aki

cadastre-se aqui
aki
Entrevistas
12-07-2018, 20h37

Collor atribui impeachment a erro na relação com Congresso

Ele afirma que Lula é vítima de injustiça
6

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

O ex-presidente Fernando Collor de Mello atribuiu o impeachment que sofreu em 1992 ao tratamento que deu ao Congresso Nacional. “Não foi o tratamento que o Congresso precisa e merece num sistema republicano e de presidencialismo de coalizão, que é o grande mal que assola o nosso país”, afirmou Collor, em entrevista ao “Jornal da CBN – 2ª Edição”.

Ele disse que o papel do presidente da República é fazer política, algo no qual falhou na relação com o Legislativo. Hoje senador pelo PTC de Alagoas, Collor foi eleito na primeira votação direta para presidente pós-ditadura de 64 e sofreu impeachment em 1992. Segundo ele, por não ter feito política, isso gerou uma “mágoa que se transformou em hostilidade” no Congresso. Depois da queda, o STF absolveria Collor das acusações de corrupção.

Questionado por que considera ter sofrido um golpe no seu impeachment, respondeu: “Porque eu senti o golpe. O golpe que eu senti foi muito forte. Somente eu para dizer a dor que isso me causou.

Na opinião de Collor, “foram cometidas muitas injustiças no processo a que está sendo submetido o ex-presidente Lula”.

Apesar de ter votado a favor do impeachment, ele disse que fez alertas à então presidente Dilma Rousseff e seus principais auxiliares do risco de queda. “Eles fizeram ouvidos de mercador”, avaliando que Dilma deu “tratamento de menosprezo” ao Congresso.

Ou seja, a falha na relação com o Legislativo também teria sido um fator da queda de Dilma, exatamente como ele imagina ter acontecido com ele. No entanto, Collor disse que houve justificativa legal para o impeachment, com “as chamadas pedaladas” fiscais, maquiando a contabilidade pública.

Collor afirmou que o ex-procurador-geral da Républica Rodrigo Janot, que ele chama de “Janó”, e o ex-procurador da República Marcelo Miller tiveram atuação de mafiosos no Ministério Público, cometendo abusos. Ele é crítico das delações premiadas das formas como vêm sendo utilizadas no país.

Réu no Supremo Tribunal Federal por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e comando de organização criminosa, ele afirmou que provará a “inocência” e que vai “demolir” as delações. Disse que colaborações premiadas têm feito acusações sem provas. “A Lava Jato no seu espírito vai na direção correta. Ela peca, e gravamente, na sua execução.”

Collor também rebateu acusações de envolvimento com a compra do dossiê Caribe, um conjunto de papéis falsos sobre suposta conta da cúpula tucana no exterior, caso do ano de 1998. Apesar de inquérito da PF (Polícia Federal) apontar envolvimento dele, Collor disse que nunca foi processado ou chamado a depor sobre essa questão.

Indagado sobre o que faria de diferente se pudesse voltar ao passado, ele defendeu sua plataforma de abertura econômica, reforma política e admitiu que daria mais atenção ao Congresso. Apesar de o seu partido, PTC, dizer que não terá postulante à Presidência, ele disse que se mantém como pré-candidato.

Ouça a entrevista dada por volta das 18h ao “Jornal da CBN – 2ª Edição”:

Comentários
6
  1. walter disse:

    Realmente caro Kennedy, as referencias do Lula saem todas do esgoto…o Collor foi cassado por uma Elba, de forma injusta e perseguição, pelos mesmos que continuam no poder, como o Sarney rede bobo, e oligopólios de vários estados…durante o processo, prova se, que suas raízes eram podres; provocou a morte do irmão do tesoureiro, e por tabela até de sua mãe; passou o tempo abraçado ao seu impeachment; ao retornar, chegou com a faca nos dentes, desviando e apoiando tudo o que não presta…ao meu ver não existe meio certo, o sujeito causaria na sequência de qualquer forma; não houve injustiça no seu caso, como não há com a Dilma, a história vai provar, vai pagar pena ainda, mais cedo o mais tarde; quanto ao Lula, foi desqualificado ao vivo no debate; entregou o lula no último momento, a filha bastarda secreta; fez o lula ficar sem ação; elegeu se, anulando o concorrente…os presidente pós ditadura, são todos são hipócritas, não fizeram a lição de casa, o poder subiu a a cabeça…

  2. Humberto Pedroso disse:

    Já entendi ! Sei onde ele quer chegar ! Com o Lula preso e inelegível, quer cativar os eleitores politicamente analfabetos que adoram comunistas corruptos; Vale tudo !

  3. José Carlos disse:

    Deixemos de ser hipócritas, dissimulados e em uma linguagem popular, 171….Os políticos no Brasil não tem nenhum respeito e compromisso com os seus eleitores, o povo brasileiro.Chegam ao cargo, seja qual poder for : vereadores, deputados, senadores e presidência da república, isso sem falar do poder jurídico, e não fazem nada, aliado ao fato de ganhar muito pelo que faz, as verbas adicionais então, uma aberração!!! Nosso país com as riquezas naturais existentes incluindo a fauna e a flora, devíamos ser senão o primeiro, uns dos principais países desenvolvidos do mundo….e o que somos, um país tupiniquim, uma vergonha. Corrupção é a ordem das coisas, ou vão dizer que não???não vão nos fazer mais engolir, leia-se eleitores, essa baderna, bagunça,um antro de corrupção aliado a impunidade. Nós eleitores estamos a duras penas aprendendo a cobrar, a votar melhor e a exigir que a lei, ordem e progresso seja diariamente aplicados e não usados para proteger “amiguinhos, companheiros e aliados

  4. walter disse:

    Não podemos esquecer que o Collor, caro Kennedy, vem dos feudos…trata se de mais um Coroné, tal qual seu Pai, manda matar…sua iniciativa procede, no meio de um bando de pangarés, confirmando sua predileção, por ser amigo das raposas felpudas, pode sim ser uma opção; se o Ciro gomes é, porque não…esta tentando conquistar espaço, para se livrar das acusações com provas, sobre suas falcatruas…este sujeito junto ao Sarney, é mais um tentando acabar com a LAVA JATO…não há desculpas, a qualquer candidato que não entendeu que esta operação vai perdurar, já que os crimes do colarinho branco, seguem “vestígios leves” como provas; não há provas matérias contundentes, salvo patrimônios inexplicáveis e dinheiro escondido; não vai tão longe, a Roseana Sarney foi pega e nada aconteceu…fica a dica, quem não gosta da polícia e justiça, não rouba…parece piada dizer isso, mais não é…

  5. Neste tempos modernos ainda temos de aturar o Collor depois de tudo que ele fez. Só no Brasil mesmo!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2018-07-17 20:11:58