aki

cadastre-se aqui
aki
Política
09-01-2018, 8h32

Percalços de Alckmin e Meirelles animam Maia

Presidente da Câmara admite interesse pelo Planalto
8

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Em entrevista ao jornal “O Globo”, publicada hoje, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, coloca-se claramente pela primeira vez como eventual candidato ao Palácio do Planalto. Ele disse ver uma “avenida aberta” nessa disputa, o que levaria partidos a avaliar a possibilidade de lançá-lo candidato na corrida presidencial.

Política não tem vácuo. Estão evidentes as dificuldades do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), para viabilizarem as suas candidaturas.

Alckmin está sendo cristianizado e queimado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. O presidente do PSD, o ministro Gilberto Kassab, dá sinais de que pode rifar a candidatura de Meirelles para se aliar a Alckmin, numa jogada que envolva a indicação dele para a candidatura a vice-governador de São Paulo numa chapa encabeçada por um tucano.

Ressurgiu o balão de ensaio da candidatura do apresentador de TV Luciano Huck. Jair Bolsonaro começa a experimentar o desgaste do escrutínio da imprensa sobre as suas finanças pessoais.

Há espaço no campo da direita e da centro-direita para mais um presidenciável, já que todos os atuais estão com dificuldades. Rodrigo Maia (DEM-RJ) é um nome que abraçou com força a agenda do mercado financeiro.

A aprovação da reforma da Previdência é muito mais importante para Maia, do ponto de vista político, do que para Meirelles. O nó está na Câmara, comandada por Maia. Se ele desatar tal nó, Temer e Meirelles ganham, mas o presidente da Câmara ganha mais do ponto de vista político, pois será o articulador de uma missão quase impossível.

Se der para viabilizar uma candidatura presidencial, ótimo para Maia. Se não der, a condição de presidenciável reforça o cacife dele para se reeleger deputado federal e, a depender do resultado na disputa pelo Palácio do Planalto, ser reconduzido à presidência da Câmara em 2019 num acordo com o novo governo.

Ao ver uma “avenida aberta” na disputa presidencial, Maia tem espaço para colocar o seu bonde na rua e tirar os lucros e dividendos da condição de mais um presidenciável do campo de direita e centro-direita. É a política como ela é.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”, que também falou da crescente judicialização da política:

Comentários
8
  1. Sebastiao Augusto Canabrava disse:

    Sr Walter, isto e’ discurso de quem nao tem argumento. O Sr vive cantarolando que Temmer e’ Dilma, que cara de pau, hein? O Sr e um bando de aloprados lutou para trocar Dilma por Temmer. O Sr, inclusive, defendeu o Temmer aqui nos primeiros meses de governo (Nao adianta negar, seus comentarios estao aqui no site para qualquer um ver) e agora quer pechar Temmer ao PT! Por isto digo que seus comentarios nao tem logica.

  2. renata vieira disse:

    Este vai não vai do Hulk já está cansativo, mas melhor ele do que o Maia

    • walter disse:

      Caro Kennedy, sei bem, que você deve sempre, apresentar a noticia…mas o rodrigo maia; acompanhei a entrevista dele na Band, chega a ser hilário a “inocência”politica, para um candidato a planalto; deve nascer de novo, não vai decolar por ser pouco, falta lhe articulação, pode até conseguir lançar se, mas não passa disso, sem unanimidade; imitará a marina, com sua rede, onde todos os podrões podem reunir se…deveria sim, tentar governo no Rio, toda a ajuda é bem vinda, num estado em frangalhos…Quanto ao Luciano Huck, poderá sim ser uma opção, mas se for cavalo premiado, onde os grandes partidos se reúnam em torno dele…comentarei sempre em sua coluna Kennedy, por vsa lisura; darei opiniões que acrescentam, e agregam boas ideias, sempre me dirigindo a nomes; não vou bater boca, ou baixar o nível em sua coluna, agradeço vso espaço democrático.

      • Sebastiao Augusto Canabrava disse:

        Sim, ta’ melhorando. Mas e estes erros de portugues? Falta de concordancia verbal, pontuacao, etc? Melhorou a coerencia, mas tem muito a evoluir, Walteco.

  3. Ronaldo disse:

    Político fraco, representante da direita insana, que alcançou notoriedade por exclusão de seu antecessor, ainda que seja investigado por envolvimento na mesma operação que defenestrou o mesmo. Não acredito que conseguiria nem o governo do estado de onde é natural e muito menos a presidência, porem, como afirma o adágio popular: “Pretensão e agua benta, cada um dá a que tem” e sem Lula no páreo, qualquer pangaré pode vencer tal certame !

  4. GETULIO GONCALVES disse:

    Vai sonhando velho! vai sonhando… A direita dificilmente fará o próximo presidente da República. A não ser que tenha um novo plano real no bolso como aconteceu com FHC em 1994. Quando apoiaram o golpe contra a presidente reeleita no primeiro momento se beneficiaram com o rebaixamento da esquerda, diga-se PT, na primeira eleição municipal, mas logo após passaram a se “lambuzar” com muitos “benefícios”. Quem apoia ou apoiou esse “desgoverno” dificilmente chegará ao segundo turno. As campanhas serão menores e menos ricas que em anos anteriores. Já começaram a limar o Bolsonaro como fizeram com Marina, após a morte de Eduardo Campos, mas os pecados dos dois parecem ser menores do que os de seus acusadores.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2018-04-27 03:54:09