aki

cadastre-se aqui
aki
Política
01-09-2017, 18h20

Temer bate duro em Janot, Funaro e Joesley

Defesa do presidente avalia se vale a pena pedir sigilo de delação
6

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

O presidente Michel Temer antecipará o retorno da viagem à China para conversar com seus advogados e articuladores políticos na semana que vem, quando o Palácio do Planalto espera que seja apresentada nova denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra o peemedebista. A delação do doleiro Lúcio Funaro seria usada nessa acusação. Temer chegará ao Brasil na tarde de terça.

Na Câmara, o governo tem problemas a resolver com dois partidos do centrão, o PP e o PSD. Esses partidos pedem cargos em poder do PSDB.

Em nota divulgada no início da noite pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência, o governo Temer bateu duro em Janot, Funaro e no empresário Joesley Batista.

Num tom forte, a nota diz que o próprio Ministério Público Federal já enviou manifestação ao Supremo Tribunal Federal colocando em dúvida a palavra de Funaro e relatando ameaças do doleiro a testemunhas. Por meio da nota, o presidente afirma que Funaro mudou sua versão e insinua que o doleiro teria mentido para servir a um propósito de perseguição comandado por Janot.

Nos bastidores, advogados de Temer avaliam se valeria a pena pedir o sigilo da delação de Funaro.

A nota afirma que há contradições e mentiras na delação de Joesley, que teria sido contestado até pela própria esposa. O governo argumenta que, na conversa gravada, o presidente não fez obstrução de Justiça e ainda teria advertido Joesley de que não deveria procurar o ex-ministro Geddel Vieira Lima para não sofrer tal acusação.

*

Recuo e resposta

Após a repercussão negativa a respeito da possibilidade de voltar da China antes do planejado, Temer decidiu manter o cronograma original. O empresário Joesley Batista divulgou nota para rebater o que disse a Secom na noite de sexta.

 

*

Otimismo exagerado

Numa maré de más notícias, o crescimento de 0,2% do PIB (Produto Interno Bruto) no segundo trimestre deste ano é um fato positivo para o governo. A inflação baixa, a queda dos juros e a liberação de recursos do FGTS estimularam o consumo das famílias. Isso ajudou a economia a crescer.

Mas foi um crescimento baixo e que acontece depois de a economia ter encolhido muito. Há um sinal ruim: investimentos públicos e privados continuam em queda. A crise fiscal também é grave.

Logo, esse crescimento pode ser o chamado voo de galinha. Ou seja, ser interrompido mais à frente. Há otimismo em excesso da parte do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

Assista aos temas do “SBT Brasil”:

Comentários
6
  1. Robinson Koury Viana disse:

    Caro Jornalista,
    Gostaria de saber, segundo sua avaliação, as alternativas que temos ?

    Grato.

    • Sebastiao Canabrava disse:

      No momento, rezar (ou como queiram, orar) muito! No medio prazo, se inteirar bem das noticias, das situacoes politicas. Nao ver o noticiario somente de uma emissora. Tentar entender bem quando uma reportagem e’ mostrada, questionar o por que desta reportagem (se nao ha’ outros interesses por tras da noticia). Nao se deixar levar pelo momento. Ao votar, pensar coletivamente e nao somente em si. Nao acreditar em um “SALVADOR DA PATRIA” e sim numa politica a longo prazo. A extrema direita nao nos salvara, nem tampouco a esquerda. Mas o excesso de capitalismos traz extrema desigualdade social e financeira. E isto tem suas consequencias. Se temos hoje um alto percentual de criminosos e’ por que, como nacao, falhamos ao formar cidadaos. Existem criminosos de toda extirpe, mas os mais violentos sao os menos “formados” cidadaos conscientes. Enquanto imperar o “EU” primeiro, havera’ extrema desigualdade e consequencias danosas.

    • walter disse:

      Caro Robinson, nossas alternativas, são sofridas, até que o Janot saia do caminho com sua vingança encomendada; “nada de novo no Front”; toda esta retórica sobre o temer, já começa a ser estranha, pela prestação de provas que o JBS apresenta, com clara intenção, de parar o país; este sujeito, não merece o espaço que lhe é dado; o País não pode ficar nas mãos de insanos, e isto esta acontecendo, quando o FACHIN contribui, dando mais 60 dias, para as barbaridades intencionais do Joesley; encomendadas, por parlamentares e partidos de esquerda, que querem sangue…não querem atingir o temer, querem causar ao Brasil; atrasando reformas, arrastando quem sabe, estas soluções para 2018…Podemos ter esperanças, que a partir do dia 20, não teremos mais avalanches de acusações contra o temer, e que com isso possa governar a favor da Nação…pode ser um desejo da maioria que ele saia, mas deixe o País respirando…

  2. VIVA A LAVA JATO! VIVA A CELERIDADE NO STF! VIVA CORRUPTO NA CADEIA, DOA A QUEM DOER! disse:

    A falta de vergonha na cara de nossos políticos e governantes nos levou a termos um presidente da república comprando votos (com nosso dinheiro), para não ser julgado por crime. Ou não é crime um presidente da república, na calada da noite, receber não oficialmente um criminoso e manter com ele conversa nada republicana?
    Não nos bastou um ex-presidente, além de réu, com vários outros processos em andamento; ex-presidente destituída do cargo por “impeachment”; senadores, deputados federais, governadores, prefeitos – uns presos, outros réus, outros pintando e bordando junto ao STF para se livrarem da justiça. E ainda há quem critique a “LAVA JATO”, negando o fato de que pela primeira vez no país se combate o crime do colarinho branco, doa a quem doer, não importando a que quadrilha pertença o ladrão de cofre público! Dá nojo ver esses Jucás, Renans, Padilhas, Maruns e outras coisas semelhantes que deveriam estar presos, defendendo seus iguais!

  3. mano disse:

    prezados: a que ponto chegamos: O Planalto solta uma nota chamado o empresário de Grampedor Geral da República e o empresário chama o presidente de Ladrão Geral da República. Na democracia é assim mesmo. Para ser respeitado precisa dá exemplo.

  4. bill disse:

    Sorte do Temer que o Janot já vai embora. Vamos ver se este país melhora, tomara

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2017-09-25 21:24:51