aki

cadastre-se aqui
aki
Entrevistas
06-11-2015, 23h59

‘Dilma errou ao desonerar tanto e congelar preço da gasolina’

Lula afirma que não teme ser preso e que tem "consciência tranquila"
145

KENNEDY ALENCAR
SÃO PAULO

O ex-presidente Lula diz que poderá ser candidato novamente ao Palácio do Planalto em 2018 a fim de defender “um projeto que fez com que os pobres fossem vistos neste país”.

Ao apontar erros da presidente Dilma Rousseff no primeiro mandato, Lula considera que “houve um equívoco, por exemplo, quando não se aumentou, em 2012, o preço da gasolina”. Segundo ele, “nós acumulamos uma inflação que só foi acontecer no segundo mandato da Dilma”.

Lula avalia que Dilma não deveria ter feito “tanta desoneração” (redução de impostos para empresas). “Foi um equívoco desonerar. Eu não vejo uma propaganda na televisão agradecendo ao governo pela desoneração. Eu vejo propaganda contra a CPMF.”

Ao ser indagado sobre a solução para a crise econômica, Lula diz: “Ou fazemos um aumento de impostos, como a Dilma está propondo agora a CPMF, ou você faz uma forte política de crédito”. Ele faria “uma política de crédito”.

“Eu acho que a presidenta Dilma tem que saber que a roda-gigante da economia tem que voltar a girar”, defende.

Ao falar de procedimentos das operações Lava Jato e Zelotes que podem atingi-lo direta ou indiretamente, afirma que “são coisas normais de um país democrático”. Ressalta que os governos petistas criaram “todos os instrumentos de transparência neste país” que são os responsáveis pelo atual combate à corrupção.

Lula discorda da avaliação do ex-ministro Gilberto Carvalho, que disse em entrevista à “Folha de S.Paulo” que o ex-presidente seria “alvo” dos investigadores para ser desmoralizado e preso, a fim de que não pudesse ser candidato à Presidência em 2018. Lula afirma não ter medo de ser preso. “Tenho a consciência tranquila”.

“Eu não temo ser preso porque eu duvido que tenha alguém neste país, do pior inimigo meu ao melhor amigo meu, qualquer empresário, pequeno ou grande, que diga que um dia teve uma conversa comigo ilícita. Duvido”, afirma.

Lula rebateu críticas do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que disse que o petista seria o pai da crise, por ter nomeado diretores da Petrobras que hoje estão presos. O tucano também afirmou que Lula seria “um político encantado pelas delícias do poder” e que “adotou o toma lá, dá cá como uma regra, não como uma exceção”.

“O FHC, toda vez que ele tiver que falar de corrupção, ele tem que lembrar da reeleição. (…) Ele tem que lembrar que o único mensalão criado, reconhecido inclusive por deputados do DEM, que disseram que receberam, foi ele. Ele tem que lembrar que nenhum processo dele era investigado. Cadê a pasta cor de rosa, que não foi investigada? O Ministério Público dele se chamava engavetador”, diz Lula.

Segundo o petista, ele “deveria ter apreço” por FHC porque sempre tiveram “uma boa convivência”. “Mas eu acho que o FHC tem um problema comigo, que é um problema de soberba. O FHC, ele sofre com o meu sucesso. Ele sofre.” Lula disse ser “difícil” se encontrar com FHC para tratar da crise política. Acha que PT e PSDB podem conversar.

Correção: o aniversário de Lula é no dia 27 de outubro, não no dia 26.

A seguir, a íntegra, em vídeo e texto, da entrevista dada pelo ex-presidente ao SBT na manhã de quinta-feira (05/11), em São Paulo:

Parte 1

Parte 2

*

K – O SBT entrevista hoje o ex-presidente Lula. Presidente, muito obrigado por nos dar esta entrevista.

L – Obrigado a você, Kennedy, por marcar esta entrevista.

K – Como é que está a saúde? Tudo bem?

L – Está bem. Graças a Deus, está bem.

K – Tem feito exercícios com regularidade?

L – Estou bem. Estou, agora, terminando os dois últimos check-ups para saber se o câncer desapareceu definitivamente. Nos próximos dez dias, eu tenho que fazer um novo check-up, mas eu acho que é coisa do passado.

K – E tem feito algum exercício com regularidade?

L – Muito, muito, muito. Estou mais jovem, agora, do que quando eu tinha 50 anos.

K – Pois é, o senhor acabou de completar 70 anos no último dia 27 de outubro. Qual é a sensação, presidente, de chegar aos 70?

L – É esquisito porque, na verdade, ao completar 70 anos, eu vivi mais do que meu pai e minha mãe. Coisa que eu, quando tinha 15 anos, 10 anos de idade, eu não acreditava que pudesse chegar aos 70. Eu agora que cheguei aos 70, estou pensando nos 80 e com muita expectativa por 90. E, se tudo der certo, vamos pensar nos 100. Porque é engraçado este negócio de completar 70 anos. É uma coisa importante, porque a gente tem que tomar novas definições na vida, né? Quando você tem 15 anos de idade, a vida é infinita. Ou seja, não tem limite pra você. Mas, quando você tem 70, você já começa a ver o horizonte mais curto. Podem ser 15 anos, podem ser 10 anos, pode ser de 5 anos. Então, você precisa tentar viver melhor. Criar condições pra você só fazer aquilo que você quer, não ficar escravo de uma agenda pesada, como se o mundo nunca fosse acabar. Eu vou tentar agora viver nos próximos anos um pouco mais tranquilo, viver de forma mais razoável do que eu vivi até hoje.

K – Pois é, presidente, sempre se fala numa nova candidatura do senhor ao Palácio do Planalto. Quando o senhor aborda o assunto, é sempre de uma maneira meio dúbia. Assim: “Não posso dizer que sou nem que não sou”, falou isso no final de agosto. Também falou assim: “Se a oposição pensa que vai ganhar, que não vai ter disputa, que o PT está acabado, ela pode ficar certa do seguinte: se for necessário, eu vou pra disputa e vou trabalhar para que a oposição não ganhe as eleições”. Primeiro, o senhor tem vontade de ser candidato novamente à Presidência? Segundo, a bandeira de impedir a vitória da oposição não é uma bandeira pequena?

L – É pequena. Se for apenas para enfrentar a oposição, não precisa nem ser candidato. O que é importante é que você defenda um projeto político, que nós defendemos e que incluiu milhões de brasileiros, participando da economia, participando da distribuição de riqueza neste país. Então, para defender esse projeto, eu posso ser candidato outra vez. Agora, obviamente que você não pode discutir isso com três anos de antecedência.

K – Mas o senhor tem vontade de ser candidato?

L – Não se trata de ter vontade. Eu não tinha vontade em 89, não tinha vontade em 94. Você vai porque tem uma necessidade partidária, uma necessidade de um agrupamento de pessoas. E você vai.

K – Se houver necessidade, o senhor será candidato.

L – O que que eu posso dizer pra você: se houver necessidade de defender um projeto que fez com que os pobres fossem vistos neste país, que incluiu milhões e milhões de pessoas, para defender esse projeto, se eu perceber que ele vai correr risco, você não tenha dúvida de que eu estou disposto a ser candidato. Mas eu trabalho com a certeza de que este país produz tantas lideranças que podem surgir novas pessoas. Inclusive um jornalista da sua qualidade pode ser candidato. Escolher um partido e ser candidato. Mas é o seguinte, Kennedy, eu estarei na campanha de qualquer jeito. Eu estarei na campanha. Eu estou bem de saúde, estou motivado.

K – Está com discurso de candidato…

L – Não, eu não estou com discurso de candidato. Eu vou preparar ainda. Acontece, Kennedy, que eu tenho consciência de que ninguém conhece este Brasil como eu conheço, ninguém conhece a alma do povo brasileiro como eu conheço, ninguém viveu a alma deste povo como eu vivi. É por isso que houve uma interação tão grande entre mim e a população brasileira, porque eu não era um estranho na Presidência, eu era um deles na Presidência. E isso, obviamente, fez com que houvesse tanta solidariedade, que a gente pudesse eleger a Dilma e reeleger a Dilma. Eu sou grato ao carinho do povo. Então, é o seguinte: para defender este povo, eu faço qualquer coisa. Para defender o direito do pobre entrar na educação, na universidade, eu faço qualquer coisa. Para fazer com que os pobres subam mais um degrauzinho na ascenção social, eu trabalharei 24 horas por dia.

K – O senhor falou que saiu com o carinho do povo. O senhor saiu com 80% de popularidade quando deixou o governo, no final de 2010. Mas hoje, presidente, passados cinco anos, uma pesquisa Ibope recente mostrou que o senhor tem uma taxa de rejeição muito alta. É a mais alta entre os candidatos pesquisados. 55% disseram que não votariam no senhor com certeza. Um ano atrás, era uma rejeição de 33%. Não é alta a chance de uma derrota em 2018?

L – Não é alta. Deixa eu te falar uma coisa, não sei se você acompanha, mas a rejeição existe para você mudar. Você pode, em dois meses, transformar o que é rejeição em aprovação, dependendo do seu discurso e dependendo do que você faça. Veja, eu estou fora da comunicação há cinco anos.

K – Tem falado pouco, não é?

L – Não tenho falado. Eu tomei uma decisão de não falar porque eu queria ensinar a uns e outros que é preciso ter um comportamento, como ex-presidente, de deixar quem está presidindo presidir o país. Eu tinha responsabilidade pela eleição da presidenta Dilma e eu tinha que deixar ela governar, tinha que deixar ela montar o governo, tinha que deixar ela fazer as coisas que ela entendia, com o seu governo, que fossem certas. Então, eu tomei a atitude de ficar de fora.

K – As notícias são de que o senhor interfere muito no governo.

L – Só pode falar isso quem não conhece a Dilma. A Dilma é uma mulher de muita personalidade, é uma mulher de muita competência. Ela montou o governo do jeito que ela quis, como quis. Porque ela é quem vai dirigir o governo. E eu, por precaução e por cuidado, não me meto no governo da Dilma. Se ela pedir sugestão, eu dou. Se ela não pedir, não dou. Eu acho que não compete a quem já foi presidente ficar querendo dizer para a pessoa o que fazer.

K – Para encerrar essa questão eleitoral, outros candidatos tradicionais, nomes tradicionais como o Aécio, o Geraldo Alckmin, a Marina Silva, também apresentaram uma taxa de rejeição alta nessa pesquisa do Ibope. O senhor vê risco de um “salvador da pátria”, alguém que negue a política, se eleger presidente em 2018?

L – Deixa eu te falar uma coisa, Kennedy. Primeiro, é preciso a gente não ficar trabalhando com pesquisa com três anos de antecedência. Segundo, eu não acredito em “salvador da pátria”. Na história da humanidade, toda vez que alguém negou a política e tentou encontrar um “salvador da pátria”, o resultado foi desastroso. Na Alemanha se tentou negar a política, e o Hitler virou presidente. O Mussolini virou na Itália. Berlusconi virou, com a negação da política. Veja o que é que deu a Primavera Árabe quando se nega a política. Então, é importante que quem queira mudar este país, quem queira ser candidato, quem queira melhorar este país, é o seguinte: fora da política não existe possibilidade. Se você não está contente com os partidos que tem, você cria um partido político. Faça qualquer coisa, mas não negue a política, porque a experiência histórica é desastrosa quando você nega.

K – O Brasil corre esse risco, de ter uma experiência desastrosa?

L – Eu acho que o Brasil não corre esse risco. Não corre porque o Brasil já está calejado. Nós estamos vivendo hoje o mais longo período democrático desde a Proclamação da República neste país. E é importante, porque a democracia é complicada. A democracia exige paciência, sacrifício, muita conversa, muito diálogo. Tem gente que não gosta. Eu, de vez em quando, vejo na rua pessoas pedindo a volta do regime militar. Certamente, essas pessoas têm mais simpatia pelos torturadores do que pelos torturados. E quem viveu aquele período não quer a volta da ditadura militar. Nós queremos mais democracia, mais democracia e mais democracia, porque é a única coisa que garante que um operário metalúrgico chegue à Presidência. É a única coisa que garantiu que um índio chegasse à Presidência na Bolívia. É a democracia.

K – Importante, isso. Na semana passada, lá em Brasília, o senhor disse o seguinte, aspas do senhor: “Tivemos um grande problema político, sobretudo na nossa base, quando tomamos a atitude de fazer o ajuste que era necessário fazer”. O senhor falava desse ajuste que está sendo feito depois da eleição. O senhor disse o seguinte: “Ganhamos a eleição com um discurso e depois tivemos que mudar o discurso e fazer o que dizíamos que não íamos fazer. Isso é fato conhecido pela nossa querida presidente Dilma Rousseff ”, palavras do senhor. O senhor não está dizendo, com todas as letras, que houve um estelionato eleitoral, presidente?

L – Veja, eu não digo que tenha havido estelionato eleitoral. Nós estávamos numa disputa política em que nós tínhamos um projeto a ser defendido. E é importante levar em conta que a presidenta Dilma foi vítima do sucesso do seu mandato. É importante lembrar, porque hoje as pessoas se esquecem, as pessoas tentam ter memória curta, que, em dezembro, a gente tinha apenas 4,8% de desemprego neste país. Isso foi resultado de uma política de subsídio a algumas áreas, sobretudo na área habitacional. Isso foi resultado de uma forte política de desoneração que, no mandato da presidenta Dilma chegou a quase 340 bilhões ou um pouco mais, três vezes o ajuste que nós estamos fazendo agora. E, de repente, depois da campanha, percebeu-se o quê? Percebeu-se que estava saindo mais dinheiro do que entrando. Era preciso, então, começar a discutir.

K – Presidente, a inflação estava alta, na casa dos 10%, o país não cresceu, os juros na Lua e o desemprego crescendo. Não foi um sucesso o primeiro mandato da presidente Dilma.

L – De vez em quando, eu gosto de citar dados para poder especificar. Nós fizemos, esse dias, uma comparação entre o primeiro ano do segundo mandato da Dilma e o primeiro ano do segundo mandato do Fernando Henrique Cardoso. Só para mostrar. No FHC, nós tínhamos só 36 bilhões de reservas, dos quais 19 eram do FMI. A Dilma tem 370 bilhões. No primeiro ano do FHC, em 99, a dívida pública líquida era 44. A da Dilma é 35. O câmbio subiu, no FHC, 66%. Na Dilma, subiu 40%. A inflação, no FHC, era exatamente 9%. Igual à da Dilma, que era 9%.

K – O senhor não está comparando banana com abacate? Porque o Fernando Henrique pegou o país de um jeito. Quando o senhor deixou o país para a Dilma, crescia 7,5%, os juros eram mais baixos do que hoje, a base de apoio era maior. Ela desarrumou o país.

L – A crise mundial, ninguém tinha a dimensão que ela fosse tomar a dimensão que ela tomou. Trabalhava-se, naquele instante, eu participei do G20 em 2009, em Londres, e a decisão nossa no G20 era de que a única forma de a gente evitar que a crise se alastrasse era a gente não adotar nenhuma política protecionista. Era a gente fazer mais comércio, para garantir o nível de emprego. O que aconteceu no mundo desenvolvido? Todo mundo fez protecionismo. Porque, para eles, livre comércio é quando eles querem exportar. Então, a crise aumentou. Houve equívoco no governo? Houve. E eu discuti muito isso com o Guido. Houve equívoco, por exemplo, quando não se aumentou, em 2012, o preço da gasolina. Nós acumulamos uma inflação que só foi acontecer no segundo mandato da Dilma.

K – Tolerância com a inflação foi um erro?

L – A inflação… Eu acho que a atitude de não aumentar [o preço da gasolina] foi um equívoco, porque a Dilma fez isso para evitar a inflação. Mas, quando nós aumentamos tudo de uma vez, isso representou quase 30% da inflação do período.

K – Eu quero ouvir do senhor só uma coisa que eu acho importante nessa questão do ajuste. O senhor acha que o erro foi ter escondido na campanha que seria necessário fazer um ajuste depois da eleição ou o erro foi ter feito o ajuste depois da eleição?

L – Eu não sei se o governo todo tinha clareza, porque, toda vez que você conversava, a impressão que tinha era que o governo tinha base financeira para fazer tudo que estava fazendo.

K – Mas todo mundo alertava, presidente. Até o senhor alertava.

L – Veja, todo mundo alertava, mas o governo tem seus próprios caminhos.

K – O senhor recomendou que o Guido Mantega deixasse o Ministério da fazenda no final de 2013…

L – Eu não recomendei. O que eu achava, e que que acho, é que todas as pessoas que estão há muito tempo no governo, de vez em quando, precisam fazer uma reflexão e sair, para que haja uma renovação dentro do governo. É importante lembrar que eu fiz um ajuste, em 2003, maior do que o da Dilma. Não maior na quantia do orçamento, mas eu fui mais duro. Inclusive o superávit primário eu levei para 3,75%. Muita gente saiu do PT por conta disso. O problema não é fazer o ajuste. Porque toda vez que você descobre que você está gastando mais do que está arrecadando, você tem que parar. Isso vale no seu orçamento, vale no meu e vale no orçamento do governo. O que eu acho é que nós estamos agora diante de um problema sério: é preciso retomar o crescimento econômico.

K – Então, como que retoma? Como que sai da crise?

L – Você está lembrado que, em julho do ano passado, em Porto Alegre, eu brinquei com o Arno: “Arno [Augustin, então secretário do Tesouro], tem inflação de demanda? Não. Então, por que que está aumentando a taxa de juros?”. A taxa de juros só tem que aumentar quando você tem uma inflação de demanda que você quer esfriar a demanda. Se você não tem inflação de demanda, você precisa, então, fazer outra coisa, e não aumentar a taxa de juros. Eu não sei se o governo pode reduzir agora, porque tem uma coisa chamada credibilidade e confiança que, em economia, vale muito.

K – Que a Dilma perdeu.

L – Você está lembrado de que eu dizia o seguinte: não tem mágica em economia. Em economia você fala, as pessoas acreditam e você executa. Tem que convencer os trabalhadores, tem que convencer os empresários. Ou você tem que fazer uma opção. Neste momento, nós estamos diante de uma situação delicada, que é a seguinte: a União tem poucos recursos para investimento, os Estados têm poucos recursos para investimento, os municípios têm poucos recursos para investimento e há uma crise política. Os empresários não confiam no que vai acontecer amanhã. Então, nós temos duas opções: ou fazemos um aumento de impostos, como a Dilma está propondo agora a CPMF, ou você faz uma forte política de crédito.

K – O que o senhor acha melhor fazer?

L – Eu faria uma política de crédito. Primeiro a cadeia produtiva. Faria com que as grandes empresas fossem avalistas das pequenas empresas fornecedoras delas. Depois, eu aumentaria o crédito consignado para o setor da indústria privada. Depois, a gente liberaria crédito para os governadores e prefeitos que têm capacidade de aumentar financiamento. Muitos têm, inclusive, dinheiro no exterior, que poderiam pegar. Você pode abrir crédito para o consumo.

K – Isso não vai gerar mais inflação?

L – É que a inflação não é por conta disso, agora. A inflação, é uma obsessão a gente não deixar ela voltar. Kennedy, quem está falando com você viveu a inflação a 80% ao mês. Eu sei o que a inflação causa no salário do trabalhador e eu acho que a Dilma tem que fazer todo e qualquer esforço para controlar a inflação. O que eu acho, Kennedy, é que não pode ter um único caminho. Nós temos que escolher. E nesse momento de crise, em que a situação está difícil. Porque quando está tudo muito bom… Sabe, você vai num baile e tem muita mulher, ou tem muito homem, ninguém reclama do baile.

K – Todo mundo dança…

L – Agora, quando você vai e tem pouquinha mulher, todo mundo reclama. Então, eu acho que agora é hora da gente tentar criar coisa nova.

K – Foi um erro desonerar tanto?

L – Eu acho que talvez o governo tenha descoberto que desonerou tanto quando já tinha ultrapassado o limite. Eu acho que foi um equívoco desonerar, consequentemente. Eu não vejo uma propaganda na televisão agradecendo ao governo pela desoneração. Eu vejo propaganda contra a CPMF. Mas agradecendo os 340 bilhões que foram desonerados ao longo dos últimos anos eu não vejo ninguém falar.

K – O senhor está falando do Paulo Skaf, da Fiesp, que é contra a CPMF?

L – Eu não falo do Paulo Skaf, eu falo de todos os setores que ganharam com a desoneração e que agora estão dispensando o trabalhador.

K – Então foi um erro, não é presidente? Não teve o efeito desejado.

L – Eu acho que não deveria fazer tanta desoneração. Eu acho. Porque o Estado tem que manter uma certa capacidade de arrecadação. E também, quando você está do lado de fora, você acha, você pensa, você acredita. Quando você está do lado de dentro, você faz ou não faz. Você toma uma decisão. Ao tomar a decisão e perceber que vazou, tenta mudar. Eu acho que é isso que a Dilma está fazendo agora. E eu queria dizer uma coisa, a Dilma tem três anos de mandato pela frente. O que nós precisamos agora é saber o seguinte: esse povo não pode continuar vivendo nesse clima de incerteza, de pessimismo.

K – Tem uma onda de pessimismo no país tremenda.

L – Pessimismo maluco, sem nenhuma necessidade. Eu acho que é preciso o Congresso Nacional…

K – Para se ter uma percepção real, presidente, 10% avaliam o governo dela como ótimo/bom. A popularidade dela é pior que a do Collor. Ou seja, na percepção da população, ela faz um governo ruim.

L – A percepção dela é igual à do Fernando Henrique Cardoso em 99: 9%. Faltam três anos.

K – Mas sempre comparar com o pior não é a solução…

L – Faltam três anos de mandato. A Dilma tem todas as condições de mudar, ela sabe o que tem que fazer, eu tenho certeza que ela sabe o que tem que fazer. E ela, eu acho, está esperando o momento de começar a anunciar. E a palavra significa desenvolvimento, significa esperança. Eu acho que a presidenta Dilma tem que saber que a roda-gigante da economia tem que voltar a girar. Ela pode começar a voltar a girar pouquinho, mas ela tem que dar ao povo a certeza de que esses meninos que nós colocamos no Pronatec, esses meninos que nós colocamos na universidade, vão ter perspectiva de trabalho.

K – Presidente, uma pergunta que eu acho que é importante fazer para o senhor. Dois afilhados políticos do senhor, o senhor escolheu os dois, a Dilma e o Fernando Haddad, todos dois estão muito mal avaliados. O senhor não faz uma autocrítica sobre essas escolhas que o senhor ofereceu?

L – Não faço. Não faço, porque o problema não é do Fernando Haddad ou da Dilma pessoal. Há uma conjuntura política. Veja, desde aquela grande passeata de 2013, houve uma conjuntura política que reverteu quase toda política nacional. Isso mudou na campanha de 2014. Foi uma campanha muito virulenta, muito virulenta. E a gente não pode analisar o clima político do país apenas por São Paulo. São Paulo é uma situação atípica, porque é o Estado mais industrializado, certamente que o PIB de São Paulo já caiu mais do que o PIB nacional e certamente o desemprego é mais sentido aqui do que em outras partes do país.

K – O senhor vê chance de o Haddad se reeleger?

L – Eu vejo. Essa será a grande surpresa. São Paulo nunca teve uma pessoa da qualidade do Haddad. É importante o povo de São Paulo saber.

K – Ele está mal avaliado na periferia de São Paulo.

L – É importante São Paulo saber. É um orgulho você ter um prefeito da qualidade do Haddad numa cidade como São Paulo. O Haddad está vivendo um momento de crise difícil, financeira. Caiu a arrecadação da cidade. Kennedy, era muito fácil ser prefeito quando eu fui presidente no último mandato. Porque a gente estava numa situação boa, tinha muito dinheiro para a cidade, muito dinheiro para o Estado, muito crédito à disposição. Isso acabou agora, por causa da situação nacional. Então, piorou a situação de todo mundo.

K – É, ele paga um pouco pela crise da Dilma.

L – O que nós precisamos agora é parar de falar em crise. Conversar com o Congresso Nacional.

K – O Brasil não discute o problema real. Por exemplo, o slogan do governo é “Pátria Educadora”. Só se fala de corte orçamentário na educação, presidente, não se discute educação.

L – Deixa eu falar uma coisa para fazer justiça. Você pode ter momentos em que você é obrigado a fazer um corte. Mas, vamos ser francos, nós aprovamos um Plano Nacional de Educação em 2014. Foi um projeto que eu mandei para o Congresso em 2010, tramitou durante quatro anos. Durante quatro anos, esse programa foi discutido na Câmara e no Senado. Foi aprovado. É um plano que estabelece meta até 2024, que vai da creche à universidade. Esse plano tem que ser cumprido, porque tem prazo, tem lei, tem regras, tem data. Tem que ser cumprido. E é por isso que nós aprovamos 75% dos royalties do petróleo para a Educação. Era para tentar acabar, de uma vez por todas, zerar com o deficit educacional neste país. Eu conto sempre uma história: você não acha absurdo que eu, sendo o único presidente que não teve diploma universitário, sou o presidente que mais fez universidades no país? O que mais fez escolas técnicas? Você não acha absurdo que este país aqui, que foi descoberto em 1500, só foi ter a primeira universidade em 1922 e que Santo Domingo, que foi descoberto em 1492, já tinha universidade em 1507? Você não acha que a elite brasileira brincou com a educação desse povo, menosprezou? Sempre trabalhou com a ideia de que pobre não tinha que chegar na universidade?

K – Vocês estão no governo há 13 anos, podiam ter mudado isso.

L – Nós mudamos muito! Nós mudamos. Se você pegar o orçamento da Educação, nós mais do que triplicamos o orçamento da Educação. Nós fizemos 18 universidades federais novas, 173 campus novos pelo interior do Brasil. Nós fizemos em 12 anos, Kennedy, três vezes mais escolas técnicas do que a elite brasileira fez em 100.

K – O problema no Ensino Fundamental é grave, não é?

L – Veja, no Ensino Fundamental é grave. Por isso é que o Plano Nacional de Educação resolve. Porque ele vai exigir uma nova repactuação entre governo federal, governo estadual e governo municipal. Porque você sabe que tem Estado que é o Estado que cuida, tem Estado que é o município que cuida. Ou seja, você sabe que cachorro de muito dono morre de fome, porque todo mundo fala que deu comida e não deu. Então, é preciso rediscutir a educação. O Plano Nacional de Educação foi discutido na base, Kennedy. Foi discutido exaustivamente. Agora é cumprir. É por isso que eu estou andando pelo Brasil, para tentar convocar a sociedade a discutir a educação. Não é um problema do prefeito, da presidenta ou do governador. É um problema da mãe e do pai, é um problema da comunidade, é um problema da diretora, é um problema do professor, é um problema de todos nós. Eu morava em frente a uma escola. Eu nunca fui na escola dos meus filhos, minha mulher é que ia. E eu acho que é irresponsabilidade os pais não saberem como é a escola dos filhos. Então, eu trabalho com essa ideia. Eu trabalho com a ideia de que a gente vai chegar, em algum momento, a ter uma escola tão boa que quando o prefeito falar “A minha escola da minha cidade é boa”, você pergunta “Onde é que tá o teu filho?”. E ele tem que falar que o filho dele está na escola pública. Se não falar, significa que não é boa a escola.

K – Presidente, o nosso tempo está acabando e é muito importante abordar com o senhor a questão da Lava Jato e da Zelotes. Está na raiz de um desgaste da imagem do senhor, que se reflete nas pesquisas. O senhor não é investigado na operação Lava Jato nem na Zelotes, mas há uma série de procedimentos na Polícia Federal e no Ministério Público que podem atingir o senhor diretamente ou indiretamente. Sejam amigos do senhor, parentes e ex-ministros. Por exemplo, na Zelotes houve procedimento investigatório em relação ao ex-ministro Gilberto Carvalho e ao seu filho mais novo, o Luis Cláudio. Pergunto para o senhor, a respeito desses fatos e dessas investigações: essas investigações, presidente, elas são atos normais numa república, onde ninguém está acima da lei, nem o filho de um presidente, de um jornalista importante, de um empresário importante, ou o senhor vê um cerco de natureza política, uma perseguição ao senhor e à sua família?

L – Vamos fazer duas coisas. Primeiro, eu acho que essas coisas são coisas normais de um país democrático. E, para ser honesto e para explicar para o nosso telespectador, é um ato normal, resultado de 12 anos de governo que permitiu que fossem criados todos os instrumentos de transparência neste país e de modernização de todo o sistema de investigação neste país. Isso não é de uma república qualquer. Porque 15 anos atrás, não acontecia isso. Isso é uma coisa nova. Uma coisa que, daqui a alguns anos, a história vai mostrar.

K – Aumentou o número de investigações da Polícia Federal, o Ministério Público…

L – Houve modernização na inteligência, houve mais liberdade para a Polícia Federal, houve mais autonomia do Ministério Público. Houve tudo melhor, tudo. E isso a gente faz porque combater a corrupção é obrigação, não é mérito. Eu sou filho de uma mãe que nasceu e morreu analfabeta. Eu digo em todo lugar, e disse aqui uma vez, para o Jô Soares, mais de dez anos atrás, que o melhor patrimônio que a minha mãe deixou para mim foi o direito de andar de cabeça erguida neste país, de saber o que é meu e o que não é meu.

K – Por que, então, há tanta crítica ao senhor, tanta reportagem dizendo que o Lula não quer investigação, que o Lula quer proteção para ele e para os amigos e para os parentes?

L – Primeiro, eu duvido que tenha alguém neste país que diga que o Lula tentou interferir antes da Presidência, depois da Presidência, durante o mandato. Nunca interferi. Nunca, nunca, nunca. Porque, para mim, eu dizia, no auge do mensalão, só tem um jeito de as pessoas não serem investigadas neste país, é as pessoas andarem corretamente. Se as pessoas andarem corretamente, as pessoas têm o prazer de não serem investigadas. Você pode cometer erro ou não, como aquela escola aqui em São Paulo…

K – Escola Base

L – Escola Base. Você pode cometer erro como aquele, em que o cidadão praticamente acabou e ele era inocente.

K – Mas o senhor acha que há um cerco ao senhor, uma perseguição ao senhor?

L – Eu não quero ser vítima, porque critico muito a imprensa, mas eu devo o que eu sou também à imprensa. Porque quando a imprensa critica demais, o povo também é inteligente, o povo também percebe, “Espera aí, será que esse cara não merece nada?”. Quando eu estava na Presidência, eu já era tratado do mesmo jeito. Eu cheguei a um momento, na campanha, em que eu fui reclamar com os meios de comunicação que a Heloísa Helena tinha mais espaço na mídia do que eu. Eu não reclamo porque eu acredito na inteligência do povo. Eu acredito na inteligência do leitor, que consegue perceber o que é falso e o que é mentiroso. Eu acredito na inteligência do ouvinte, que consegue perceber. E acredito na inteligência do telespectador. Eu não me faço de vítima.

K – O Gilberto Carvalho disse: “O alvo é o PT, é o presidente Lula. Eles querem desmoralizar o presidente Lula para depois realizarem a prisão dele e o tirarem de 2018”. Quem está dizendo isso, quem disse, foi o Gilberto Carvalho, seu chefe de gabinete, ministro do governo [Dilma]. O senhor concorda com ele?

L – Eu não concordo com ele.

K – O senhor teme ser preso, presidente?

L – Não temo. Não temo. Eu não temo ser preso porque eu duvido que tenha alguém neste país, do pior inimigo meu ao melhor amigo meu, qualquer empresário, pequeno ou grande, que diga que um dia teve uma conversa comigo ilícita. Duvido. Então, eu tenho a minha consciência tranquila. Eu acho que é um problema político. Eu denunciei o vazamento seletivo em dezembro, numa homenagem ao Márcio Thomaz Bastos, dentro do palácio do Ministério da Justiça, porque eu acho que há. Muitas vezes, a gente tem acompanhado, há um processo, parece até um cartel, em que na quinta-feira começa a sair boato, na sexta começa a sair revista, no sábado vai para a televisão, domingo vai para os jornais e na semana seguinte começa tudo outra vez. E o vazamento é seletivo. Eu tenho casos em que o advogado do cliente não recebeu a denúncia, mas a imprensa recebeu. Então, eu acho um processo equivocado.

K – Houve exageros, então?

L – Eu tenho tranquilidade de dizer o seguinte. Todas as vezes, eu fui o único presidente a ir fazer pronunciamento dentro da Polícia Federal. Em todas as posses do Ministério Público que eu fui, eu dizia que todas as instituições que são muito fortes, muito poderosas, elas têm que ter muito mais responsabilidade. É preciso cuidar de não criar uma imagem negativa de uma pessoa sem que você tenha provas contundentes. Nós estamos vivendo, neste momento, a “República da suspeição”. Eu não preciso de prova, eu só preciso suspeitar do Kennedy que ele já está condenado.

K – Pois é, isso é errado. Todo mundo tem o direito de defesa. Agora, presidente, é importante, porque o senhor fala da sua ligação com o povo: hoje, o João Vaccari, que é ex-tesoureiro do PT, está preso. E o José Dirceu está preso em Curitiba. Há inúmeros relatos na investigação que apontam que doações legais feitas ao PT teriam origem em contratos de propina na Petrobras. Novamente, as pessoas questionam. A gente vê na rua as pessoas falando “Como é que o Lula não sabia de novo? No mensalão, o Lula disse que não sabia. Agora vem um escândalo na Petrobras, com diretores nomeados durante a gestão dele, diretores importantes. Há todo um escândalo que envolve esses diretores, agentes políticos, empresários, e, mais uma vez, o Lula não sabia”. O senhor nunca foi alertado, presidente, sobre corrupção na Petrobras?

L – Eu não fui alertado pela gloriosa imprensa brasileira. Eu não fui alertado pela Polícia Federal. Eu não fui alertado pelo Ministério Público. E eu sou o presidente que mais visitou a Petrobras, Kennedy. Ninguém foi tanto na Petrobras e em plataforma como eu, nunca.

K – Mas não é grave o que aconteceu lá?

L – Nunca ninguém me disse que tinha algum… Ou seja, essas coisas você só descobre ou quando a quadrilha cai ou quando alguém denuncia. Fora disso, ninguém tem escrito na testa “eu sou corrupto”. Porque se estiver escrito na testa “eu sou corrupto”, ele não irá passar num concurso, não irá trabalhar numa empresa importante. O que as pessoas têm que compreender é o seguinte: Quantas coisas acontecem dentro da sua casa, com seus filhos, que você não sabe? Quantas vezes acontece? Tem uma coisa que não me agrada que é o seguinte, a impressão que dá é que os empresários tinham dois caixas: o caixa beatificado, santo, e o caixa de propina. E o Vaccari só ia no da propina? Os outros só iam nesse aqui, que não tem nada?

K – É que o argumento do Ministério Público é que o PT comandava a Petrobras e que podia pedir a contrapartida.

L – É a suspeita do Ministério Público.

K – É uma acusação, já.

L – Não é fato, é uma acusação. Portanto, o Vaccari tem condição de se defender. Porque nós precisamos ter consciência do seguinte, esse processo de corrupção, ele tem que ficar restrito à Polícia, ao Ministério Público e à Justiça. E a preocupação da Dilma tem que ser cuidar deste país. Apenas cuidar do Brasil. Deixa os outros cuidarem de cada coisa.

K – Presidente, há uma série de depoimentos de delatores que falam que o José Carlos Bumlai, que é amigo do senhor, teria feito uso do nome do senhor, do nome do PT, para obter recursos. São tantas delações, tantos detalhes, não são evidências de que ele teve uma atuação indevida de lobista?

L – Se ele teve situação indevida, vai ficar provado ou não. Eu fico imaginando quantas pessoas utilizaram o meu nome. Eu, um dia desses, sou surpreendido com uma notícia de jornal de que um cidadão tinha dito que uma nora minha tinha recebido R$ 2,4 milhões.

K – O Fernando Baiano disse que o Bumlai pediu esse dinheiro.

L – Isso me criou um problema, porque eu tenho quatro noras. E eu comecei a perguntar: quem é que recebeu dinheiro, quem é que ficou rico? Você pode dizer não ou você pode abrir um processo para poder provar. Você acompanha a vida do meu filho Fábio. Acompanha na internet: ele tem avião, ele tem a torre Eiffel, ele tem a casa Branca, ele tem todos os bois da Friboi. Você não sabe a quantidade de desmentido que é feita todo santo dia. E é uma guerra que você não consegue acabar. Nem tudo que o delator fala tem veracidade. O delator fala porque o delator está sendo premiado. Eu tô condenado, eu vou condenar o Kennedy.

K – Se ele mentir, ele perde o benefício da delação.

L – É preciso que a gente não dê voto de confiança ao bandido e um voto de desconfiança ao inocente. É preciso que a gente tenha em conta que a delação premiada é apenas o começo de um processo de alguém que, para livrar a sua situação, tenta culpar o outro. E veja que foi um instrumento reforçado em 2011 e em 2013, no governo da Dilma. Ela reforçou a delação premiada numa demonstração de que se tem uma coisa que nós não tememos, é apurar corrupção. Aliás, eu acho que a corrupção deveria ser tratada na escola. A gente começar no banco da escola a ensinar às crianças o que é corrupção, desde um pequeno gesto até o que é a grande corrupção, para ver se a gente constrói uma sociedade que, no futuro, a gente tenha orgulho de ter acabado com a corrupção.

K – Estamos acabando aqui. Eu tenho uma pergunta importante para fazer para o senhor. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso diz que o senhor é o atual pai da crise, que teria plantado as sementes com as nomeações na Petrobras. E ele afirmou, numa entrevista aqui ao SBT, que o senhor “é um político encantado pelas delícias do poder”, nas palavras dele, e que “adotou o toma lá, dá cá como uma regra, não como uma exceção” e que ele acha isso perigoso. Como o senhor responde a essa avaliação do Fernando Henrique?

L – Eu, às vezes, preferia nem responder a um homem que tem 84 anos de idade, que já foi presidente, já foi senador. O FHC, toda vez que ele tiver que falar de corrupção, ele tem que lembrar da reeleição em 96.

K – A emenda da reeleição, em 97.

L – Ele tem que lembrar que o único mensalão criado, reconhecido inclusive por deputados do DEM, que disseram que receberam, foi ele. Ele tem que lembrar que nenhum processo dele era investigado. Cadê a pasta cor de rosa, que não foi investigada? O MP dele se chamava engavetador.

K – Engavetador-geral da República.

L – Então, eu deveria ter apreço pelo FHC, porque sempre tive uma boa convivência com ele. Mas eu acho que o FHC tem um problema comigo, que é um problema de soberba. O FHC, ele sofre com o meu sucesso. Ele sofre. Porque eu acho que ele queria que eu ganhasse, não que o Serra ganhasse. Porque ele imaginava o seguinte: o Lula vai ganhar, ele é um coitadinho metalúrgico, vai chegar aqui e não vai saber nada, não vai dar certo. Quando chegar em 2006, eu voltarei de braços abertos para os braços do povo. Ele devia pensar: o Lula não fala inglês, o Lula não vai saber conversar com as pessoas. O que aconteceu é que o meu governo se transformou numa coisa admirada por todo mundo. Porque nós fizemos a maior inclusão social da história deste país. Nunca se praticou tanta democracia. Foram 74 conferências nacionais para definir políticas públicas. Nunca nenhum presidente da República fez reunião com reitores. Eu, durante oito anos, fiz reuniões com reitores para discutir os problemas das universidades e escolas técnicas brasileiras. Acontece que, quando o meu governo teve sucesso, ao invés dele falar “eu ajudei esse menino a vencer, eu tenho parte nisso”, não, ele começou a ficar com bronca.

K – Não há hipótese de encontro entre o senhor e ele?

L – Acho que é difícil. É difícil porque eu acho que ele tem esse problema e vai carregar para o resto da vida. Porque a soberba da elite não permite achar que o cidadão da senzala tem direito de alguma coisa, que pode alguma coisa.

K – Mas é ruim para o país o senhor e ele não conversarem, não é?

L – Eu acho que não é ruim, não. Temos que conversar com a sociedade. Temos que conversar com os empresários. Conversar com os políticos da ativa. Conversar com os trabalhadores. Conversar com a sociedade organizada. Necessariamente, eu e o FHC não temos que conversar. Você não vê Bush e Obama ficarem se reunindo. Não vê Clinton e Bush ficarem reunindo. Eu não tenho que me reunir com FHC. Quem tem que reunir é o PT e o PSDB. É o PMDB e o PSDB. Aliás, nós dois deveríamos ser considerados carta fora do baralho. Mas é isso, eu lamento. Lamento que o FHC, que deveria tirar proveito do sucesso do meu governo, porque ele sabe, ele viaja o mundo e ele sabe. Sabe que o que nós fizemos neste país, isso é motivo de orgulho no mundo. O brasileiro tem orgulho de descer e mostrar o passaporte.

K – Hoje o país está numa crise grave, presidente.

L – O Brasil perdeu esse humor.

K – O governo Dilma não é um governo de retrocesso na economia e na área social?

L – Não é só um problema da Dilma. Na área social não houve nenhum retrocesso.

K – Cortes nos programas sociais, Fies, Pronatec. Corte orçamentário.

L – Não houve nenhum retrocesso, não houve corte. Num ano você pode colocar dez, no outro ano você pode colocar oito. O dado concreto é que o compromisso com as políticas sociais da Dilma é inatingível. Ela sabe disso. E os compromissos com a educação, de quem criou um slogan do governo de “Pátria educadora”, é total e absoluto. Então, eu acho que nós estamos vivendo um momento de uma acidez política muito grande. As pessoas perderam a tolerância. Corintianos e palmeirenses têm mais tolerância de assistir a um jogo juntos do que políticos de partidos adversários. Então, eu penso que nós temos que ter muita, mas muita tranquilidade, temos que ter muita conversa. Nós temos que ter consciência de que este país só vai melhorar quando a economia voltar a crescer, quando voltar a gerar emprego, quando voltar a distribuir renda. E não pode discutir 2018 agora. É muito cedo. E eu só posso dizer o seguinte, eu vou repetir para você: para defender o projeto de inclusão social, você pode estar certo, eu estou fazendo política a partir de hoje, porque nós não podemos retroceder. Nós temos que avançar.

K – O senhor é corintiano. Seu time está próximo de ser campeão. Já dá para comemorar ou tem que esperar a matemática?

L – Eu acho que tem que esperar a matemática, porque esse negócio de festejar… Em 2002, eu tinha certeza de que eu iria ganhar no primeiro turno. O pessoal estava festejando no comitê e nós fomos para o segundo turno. Estava todo mundo irado. Eu fui o cara que foi lá para tranquilizar as pessoas. Agora, eu não quero ficar comemorando título antes. Vamos esperar.

K – O futebol mais bonito é o do Santos mesmo…

L – Eu acho que o Santos está bem! Mas o Corinthians está melhor.

K – Presidente, obrigado pela sua entrevista e até uma próxima.

Comentários
145
  1. César disse:

    Eu tenho uma outra proposta para substituir as quatro letras da CPMF. K.D.I.A! Estas resolvem os problemas do Brasil.

    • ODISSON JOSE DOS SANTOS CORREA disse:

      K.D.I.A é pra bandido e bandido precisa ter atos ilícitos associados à sua pessoa, o que não existe em relacão ao ex-presidente Lula. O que existe são suspeitas providenciadas para tentar macular uma história de vida exemplar e totalmente compromissada com o interesse público, principalmente das camadas mais pobres do povo brasileiro.

      • César disse:

        O meu diagnostico é outro! Utilização de laranjas para se camuflar.

      • LUGAR DE LADRÃO É NA CADEIA: DE MENDIGO A PRESIDENTE DA REPÚBLICA! disse:

        Eu não gostaria de morrer sem ver a “coisa” na cadeia… nunca vi tamanha injustiça como a do Sé Dirceu ser preso e seu chefe continuar livre e solto… e mais ainda, somente o Marcos Valério condenado a 40 anos de cadeia!

  2. Juliano Roberto disse:

    Que bom que ele tem a consciência tranquila. Eu votei nele em 2002 e minha consciência não é nada tranquila.

  3. César disse:

    Resumindo:C-A-R-A__D-E__P-A-U!

    • Geovane Costa disse:

      O engraçado é que segundo ele, pode reverter a opinião de quem é contra para a favor só com o discurso! Basta olhar paras os discursos da Dilma para saber que não dá mais para acreditar só em discursos, diz uma coisa e faz outra, pensa que somos trouxas, o tempo passa e as pessoas mudam, quem quer, fica mais esperto!

    • justus disse:

      concordo, tremendo cara de pau, chefe da quadrilha, vai morrer alegando inocência.

  4. Idalma disse:

    Lula, a história irá lhe fazer justiça. Sem querer comparar, mas foi assim com todos os grandes líderes mundiais injustiçados. Poderia citar centenas, fico com o mais recente, Nelson Mandela, aliás, não vou muito lá atrás, pra não chegar ao esquartejado Tiradentes e o maior de todos, impiedosamente crucificado há mais de 2000 anos e hoje, venerado por todo o planeta Terra.

    • Antonio disse:

      Idelma, Achei que os politicamente cego neste país, já haviam recuperado avisão depois de saber que foram enganados por lobos em pele de cordeiro…Mas fico triste em saber que há ainda cegos politicamente, depois de nos levar ao fundo do posso!!!

      • Joel disse:

        Os cegos geralmente pensam que os outros é que o são. Principalmente os cegos e ignorantes políticos midiotizados.

        • Marcos Veiga disse:

          Pior cego são aqueles dominados por uma ideologia. Ficam imbecilizados e construem argumentos continuamente na base da justificativa. E entre características existentes para reconhecer tais idiotas há a dificuldade de entendimento cognitivo. Dilma é um exemplo.

          • Sergio Navas disse:

            Pior cego é aquele que por ingratidão ou preconceito não admite, que nos últimos doze anos o país esteve muito bem, atingindo resultados expressivos, o que ainda se pode comprovar, apesar do momento difícil que o País está atravessando, pelo trânsito caótico
            das ruas, avenidas e estradas, além de bares e restaurantes ainda com movimentos expressivos. Quem viveu a década de 80 e 90 tem obrigação de saber a que me refiro.

        • Cassio Moreira disse:

          Vdd!!!

    • José Geraldo disse:

      Comparar Lula com Nelson Mandela, deu dó desse comentário.

    • André disse:

      Minha senhora, abra o olho enquanto ha tempo. O pior cego é aquele que não quer enchengar.

    • marcelo pereira disse:

      Concordo com o ex-presidente LULA, deve ter mesmo sua consciência tranquila, pois não deve nada a ninguém, quem não ta somos nós o povo, com dificuldades na educação, saúde e segurança e ainda pagando altos imposto e devendo muito aos altos juros do Bancos do Brasil, caixa e BNDES, que financiam a bolsa voto e as empreiteiras, parabéns presidente ótima entrevista!

    • Ana Paula disse:

      Verdade, Mandela é respeitado no mundo inteiro, mas muito criticado em seu país, coisa que deve mudar com sua morte. Pena que o verdadeiro reconhecimento só aconteça após a morte.

    • MARCIO disse:

      Olá, Idalma, o cidadão que concedeu esta entrevista está mais para o dois que foram crucificado ao lado de Jesus.

    • Eduardo disse:

      Idioma, por favor……não cometa essa heresia!!!!!!!
      Que Deus me perdoe mas, o Lula ta mais para Lúcifer do que para Cristo!!!!
      O pior cego é aquele que não quer enxergar .
      É o pior é que no fundo são todos farinha do mesmo saco!
      Triste realidade a nossa.

    • Robinson Nogueira Barroso Pais disse:

      Fazer justiça para um sujeito como o Lula é só colocá-lo na carceragem da Polícia Federal, junto com Zé Dirceu e Vaccari !

  5. César disse:

    E o governo eSocial, “e” de enganação.

  6. Edélcio Walmir Salvador disse:

    Caro Kennedy!
    “EU ACHO,EU ACHO,EU ACHO”que você deve ter saído desta entrevista
    um pouco mais sábio.Que tristeza,lamento pelo Brasil,pelo povo /
    BOM que somos,lamento por tudo e fico torcendo para que algo de /
    milagroso aconteça para nosso bem.
    Grato.

  7. CBarros disse:

    Lula um gênio da política, quer queiram ou não. Lula é o tipo do cara que entra na arena como um morto e deixa o leão miando como um gatinho.

  8. Vitor Carvalho disse:

    Alguém já ouviu falar de um CRIMINOSO com a consciência pesada ???Isso seria um verdadeiro contrassenso …

  9. Cristiano Barbosa Lemos disse:

    Acho que ele devia sumir um pouco da mídia, e muita hipocrisia em uma soberba efêmera… incrível, o pior e que ele se convence do que diz, eu pessoalmente não consigo nem ouvir sua voz.

  10. Luis Carlos disse:

    O Lula adora dizer que o Presidente Fernando Henrique não investigava nada e arquivava todos os processos na época de seu governo.
    Fica apenas uma dúvida: sabendo de tudo e sendo tão a favor da honestidade, por que o Lula nunca mandou investigar nada dos inúmeros desvios de roubalheiras que ele afirma que FHC cometeu no seu governo?
    O agente público que sabe de um crime e não toma nenhuma providência comete crime de prevaricão!

  11. O criador criticando a criatura que inventou. E agora falam tanto de golpe, mas fazer estelionato eleitoral pode?!!!

  12. Giovanny disse:

    Creio que é o único que pode nos tirar dessa crise. Foi o melhor presidente que este país já elegeu. Bons tempos, aprovação de 80% não foi só minha, foi de 80% da nação, que se sentia segura, prospera, viva, respeitada no mundo. Oxalá ele seja mesmo candidato em 2018. Votarei nele novamente.

    • Carlos disse:

      É assustadora a habilidade deste canalha convencer as pessoas de que é um santo.impressionante mesmo ,fico até com medo de ouvir ele falar ,é inconstavel mente um verdadeiro vendedor de ilusoes,enriqueceu ,e colocou um poste para sycede lo ,a fim de ser protegido por tantas agruras feitas com o dinheiro publici.Me espanta também a firma como manipula os dados ,fazendo comparacoes esdruxulas como bem apontou o Kennedy ,comparado abacates com bananas.Peço a Deus q nos livre do criafor e da criatura ,que estao afundando um pais tao maravilhoso como o Bradil

  13. Pereira disse:

    O ex-presidente Lula diz que poderá ser candidato novamente ao Palácio do Planalto em 2018 a fim de defender “um projeto que fez com que os pobres fossem vistos neste país”. Não acredito que o povo vai ter a coragem de eleger novamente Lula para presidente em 2018, pois ele sim é um dos maiores culpados desse desgoverno que temos em nossa atualidade no Brasil, referente ele não ter medo de ser preso, não duvido que ele não tenha nem um pingo de medo de nada, pois no Brasil os políticos tem muitos privilégios, mais é fácil saber referente aos seus ganhos após ele ser eleito em primeiro mandato até o final da sua releição, faça-se um balanço do que ele e família toda dele tinha antes de poder econômico e do que se tem hoje. Veremos que somente palavras não mudará a realidade dos fatos apresentados. Tá mais que na hora do brasileiro aprender a votar em verdadeiras propostas a bem de um Brasil melhor para todos.

    • Gilmar Calado disse:

      Não só pegue a condição financeira do ex presidente LULA do começo ao final do seu mandato mais sim pesquise o que mudou na vida da classe trabalhadora!!! TODO o povo ou sua grande maioria melhorou de vida!!!! eu estava no shopping e encontrei o pedreiro fazendo COMPRAS com sua esposa e me divertir batendo um rapido papo com ele!!! isso não existia!!! uma EX empregada esta morando num prédio onde antes ela trabalhava!!! isso é real!!!! na época fhc ela não podia usar o elevador social e isso é apartheid que o PT exterminou!!!! meu pai tem uma enorme casa no centro de uma cidade no interior e ao ir tomar banho de rio tinha que passar por um povoado e que surpresa estonteante!!!! fazia dez anos que eu não tinha ido ao interior e pouca coisa mudou no seu centro mais nos bairros e localidades… onde eram CASSAS DE BARRO hoje só tem casas de ALVENARIA muitas duplex com garagens e carros e algumas melhores que a MINHA!!!! onde tinha umas cem casas de barro hoje tem 300 de alvenaria com ruas asfaltadas e iluminadas!!! tenho 40 anos e 30 anos da minha vida testemunhal essa localidade nunca mudou só tinha piorado mais com o PT ela ficou um bairro digno em termos de bens social pois em seu carater esses pessoas (consideradas a época muito POBRES)sempre foram por experiência próprias muitos mais dignas do que a esmagadora maioria das pessoas do centro onde eu morava/moro as vezes. Viva o LULA.

      • Paulo disse:

        Gilmar, quem vc acha que pagou estas obras, a vila pequena que vc passava e hoje é um bom local. Nós pagamos. Vc, eu, todo brasileiro honesto que paga impostos. O que se questiona é o uso “correto” destes impostos. Vc acha que está tudo certo, que o Mensalão, Lava Jato e outros tantos são uma invenção. Veja o que acontece ao seu lado. Como uma pessoa honesta, onde sua fonte de renda é seu trabalho assalariado, pode ter um patrimônio 20 vezes maior do que recebeu até hoje?
        Não precisa ser muito inteligente para saber que teve um aporte EXTRA. Eu não estou criticando o seu lula, mas todos aqueles que de maneira DESONESTA fizeram isso, e ele está neste meio.
        Sr. Gilmar, por acaso já se perguntou como um zelador de zoológico chega a 1 milhão de patrimônio?

  14. Abdo Abdul disse:

    E pensar que este traste já foi presidente do país, por 2 vezes. Que tristeza!

  15. Francisco Carlos disse:

    Em época de candidatura, eleições e etc… Todo bandido posa de bom moço e Pai da Pátria, no fim são todos uns canalhas.
    Quer um exemplo legal, a Prefeitura de São Paulo faz uso de uma frota de Peruas Kombi (fora de linha) para atender o combate a dengue e outros serviços da mesma, os veículos são alugados, o que me chamou a atenção é como o bom moço da Prefeitura, o salvador da Cidade de São Paulo e entre outros adjetivos, permitiu que essa frota viesse de RIBEIRÃO PRETO, é, aquela cidade onde houve um escândalo sobre frota de coleta de lixo, cujo ex-Prefeito e ex-Ministro Palocci(PT) era personagem central, será que aqui não tinha nenhuma empresa para operar esse sistema? Será que se fosse o Prefeito de outro partido estaria fazendo a mesma coisa? Claro que sim, são todos CANALHAS e nós IDIOTAS!!!

  16. Jose Carlos disse:

    Valeu Lula, sempre Lula.

  17. Reinaldo Neves de Oliveira disse:

    Parabéns, Kennedy. Gostei muito da entrevista. Você abordou quase tudo que seria importante perguntar ao ex-presidente Lula. E é óbvio que, como sempre, ele não iria assumir que é o grande culpado pela atual situação caótica do país. Todo mundo sabe que foi ele quem colocou Dilma na presidência e comandou, na surdina, os companheiros (muitos estão presos) que saquearam a Petrobras e outras estatais. Recebeu o país organizado por Itamar e FHC e deixou para Dilma uma herança maldita. Suas perguntas, na função de jornalista competente, foram muito inteligentes. Pena que numa entrevista dessas, por questão de ética, o entrevistador tem que ouvir as mentiras e blasfêmias do entrevistado e ficar calado, mas morrendo de vontade de esfregar os fatos na cara dele.

    • Ricardo JC disse:

      Essas viúvas do FHC me espantam a cada dia. O Lula recebeu o país organizado? Em que mundo você estava ao final de 2002? O país tinha uma inflação de 13% (hoje fazem o maior estardalhaço por causa de uma inflação de 9%), uma taxa de desemprego de 15% (hoje, depois de toda a campanha anti-país que estão fazendo, estamos chegando nos 9%), reservas internacionais de cerca de 30 bilhões de dólares que não davam para honrar nossos compromissos nos 6 meses seguintes (deixo para vc a tarefa de descobrir em quanto estão nossas reservas hoje…) e, na maior cara de pau, FHC ainda foi pedir mais dinheiro emprestado ao FMI. As taxas de investimento no Brasil eram baixíssimas, as mais baixas da história e o país vivia uma era de desinvestimento por causa da crise energética (você se lembra do racionamento de energia? Pelo jeito não era nem nascido na época…). E você vem com esta de que FHC deixou tudo organizado. Se tivesse deixado organizado, não teria sumido das campanhas eleitorais em todos os anos seguintes. Não podia nem aparecer no horário eleitoral porque tirava votos dos seus candidatos. Trouxa é quem acredita nesta história de que o país estava organizado!!! FHC E PSDB NUNCA MAIS!!!

  18. UELTON BARRETO disse:

    Não tenho vergonha de ser brasileiro, tenho vergonha de ter alguém como Lula, se dizendo brasileiro, mais abrindo as pernas para os países comunistas e dando o suado dinheiro dos brasileiros de mão beijada, faça um favor ao Brasil, vá para Cuba

  19. Eduardo Feijó disse:

    Parabéns Kennedy, pela imparcialidade. Jornalismo deve ser feito desta forma, ou então, deveria ser feito como no Estados Unidos, com declaração clara de partido e candidato Cada vez mais é importante olhar os Blogs alternativos com busca da verdade e dos fatos. Aproveito para fala do Diário do FHC, um verdadeira confissão de omissão, culpa e negligência. Quanto alguns comentários de alguns leitores, gostaria de dizer que o nosso país precisa de uma reforma no Estado, com Reformas Políticas(Diminuição de número de deputados, fim dos votos de legenda, fim do voto de suplente, proibição de largar cargos do legislativo e para assumir no executivo e depois voltar para o legislativo), Reforma Tributária e etc. Está tudo ao alcance do Legislativo, que também não apresenta nada, somente deseja cargos no executivo e verbas para as emendas parlamentares.

  20. Paulo disse:

    O cara reduziu a pobreza no Brasil, deu acesso a universidade pública e privada para as demais classes sociais, aumentou o número de escolas técnicas no Brasil, aumentou o acesso a moradia de qualidade para o povo Brasileiro, defendeu a não privatização das estatais do povo Brasileiro, criou os PACs e o povo não reconhece. Ele é o ladrão?
    No momento existem vários políticos com varia provas de desvio de dinheiro, a exemplo cunha, outros envolvidos com tráficos de drogas, e o povo o chama de Salvador.

    • Razor disse:

      Pois é, Paulinho…o Lula deu universidade pública e privada para os pobres (privada? Como? Ele é ditador por acaso?), mas porque então o Brasil não para de cair no ranking da educação mundial?
      Estamos piores que potências como Bolívia, Cazaquistão e Nigéria! Você se orgulha disso?
      Trouxa de quem acredita que quantidade e qualidade são a mesma coisa…

      • Onda Vermelha disse:

        Razor não seja leviano! Os indicadores de educação estão melhorando, paulatinamente, ano a ano, inclusive o principal deles, o Ideb. Isso significa que a educação está uma “maravilha” ou que já chegamos aonde gostaríamos? Obviamente que não, mas os progressos podem ser observados por todos. O Enem e o Sisu são um sucesso de público e crítica apesar de todo o ataque que sofreram! Idem ao Prouni, Fies e a Política de Cotas! Está aumentando nível de escolarização, o número de concluintes de ensino médio, técnico e universitário. Nunca tivemos tantos universitários, mestres e doutores! Nunca um número tão grande de estudantes brasileiros puderam fazer intercâmbios nas melhores universidades estrangeiras, custeados inteiramente pelo poder público, através do programa federal “ciência sem fronteiras”. Então, se temos algum “trouxa” aqui você talvez devesse se incluir entre eles!

        • Rinaldo Rodrigues disse:

          Putz, nosso nível educacional é um dos piores do mundo. E ter acesso “fácil” à universidade só está fazendo com que o “analfabeto funcional” saia com um diploma. Precisamos melhorar e muito o ensino básico, para que nenhum aluno precise de cotas para frequentar uma faculdade.

    • clayton disse:

      quem nao teria inveja desse tipo de pessoa.? todos os filhos enriqueceram depois de 2002,amigos intimos (ze dirceu,genuino,lideres do propio partido )condenados e presos presos,uns soltos e presos novamente,partido foi o ultimo a´votar a favor das diretas já,foi o último a ser á favor do impeachman,contra plano real ,contra privatizaçao petrobras( se tivesse privatizado,continuaria á receber royalties ,impostos,e querendo ou nao teria um certo controle atravez das agencias reguladoras caso acontecesse um acidenteambiental etc.)que virou ninguem sabe o que e ainda tem um processo noa EUA contra a petrobras de alguns bilhoes ,ha 49% da petrobras é de acionistas nao do brasil logo ela nao valia e nem vale para o brasil o mesmo que vale para os investidores.foi contra a cpmf mas no seu nao quiz acabar e no da dilma quer que volte.etc

  21. Jorge disse:

    É um enganador, falastrão não fala nada que se aproveite, simplesmente poderia falar e dar várias sugestões para o desenvolvimento da sociedade Brasileira como um verdadeiro estadista, em vez disto, apenas ocupa todo o tempo para se prover e falar que vai ajudar os pobres, verdade, ajudou a si próprio e seus filhos que eram pobre, eram…Mente e como a coisa está dando errado, muito pela mais alta corrupção visto no país, pois, onde tem desvio de dinheiro logicamente falta para investir nos projetos de um modo geral(saúde, educação, transporte e segurança). Como é interessante assistir as entrevistas tanto do Ex-presidente como sua sucessora, passam o tempo todo respondendo sobre corrupção. Por que será?

  22. Felipe disse:

    Sério ele é mto bom em falar…
    Um desavisado até pode achar que ele é bonzinho…
    Típico de criminosos.

  23. Djalma Camacam Bomfim disse:

    O ex-presidente Lula, nesta entrevista, portou-se como candidato a presidente em 2018; defendeu suas metas e mostrou que não pode haver retrocesso na democracia, na educação e no crescimento da Economia. Ele demonstra com muita propriedade que a situação em pegou o Brasil da mão de FHC, foi uma espécie de dissimulação deste, para não entregar o “abacaxi bichado”, a “batata quente”, o boteco com apenas uma garrafa de cachaça com raiz para o seu dileto amigo – José Serra.
    Então pensou, FHC, – “ENTREGO O BRASIL PARA ESTE BESTA, ELE NÃO SABE GOVERNAR, NÃO DARÁ CONTA DE FAZER UM BOM GOVERNO E, LOGO, LOGO, A GENTE VOLTA” – mais ou menos isso.
    O tiro saiu pela culatra e o que era previsível para o tucanato, destruiu com a espingarda todo o ninho e o retorno da espécie em extinção é duvidosa.

  24. Roberto Figueiredo disse:

    Somente no Brasil, se dá ibope e mérito para uma pessoa suspeita de tantas ilegalidades. O Lula não é somente sinônimo de incompetência mas de uma pessoa ardilosa que usou da necessidade de muitos brasileiros para se promover e desviar a atenção do verdadeiro objetivo sem nunca se quer, se preocupar em dar uma vida com dignidade. Benefício social não dá dignidade para ninguém, conceder crédito e deixar o pobre ainda mais pobre não é distribuição de renda. Mas por visibilidade e contando com a ignorância da maioria do poo brasileiro ainda o jornalismo abre espaço para esse tipo de gente usar da habilidade de expressão para enganar e iludir o povo. Vergonhoso.

  25. César disse:

    Refrescando a memória do ex-Presidente Lula sobre o mensalão do PT.
    José Genoíno – condenado – ex-Presidente do PT, Partido do ex-Presidente Lula.
    José Dirceu – condenado – ex-ministro da casa civil do governo Lula.
    Delúbio Soares – condenado – ex-tesoureiro do PT.
    João Paulo Cunha – condenado – ex-deputado do PT.
    Roberto Jeferson – condenado – ex-deputado do PTB.
    Valdemar da Costa Neto – condenado – ex-deputado do PL.
    Jacinto Lamas -condenado – ex-tesoureiro do PL.
    Pedro Correa – condenado – ex-deputado do PP.
    João Cláudio Genú – condenado – ex-assessor do PP.
    José Borba – condenado – ex-deputado do PMDB.
    Romeo Queiroz – condenado – ex-deputado do PTB.
    Carlos Alberto Rodrigues – condenado – ex-deputado do PL.
    Emerson Palmieri – condenado – ex-tesoureiro do PTB.
    Pedro Henry – condenado – ex- deputado do PP.
    Marcos Valério – condenado – DNA, SMP&B e Grafitti.
    Kátia Rabello – condenada – Banco Rural.
    Henrique Pizolatto – ex-diretor do BB.
    Talvez agora o ex-Presidente se lembre do mensalão do PT!

  26. Roberto disse:

    Lula 2018

  27. Roberto disse:

    Esse é o cara.

  28. Raymundo disse:

    Lula, realmente fez os pobres terem mais chances de entrarem para cursos universitários, de terem um canto para chamar de seu, de fazer com que quem não tinha comida na mesa tivesse, etc., etc. Mas em contrapartida, aproveitou-se destas ações que forma vitrinas em seu governo, para se enriquecer e, enriquecer seus filhos e, compadrios petistas e, os parlamentares da base aliada, como demonstrado no Mensalão e, atualmente no Petrolão. Sua ganância de poder pelo poder fez e ainda faz um grande estrago para o nosso país. As melhorias alcançadas pelos beneficiários dos programas sociais, tendem a ruir como vem ocorrendo com a perda do poder de compra, pressionado pelo aumento da inflação e, desorganização da economia, que coloca diariamente, centenas de trabalhadores fora do mercado do trabalho. Portanto, o PT de Lula só fez benevolências nz o desas camadas sociais menos favorecidas, pelo fôlego econômico, que lhe deu o governo do FHC, com a moeda estável (Real) e, com as matrizes sólidas da base econômica. O PT fez o desarranjo e, todos os brasileiros sem exceção estão pagando a conta.

  29. Gilmar Calado disse:

    Este é o nosso glorioso presidente! gerou milhões de empregos principalmente na área mais esquecida do PAÍS o NORDESTE!! elevou a classe trabalhadora de um modo tal que eles e seus descendentes tem oportunidades REAIS de fazer curso UNIVERSITÁRIO e pasmem FEDERAL!!! na era PT nunca se ouviu falar em saques no nordeste e mortes por FOME!!! viajar de avião, frequentar restaurantes e shoppings, ter carros e motos, etc. Virou algo banal no governo PT e isso era como simbolo de status da burguesia!!! o Brasil vivia um apartheid social, onde uma minoria esmagadora queria poder usufruir de certos bens e serviços!!!! viva o PT viva o nosso glorioso Presidente LULA viva Dilma Rousseff. kkkkkk é raro, na verdade eu nunca vi alguém se dizer do PSDB ou PMDB kkkkk nem mesmo os ODIADORES da mídia.

  30. João Alguém disse:

    Assim como o ilustre jornalista Kennedy, Tive o privilégio de comprovar o poder carismático desse imortal personagem da história viva do Brasil vigente, e perene. Foi num comício pelas eleições diretas, há aproximadamente 30 anos, Tempos em que muitos jovens de hoje, amigos das boas horas, quem sabe até leitores do nobre espaço, quiçá se encontrassem à bordo de seus perfumados “cueiros” de flanela, com biquinhos de crochê, lá pelos idos de 1985. Era uma época em que os mais pobres ocupavam todas as pontes e viadutos, e as praças das cidades, com suas famélicas sujismundas proles, e mulheres. Os mendingos fervilhavam feito zumbis pelas cidades, açoitados pelos cacetetes das polícias da ditadura, que lhes bridavam a miséria com o maciço desemprego de mais de 240 ao ano% (está em 10% e acham ruim, é porque não sabem nada inocentes), salário de 70 dólares (280 reais), altíssimo endividamento geral, banqueiros falindo, o dinheiro sumindo, e nenhuma perspectiva de futuro… Lembro daquele final de tarde quando retornava da escola. conforme eu andava, as pessoas corriam na direção daquela voz grave vinda dos auto falantes, em frente à prefeitura local. Fiquei impressionado e fascinado com o poder carismático daquele orador flamejante; bravo retirante nordestino, com fortes traços do trabalhador brasileiro, os quais ali estavam personificados no poder de seu discurso franco e sincero. A camisa suada, arremangada; o braço em riste; a voz grave, rouca, mas firme e convicta, proferia fortes críticas ao pétreo poder do “status quo” opressor vigente. Frases jamais ousadas e proferidas por nenhum político até então em nenhum logradouro público, na defesa dos interesses do povão. As densa barba negra e a encaracolada cabeleira rebelde compunha o jovial visual marcante, daquele que emergira na luta dos metalúrgicos do ABC paulista, os quais representava naquele sindicato, combatendo os pelegos e defendendo os interesses daqueles trabalhadores, chegando até a ser preso por isso, no intuíto das elites em calar-lhe a voz – aliás este é um sonho antigo da oposiçaõ golpista, saudosa dessa época de ditadura, concentradora de renda, corrupta e impunidade. O destemido orador, dirigia-se com maestria àquela multidão de milhares, oprimidos pelo regime, que se acotovelavam por todas as ruas centrais da cidade só para vê-lo, ou ao menos escutar sua voz de alento aos mais necessitados, pregando a esperança de um futuro melhor, o qual eu, o nobre jornalista, e milhôes de brasileiros sobrevivemos para comprovar. jamais assistirei tamanho fenômeno político desde Getúlio Vargas. A história lhe fará a devida justiça com louvor, relegando seus detratores, feitos um tal Lacerda, ao ócio do esquescimento. O Brasil é hoje um gigante, O presidente Lula retirou milhões de pessoas do mapa da fome, e colocou o Brasil no mapa mundial como Nação postulante a cadeira permanete na ONU, e luta com esperança por dias cada vez melhores, graças ao esforço desta lenda viva do presente e gradioso vulto da nossa história. Tudo isso apesar do empenho invejoso de uma parcela mesquinha e egoista da sociedade, empenhados em negar e assumirem o fracasso de 500 anos de exploração por parte das elites dominantes.

  31. Pedro Roberto disse:

    Falta de visão dizer que a única saída é o aumento de impostos…o Brasil já está vivendo com preços de alimentos e bens de consumo de países ricos, como a Suécia. O que tem que fazer é diminuir o custo de manutenção da máquina estatal: cortar secretárias, Ministérios, número de cargos de confiança, diminuir salários de senadores, deputados, cortar benefícios absurdos, como auxílio combustível, carro à disposição. Funcionário público que toma decisões sobre o nosso bem estar tem que ser o primeiro a usar transporte público, escola pública, hospital público. Como ver os problemas diários destes serviços se não usa??
    Está na política? Esteja porque acredita em um país melhor, e não pelas regalias que pagamos. O brasil vive crise política, precisamos de reforma e de vergonha na cara.

  32. Mauricio. disse:

    Kennedy, que entrevista ruim. Não perguntou nada que tinha que ser perguntado. Frustrante.

  33. José disse:

    As desonerações, a prometida – não cumprida – redução no custo da energia elétrica, o congelamento dos preços dos combustíveis, o desvio de verbas para bancar a expansão dos tais programas sociais do governo, foram ardis utilizados para reeleger a sra. Dilma e manter a coligação populista no poder. Portanto, não justificam. Foram a causa do problema.

  34. Reinon disse:

    Só faltou dizer sou pobre kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!

  35. Willames Oliveira disse:

    Entrevista bem conduzida, cercando o Lula de todos os lados, mas ele é uma raposa velha, mas se esquivava do que respondia. Queria saber se ele confirma que não quer que o MP faça investigação sobre si e se quer proteção para ele, amigos e parentes. Maldito raposa velha.

  36. Roger disse:

    Se for candidato em 2018 Lula vence,primeiro porque fez dois excelentes mandatos (quem diz o contrário me perdoe,mas não tem memória).Segundo porque tem habilidade de sobra pra unir trabalhadores e empresários que são os que sustentam o Brasil.

  37. Julio Cesar Borça disse:

    Eu vejo o governo Lula como uma empresa herdade, com uma grande capacidade de fazer caixa, e que o faz de maneira desgovernada por meio, principalmente, da política de crédito. O Brasil teve sim números ótimos no governo Lula, mas ninguém percebe que foi uma política ilusionista sem nenhuma sustentabilidade? A Dilma está apenas “colhendo” os frutos podres desses anos todos.

  38. Elsonio disse:

    Brasileiro tem a memória curta. Enquento os brasileiros passavam fome, estava tudo bem. Depois que o “Lula” entrou no poder, os pobres foram lembrados, porque o partido dos trabalhares governava para os pobres, enquanto os putros partidos sempre governaram para os ricos. Não sou contra as pessoas ficarem criticando o PT, Mas quero que saiba que as pessoas que estão criticando são uns perdedores, e não se conforma da derrota sofrido nas urnas.

  39. fita adesiva disse:

    Vamos aguardar os próximos capitulos.O importnate é ter uma fita adesiva de qualidade para fechar a boca dos politicos.

  40. O velho e o mar disse:

    Lula trouxe ao país e à política nada mais do que aquilo que já se esperava dele.

    Lembro-me de um adesivo que se aplicava nos veículos, para contrapor uma propaganda política do PT na época em que Lula foi candidato à presidência, 2002, e que dizia “Agora é Lula”. O referido adesivo, lançado após a vitória de Lula nas urnas, confeccionado no mesmo layout e nas mesmas cores, profetizava “Agora fodeu”.

    Confesso que na época eu dei ao sapo barbudo o benefício da dúvida. Logo em seguida eu passaria 2 anos desempregado. Assisti à debandada de várias pequenas empresas multinacionais que se encontravam ainda em fase embrionária. Medo, por ter sido um sindicalista eleito para a presidência? Ledo engano, os estrangeiros debandaram de fato, por simples falta de credibilidade. As maiores e tradicionais multinacionais aglutinaram-se ou aproveitaram a globalização para reduzir a mão de obra em seus processos, importando partes e peças semi fabricadas.

    O governo contra atacou com uma complexa e detalhada legislação sobre as alíquotas do PIS. Tínhamos o PIS incidente sobre a batatinha roxa, diferente do PIS incidente sobre as peças de automóvel, que era diferente do PIS cobrado sobre venda de combustíveis… enfim, uma verdadeira confusão tributária que dificilmente pode ser fiscalizada. Um delírio governamental assistencialista.

    Fato é que naquela época, inegavelmente o país iniciou a descida na escadaria do progresso. E de lá para cá, muito se roubou e muito se mentiu.

    Era claro naquela época que os empresários internacionais e também os brasileiros não estavam satisfeitos com a eleição de um sindicalista que pertencia a um partido comunista como chefe da nação. Mas Lula foi tão inacreditavelmente permissivo e relaxado que a ideia passou a ser palatável e ele, passou a ser encarado como um mentiroso inofensivo.

    Um pateta que o povo idolatrava, focado em discursos de paz e amor, quase um hippie da classe trabalhadora, um ídolo de barro, um santo graal de polietileno.

    Mas eis que o referido indivíduo implanta um esquema de redistribuição de renda, baseado na super tributação, de forma sub reptícia e silenciosa. E que funcionou, durante algum tempo. Como um parasita que suga o sangue de seu hospedeiro o governo custeou sua base eleitoral às custas dos consumidores, estes, verdadeiros componentes da classe média.

    Mas, um pequeno problema escapou da diminuta inteligência dos captores. Recursos, são finitos, limitados. E a drenagem sanguínea da verdadeira classe média acabou por exaurir seus hospedeiros.

    Note-se que o PT ainda não percebeu isso. Quer a CPMF. Sugar a essência do ser. E, considerando que a CPMF não baste, o que virá depois?

    O país esta doente, infestado de parasitas, de gente incapaz de raciocinar, de crápulas, de corruptos, de mentirosos, de pessoas de mau caráter, de mentirosos, de vagabundos, de ladrões.

    O futuro aponta para um país povoado por poucos privilegiados e por uma legião de mendigos. Como era a China, antes da revolução cultural de Mao Tse Tung, como era a França na época de Luis XV, como foi a Alemanha onde floresceu Hitler, ou a Itália onde Mussolini fazia seus discursos inflamados.

    Nosso país está se transformando em uma terra arada para o plantio de ideias que realmente me atemorizam. É pena!

  41. Gustavo Brunson disse:

    Muito boa a entrevista…Lula é hoje o único líder que o pais possui. Em verdade acho que desde Getulio Vargas o Brasil não havia tido um líder de expressão internacional como Lula.
    Agora o porque da campanha massiva contra sua imagem?
    Em primeiro lugar isto se deve ao fato de Lula ser um possível candidato nas próximas eleições. E vendo os candidatos que a oposição apresenta hoje, seria uma vitoria fácil de Lula. Sem cometer nenhuma gafe ou nenhum erro tipo mensalão, e se sua saúde permitisse, Lula se re-elegeria facilmente em 2022, se não conseguisse eleger o seu sucessor, o PT sairia do poder em 2026.
    Veja bem de 2002 a 2026, seriam 24 anos com o mesmo partido.
    3 anos a mais que toda a extensão da ditadura de 1964 até 1985.
    As repercussões sobre isso são muito fortes, ja que por exemplo haveria toda uma geração de pessoas com 30, 35 anos de idade que nunca viram outro partido no poder. Seria de uma certa forma uma “Mexicanização” do Brasil, citando o exemplo do Mexico onde o PRI se manteve no poder por mais de 50 anos. Portanto a oposição esta desesperada em denegrir, manchar, sujar, o que for possível com o nome de Lula. Ja que é o objetivo maior é impedi-lo de se eleger presidente novamente em 2018.
    Lula poderia por um fim a tudo isso ao negar categoricamente e em publico, que não mais iria concorrer a presidente.
    Se fizesse isso com certeza, grande parte das matérias negativas sobre ele se dissipariam no ar.
    Tambem acho que não é bom para a saúde de uma democracia tão jovem como a Brasileira, que um mesmo partido se mantenha no poder por tanto tempo. Sinceramente não sei como o PT e Lula, poderiam sair deste imbroglio, porque ao que me parece é uma “lose-lose situation” em que se Lula concorrer e mesmo ganhando as próximas eleições sua imagem é a que vai perder. Pois no disse-me disse dos blogueiros e manchetes da imprensa tabloide atual, a verdade esta muito longe de ser verdade, e mesmo assim, esta meia verdade, so
    pertence ao que gritam mais alto.

  42. LUIZ - SOROCABA disse:

    Nas penintenciárias deste planeta, repórteres, psicológos, sociólogos, e outros quando entrevistam ou interrogam os apenados, inclusive os pegos em flagrante, 95% alegam serem inocentes, que não fizeram nada, que foram condenados por engano, e outras mentiras mais. Esse aí é mais um dêles.

  43. rodrigo disse:

    o engraçado é que se faz de santo né.

    a família dele esta enriquecendo com dinheiro de origem ilícita e esta tudo certo né?

    eu votei nele em 2002 e me arrependo amargamente por ter feito isso.

    o projeto de tirar famílias da pobreza só funcionou com a dele que recebe indiretamente dinheiro de propina.

    o povo mesmo recebe é migalhas e é obrigado a votar nessa raça novamente com ameaças que vão tirar as migalhas.

    • Eliana disse:

      Parabéns pelo comentário. penso da mesma forma que você. Só acrescento que é de dar asco a prepotência que ele demonstra durante a reportagem.

  44. ruy marcondes garcia disse:

    Lula promoveu uma profunda mudança na distribuição de renda, diminuindo sensivelmente o nível vergonhoso de desigualdade social vigente no País. Além disso, resgatou a soberania nacional, jogada na lata do lixo pelo governo entreguista e quinta-coluna dos tucanos.
    Portanto, o legado de Lula ao País é indiscutível, e é isso que Fernando Henrique não consegue engulir.
    Se hoje atravessamos um período muito difícil da vida nacional, isso se deve, em grande parte, à irresponsabilidade de uma imprensa canalha e golpista, que imbecilizou grande parte da antiga classe média, além, é claro, da ganância desenfreada de nossa elite, que não aceita abrir mão de um milésimo que seja de seus privilégios seculares.

    • Aparecido disse:

      Qual elite o Sr esta se referindo.A que havia ou a que o PT criou.O fato de ficar dando o tal “Bolsa Familia” nada mais é do que os Coronéis faziam no sertão nordestino.Alias é pra lá que ela é dirigida.Mas veja,não sou contra o Bolsa Familia,Sou contra o fato de dar e não ajudar o Nordeste a prosperar.Me lembro das tais Sudam,Sudene e outras mais na epoca da Ditadura.Parece que o Pt está usando as armas que combatia.

      • Onda Vermelha disse:

        Aparecido é sempre assim. O cara diz que “não é contra o Bolsa Família”, mas critica sua destinação justamente aqueles que mais necessitam: nossos irmãos nordestinos que sempre foram esquecidos em governos anteriores e que vivem a maior seca em 50 anos! Pois saiba você que lá já se NÃO houve mais falar em saques provocados por imensos grupamentos de famintos. Isso acabou! O BF e os demais programas federais não são esmolas! São direitos consagrados em nossa Constituição e o Estado não faz mais que a obrigação em concedê-los! Comparar sua concessão ao antigo “Coronelismo” é de uma ignorância atroz! Além disso, negar que o governo federal nada tem haver com “prosperidade” do Nordeste é ir contra, inclusive o que a própria oposição e o FHC já reconheceram. Ou obras de Transposição do São Francisco são uma miragem pra você? Ontem a Dilma esteve em Alagoas inaugurando uma imensa obra que já está levando água potável a várias cidades alagoanas. Mais de 90 Km de canais! Com terceiro trecho entregue! De um total de cinco! Vai dizer que isso também é “assistencialismo”? Não é obra “estruturante”? Nos poupe de seu recalque! Ok?

        • Aparecido disse:

          Meu Caro, Pelo seu nickname ja da pra perceber o que vc é.O PT está ha 13 anos,não são 13 meses,no Poder e o Nordeste esta menos pior?.A Industria da Seca que la havia,ainda continua.Sou sim a favor do Bolsa Familia,desde que agregado a outras coisas.O Bolsa Familia é como a Reforma Agraria.Não adianta dar a Terra se vc não criar mecanismos para que se plante.Prefiro ficar com minhas convicções,claro respeito as suas.Mas achar que o PT fez bem ao Brasil é uma distancia muito grande.Se o Pt e seu Governo fosse tão bom o “Lula,Pas,Amor e Mentiras” não estaria onde está e o Governo da Dilma desaprovado até onde ganhou as eleições.Em tempo,minha Bandeira não Vermelha, Ela é Verde,Amarelo,Azul e Branco

    • Robson disse:

      Lula surfou na alta das Commodities e no fim de um ciclo de crise mundial. O Brasil estava com a moeda estabilizada ( Plano Real) que facilitou muito isso além de manter no seu primeiro mandato a mesma politica ortodoxa de FHC com Henrique Meirelles. Em relação ao pretenso pagamento da divida externa brasileira Lula fez um adiantamento (não quitou), para fazer este adiantamento, ele trocou a dívida externa pela interna, mas a externa possuía juros bem menores que o Juros internos. No final esse mito não passa de mais uma ferramenta de marketing e auto promoção que saiu caro ao povo brasileiro. Hoje Nossa divida pública já supera os 2,7 trilhões e em 2014, o governo federal gastou R$ 978 bilhões com juros e amortizações da dívida, o que representou 45,11% de todo o Orçamento executado no ano, fruto da nova matriz econômica administrada por Lula, Mantega e Dilma. Lula paralelamente as politicas sociais aparelhou o estado com intuito de perpetuar seu projeto de poder através de demagogia, assistencialismo, fisiologismo e clientelismo.

  45. Wanderley disse:

    Este senhor esta correto quando diz que as operações Lava Jato e Zelotes são coisas normais de países democráticos? Não Sr lula, estas coisas são coisas de seu partido, dos seus amigos, do seu ex governo e do atual governo, que fizeram e fazem um pacto de poder para enriquecerem as custas dos trouxas com programas de muletas sociais que engabela os incautos, assim vocês podem prevaricar, roubar, traficar e corromper à vontade. Então sim, estas coisas realmente são da democracia suja de seu partido.
    Países sérios possuem uma outra forma de governar que usam a austeridade, ética e moral, coisas que você e o resto dos companheiros da legenda do partido dos trouxas nunca souberam e nunca vão entender o seu real significado. Quem sabe algum patriota, possa conseguir colocar você e o resto da quadrilha na cadeia, ai você vai ter tempo para saber o que é democracia.

  46. Alberto M Azevedo disse:

    Lula 2018, coitado de vocês que acreditam que vão prender o Lula,é muita falta de informação ou melhor é muita informação caluniosa da midia tradicional, não absorvam tudo que estes panfletos politicos (PIG) falam, vão atras, se informem a internet esta ai para isso.

  47. Luiz Carlos disse:

    Vamos resumir a entrevista em poucas palavras: Mentiroso,corrupto e cínico.

  48. Cam disse:

    Cara de Pau!!!! O melhor vigarista de todos os tempos!!!
    Sou sua fã, como consegue mentir tanto sem gaguejar…

  49. William Haddad disse:

    não culpo o lula por ser quem ele é….eu culpo o nosso povo por ser como somos…
    somos safados por natureza. buscamos através das falcatruas. dos rolos. do meio ilícito, das mordomias, para nos darmos bem, e qdo elegemos seja o lula ou qq outro safado, é com a intenção de darmos continuidade em querer nos dar bem, sem o esforço, sem o trabalho, sem a preocupação de fazermos o que é certo….parabéns senhor lula o senhor mandou bem o senhor é esperto, se aproveito de uma direita atrasada que olhava para o próprio umbigo acho-se insuperável nas urnas o senhor é o reflexo da nossa desmazela e prostração, o senhor e o seu partido considero de muito esperteza mas uma esperteza que irá talvez contribuir para que esse país afunde cada vez mais pois tanto quem administra e quem é administrado são uns bostas, e qto à nós nós merecemos o que temos

    • mauro Soares disse:

      Foi a a melhor e mais sensata análise feita nos comentários até agora !Parabéns pela lucidez! De fato.Não tem direita nem esquerda.Não tem ideologia nem boa vontade política.Esses que aí estão governando o país assim como os que passaram
      e agora estão de chororô,são oriundos do mesmo povo,com a mesma formação deficiente de caráter.O Objetivo de todos é um só: se dar bem ! Seja direita ,seja esquerda,seja povo.O Objetivo é se dar bem sem muito esforço.Isso no Brasil é sinal de sucesso.Os que conseguem são alvo de admiração e inveja.Claro que para confirmar a regra existe a exceção,que são alguns D. Quixotes que tentam salvar a Dulcineias del Fogoso,que só existiam na imaginação do herói delirante.Aquele que oferecer mais vantaem, esse é o cara ! Não precisa falar a verdade.Mesmo que sejam promessas que não resistam a uma primeira análise.Mesmo que não se demeonstre transparentemente de onde virão os recursos para viabilizar as promessas mentirosas.Salários mínimos maravilhosos,menos ou quase nenhum imposto,juros baixos porque o político mandou.Criação de postos de trabalho,mesmo que os empresários fechem as portas.Me engana que eu gosto ! Esse é o lema do eleitor brasileiro.Pensar, questionar,discutir,debater,estudar,Ah não!Dá muito trabalho.Se der para ter um carrinho velho,ir no shopping olhar vitrine.Um cartão de crédito para eu me enganar e depois engrossar a lista do Serasa;Uma cervejinha, futebolzinho (zinho mesmo!),tudo bem.Melhor que isso só entrando para a política para poder “robá” também ! E depois , a apoteose: o CARNAVAL ! É NÓIS !
      Patético ? Esse é o Brasil !

  50. Aparecido disse:

    Uma das coisas que mais me chamou atenção,foi o Lula ainda pensar no passado.Ora o Pt está no poder há 13 anos e continua batendo na mesma tecla.Enganou no começo do Governo ou está enganando agora,ou ambos.O futuro do PT é fora e fim de papo.

  51. Edmilson disse:

    Que entrevista mais inútil…. perdi meu tempo para ler as mesmas explicações de sempre… resumindo: Eu já sabia, mas o Lula não sabia de nada, nem mesmo os grandes amigos dele confiaram nele para falar o que estava acontecendo por baixo dos panos e agora quer que a gente confie nele… coitadinho…

  52. Itamar disse:

    Sim! Sr Lula- Não só FHC que se incomoda com seu sucesso .Pois “nunca neste pais alguem foi tão longe!. os 200 Milhões de Brasileiros ,estão muito muito muito. incomodados com seu sucesso e de sua Base de apoio. Fora Lula e Dilma!!!!!!!!!

  53. Marcelo disse:

    terceirizarão a presidência da republica! é por isso que jesus não voltou no paraíso isto não acontece!

  54. LYRA disse:

    Não vou perder muito tempo para comentar tanta hipocrisia mas, quero lembrar que Lula esqueceu de falar o mais importante sobre ele e FHC, simplesmente esqueceu de dizer que ambos deveriam estarem presos juntos em um presídio de segurança máxima, por serem bandidos da mais alta periculosidade e membros principais dessa grande quadrilha que é a politica nacional.

  55. Max disse:

    Se o Brasil cair na mão do PT: campanha dizendo que não terá arrocho e depois arrocho. Se cair na mão do PSDB: campanha dizendo que vai ter um “pouquinho” de arrocho e depois, mega-arrocho justificado. Se cair na mão do PMDB: salve-se quem puder! E em todos os casos: 100% de chance de se frustrar…

  56. Maria Rios disse:

    Lula é impressionante! Uma figura política somente comparável a Vargas na história do Brasil! Só ele vai ser lembrado dentre toda essa corja imunda que temos na política Brasileira hoje. Faz Aécio parecer o bebê chorão, que nunca lavou as próprias cuecas, que ele de fato é.

  57. Joey disse:

    Sempre é respeitoso chamar um êx-presidente de Presidente, embora não seja o certo. Nessa linha de pensamento, chamamos Lula de Presidente e Fernando Henrique Cardoso êx-presidente ou somente o chulo FHC. Tá certo isso?

  58. Josae MArcos disse:

    Esta dando para perceber que este cidadão é um narcisista que se adora tanto e se acha a melhor pessoa do mundo. Ridiculo

  59. Pasquale disse:

    A gente não sabemos escolher presidente
    A gente não sabemos tomar conta da gente
    A gente não sabemos nem escovar os dente
    Tem gringo pensando que nóis é indigente

    Inútil!
    A gente somos inútil
    Inútil!
    A gente somos inútil

  60. Wagner disse:

    Esse sujeito não deveria ter espaço na mídia, mas já que está aí, vamos aos fatos que contra eles não há argumentos. Quem está sendo investigado, a alguns já condenados, por tudo que estamos conhecendo são seus amigos mais íntimos, família e até ele mesmo. Não tem ninguém do FHC.

  61. ArquivoX disse:

    Aos que se curvam ao larapio se curvem bem assim se mostrarão suas partes, é ai que eu entendo essa politica de não dar instrução a população, o que uma população instruída exigiria que a justiça fizesse nesse caso? Estou falando de uma justiça justa e não essa invadida por correligionários disfarçados de juristas que driblam as leis existentes exaurindo os meios pra proteger ladrões e assaltantes do erário, uma assim digamos digna de respeito…

  62. Tatiana disse:

    Nunca houve desde Nabucodonosor tanta corrupção,o partido que achavamos que iria mudar o Brasil,verdadeiramente mudou
    escreveu na historia, o governo mais sujo da humanidade!!!!

  63. Rafael Vasconcelos disse:

    Esta politica de Petista é uma politica de Ostentação e Autoritarismo, gananciosos pelo poder, governos baseados em ” sofrecia de ditadura”, muitos morreram por causa desses rebeldes que a todo custo queriam o poder, não só falando de Pt mas os demais são uma vergonha a esta nação, FHC e os demais são uma classe que se afasta cada vez mais da sociedade, como dizia B.da silva se gritar pega ladrão não fica um meu irmão!!!! Rafael Vasconcelos – Contagem / MG

  64. César disse:

    Deveria ir defender a democracia lá em Cuba ou Venezuela. O seu projeto de transformar toda a América Latina em uma copia da extinta União Soviética bateu no “Poste”. O Poste que senta na cadeira de Presidente da República hoje, vai destruir o Brasil, mas, se serve de consolo, também vai destruir o PT e o seu projeto ditatorial de esquerda bolivariana. A Operação Lava Jato desmascarou o PT. O governo Dilma mostrou a face perversa do PT. A maior parte da população brasileira já percebeu as verdadeiras intensões do PT. O Partido dos Trabalhadores vendeu ilusões aos brasileiros contando mentiras para ter o poder eterno. Usou muito marketing e o seu melhor ilusionista, o encantador de plateias, o hipnotizador coletivo, o vendedor de sonhos que mente como ninguém. Mas, o desemprego trouxe a desilusão. A inflação devolveu a percepção. A fome deu voz. O povo acordou e agora protesta! Pede de volta tudo o que lhe foi roubado. Chega de mentiras!

  65. NILDO FERRO disse:

    A justiça dos homens e cega e falha mas acredito muito na justiça Divina ela e justa e na hora certa as mascara vai cair, e eu ainda vou ver o chefe da quadrilha como ele mesmo mencionou ser preso e condenado ai eu também quero ver ele com seus 90 anos, Mas preso. juntamente com sua família.

  66. Ana Paula disse:

    Parabéns Kennedy, excelente entrevista. Prova que o entrevistador não precisa ser agressivo para ser contundente.

  67. Ronaldo Carlos Barata disse:

    Lula, humilha o cara! Mande-lhe, de presente, a música VOSSA EXCELÊNCIA, dos TITÃS.

  68. Cleber Silva disse:

    Se o Nariz do Lula fosse igual do pinoquio já estaria em plutão.
    Sujeito cara de pau e canalha igual a esse nunca mais.

  69. Santos disse:

    Ao ler os comentários pensei que estava lendo discussões sobre futebol…O país só vai mudar no dia que as pessoas deixarem de defender este ou aquele e passarem a exigir e cobrar respeito com a administração pública e punição aos corruptos de todo e qualquer partido ou ideologia. Ou seja: o dia que o brasileiro deixar de querer “levar vantagem”, acreditar em “almoço grátis”, se achar o “malandro do pedaço”, eleger o que “rouba, mas faz” e usar o “jeitinho”, aí deixaremos de ser o “país do futuro”(escuto essa idiotice há mais de 50 anos) para sermos um país sério e bom para todos viverem. Uma boa educação EM CASA e na escola já seria um ótimo começo. Simples assim.

  70. maria disse:

    Não consigo compreender o vício de grande nº de pessoas (principalmente os jornalistas) se referirem e se dirigirem a esta criatura (que não é de deus) como Sr. Presidente fico sempre indignada.Melhor pararem pois pode atrair as más intenções dele.

  71. Ricardo Parafatti disse:

    Adoro ver os midiotas de sempre exalando seu ódio a Lula, não adianta cambada Lula é que nem massa de bolo quanto mais batem, mai ele cresce…Lula 2018 pra desespero dos coxinhas paneleiros.

  72. Renato Farias Neto disse:

    Que entrevista patética…mentira de cabo a rabo.
    É perder tempo esperar uma frase de verdade do lula.

    A soberba, a arrogância, nem tucano consegue ter tamanha.

    • Joaquim disse:

      Que isto Renato. A culpa é sempre do FHC e da “marolinha”. A gente já esta pegando o boi que ele assumiu um pequeno,não, minusculo erro da Dilma.
      Só ironizando não dá para levar esta turma a serio.

  73. João Alberto Afonso disse:

    Parabéns Kennedy, tal como o Jefferson na época do mensalão, você colocou o ‘REI NU”, vez que ficou patente:- 1)- O FHC e sua “PASTA ROSA”, foram punidos com a sua grande rejeição.
    2)- O Lula, para se isentar de culpa, acusa seu antecessor dos mesmos crimes que cometeu. 3)- Falou que a última campanha foi virulenta, mas esquece que ele percorreu o País pregando o ódio entre os mais favorecidos e os menos, alardeando que rico não gosta que pobre tenha feijão na mesa, bem ainda difamou a Marina e o Aécio com grandes mentiras. 4)- Toda a sua companheirada, os mais próximos, foram condenados e presos e ele não sabia de nada (nomeou Dirceu Ministro da Casa Civil, nomeou todos os diretores da Petrobras e dai para frente). 5)- Fala em elite, mas não explica porque todos os seus filhotes estão muito ricos e ele, pós Fundação Lula, com palestras (me engana que eu gosto), lucrou mais de trinta milhões de reais. 5)- O PT está alojado no Poder há treze anos e, com sua política, está devolvendo milhares para a linha bem abaixo da pobreza, o desemprego é alarmante, a perda de competitividade do nosso parque industrial também é alarmante e, por fim, a corrupção, embora Sarney, Collor e FHC não escapem, é a maior de todos os tempos. Ou seja, desde 1.500.6)- Encerro dizendo o seguinte:- Gostaria muito de ver FHC e ele disputando as próximas eleições, vez que terminariam de braços dados com a última colocação porque o Povo não é tão bobo assim.
    Mais uma vez, parabéns porque você prestou um grande serviço para a sociedade mostrando a cara desse canalha, mentiroso e ladrão ímpar dos cofres públicos em benefício próprio, de sua prole e companheirada. Tomara Deus que as investigações cheguem no FHC, Collor e Sarney para que o Lula compartilhe com eles a mesma cela. Em tempo, como me arrependo de ter votado em FHC e Lula como, aliás, a grande maioria da população.

    • Stanislaw p/João Alberto Afonso: "TOMARA A DEUS, SIM..." disse:

      Eu me propusera a não ler a entrevista, primeiro porque era do Brahma, segundo porque meu estômago me avisou para não fazê-lo.
      Porém ao ler os comentários, particularmente o seu, mudei de ideia e o li, mais interessado em ver as perguntas sempre inteligentes do Kennedy do que as respostas da “coisa”.
      No final da leitura corri para o vaso sanitário e após o descarrego, meu estômago disse: “Bem que eu lhe dei o aviso, você não me ouviu…”

      • Pedro Paulo Fernandes Heggdorne disse:

        Galera que mete o cacete no nome de Lula e Dilma, daqui alguns anos serão pessoas arrependidas por vomitar ignorância por ai … O cara merece o respeito do Brasil, não sou petista, porém estou com Lula pra presidente e acredito que até o fim desse mandato Dilma vai dar uma boa melhorada… Normalmente quem está “putinho” são pessoas da “elite” ou pessoas extremamente ignorantes que só tem tempo p ver novelas ou coisa parecida, porque buscar conhecimento que é bom nada! Isso ai Lula vamos lutar pra colocar esse povo na escola porque assim daqui uns anos muita gente nesse Brasil vai te pedir desculpas por ter falado de mais … VAMOS BRASIL!!!!!! :)

  74. José Artur disse:

    Lamentável o espaço na mídia proporcionado a esse corrupto e enganador do povo.
    Todos sabemos através das delações premiadas e seus comparsas o mentor de toda
    essa roubalheira praticada na Petrobrás e em outros órgãos públicos, que levou
    o País à situação em que se encontra, dificultando a vida de milhões de brasileiros
    e envergonhando nosso povo lá fora. Essa entrevista não se justifica e muito menos o
    espaço proporcionado a esse cidadão.

  75. Katia Maria Fonseca Da Silveira disse:

    O que ouço e vejo de noticia é que toda vez que Lula ou seus parentes são investigado alguém na justiça escolhido a dedo pelo PT, afasta o Juiz que esta na investigação e coloca alguém deles.Isso e´o que? Lei justa que não permite que Lula e seus parentes sejam investigado, se ele não deve porque teme?????/

  76. CARLOS PICANÇO disse:

    Eu perguntaria a Sr Lula, o que ele me diz sobre o enriquecimento dos filhos, se um deles que hoje e dono da Friboi dono da oi e por ai vai, se ele trabalhava em um zoológico com salário de sobrevivência. Será que ele pode fornecer esta formula para os pobres brasileiro que da um duro danado e não sai da miséria que vive. Eu fui eleitor dele em todas as eleições mas hoje tenho esta duvida, se ele conseguir me responder e me convencer garanto que continuarei sendo seu eleitor.

  77. Robinson Nogueira Barroso Pais disse:

    Para mim, trata-se de um falastrão, aliás, nem sei por que ainda dão ouvidos a uma pessoa que fez de tudo para ter o poder, se manter e repassar adiante, com uma estratégia omissiva e que mostra a cara do partido que defende, ou seja, de pessoas desonestas e sem caráter. Temos só que lamentar pelo legado que deixou e torcer para que nunca volte.

  78. Eliana disse:

    A arrogância desse homem é de deixar as pessoas de queixo caído. Infelizmente o diabo protege políticos, bandidos e corruptos. Ele é apenas EX presidente mas paga de presidente. Será que nada vai mudar nesse país? vamos continuar vivendo cercado de corruptos destruindo o país? Eu vivi no período dos militares e sinto saudades daquele tempo.

  79. marcelo ferri disse:

    Este Lula é um tremendo fanfarrão, o mesmo confessa que consegue reverter a sua impopularidade com a lábia.Hoje já não tenha tanta certeza disto,pois as pessoas já sabem que você e toda esta corja Petista não convence mais ninguém.Falar que o Haddad é um grande Prefeito é gozação (se colocar radar nas Ruas é ser um bom prefeito ou 300 KM de ciclovias sem nenhum estudo em locais que não a minimo sentido de colocar)ou quem sabe fechar a Av Paulista um local de Hospitais, Shopings , lojas como ficam).E os seus grandes amigos José Dirceu homem de confiança, seus filhos sendo acusados e seus envolvimento com Bumlai.Se fosse um país sério o PT não existiria mais.

  80. José Carlos Moreira disse:

    É o nosso Brasil “SER considerado ladrão é sinônimo de SUCESSO”

  81. Sônia Ribeiro disse:

    K – Pois é, isso é errado. Todo mundo tem o direito de defesa. Agora, presidente, é importante, porque o senhor fala da sua ligação com o povo: hoje, o João Vaccari, que é ex-tesoureiro do PT, está preso. E o José Dirceu está preso em Curitiba. Há inúmeros relatos na investigação que apontam que doações legais feitas ao PT teriam origem em contratos de propina na Petrobras. Novamente, as pessoas questionam. A gente vê na rua as pessoas falando “Como é que o Lula não sabia de novo? No mensalão, o Lula disse que não sabia. Agora vem um escândalo na Petrobras, com diretores nomeados durante a gestão dele, diretores importantes. Há todo um escândalo que envolve esses diretores, agentes políticos, empresários, e, mais uma vez, o Lula não sabia”. O senhor nunca foi alertado, presidente, sobre corrupção na Petrobras?
    A principal pergunta, sob o meu critério, feita ao demoníaco e frustrado Lula, foi essa.
    E mais uma vez, a vitimização. NUNCA SOUBE DE NADA E FOI O PRESIDENTE QUE MAIS VISITOU A PETROBRAS. Basta ser minimamente inteligente, para chegar à conclusão de que: Se o Lula NUNCA SOUBE DE NADA, JAMAIS PODERIA TER SIDO OU SER PRESIDENTE DA REPÚBLICA, PORQUE AÍ DENOTA-SE A FALTA QUE FAZ UMA BOA UNIVERSIDADE E DEMAIS CURSOS; POIS ELE PROVA COM ESTA RESPOSTA QUE NÃO TEM PREPARO PARA PERCEBER E/OU SABER O QUE OCORRE DEBAIXO DE SEU NARIZ. E PARA SE GOVERNAR OU DIRIGIR QUALQUER PAÍS OU EMPRESA, HÁ QUE ESTAR ATENTO A TUDO QUE OCORRE NO MESMO; QUEM DIRÁ UMA CORRUPÇÃO DO TAMANHO DE UM ELEFANTE. ENTÃO, SE ESTE SR. NÃO TEM DISCERNIMENTO PARA ENXERGAR UM ELEFANTE, QUEM DIRÁ UMA FORMIGA? Ou seja, seu melhor amigo e confidente furtava absurdamente e ele não sabia. Todos ao seu redor furtavam, mas ele não sabia…..e há quem DURMA COM UM BARULHO DESSES! Ele não sabia nem o que ocorria dentro de sua casa: filho sem preparo e milionário! Ok, Sr. Lula, há uma forma simples, simples mesmo de acabar com esta problemática eterna. O Sr. expor todos os bens que possuía quando metalúrgico e pobre e todos os que TÊM HOJE, DECLARANDO PARALELAMENTE TUDO QUE GANHOU COMO METALÚRGICO, PENSIONISTA E PRESIDENTE DA REPÚBLICA E O PATRIMÔNIO QUE DISPÕE HJ. ISTO DEVERÁ SER APLICADO À TODA SUA FAMÍLIA, Ok? Ou o Sr. não acredita em números, também? Eles não são fidedignos, lógicos, na sua concepção, Sr. Lula?
    Agora, algo tenho que admitir, este homem inculto, mas deveras ESPERTO É O MAIOR 171 E DEMONÍACO QUE EU JÁ TIVE CONHECIMENTO E O DIA QUE ELE ARDER NO FOGO DO INFERNO, QUE CERTAMENTE CREIA QUE NÃO EXISTIR, TB., SENTIREMOS O CALOR DAS CHAMAS DE LONGE. QUE ESTE TEMPO NÃO ESTEJA TÃO DISTANTE…

  82. OS POBRES ESTÃO INCOMODANDO, LULALÁ, VOLTA A ESPERANÇA, LULALÁ!!!
    Lula 2018 pra desespero dos coxinhas paneleiros.

  83. J Claudio disse:

    O que tem de comentários raivosos quando confronta-se as eras Lula e FHC, isso não se discute, mas quando se compara, é só analisar o antes e depois de Lula. O mundo é quem melhor pode responder, hoje todos querem se aproximar do Brasil, todos os povos sabem que antes, nós vivíamos de pires na mão. Crise?, desliguem a globo que a crise melhora, rs.

  84. sandro cesar silverio da costa disse:

    O problema é que esse apoio dele ao ajuste fiscal soa contraditório na fala do ex-presidente uma vez que o tal ajuste penaliza exatamente as chamadas classes populares que foram incluídas segundo sua fala na economia durante seu mandato e estas mesmas classes estão retornando à posição anterior de miserabilidade com a CRUEL política econômica de sua apadrinhada Dilma; ou seja, para a elite econômica ficou a desoneração e para a população o ÔNUS de pagar os benefícios à elite.

  85. Alberto disse:

    Parolagem costumeira.Nada além disso.

  86. Rodrigues de Minas disse:

    Srs.O Lula é o que é e que sempre foi. Um iludidor das massas. Não tem formação técnica e sim prática. O problema é que a prática se deu em um ambiente sindical, onde as qualidades dos brasileiros mais espertos, de levar vantagem a qualquer custo e sem muito esforço, são bem trabalhadas e se afloram. Qualidades estas bem enfatizadas pelos colegas Willian Haddad e Mauro Soares.
    Porém Nós como sociedade organizada e informada temos que olhar para frente. Não podemos ficar imaginando que as coisas vão se ajustar ou serem consertadas sem que nós nos movimentemos fortemente, seja na mídia, através de blogs, movimentos etc.
    Se queremos um pais melhor, temos que lutar para que o pais faça as mudanças nas legislações, pois as que ai estão somente favorece o toma lá da cá e a impunidade. Porque temos tantos políticos bandidos hoje? É porque a Lei os protege e se não forem pressionados hoje, não vão mudar nada. Veja o caso do Lula. Chefe dos sem número de chefes presos e não sabia de nada. Outro exemplo é o presidente da camara: cheio de provas de corrupção contra o mesmo e continua lá inventando desculpas e decidindo(ou não decidindo) o futuro do pais. Bandido hoje quer ser é político.
    Prá finalizar, não tenho nada contra as pessoas que defendem o Lula, mas na minha experiência de vida, as pessoas que conheço que mais defendem a turma vermelha é porque levam vantagens sem muito esforço e é normal que defendam porque querem continuar na mamata.

  87. César disse:

    Tem que falar pro Brahma que a Ambev fechou a fabrica de Natal RN e demitiu os 300 funcionários. Consequência do projeto criminosos de perpetuar-se no poder do partido dele.
    A Usiminas está demitindo 4 mil em Cubatão. As montadoras tem 45 mil funcionários afastados em férias coletivas e lay-off. Quem apenas trabalhou e não levou pixulecos está recebendo um cartão azul.

  88. Michel Torres disse:

    Parabéns pela entrevista, Kennedy. Conduziu impecavelmente e não se intimidou diante do entrevistado. Abordou assuntos melindrosos e fez Lula falar.

    Lula é muito hábil, com algumas cartas na manga que sempre utiliza pra se livrar dos eventuais embaraços. Mas é inegável que o tempo de seus mandatos foi de uma certa aura de prosperidade nacional, e isso tem um baita valor.

  89. Nilson disse:

    FHC não é comparável em nada com o cara de pau do Lula, primeiro que se não fosse o Plano Real idealizado por um grupo de notáveis da economia no governo Itamar Franco e com a chancela de FHC nada teria acontecido. E o Lula desfrutou daquilo que encontrou pronto, tanto é que manteve o Henrique Meirelles presidente do BC que era do governo FHC, porque será????
    O jornalista fez uma entrevista quase brilhante, faltou perguntar onde é que estão documentadas as palestras do Lula que o levaram a receber 27 milhões????? Porque o Lula não explica e sai com o discurso de sindicalista e Petista, ataca e se defende o tempo todo.
    Venha sim ser candidato em 2018 que nós lhe daremos o que vc merece Lula, o voto NÃO, vc será esmagado nas urnas pela insatisfação até dos que antes votavam em vc e neste partido de mentira PT.
    FORA PT E TODA ESTA GENTE QUE ATRASOU E CONTINUA A ATRASAR O PAÍS…..

  90. Allan disse:

    Parabéns Kennedy pela entrevista. Tocou em todos os assuntos e temas mais polêmicos. Realmente não há no país nenhuma liderança política com a estatura, visão e clareza do Lula…sua capacidade de comunicação é impressionante, por isso assusta, por isso é perseguido…Grande parte dos que criticam o Lula não fazem um pingo de ideia do impacto social das políticas por ele criadas e implementadas, e provavelmente nunca conversaram com uma pessoa em situação de pobreza, em vulnerabilidade social. Não conhecem o Brasil…não conhecem a realidade vivida pelo povo brasileiro e as diversas conquistas sociais recentes…mas quem vive a dura realidade da pobreza, da falta de oportunidades, sabe como a vida mudou…

  91. mario machado disse:

    Recostei-me ao espelho de cabeceira de minha cama bastante inclinado a assistir a toda a entrevista feita pelo nobre jornalista ao senhor Lula – o ex. Acreditei pudesse suportar ouvir tanta bazófia e tantos planos para o futuro do próprio ex-presidente, planos esses gerados à sua cabeça. Perdão, mas não deu, e não dá mesmo para ver mais as suas nervosas queixas contra A ou B. Apaguei a minha TV e dediquei parte da noite à leitura. Assim, minha noite a seguir seria tranquila. FHC não é pessoa grata a nós idosos e aposentados, mas o ex revelar que FHC inveja o seu sucesso… (li hoje)fez-me rir. Não há quem aguente um entrevistado tão pedante, tão eivado pela arrogância e destempero. Ficará para uma próxima oportunidade.

  92. César disse:

    Em 2018 vote Pixuleco. Vote 13-171.

  93. joão mario disse:

    O Lula bem que tentou convencer,quase sempre respondendo com uma pergunta, o Zé Dirceu ali, bem pertinho dele e nunca nem desconfiou de nada errado. E ainda se julga no direito de voltar por mais oito anos, é dose para elefante dormir.

  94. Denize Lial disse:

    Lulinha, que saudades de você!!! é desse Lula que precisamos.
    “Carta fora do baralho???” nem pensar!
    Kennedy, agradeça a Deus todos os dias por você como jornalista, trabalhar numa empresa séria e que valoriza a liberdade de trabalho de seus funcionários.
    Se você estivesse em qualquer outro canal de TV, JAMAIS VOCÊ REALIZARIA ESTA ENTREVISTA PARA SER EXIBIDA EM HORÁRIO NOBRE NO JORNALISMO TELEVISIVO.
    Hoje com a revolução da internet você só exibiria aqui no seu blog, mas há de convir que o impacto na TV é imensurável. Parabéns por não ser chapa branca, respeitar seu entrevistado e colocar o dedo nas feridas sem medo de ser independente. E o LULA é o cara que quanto mais apertado aí é que ele se supera. Não vejo a hora que chegue 1º de janeiro de 2019 para ir à Brasília assistir à 3a posse do ETERNO PRESIDENTE DA REPÚBLICA DO BRASIL LUIS INÁCIO LULA DA SILVA. PARABÉNS KENNEDY.

  95. Adyneusa disse:

    Se um dia aparecer um igual ou melhor que ele, eu votarei, por enquanto meu voto é dele desde 89. Melhor orador do planeta, melhor presidente do Brasil, viva Luiz Inácio Lula da Silva!

  96. Quando será que o povo brasileiro vai acordar para realidade e começar a se defender da corrupção e de tudo que está errado neste país.

  97. christiane almeida disse:

    A entrevista foi ótima. O governo Lula demostrou que é possível desenvolver políticas públicas para atender as questões sociais que assolavam o país a decádas; foi capaz de implementar programas massificadores, ampliaram a qualidade de vida, possibilitando ao direito básico a alimentação. O Brasil saiu do mapa da fome mundial…os dados de qualidade de vida do PNUD mostram os avanços nos pequenos municípios brasileiros…É incontestável o sucesso da administração do PT no governo Lula.
    Respeito os que possuem opinião contra corrupção, também sou contra corrupção, infelizmente é uma conduta de pessoas e de partidos. A estrutura do Estado Brasileiro, PT e sem PT, tem condutas corruptas. Temos que nos avaliarmos enquanto sociedade e investir em condutas éticas dentro de casa…e teremos no futuro cidadãos éticos.

  98. ANÍBAL GIOVANI MANETTA disse:

    Não acredito mais no que ouço ou penso que o PT através do ex-presidente Lula
    irá depois de 13 anos o PT nopoder querer mudar algo ainda nesse País.
    O Brasil não quebrou ainda porque existe oposição no planalto central.
    Creio que o PT demonstrou desgaste e com isso não se fortaleceu mais caindo
    a administração da atual presidente Dilma. Lamentável chegar a esse ponto.
    De qualquer forma nunca se combateu tanto a corrupção como nesse atual governo.
    Isso mostra para nós Brasileiros que não existe salvador da Pátria, seja PT, PMDB,
    PSDB ou qualquer outro partido. O que deve existir é transparência, honestidade e
    seriedade por parte de todos os políticos e empresários ( os que não se deixam se
    corromper em troca de comissões x serviços ) que é o que vem acontecendo nesse últimos
    anos.

  99. Marco Túlio Castro disse:

    Me recuso a ler as imoralidades que este indivíduo cujo nome me abstenho de declinar diz.
    A única certeza que temos a respeito deste sujeito é que ele vai mentir deslavadamente.
    Ele mente até para ele mesmo. Dá nojo.

  100. Diego Castro disse:

    O Melhor e mais premiado presidente do Brasil.. mundialmente reconhecido e respeitado .. pela esquerda e pela direita..

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2016-08-29 20:26:41