aki

cadastre-se aqui
aki
Política
17-03-2017, 9h21

Lula e Ciro se reaproximam e podem jogar juntos em 2018

Reforma da Previdência radical pode dar bandeira eleitoral à oposição
18

KENNEDY ALENCAR
SÃO PAULO

O ex-presidente Lula e o ex-ministro da Fazenda Ciro Gomes se reaproximaram politicamente e participarão no domingo de uma inauguração do B da obra de transposição das águas do rio São Francisco. Eles visitarão Monteiro, cidade da Paraíba na qual o presidente Michel Temer esteve na semana passada.

Há dois efeitos importantes nessa reaproximação. Um deles é realizar um ato para que seja reconhecido que Lula é, de fato, o pai da obra. Esse projeto era imaginado desde o império, no século 19, mas saiu do papel somente no governo Lula em 2007, dez anos atrás. A ex-presidente Dilma, que acompanhará Lula no domingo, tocou boa parte da obra, que atrasou bastante e cujos custos se elevaram significativamente. E o governo Temer está concluindo os trechos finais.

Esse ato de domingo em Monteiro, numa das regiões mais carentes do país, com populações que sofrem com a seca há séculos, tem efeito simbólico importante para melhorar a imagem de Lula, que sofreu desgaste com as investigações da Lava Jato.

O outro efeito é a reaproximação entre Lula e Ciro Gomes, do PDT. Ciro acompanhar Lula num palanque é uma novidade da política. O pedetista andava fazendo críticas duras à uma eventual candidatura do ex-presidente em 2018. Agora, amenizou o discurso em relação a essa possibilidade.

Essa reaproximação é do interesse de Lula e Ciro. Há chance de uma condenação em segunda instância inviabilizar uma eventual candidatura de Lula em 2018, enquadrando-o na Lei da Ficha Limpa.

Se isso acontecer, Lula deverá apoiar Ciro para presidente. Mas, se o petista puder ser candidato, Ciro seria convidado para disputar a Vice-Presidência.

Esses dois cenários estão no tabuleiro do xadrez de uma eventual frente de esquerda para disputar a Presidência no ano que vem. Juntos, Lula e Ciro são mais fortes.

*

Riscos para Temer

As reuniões do presidente Michel Temer com senadores e deputados tendem a dar resultado para aprovar a reforma da Previdência, ainda que seja modificada. É improvável o cenário em que ela seja engavetada. Apesar da nova lista de Janot, o governo Temer tem maioria para votar o projeto.

A dúvida é sobre o grau de mudanças que o governo terá de aceitar para realizar a reforma. E isso só ficará mais claro ao longo das próximas semanas, com os desdobramentos da nova lista de Janot.

A equipe econômica e auxiliares do presidente têm insistido numa versão mais dura da reforma, mais próxima da proposta original. É papel de quem formulou o projeto. No entanto, há riscos em adotar uma linha mais radical de negociação.

O primeiro risco é ver, ao final, tamanhas concessões que tirem a força da aprovação da reforma. O segundo é aprovar um projeto draconiano que vire imediata bandeira para a campanha presidencial do ano que vem.

Os protestos de quarta pelo país foram relevantes. Havia muita gente, especialmente na manifestação em São Paulo, onde Lula fez um discurso forte contra a reforma da Previdência. Na eleição presidencial do ano que vem, seja Lula candidato ou não, a oposição poderá prometer, se vencer, apresentar propostas para suavizar reformas aprovadas no governo Temer.

O ideal seria o atual governo realizar uma reforma da Previdência que fosse aceita pela maioria da sociedade, a fim de evitar que ela seja uma mudança de apenas dois ou três anos. Para isso, deveria mudar desde já alguns pontos que prejudicam os mais pobres e que tendem a aumentar a desigualdade social no país. A administração Temer também deveria procurar convencer e não enfiar uma reforma goela abaixo da sociedade.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
18
  1. Francisco Carlos Silva disse:

    Midiática roda da mercantilização,
    Aqui no Brasil é assim: tudo através da mídia golpista. Antes de se descobrir e se provar, acontece o tomar para si – apropriar-se de; avocar, assumir – o usurpar propagandeado: Propagandas, da reforma da previdência, de empresas de crédito pessoal, etc.
    Gira a roda da mercantilização movida pela mídia golpista e, por seus seguidores.
    Grande é o surrupiar do patrimônio Brasileiro, do seu dinheiro até que se descubra algo que desacelere ou pare de girar esta roda, que, nunca gira no sentido contrário.

    • Sebastiao Canabrava disse:

      Cade os manifestantes de rua com a camisa da nike? Cade o pessoal que gritava: “nao vou pagar o pato”? E onde estao os idiotas que bradavam: “quem fez a divida que pague”? Cade os ingenuos(que foram usados como massa de manobra pela midia e pela direita)?

  2. Fabio disse:

    Lula presidente e Ciro vice: alguém duvida que essa chapa vai ser eleita na próxima eleição? Se duvida é melhor preparar o coração ou vai infartar na inevitável vitória desses dois!

  3. Joaquim José da Silva Xavier disse:

    Conhecendo ambos, acho muito difícil essa chapa.

    o próprio Ciro Gomes já disse: “Lula é grande demais pra ser meu vice, e eu em hipótese nenhuma aceitaria ser vice dele”

    Mas Lula desistir e indicar alguém pra vice de Ciro, é possível!!!

  4. IVAN ANDRADE disse:

    “Diga-me com quem tu andas que direi quem tu és!” Se o Ciro se juntar ao Lula, será o fim dele.
    Até então o via com bons olhos, mas se isto se confirmar, vai provar que é apenas mais um no lixão da política Brasileira.

  5. Natal disse:

    Esse é o Ciro Gomes, sai, volta, pula pra lá, pula pra cá e vai seguindo sempre atirando pedras e se aliando aos outros atiradores para se dar bem… O País se afundou numa crise sem fim onde o senhor Lula e sua pupila Dilma têm grande responsabilidade e agora estão jogando a culpa no colo do Temer que, apesar de ter participação, era o vice daquela senhora que sofreu o impeachment… É o mundo insólito da política, hoje de braços dados, amanhã inimigos e depois juntos novamente até que os interesses de cada um sejam atendidos… Perguntaram um dia para um caipira que era popular na cidadezinha: “Porque o senhor não entra para a política?” Ele respondeu: “Num entru não sinhô, eu tenho vergonha na cara e num ia mi dá bem não!!” Abs.

  6. Tereza Martins disse:

    Kennedy, concordo em partes com você. Não acho, por exemplo que a esquerda se unirá para chegar ao poder apenas para “AMENIZAR” a retirada de direitos dos brasileiros, mas para reverter essa grande assolamento trabalhista e social no Brasil. E pode ter certeza a grande maioria desses políticos que ai estão hoje, em 2018 será extirpada da vida política. O povo não irá perdoar, muito menos esquecer de tantas “lapadas” do governo do temoroso Temer com o apoio desse congresso nefasto e corrupto. Agora mais do que nunca ficou bem claro que o objetivo do impeachment da presidente Dilma não foi para acabar com a corrupção, mas para estancar a lava-jato. Mas, com o poder judiciário que temos, esperar o quê, né?

  7. evandro cardoso disse:

    Bom dia…
    Ciro Gomes até poderia um dia ser presidente do Brasil,mas acompanhado de Lula acho improvavel,pois muitas vezes ja o chamou de ladrão,e a imprensa não perdoa…

    • Giovanny disse:

      Prezado, com essa dupla unida, não tem para ninguém. Provavelmente tentarão barrar a candidatura de Lula, via “injustiça, pois ele é o único que tiraria o Brasil desse buraco, mas o Ciro é uma excelente opção. Caso estejam na mesma chapa, “ufa” nos salvamos da falência total econômica e social”. Poderemos voltar a ter esperanças de dias melhores, como entre 2003 e 2011.

  8. walter disse:

    Desculpe Kennedy, trata se de mais do mesmo…O lula esta topando qualquer coisa, para ser noticia “positiva”…se unir ao Ciro…não vou tecer comentários sobre o mesmo por ser desnecessário…o mal do Ciro são suas posições antagônicas, e excessivas; jamais de fato agregou valores em nenhuma posição nacional…tem uma dialética invejável, mas escolhe muito mal seus aliados; não se sabe qual sua verdade jamais…faltam lhe decisões positivas para o País, já que chover no molhado, tem muitos aí…

  9. Daniel disse:

    Só acho que deveriam ser nomeados corretamente como uma aliança de centro para fazer frente à direita.
    Os 2 já declararam, inclusive, que não se consideram de esquerda e seus partidos muito menos. Isso ficou no passado

  10. Ricardo disse:

    Fora Temer e suas reformas assassinas.

  11. Carlos Antônio Macieira disse:

    Isso sim é uma dupla da mais alta enganação!!!

    País nenhum no mundo suporta tamanha maldade.

  12. ANDRE disse:

    Uma reforma de tamanha magnitude não pode ser tratada como está sendo pelo governo, que à vê como um presente a ser dado ao mercado financeiro, que lhe daria em troca apoio para que seu governo não cair. Uma reforma desta tem que ser negociada com sociedade, até porque há uma quebra unilateral de contrato do governo com o segurado, não pode ser definida dentro do gabinete e do plenário por um governo sem legitimidade popular. Não pode ser feita por exemplo se incluir os militares, sem a retirada das renuncias fiscais, sem que seja apresentado um plano de recuperações das dívidas com o INSS das empresas, sem a apresentação dos cálculos atuarias provando o déficit e sem truques contábeis. Desta forma draconiana não dá!!!!

  13. Se for p/ concertarem este país de vez vale a pena tentar, pois são dois animais políticos de grande envergadura e postura estadista e abrindo o país em sintonia c/ as maiores esperanças da comunidade internacional que tanto vislumbrou uma nova liderança oriunda do Sul hemisférico. Se houver engajamento e as coisas começarem a dar certo p/ o país não duvido que a convergência de propósitos se fará de imediato. Inovar. Antenar-se de vez c/ o século XXI de olho no XXII!

  14. luiz carlos disse:

    Isso e só pra quem não esta acostumado com politica. O Lula jamais será candidato em 2018. Ele faz isso pra atrair pra ele as criticas mais ferrenhas, enquanto Ciro fica de boa pra fazer o papel do bom mocinho. O Lula já deu mostras que tem boa capacidade de transferência de votos. Tudo tem que r feito dentro do timing certo, pra forças da direita não tenham tempo de se planejar um contra golpe contra Ciro, esse sim será candidato, com toda a militância do PT trabalhando a favor. Desta maneira Ciro tem boas condições de chegar ao segundo turno com chances.

  15. ZePovoa disse:

    Um corrupto e um desequilibrado? Não, obrigado. O Brasil merece coisa melhor.

  16. Luiz Anésio disse:

    Não se trata de escolher entre os melhores políticos do Brasil, neste momento; penso que é hora de tentar resgatar um pouco de credibilidade na política brasileira entre os menos ruins, já que não acredito que hajam tantos políticos com força política e boa vontade para resolver os nossos problemas sociais. Só vamos perceber se há diferença entre esses dois e os outros, quando surgirem os candidatos a presidência no ano que vem. Talvez não achemos tão absurda assim. Em se tratando de política nada é absurdo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2017-06-24 14:26:32