aki

cadastre-se aqui
aki
Política
20-04-2017, 8h11

Não será fácil, mas governo deve aprovar reforma trabalhista

Batalha por fidelidade de aliados em relação à Previdência será mais difícil
15

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

É provável que a reforma trabalhista seja aprovada na semana que vem, mas não é líquido e certo, porque o custo e o risco político subiram para o governo no Congresso com a quebra do sigilo das delações da Odebrecht.

A vitória de ontem do governo, revertendo a derrota de terça, aconteceu ao estilo Eduardo Cunha. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), aliado do governo, recolocou em votação ontem um pedido de urgência que havia sido derrotado na véspera.

O governo deseja votar na próxima quarta, no plenário da Câmara, antes da sexta da semana que vem, quando há previsão de greves e protestos contra as reformas. O governo arrumou mais 57 votos de anteontem para ontem. Obteve 287 votos a favor do regime de urgência.

É um número razoável para quem precisava obter 257 votos. Há uma margem de segurança de 30 votos. O governo tentará ampliar essa vantagem, mas não será tarefa fácil. A reforma mexe em muitos pontos da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). Haverá discussão mais detalhada até a semana que vem. A tendência é que o governo vença, mas terá de ficar atento na caça aos votos.

*

Tensões previdenciárias

Em relação à reforma da Previdência, o governo considera que o ideal seria alcançar uma margem de segurança por volta de 40 votos. Como são necessários 308 votos na Câmara em dois turnos de votação, o objetivo do governo seria levar a reforma da Previdência à apreciação com a promessa de obter cerca de 350 apoiadores.

Há um ano, a aprovação do pedido de impeachment de Dilma recebeu 367 votos. Era outra realidade. O governo terá dificuldade para arregimentar 350 votos a reforma da Previdência, apesar de o pacote de concessões feito pelo presidente Michel Temer ter derrubado muita resistência à proposta.

A fim de aprovar as reformas trabalhista e previdenciária, o presidente pediu aos articuladores políticos que fizessem um mapa de cada bancada de partido aliado na Câmara, exatamente como aconteceu na votação do pedido de abertura de impeachment. Haverá cobrança de fidelidade, mas também nova distribuição de cargos e verbas.

Aprovar essas duas reformas é matéria de vida ou morte para o governo. Nesse contexto, existe preocupação do Palácio do Planalto com o tamanho dos protestos marcados para a próxima sexta e para o Dia do Trabalho.

No que se refere ao Senado, já há um acordo prévio com o presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE), com boa parcela do PMDB e com todo o PSDB. Outros partidos aliados, com algumas exceções, também tendem a votar com o governo.

O fator de preocupação continua a ser o líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), que ora critica, ora dá apoio ao governo.

Tanto na Câmara como no Senado, são feitos questionamentos ao novo tempo mínimo de contribuição para aposentadoria, que será de 25 anos. Existe uma crítica de que trabalhadores mais pobres, especialmente mulheres, terão dificuldade de comprovar esse período de contribuição para a Previdência.

Hoje, o prazo mínimo para obter aposentadoria proporcional é de 15 anos de contribuição. Existe uma movimentação tanto na Câmara como no Senado para uma emenda que mantenha os 15 anos ou que estipule 20 anos, mas isso geraria um efeito fiscal negativo nas contas da equipe econômica. E a reforma, como está, já começa a ser mal vista pelo mercado financeiro.

Logo, ainda haverá tensões. Não é improvável que ocorram mudanças em relação ao relatório do deputado Arthur Maia (PPS-BA), apresentado ontem.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
15
  1. ESSA REFORMA DA PREVIDÊNCIA É MAIS UMA VERGONHA NACIONAL! disse:

    É repugnante o que querem fazer em relação às pensões das viúvas de aposentados. Por exemplo, um casal de velhos que vive com uma única aposentadoria de 2000 reais, morrendo o marido a pensão passará a ser de 1000 reais para a viúva. Quer dizer, a viúva além de perder o marido perde 1000 reais da aposentadoria com a qual viviam!
    Uma cambada de vagabundos, travestidos de “representantes do povo”, quer aprovar isso, pressionados por Temer e Meireles que, com certeza, gastam muito mais que 2000 reais num churrasco familiar de fim de semana!

    • José Horta Moreira disse:

      Bem feito! Quem mandou tirar o PT do Poder. Agora toma! Eu sempre disse que estava ruim com o PT. Mas ficaria pior se o PT saísse do poder. Portanto, está aí o resultado.

  2. Fabio disse:

    Um governo bandido, golpista, comprando um Congresso sem moral alguma para nada.
    É o Brasil nas mãos da bandidagem.

  3. Edi Rocha disse:

    O STF precisa decidir pela inconstitucionalidade dessas manobras. Nos livramos de Eduardo Cunha e aí Rodrigo Maia faz a mesma coisa? Isso está errado. Perde no voto e aí qual é a solução? Votam de novo quantas vezes forem necessárias até conseguir o resultado esperado. Isso é um absurdo!!! Não existe mais lei nem regras nesse país, não???

  4. Mario Teixeira Dias Filho disse:

    Veja como estes congresso é corrupto arruma 57 votos em horas para aprovar coisa que realmente não está clara para o trabalhador Obrigado

  5. rose disse:

    vergonhoso, estes deputados são todos golpistas, ladrões.

  6. ALESSANDRE L NIZA disse:

    Não é simples mesmo, carregar a pecha de ser um parlamentar que ajudou a extinguir a previdência.

    A previdência de fato, aquela que qualquer trabalhador almeja, que lhe dê qualidade de vida após anos de trabalho, que sustente sua saúde na velhice, que lhe impeça de ser um dependente dos filhos ou de ajuda assistencialista ….. essa previdência está sendo extinta.

    O que sobrar serão umas migalhas para a pessoa apenas subsistir, e para conquistar isso terá um longo e penoso caminho, esperando estar empregado, principalmente após os 60 anos.

    É um peso a ser carregado por cada parlamentar que apoiar.

    Entendo que muitos aqui sejam a favor, pois não dependem da previdência ou não contribuem. para esses, a previdência é apenas um gasto desnecessário do dinheiro público.

    Para quem paga e paga por muitos anos não é bem assim. Tenho certeza que muitos optariam por não pagar e poder dar destino ao seu dinheiro, que não é pouco, 11% do seu salário é muito dinheiro … reflitam melhor.

  7. Este país precisa desta reforma antes que quebre.

    • DIRETO AO ASSUNTO: VAMOS RISCAR DA POLÍTICA NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES TODOS OS DEPUTADOS E SENADORES QUE APROVAREM ESSA REFORMA DA PREVIDÊNCIA! disse:

      Se esses deputados federais e senadores aprovarem essa reforma da previdência como Temer e Meireles querem, tirando dinheiro de aposentados e pensionistas miseráveis, e protegendo as fabulosas fortunas dos banqueiros, especuladores, agiotas oficializados, o povo tem que riscar do cenário político TODOS, SEM EXCEÇÃO, OS DEPUTADOS FEDERAIS E SENADORES ATUAIS, EM 2018! VAMOS FAZER UMA CAMPANHA COM OS NOMES DE TODOS ELES – SE NÃO “REPRESENTAM” O POVO NÃO PODEM MAIS SER ELEITOS!
      Onde já se viu fazer uma viúva que vivia com o ex-marido com “APENAS A APOSENTADORIA DELE” ( de 1 a 5 mil reais) e agora viúva, passa a receber apenas 50% do valor, como pensão? Os bandidos alegam que “PORQUE O MARIDO MORREU” agora a viúva pode viver somente com a metade da aposentadoria! Falta de respeito desses bandidos, safados, ladrões, criem vergonha nas suas caras! MEXAM NAS APOSENTADORIAS MILIONÁRIAS!

  8. walter disse:

    Caro Kennedy, quem esta confundindo é o governo Temer, privilegiando os afetados pela lava jato…enquanto não entender que o congresso tem seus vícios, e que as mumunhas são parte integrantes nas aprovações, terá problemas…a reforma trabalhista será sim o grande teste…se não conseguir tal fato, não adianta nada pensar em previdência…se não ficar atento, tentarão votar, assuntos de interesses dos citados; como as medidas que isentam “autoridade” e bloqueiam o judiciario…Se o Temer não veta las, caso passe, será execrado com certeza.

    • Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

      Walter estou contigo e não abro !
      Acho ainda que todas essas reformas deveriam ser precedidas por uma ampla reforma constitucional que contemple instituições fortes com legislação penal pesada sem benefícios nem progressões.

  9. ANDRE disse:

    DIGA NÃO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA E A TRABALHISTA.
    EM 2018 NÃO VOTE EM QUEM VOTA CONTRA VOCÊ.
    PARA COMECAR VAMOS CONSCIENTIZAR A POPULAÇÃO PARA QUE NÃO VOTE EM
    ARTHUR MAIA (LAVA-JATO), RODRIGO MAIA (LAVA-JATO) e ROGERIO MARINHO (3 PROCESSOS NO STF)
    Será que vamos permitir que mãos tão indignas redigam e mudem nossas vidas de forma radical? Vamos permitir que congressistas parasitas que nunca trabalharam e se apropriam do nosso trabalho, modifiquem as leis que regem o mesmo?
    Vamos aceitar uma reforma da previdência, em que o relator está envolvido na lava-jato, com acusações de que não recolhe a previdência e tem processo no STF?
    Vamos aceitar uma reforma trabalhista em que o relator tem três processos no STF, é citado em delações de propinas da Odebrecht e cuja a esposa tem um super-salário na assembleia legislativa, com acusações de se tratar de um “fantasma?
    NÃO, vamos 28 de abril parar este país, exigindo RESPEITO!

  10. Stanislaw: MEXER EM APOSENTADORIA E PENSÃO ABAIXO DE 5000 REAIS É CRIME, É COISA DE BANDIDO QUE ROUBA COFRE PÚBLICO E DEPOIS QUER DESCONTAR NO APOSENTADO E PENSIONISTA! disse:

    Reformar a previdência tem que ser nos altos salários dos três poderes, onde há funcionários ganhando aposentadorias astronômicas! Mexer em aposentadoria de até 5000 reais é crime! Mexer em pensão de viúva sem aposentadoria, que fica apenas com a pensão do marido que morre, em valores até 5000 reais, é crime! Cambada de vagabundos, mexam nas aposentadorias acima de 5000 reais, nas pensões acima de 5000 reais, porque abaixo disso é o mínimo para não se morrer de fome! Esses vagabundos têm aposentadorias milionárias, têm propriedades alugadas, têm dinheiro aplicado, têm dinheiro escondido no exterior, têm dinheiro e propriedades em nome de “laranjas”, mas aposentados e pensionistas que recebem até 5000 reais por mês (a maioria nem isso, é um, dois, no máximo três salários mínimos= 2800 reais), esses não têm nada mais do que essa pequena aposentadoria ou pensão! Esses vagabundos estão querendo incendiar o país… ou fazer os militares expulsarem esses safados do poder!

  11. SOLANGE disse:

    Blá bla bla não tem País quebrado, tem é um bando de vermes ezecráveis dando um jeito de juntar mais dinheiro em suas contas tirando de quem realmente pagou para ter, e viver, não caiam nessa coisa de reforma o País sempre funcionou do jeito que está, reforma deve ser feita é no congresso para tirar o bando de ladrões de cara limpa que estão lá.

  12. Maria disse:

    Por enquanto único que subiu no palanque contra essas reformas foi o Lula os outros estão apoiando o golpista

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2017-12-17 23:12:35