aki

cadastre-se aqui
aki
Política
15-02-2016, 22h11

Janot diverge de Moro sobre ação contra Dilma

Procurador recomenda rejeição; juiz sugere ouvir delatores
22

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e o juiz federal Sergio Moro pensam diferente a respeito de uma ação que o PSDB move no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) pedindo a cassação dos mandatos da presidente Dilma Rousseff e do vice Michel Temer.

No documento ao TSE, Moro diz que já deu uma sentença em primeira instância considerando que houve desvio de recursos da Petrobras para o PT por meio de doações eleitorais. Ou seja, houve uma tentativa de legalizar a propina.

É uma decisão que afeta o PT, mas o juiz federal recomenda que o TSE ouça delatores como Alberto Yousseff, Paulo Roberto Costa e Ricardo Pessoa para averiguar se o mesmo esquema contaminou a campanha presidencial. Moro insinua que a campanha de Dilma e Temer possa ter recebido recursos ilegais. O governo já negou que a campanha da presidente e do vice tenha sido irrigada com recursos sujos.

Na avaliação do procurador-geral da República, a ação do PSDB contra Dilma e Temer não deveria seguir adiante. Janot considera que só acusações gravíssimas justificariam uma cassação dos mandatos da presidente e do vice. Para Janot, não há provas nesse sentido. Ele recomendou ao tribunal que rejeite a ação tucana.

O TSE deverá dar a palavra final sobre a ação ainda neste semestre.

*

Luta pelo mandato

Os ministros Marcelo Castro (Saúde) e Celso Pansera (Ciência e Tecnologia) deverão reassumir seus mandatos de deputados federais para votar na eleição para a liderança do PMDB, que acontecerá nesta quarta.

A saída relâmpago dos ministros, sobretudo de Castro em meio à crise do vírus zika, obedece a uma prioridade política.

Os ministros votarão em Leonardo Picciani (RJ), aliado do governo. É uma batalha importante para o governo Dilma, porque o líder do PMDB indicará oito dos 65 deputados que comporão a comissão que vai analisar o pedido de abertura de processo de impeachment da presidente.

Também é uma operação para tentar derrotar o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (RJ), e o seu candidato, que é o deputado Hugo Motta (PB).

Assista aos temas do “SBT Brasil”:

Comentários
22
  1. ISSO É UMA VERGONHA! disse:

    INOCENTE ESSE JANOT! POR QUE TANTA INOCÊNCIA?

  2. Mendigato disse:

    Previsível. Vivemos em 1 época atípica, onde farsa e moralidade vivem lado a lado. P/receber seus direitos trabalhistas na justiça, o trabalhador pode levar 8 anos, mas p/despejar 1 locatário por falta de pagamento a decisão judicial sai em 8 dias. Temos um governo q gasta s/controle, mas q joga duro p/exigir ainda + impostos. Mas… tivemos Carnaval. Que delícia. Logo, numa terra em q a maioria já nem mais é católica, teremos os feriados da Páscoa. Não importa em q se acredita, importa é fugir do trabalho. O Brasil, terra q, em teoria ninguém morreria de fome pois bastava apanhar um cacho de bananas em algum lugar, transformou-se. Agora somos a terra do boleto e do SERASA. Pague boletos ou sujamos seu nome. Te condenamos à morte pois, com nome no SERASA você não arruma + trabalho. E sem trabalho, vc não paga os boletos. Vc está morto, condenado à morte, pq mesmo sem emprego nós queremos dinheiro, não importa o que. A pena d morte no Brasil passou a existir. País e povo hipócritas.

  3. Fabio Eduardo Domingues disse:

    É muito difícil ver o desenrolar dessas ações na justiça e em esfera administrativa enquanto somos obrigados a demitir um funcionário por semana porque a cada mês o faturamento de nossa empresa diminui. É mais duro ainda acreditar que essas pessoas não entendam que existem pais e mães ficando sem emprego e deixando seus filhos totalmente sem perspectivas de futuro. Não estamos mais pedindo responsabilidade à nossa classe política, mas sim clemência.

    Fábio Eduardo Domingues
    Sócio da Incorporadora MF7

  4. Romanelli disse:

    Em Romanolandia a mentira deve ser PUNIDA, assim como o não cumprimento de promessas de campanha ou a manipulação da história. Em Romanolandia quem subverte as contas públicas é apenado por ter cometido CRIME de responsabilidade ..lá não existe espaço pra se ESCOLHER a quem e o que investigar ..lá todos recebem tratamentos iguais
    .
    mas eu moro no BRASIL de MORO. Aqui Crime de Responsabilidade só pode ser considerado se for no mesmo mandato ..aqui, no país de MORO, TODOS, todos os partidos se valeram dos mesmíssimos esquemas, do PT/PMDB de Dilma/Themer, o PSB de Eduardo/Marina ao PSDB/Demo de Aécio ..mas só a grana do PT esta sendo questionado
    .
    Reconheçamos, as empreiteiras SÃO as mesmas, os valores depositados praticamente foram IGUAIS, assim como as fontes, Estatais tipo Petrobras, Furnas, Eletrobras, metrôs, obras e gastos públicos no geral
    .
    Diante disso, pra mim, se pra UM pra todos, ou pra ninguém ..mas eu sou de Romanolandia (lá ninguém destes escapava), e aqui é BRASIL
    .

  5. Ed lopes Jr disse:

    Ao ler as notícias, não entendo como divergentes os posicionamentos de Moro e Janot.

    Moro afirma: há dinheiro oriundo de corrupção na campanha de Dilma e apresenta suas provas. A consideração dessas provas é um problema do TSE.

    Janot não discorda da existência da corrupção. Ele apenas diz que o fato não é suficiente para uma punição do TSE.

    • paulo disse:

      Se o crime eleitoral de roubar dinheiro público para fazer campanha eleitoral não merece punição, para que serve o TSE? Ah, já sei, cabide de empregos.

  6. pediu rejeição de apenas uma das tres açoes, pediu a que denuncia prpagandas irregulares……

  7. A AÇÃO SOBRE PROPINAS NAS CAMPANHAS ESTA VIVINHA!!!! ACORDA BRASIL VAMOS PRA RUA!!

  8. Maria de Fátima da Silva disse:

    As mesmas empreiteiras doaram para campanhas do psdb, inclusive do aetico, mas só as do PT são oriundas de propinas, é isso mesmo, moro? Para o PT, propinas, para o psdb doações? Eita, justiça caolha, heim!

  9. Getulio disse:

    Moro vai ser derrotado escolheu o lado dos “Confederados do Brasil”.
    Sempre vai ser olhado com desconfianças o tempo que viver…

  10. Elizabete Oliveira disse:

    Depois de mais de dois anos, de gastar uma fortuna na Lava a Jato, de quebrar empresas e provocar a demissão de milhares de trabalhadores o juiz descobriu o que todo mundo já sabia: política e propina andam juntos e pasmem envolve políticos de todos os partidos…. Tá agora, me conta uma novidade…Agora tem uma coisa juiz não adianta engaiolar uns e deixar outros com o bico de fora, se é que o senhor me entende….Tudo tem vem ao caso sim, juiz….

    • Antonio Oliveira disse:

      O problema é outro e todo o Brasil esclarecido sabe: Janot tem dívida de gratidão por ter sido nomeado – sempre as malfadadas nomeações políticas que camuflam competência e neutralidade – pela odiosa e incapaz “presidenta”! Mas independente disso, o cerco sobre esse horror de governo que tanta infelicidade traz ao povo brasileiro está apertando.Temos que manter viva a esperança que esse flagelo logo vai terminar, estando próximo o dia em que o país esquecerá o pesadelo dos governos petistas aproveitadores do dinheiro público, com a maioria de seus líderes condenados! Ninguém suporta mais ser roubado e essa gente incapaz destruindo o país, como se não fossem eles responsáveis pela esculhambação que virou o Brasil! E vamos torcer também por uma simplificação e mudança radical da Constituição, feita, pasme, por deputados e senadores brasileiros, responsáveis por protegerem abominações desonestas como essa de super-salários, com os poderes acertando entre eles por serem beneficiados.

  11. CLAUDIONOR ERASMO DO PRADO disse:

    Quando existem divergência entre dois magistrados, é porque algo esta errado e o erro é com quem esta fazendo injustiças.

  12. Sônia Ribeiro disse:

    Quando estes políticos de 5a. deixarão de pensar nos próprios umbigos e privilegiarão assuntos emergenciais: como estancar esta epidemia de dengue maldita (aliás, neste sentido poderiam pegar umas sugestões com o Serra, denominado, à época, ministro da dengue). A situação é muito grave para briguinhas partidárias. Tem a questão da inflação, que já é muito maior que a divulgada, a violência aviltante, a falta de educação digna e inúmeros demais problemas. Ficaríamos horas aqui os especificando….Quanto a esta sra. maldita, a única solução seria sua renúncia e a do seu vice, igualmente farinha do mesmo saco. Não tem cabimento ficarmos até 2018 neste marasmo…., o país não aguentará. Esta sra. já deixou claro que não tem a mínima ideia do que fazer com esta crise. Só se preocupa com a introdução de uma nova fonte de renda, objetivando seu desvio através da corrupção institucionalizada. Brasil, vamos agir?!!!!!!

  13. Pierre disse:

    Apostar num governo moribundo é aposta alta. Torso que percam e que suas carreiras Política sejam arruinadas para Sempre.

  14. acho que dinheiro de corurpção em campanha é crime grave

  15. EDUARDO ARBEX LEITE PINTO disse:

    Entendo que qualquer ação deva prosseguir, uma vez que existente, pelo menos, indícios de alguma irregularidade, esta deve ser apurada. Não se pode proteger alguém só porque ocupa um cargo no alto escalão. O Juiz Sérgio Moro está totalmente correto.

  16. João Alberto Afonso disse:

    Então é o seguinte:- Pedaladas, a ruína completa da Petrobras, todas as provas contundentes de que grandes somas de propinas foram para o PT e etc e tal, não representam nada para esse tal de Janot que só está preocupado com o execrável Cunha. Enfim, infelizmente só há um Moro que está em busca da verdade, doa a quem doer porque o resto é resto, e este é um completo lixo social.

  17. Ruy Teixeira disse:

    A diferença entre o PT e o PSDB é que o primeiro é governo e responsável pela máquina pública incluindo a Petrobrás, portanto foi pego em fragante delito.

  18. Francisco Miranda disse:

    Bom dia. Algum político acha que pode falar do outro ?? São todos corruptos, com raríssimas exceções. Assisto programas dos partidos, que tristeza, que despreparo.Vem o Sr. Temer aqui em BH e só fala bobagem. Por estas e outras que o nosso Brasil é um país de terceiro ou quiçá de quarto mundo. Uma solução na minha opinião é fechar o Congresso, o Planalto e convocar novas e sérias eleições. Mas para isso precisamos de opções, o que não temos atualmente.

  19. Alberto disse:

    A PGR diverge? Nenhuma novidade. Como a terra brasilis é uma baderna mesmo,existe a “exoneração por horas” de ocupantes de cargos do Executivo para a “salvação da lavoura”.Só fedentina.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2016-12-03 02:35:31