os que exigem a continuação das ações da Lava Jato contra a ladrãozada, doa a quem doer – até os que clamam pela ação das Forças Armadas para fazer um “limpa geral” de corruptos, para colocar ordem nessa parafernália institucional = falta de vergonha na cara geral!

  9. Silvio Tadeu disse:

    Em meio a tantas barbáries contra o povo brasileiro a favor dos grandes grupos econômicos não sinto vontade de votar em ninguém.
    Por vezes votamos em “um” para o “outro” não ganhar, o que não farei mais, se não tiver candidato irei anular o voto que é obrigatório.
    Bem que poderia ter a opção de “retirar” um voto, ai meu voto de “subtração” iria para o Alckimin que enquanto apaticamente fomentava a corrupção do PT omitia a do PSDB e agora saiu do anonimato e se posicionou explicitamente contra os trabalhadores brasileiros. Muito triste, neste Brasil de “todos contra todos” em que “Deus está morto”, estamos órfãos.

  10. VAMOS SALVAR O BRASIL! NÃO REELEJA CORRUPTO... ESSA É A ÚNICA SOLUÇÃO PARA O PAÍS! disse:

    Nunca vi o país numa situação tão crítica: Executivo e Legislativo dominados por ladrões convictos, assumidos, com carimbos nas testas! Judiciário cheio de defensores desses ladrões! Um grupo de pessoas de instituições “também” contaminadas por corruptos, luta bravamente para colocar corruptos na cadeia, mas uma onda violentíssima de oposição a isso lhes dificultam as ações. E as eleições se aproximando e uma única certeza… junto a uma incerteza: 1- só com uma total eliminação, pelo voto, nas urnas, de pelo menos 80% dos políticos atuais, poderia dar esperança ao país de uma mudança de rumos – 2 – Será que a maioria dos eleitores entenderá isso e fará sua parte, selecionando individualmente, não votando em nenhum político com mandato atualmente, que seja “suspeito, investigado, processado, réu, condenado”?

  11. Douglas Benassi disse:

    Os candidatos já viram que falar mau do Lula da ibope, mas falar de projeto de país neca, isso mostra o nível dos candidatos que ainda não saíram da adolescência. síndrome da candinha.

  12. Felipe disse:

    Volta para legimita que estava mais divertido. Diria até, “mitou”.

  13. Sebastiao Canabrava disse:

    Agora sim, Sr Walter. Escreveu num portugues aceitavel, com virgulas e pontuacoes. Agora sei que o Sr sabe escrever. Mas, deixe o medo um pouco de lado. Nao vire uma Regina Duarte. O bicho Lulao vem ai, mas nao vai te morder. Moder nao, mas pode (de novo) administrar o pais onde o Sr vive. Entao, temo pelo seu sofrimento. Do Sr e da Sra Tinhorao. Ou voces sao a mesma pessoa?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2018-07-16 20:37:34