aki

cadastre-se aqui
aki
Política
06-12-2017, 9h36

Moro erra ao fazer “pedidos” a Temer e Meirelles

Juiz não deveria agir como ombudsman do Supremo
26

KENNEDY ALENCAR
SÃO PAULO

Numa democracia, é direito de todos emitir a sua opinião. No entanto, o juiz Sergio Moro abre a guarda para que seja questionada a sua imparcialidade quando faz “pedidos” ao presidente Michel Temer e ao ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

Em evento ontem em São Paulo no qual era um dos homenageados, Moro solicitou a Temer que usasse sua influência para evitar que o Supremo Tribunal Federal mude o entendimento a respeito da prisão de condenados na segunda instância da Justiça. Só faltou dizer: “Fale com Gilmar Mendes e Dias Toffoli a respeito disso”.

Não faz sentido um juiz de primeira instância se comportar como ombudsman do STF. É o Supremo Tribunal Federal que toma decisões que guiam os julgamentos de outros magistrados.

O juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba também pediu ao ministro da Fazenda que fosse mais generoso ao tratar do orçamento da Polícia Federal. Moro ainda criticou o loteamento de cargos na administração pública e recomendou o fim do foro privilegiado, inclusive para ele.

Ora, faltou opinar sobre os supersalários da cúpula dos servidores, o desrespeito ao teto constitucional, a farra do auxílio-moradia para magistrados e integrantes do Ministério Público e o regime de Previdência camarada das altas castas do funcionalismo.

Se quer agir assim, melhor entrar para a política ou virar comentarista em veículo de comunicação. É um erro um magistrado ter esse tipo de atuação. Trata-se de uma ação indevida para quem ocupa a posição de Moro.

*

Retrato fiel

A rejeição recorde do Congresso, mostrada pela pesquisa Datafolha, expõe a crise da classe política. A má imagem reflete fatos revelados pela Lava Jato.

Segundo a pesquisa, 60% consideram o Congresso ruim ou péssimo. Apenas 5% o avaliam como ótimo ou bom. E 31% o julgam regular.

A atual taxa negativa é superior à de 1993, quando ocorreu o escândalo dos Anões do Orçamento. Na época, o índice de ruim ou péssimo atingiu 56%.

O Congresso tem tido duas marcas: irresponsabilidade fiscal e atuação forte da chamada Bancada BBB (Bala, Boi e Bíblia). É uma instituição ruim, mas não convém subestimar o risco de piorar.

Ouça a segunda participação hoje no “Jornal da CBN”:

Comentários
26
  1. BRAGA BH disse:

    Quanto ao juiz de base Sergio Moro, ele está errado? A mídia o transformou em santo (falta o andor!). A cereja do bolo! O ultimo Vestal da ordem pública em nossa republica tupiniquim. Ele, com todos estes atributos, se sente no direito de dar pitaco em todas as áreas do país. Do Legislativo , passando pelo Executivo até chegar no nivel superior do Judiciário. A grande verdade é que ele já percebeu que GM irá tentar salvar os seus nem que para isso tenha que dar salvaguarda para Lula. Aí todos os esforços, todos os conchavos, todas as delações ‘premiadíssimas’ servirão para muito pouco ou quase nada. A história será o carrasco desta triste figura.

    • Stanislaw P/ Braga BH. disse:

      GILMAR MENDES (FOI O QUE VOCÊ QUIS DIZER COM “GM”) NÃO CONSEGUIRÁ MAIS DO QUE “EMBAÇAR” O COMBATE AOS CORRUPTOS. NUNCA INFLUENCIARÁ A TODOS NO STF POIS ALI A MAIORIA É DE GENTE PROBA. SUAS AÇÕES VERGONHOSAS PINTADAS COMO VITÓRIAS SÃO ESPORÁDICAS E PASSAGEIRAS. A LAVA JATO, ALÉM DE ESTAR FAZENDO O QUE NUNCA FOI FEITO NESSE PAÍS EM RELAÇÃO A COLOCAR LADRÕES DE COFRES PÚBLICOS NA CADEIA, TEM O APOIO DO POVO E, COM CERTEZA, DAS FORÇAS ARMADAS QUE A TUDO ESTÃO OBSERVANDO SERENAMENTE MAS QUE, OBVIAMENTE, JAMAIS DEIXARÃO AS COISAS CHEGAREM AO PONTO DE ATINGI-LAS COMO INSTITUIÇÕES PROTETORAS, LENIENTES OU CONIVENTES COM A CORRUPÇÃO.

  2. AURELIUS disse:

    Estou vendo nos ultimos dias que a imprensa mudou radicalmente o jeito de pensar e falar sobre o Juiz Sergio Moro e da Reforma da Previdencia, ants o Juiz Sergio Moro era um heroi e hoje não se vê isso daqui a pouco vão falar que ele é vilão, a previdencia a mesma coisa. Eu acho que a impressa deveria ser imparcial e levantar as coisas certas, e criticalas de forma corretas, tais como a previdencia no que tanto o governo fala em igualdade, então porque não começar dos altos salarios e aposentadorias dos deputados e acabar com as verbas de gabinete acessores e outras coisas mais isso iria dar grande exemplo para nos brasileiros, vendo a classe politica dar exemplo e ir ao trabalho recebendo um salario minimo, pois existem apartamentos funcionais para eles não precisão pagar aluguel, então é acabando com a farra deles que nos brasileiros possamos começar a acreditar em um brasil melhor e igual para todos.

    • Exatamente caro Aurelius, todos no país, tem direito a julgar um Juiz excepcional, que supera as expectativas em seu trabalho; fazer campanha para beneficio do lula, que a cada dia, entra com questionamentos infundados contra, só traduz a importância da Lava jato…quanto ao pedido dele ao Alkimin, vale sim como alerta Kennedy; os poderes estão tão confusos, por culpa absoluta do STF, hoje na pessoa de Dna Carmem Lucia que não age como prometeu e deveria; pequisas do Datafolha, mostram a falta de credibilidade destes “nossos” representantes…O país precisa trancafiar os apenados que acham se no direito de manipular o poder..são réus confessos, a começar por patrimônios incompatíveis as suas funções..nos EUA as delações são suficientes, para condenar qualquer acusado com Bens; lá eles visam exatamente a multa e a pena; estão certos..

    • LEO disse:

      concordo com vc

  3. PETRONILO disse:

    Não acho conveniente ao juiz Moro, pedir ao Temer que interceda no STF, nem em outras instancias, entretanto, não é de tudo ilegal fazer esses comentários. existe comentários piores feitos por autoridades, nem por isso são censurados. Existe uma marcação serrada contra o juiz e tudo que ele fala é motivo de censura.

  4. Fabio disse:

    Kennedy, Moro nunca foi e nunca sera imparcial.
    Moro tem um lado e já deixou bem claro a quem ele defende.
    Alias nosso Judiciario se afundou de tal maneira que se tornou um poder simplesmente para exercer Poder e não aplica as leis.

  5. joao mattos disse:

    todo brasileiro tem o direito de expressar sua opiniao particular até o sergio moro

  6. Carlos César Sousa disse:

    Quase todo ser humano, intensamente enaltecido como foi Moro, portador das preferências ideológico/partidárias que já deixou transparecer, acabaria por se comportar dessa maneira “inapropriada”. O juiz se sente amparado ao sair do centro do espectro julgador. Tudo muito previsível.

  7. Miguel Ângelo disse:

    Muitas lembranças temos da Ditadura Militar. O objeto, a ferramenta que perdurou daquele momento e ainda vive no nosso dia “A hora do Brasil”. Por mais que queira respeitar este cidadão, que estudou em Harvard, sabe-se Deus se a troco do erário brasileiro, não consigo. E o motivo é simples. Gaste seu tempo e reveja as notícias que eram apresentadas naquela época. Pobre réu. Se vermelho pobre coitado. Que ferramenta jurídica poderia usar se todo corpo judiciário, senão todo, quase todo, sim senhor ao algozes e pau no besta. Moro, Deltan e a justiça federal em Curitiba é hoje, com certeza, a clara evidência que a Ditadura Militar ainda persiste, se lagarta na década de 60 agora borboleta Ditadura Civil. Se é provado viés partidário passível até de condenação por vício a lei. Só lhe resta telegrafar o passe para o gol. Que para o brasileiro … gol contra. Que haja talvez culpa do réu. Mas é certeira o crime de Curitiba. Tão cega aos seu atos. Tão … tão … distante da justiça perfeita.

  8. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    Moro está correto ! Como cidadão de prestígio e credibilidade, ele tem o papel de ativista comunitário na defesa da legalidade.
    Se depender dos congressistas, eles só fazem leis em causa própria, contemplando seus interesses criminosos !

  9. adalberto moura rodrigues neto disse:

    Lamentável a postura desse juiz, que comportasse mais como pop star do que magistrado.

    Criaram a fera, agora temos que ver até onde ele vai.

  10. ANDRE disse:

    O Moro é só mais um personagem produzida pela crise institucional que o Brasil atravessa. Encampa discursos que ficariam bem na voz ou na caneta de um jornalista, um escritor ou político, mas que definitivamente não ficam bem na voz de um magistrado. Alias a magistratura anda falando demais e julgando de menos.

  11. Valdir Antonio da Silva disse:

    Eu sempre tive a certeza que esse juizeco seria tão bandido quanto o Gilmar Mendes e toda corja política corrupta do país.

  12. Ivan Andrade disse:

    Juiz Moro, saia da mídia. Vc está cometendo erros ao falar demais. Não é esta sua função! Agindo assim irá perder credibilidade. Fica na sua e cumpra seu papel como juiz, nada mais!!!

  13. Elena disse:

    Pois é, Kennedy, vc tem toda razão. juiz moro extrapolou em suas funções e o pior, transgrediu a lei. Pedir para Temer influenciar o STF para que não altere o entendimento sobre prisões de condenados em segunda instância da justiça? Isso pra mim tem nome: TRÁFICO DE INFLUÊNCIA!

  14. Analista Alpha disse:

    Gostei de sua análise Kennedy, o que não deve agradar a muitos, mas é a análise mais correta que lí até agora.
    Gostei mais ainda que em sua análise começou a separar o joio do trigo, ao citar “supersalários da cúpula dos servidores” e “o regime de Previdência camarada das altas castas do funcionalismo”, com isso sendo muito mais justo com os demais Servidores Públicos, que não são em sua maioria formadas por “servidores” desse naipe.
    Sobre os números, é impressionante que 31% ainda o julgam regular. Um congresso que não produziu uma única lei que beneficie ou melhore a vida das pessoas. Só há retrocessos.
    Isso demonstra que a pesquisa ainda pode piorar muito, esses 31 podem migrar para péssimo.

  15. Alex sampaio disse:

    De onde menos se espera é que não sai nada mesmo (Millôr). Não se pode esperar um grande discurso de um pequeno homem (eu).

  16. Jussara Pontes da Cruz disse:

    Se ele chegou a este ponto, que não é certo, é pq ele está vendo que fim vai levar, nenhum. Com bandidos como Gilmar Mendes e Dias Toffoli (um defendendo o PSDB e o outro PT)todo o trabalho dele vai de água a baixo, é o desespero.

  17. Samuel disse:

    O mais triste neste país em frangalhos e ver um mídia tendenciosa, um legislativo comprado e uma justiça omissa, quando se começa a ver uma luz para tentar corrigir os erros e prender a qualquer um, doa a quem doer, aí aparece a quadrilha e sangra a unica esperança que existia. Conclusão: Tá tudo dominado.

  18. Ronaldo disse:

    Trata-se realmente do justificado ídolo maior dos analfabetos funcionais ou não da Nação. Uma criatura com formação em direito, ignora um dos mais sagrados pilares da republica e solicita ao Presidente que interfira em decisão do STF, ou seja pede a ingerência do executivo no judiciário em uma cerimônia pública, logo acessível ao Brasil e ao mundo. Eu imaginava, que apesar da idolatria a um dos maiores fracassos jurídicos da humanidade, a chamada operação “mãos limpas” da justiça italiana, tal cidadão tivesse algum conhecimento de direito, afinal, conquistou o cargo de juiz. Entretanto, depois de tal evento, chego a conclusão que seu nível de lucidez equivale ao da “saudadora da mandioca”.

  19. Antenor disse:

    O fato do Juiz Sérgio Moro estar agindo dessa forma (“interferindo em outras esferas de poder”)-como defendem alguns; eu vejo como outra vertente e explico: Conhecedor que é dos meandros da corrupção na sua profundidade, e sabedor de que muitos poderosos estão bem enroscados nesse emaranhado de cipós, ele sente que esses tais estão, de toda forma, buscando artifícios e formas “legais” para impedirem a evolução dos trabalhos da Lava Jato e da Polícia Federal (o primeiro passo foi a substituição do Diretor Geral da PF). Assim, o laborioso Juiz Sérgio Moro está, sim, é emitindo um ALERTA de que a corrente contrária é muito forte e está cavando muitos buracos na pista de decolagem da operação como um todo. A verdade é que há muitos “inocentes” que estão caindo direitinho nesse engodo dos potenciais condenados que criticam o Juiz Moro, entre eles Lula, Aécio, Renan, Gleisi Hoffmann e outros. É muito importante perceber que a artimanha dos corruptos é nociva para o Brasil.

  20. sebastiao canabrava disse:

    Sergio Moro prova o que na verdade e’. Um insonso. Oras, pedir ao Temmer (que sera julgado e passara pela segunda instancia) que Temmer interceda ao STF para aplicar execucao de pena na segunda instancia, prova que nao entende de politica ou e’ insonso.

  21. Romanelli disse:

    Moro já deu provas de desrespeitar a lei, ritos e a Constituição. Criou-se métodos, tortura e aterroriza réus, presos, testemunhas
    .
    Há evidências graves de sua colaboração pra c/interesses DIVERGENTES e contrários ao Brasil (como c/a facilitação e envio de provas e testemunhas aos EUA pra falar contra a Petrobrás)
    .
    Há pouco surge em sua biografia a ligação c/verdadeiros atravessadores e negociadores da lei (como no caso Tacla Duran) ou em episódios mais cavernosos do passado (o caso Banestado e sua ligação com A.Youself)
    .
    De pronunciamentos indevidos a qq magistrado, já é flagrante à maioria dos brasileiros o tratamento diferenciado e JOCOSO dado por este cidadão ao MAIOR líder que este país já viu (LULA e sua pena de 9,5 anos)
    .
    Enfim, pra mim motivos não faltariam pra, num país c/Instituições maduras, afastar definitivamente esta pessoa da vida pública, despindo-a de qq autoridade que lhe permita difundir o cizania e o medo ..esta na hora de MORO encarar a LEI

  22. VIVA O JUIZ SERGIO MORO, VIVA O JUIZ MARCELO BRETAS, VIVA TODOS OS JUÍZES IGUAIS A ELES...VIVA A LAVA JATO! disse:

    O grande mérito do juiz Sergio Moro é de, numa simples 1ª instância, ter dado continuidade, com mais vigor ainda, ao que iniciou o ex-ministro do STF, Joaquim Barbosa: um combate vigoroso contra os corruptos que dominaram o Executivo, Legislativo, empresários corruptos. Ele, como qualquer outro juiz, não podem se manifestar sobre casos que estejam julgando – opiniões sobre fatos importantes da vida do país, mesmo que estejam sendo objeto de análise do Judiciário, mais especificamente do STF, por que não? Ele deixa de ser cidadão ao se tornar juiz? Se membros de outros órgãos públicos têm esse direito, por que não um juiz? É mais do que claro que está havendo um equívoco quanto às manifestações do juiz Sergio Moro em relação a questões diversas de interesse nacional. É preciso ter cuidado para que isso não acabe beneficiando bandidos roubadores de cofres públicos travestidos de políticos e governantes, interessados em ver o juiz Sergio Moro como “carta fora do baralho”!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2017-12-17 23:05:34