aki

cadastre-se aqui
aki
Política
04-04-2018, 21h29

Fala golpista de Villas Bôas é inaceitável na democracia

General fez pressão indevida sobre o Supremo
3

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

A manifestação do comandante do Exército, o general Eduardo Villas Bôas, é inaceitável numa democracia. Ele fez pressão indevida sobre o Supremo Tribunal Federal e a ministra Rosa Weber, voto decisivo no julgamento do habeas corpus do ex-presidente Lula.

Ontem, o general publicou dois tuítes nesse sentido. Num deles, disse: “Asseguro à Nação que o Exército Brasileiro julga compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade e de respeito à Constituição, à paz social e à Democracia, bem como se mantém atento às suas missões institucionais”.

Noutro tuíte, ele afirmou: “Nessa situação que vive o Brasil, resta perguntar às instituições e ao povo quem realmente está pensando no bem do País e das gerações futuras e quem está preocupado apenas com interesses pessoais?”.

Ora, de impunidade, as Forças Armadas entendem. O general deveria começar falando dos crimes da ditadura militar de 1964 que não foram punidos.

A Lei da Anistia de 1979 contemplou todos os lados juridicamente, como entendeu o Supremo. Mas, do ponto de vista histórico, os militantes de esquerda foram presos, torturados, mortos e exilados. Muitos simplesmente desapareceram em circunstâncias até hoje não esclarecidas. Pagaram um preço alto.

Os agentes da ditadura que torturaram e mataram nunca foram punidos. Aquilo foi terrorismo de Estado. O coronel Brilhante Ustra, torturador que é ídolo do pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro, morreu impune em 2015.

Políticos alemães se desculparam com o planeta pelo crimes do nazismo. Angela Merkel disse que o holocausto foi responsabilidade da Alemanha.

A jornalista Eliane Cantanhêde publicou no “Estado de S. Paulo” a informação de que o general Villas Bôas falou em nome do Alto Comando do Exército. Isso piora e agrava a manifestação do militar sobre o julgamento de hoje no STF. A fala do general é golpista. É resultado da impunidade dos crimes de 64. Ditadura nunca mais!

*

Rede social

Parte desse post está no meu perfil no  Twitter, @KennedyAlencar.

*

Rosa Weber e Cármen Lúcia

Abaixo, segue um trecho da participação no “Jornal da CBN – 2ª Edição” com outras análises e informações sobre o julgamento que, às 21h25 desta quarta, caminhava para um desfecho desfavorável ao ex-presidente Lula devido ao voto decisivo de Rosa Weber e à estratégia da presidente do STF, Cármen Lúcia. Ao colocar o habeas corpus de Lula em votação antes de apreciar ações declaratórias de constitucionalidade que tratam do mesmo tema, Cármen Lúcia aproximou o ex-presidente da República da prisão.

Comentários
3
  1. ANDRE disse:

    Meu caro, o general Villas Boas, após estes comentários infelizes, perdeu qualquer tipo de respeito que eu tinha por ele. O Brasil do segundo governo de Getúlio até hoje vive atormentado por estas figuras do exercito, que desestabilizaram os governos de Juscelino e de João Goulart até o golpe e que continuam até hoje com este viés golpista de querer governar sem passarem pelas eleições. Acredito que deveriam os próximos governos estudarem uma reformulação das forças armadas, de forma a criar mecanismos que proteja a democracia destas tentativas de desestabilização. O engraçado é que a hierarquia e a subordinação, considerados sagrados pelas instituições militares, não parece ter o apreço dos militares que postaram estas mensagens.

  2. walter disse:

    Kennedy, pelo tamanho do barulho, considerando que o País é democratico, não vejo qualquer exagero; considerando os meios variados de comunicações, Hj disponíveis, que um general cinco estrelas se pronuncie; isto ocorre inclusive nos EUA…não vi nenhuma ameaça, apenas alertas pontuais…tanto isto é fato, que o próprio presidente se conteve…considerando o abuso dos três poderes, e os últimos acontecimentos…faz parte do contesto que a caserna se comunique, prestando satisfação a população, que esta a deriva, considerando os descaminhos continuos ultimamente…são sim uma alternativa de última hora, e quem achar, que não farão nada, diante dos descaminhos, estão enganados…estão promovendo o Bolsonaro a segundo turno, será outro Collor em nossas vidas…depois de tudo, o lula não vira, esta fora do pareo…

  3. Nicola disse:

    Quando o comentário de um general faz tremer todo o país, é sinal que estamos doentes. Os generais brasileiros, certamente incompetentes para defenderem o país em uma guerra, acham-se, pela omissão dos cidadão, pais da pátria em matéria de moralidade. Já demonstraram na ditadura que não são.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2018-04-27 03:50:02