aki

cadastre-se aqui
aki
Política
05-06-2018, 21h53

Moro deve selecionar homenagens com mais cuidado

Evento em paraíso fiscal é desserviço à Lava Jato
22

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Toda vez em que se comporta como rei do camarote ou juiz ostentação, Sergio Moro presta um desserviço à Lava Jato e ao combate à corrupção. Após o giro por Nova York no mês passado, ele recebeu uma homenagem no fim de semana no paraíso fiscal de Mônaco _evento noticiado por Daniela Lima na coluna “Painel”, da “Folha de S.Paulo”. Vale ler as notas e ver o vídeo.

Moro pode e deve receber homenagens. Nada contra. Ele é bastante procurado. Mas precisa ter mais cuidado ao selecionar as solenidades às quais comparece para ser premiado. Na prática, acaba sendo usado como garoto-propaganda. O juiz participou da quarta edição do “Brasil Mônaco Project”, uma festa anual organizada por Luciana de Montigny, mulher do cônsul brasileiro no principado. O pendor pelos holofotes demonstra deslumbramento pelo mundo dos ricos e chega a dar até vergonha alheia.

Mônaco é o paraíso dos muito endinheirados que não querem pagar impostos. O principado enfrenta pressões para aumentar o controle contra aqueles que utilizam os setores de serviço, de turismo e bancário para lavar dinheiro e fugir de tributações. Com frequência, entrega os anéis em casos rumorosos para preservar os dedos.

É irônico que a homenagem ao juiz federal num paraíso fiscal tenha sido noticiada no dia em que o advogado Rodrigo Tacla Duran prestou depoimento em comissão da Câmara para acusar procuradores da Lava Jato e Moro de cerceamento de defesa.

O advogado é acusado de ser operador da Odebrecht. Quer ser ouvido por Moro e procuradores de Curitiba. Mas a sua intenção é desqualificada. Tacla Duran é retratado como um bandido sem credibilidade.

Os principais personagens da Lava Jato têm dificuldade de aceitar crítica. Só valem imprensa e delator se forem a favor? Não interessa ouvir Tacla Duran até para demonstrar a suposta inconsistência do que ele diz?

Moro e a Lava Jato cumprem um papel importante. O Brasil é um país corrupto. A corrupção é endêmica e não começou ontem.

Recentemente, surgiram mais notícias sobre corrupção na ditadura militar de 64. Muita gente acha, por desinformação, que não havia roubalheira na ditadura. Havia, sim. Não havia os mecanismos de combate à corrupção que temos hoje.

Não havia Polícia Federal bem aparelhada. Não havia autonomia do Ministério Público. Não havia tantas varas especializadas no combate à corrupção. Moro, por exemplo, cuida só da Lava Jato.

Ironicamente, esses mecanismos ganharam força para valer somente no governo do PT, partido cuja corrupção tem sido investigada e punida.

Pela posição pública que alcançou, Moro deveria ter mais cuidado com a própria imagem. Deveria agir com mais autocontenção. A noite de gala no principado não ajuda nem um pouco nesse sentido.

No áudio abaixo, ouça o comentário feito no “Jornal da CBN – 2ª Edição” a partir de 11 minutos e 4 segundos:

Comentários
22
  1. walter disse:

    Caro Kennedy, a total observância, em cima do Juiz Sergio Moro, demonstram um interesse todo especial…por tudo isso, “o País do Lula”, ficou mais atrasado…quando o mesmo saia do país, para receber títulos e comendas, jamais vi uma manchete condenando por tabela, atos suspeitos, por convívios duvidosos; as liberações absurdas a países duvidosos da língua portuguesa principalmente, sem qualificações, para bancar tais empréstimos…ninguém condenou a dinheirama jogada pelo ralo; não vejo nenhum porém, enquanto o Moro souber seu verdadeiro lugar, enquanto representante da Lei no Brasil; vamos lembrar, que outros da suprema corte, que deveriam ser execrados pela imprensa, por soltar bandidos todos os dias; burlam a constituição, sem qualquer censura e pudor; sejamos sensatos, esperamos um representante divino; este Juiz merece, todos os abonos, que o Mundo puder lhe ofertar; temos poucas referências positivas, já que nossa maiores manchete, são os crimes diários infelizmente…

    • Maria de Fátima Souza disse:

      O lugar do Moro é fazendo propaganda nos paraísos ficais? Uma pequena diferença, Lula era presidente da Republica e Moro um juiz deslumbrado de 1ª instancia.

    • Wilhisson alves disse:

      Walter, atividade política exercida por um presidente é totalmente diferente da isenção que deve ter um juiz! O Moro ostenta! Sua esposa apareceu em um evento em Nova York com uma bolsa de marca que custa 15 mil, segundo a reportagem! Isto significa que o juiz que se diz combater a corrupção tá ficando rico, e o ir mais privilégio e bom salário que juízes ganham no Brasil, é do ponto de vista financeiro e moral vergonhoso tamanha ostentação para que se diz combater a corrupção, ainda mais ser homenageado em um paraíso fiscal! Talvez esteja aí um dos motivos dele não se interessar muito por investigar as denúncias dos amigos PSDBISDA e rede globo com suspeita de investir dinheiro nestes paraíso.um juízo não pode usar o cargo e o poder que detém no serviço público para ostentar deve ser imparcial coisa que ele não é!

    • Roberto disse:

      A grande, ENORME diferença é que Lula não é juiz, é político, duas vezes presidente do Brasil.
      Mas, pensando bem, Moro também não é juiz, é político tucano.

    • Alberto disse:

      Perfeito caro sr Walter.Adotando o STF,persecução.

    • p/Walter - VIVA A LAVA JATO, DOA A QUEM DOER! disse:

      Olha, Walter, eu pretendia falar o mesmo que você disse, portanto nem vou falar nada. Respeito a opinião de todos, principalmente do Kennedy, a quem admiro – embora, vez ou outra, faz comentários muito abaixo do seu nível de jornalista competente que é – como esse aí sobre o Moro.

    • ricardo disse:

      VDD Amigo! o nosso querido K… poderia dar a noticia completa! mais…

  2. Jonas disse:

    Moro foi a Mônaco para checar se os americanos depositaram o pagamento pelos serviços prestados por ele.

    • Álisson de Campos disse:

      Pois é Jonas, você conseguiu, melhor que ninguém explicar a ida do pseuso juizeco caipira à Monaco. Além de conferir o depósito dos americanos em sua(s)conta(s), também foi depositar os auxilios moradias, dele a da digníssima patroa.

    • ricardo disse:

      Concordo com vc!!! Ele poderia ter visto pela internet… ir até Mônaco é muita burrice…. parece coisa de petista.

  3. João disse:

    Aos poucos Moro vai perdendo o brilho… e a utilidade… vai mostrando a verdadeira face…. irônico… todas as personalidades que abraçou de público viraram pó….temer… aécio (esse já era pó)… parente… dória quase lá….

  4. […] Fonte: Moro deve selecionar homenagens com mais cuidado | Blog do Kennedy […]

  5. Fabio disse:

    Kennedy, Moro mostra quem é e a quem serve.
    Nenhuma novidade, é um juiz politico e parcial e vai deixando claro de que lado ele é.
    Triste um país cujo judiciario se serve a isso.

  6. Rosalvo Junior disse:

    Pelo tom do samba enredo e dado o seu desejo em aparecer, já no próximo carnaval esse juiz Moro deverá sair, se for convidado, como destaque em alguma escola de samba do Rio de Janeiro – nosso antro maior de falcatruas nacionais!
    Nosso judiciário e sua caixa preta invisível…

  7. Maurilio disse:

    Kennedy, por favor volte para as manhãs na CBN, tiraram você, Max Gehringer, Marcio Atala… em detrimento de um bate-papo furado e insuportável das 7:00 h as 8:00 h . Depois de vários anos ouvindo a CBN indo ao trabalho tive que desligar de vez o rádio., ficou realmente insuportável.

  8. […] jornalista, comentarista de política da Rádio CBN, mantém o Blog do Kennedy, onde esse artigo foi originalmente […]

  9. VIVA A LAVA JATO, A ÚNICA ARMA ATUAL DO POVO, DOA A QUEM DOER - EM 2018 TEREMOS OUTRA ARMA : O VOTO! disse:

    Falar mal do juiz Moro demonstra uma total falta de consciência e vontade de ver a corrupção combatida no país, doa a quem doer: Lula, Temer, Aécio, Cunha, Cabral etc são provas de que a coisa é na base do “doa a quem doer”. Não podemos esquecer que há um berço esplêndido chamado STF, um Gilmar Mendes, um Lewandovski, Toffoli nos caminhos – sem falar nos foros privilegiados, morosidade da Justiça etc. Moro e demais membros da Lava Jato estão fazendo o que nunca se fez no país. A maior parte do Judiciário tem agido corretamente no combate à ladrãozada travestida de políticos, governantes e empresários corruptos. Perfeição nunca haverá, mas que nunca se viu tanto “Padrão Fifa” na cadeia, isso é preciso admitir! Não é fácil combater a corrupção, principalmente quando ela foi institucionalizada nos três poderes: quase completamente no Executivo e Legislativo – no Judiciário em menor escala, porém, e isso é grave, de cima para baixo!

  10. ANDRE disse:

    Moro só gera descredito para ele e para o judiciário indo para estas badalações inúteis. Juízes estão se confundindo com celebridades, o que é péssimo para a austeridade do poder judiciário.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2018-06-24 19:33:58