aki

cadastre-se aqui
aki
Política
13-07-2017, 21h10

Governo quer dividir com oposição responsabilidade por quórum

Temer pretende votar logo denúncia de Janot, mas muda estratégia
1

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

O governo pretende dividir com a oposição a responsabilidade para obter quórum suficiente na Câmara a fim de votar a autorização para o STF analisar a denúncia do Ministério Público. O presidente Michel Temer prefere votar logo o tema. No entanto, mudou a estratégia.

Havia articulação em curso no início da noite desta quinta para tentar votar na próxima segunda-feira. No entanto, prevaleceu a decisão de levar o assunto ao plenário da Câmara no dia 02 de agosto, às 9h de uma quarta-feira. Se a oposição quiser obstruir e não contribuir para que o quórum de 342 deputados seja alcançado, o governo não vai mobilizar a sua tropa.

No Palácio do Planalto, a avaliação é que, se a oposição não quiser votar, Temer não se importará de deixar o assunto parado ou engavetado na Câmara.

O outro tema do “SBT Brasil” foi a vitória de Temer na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara, o que mostra força do governo para derrubar a primeira denúncia de Janot.

Assista aos temas:

Comentários
1
  1. walter disse:

    Ora caro Kennedy, estão agindo na surdina, é claro que o temer fez gato e sapato, na CCJ, dois relatórios, o suficiente para o Supremo não se meter…agiu ao estilo Cunha com louvor, deixou a turma da oposição, aturdida, e sem ação; justamente pela condenação do lula, o que demonstra falta total de personalidade destes socialistas…esta estratégia de transferir a responsabilidade, de Quorum foi excepcionalmente entendida; tirou a ação dos questionadores contumazes…no inicio de agosto, após o recesso irá a plenário, o que dará um tempinho estratégico, para aglomerar mais nomes…a dilma deve ficar muito passada com tudo isto, imaginando que tinha tudo, e não soube usar…nesta altura, ganhou muito folego, e vai continuar a ganhar espaço…deve se livrar da cassação; só será ameaçado com fatos do mesmo tamanho, com provas e fotografias, com as mãos na grana, qualquer outra acusação não passa…

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2017-09-25 21:07:52