aki

cadastre-se aqui
aki
Política
28-11-2017, 8h55

Procuradores do PR, RJ e SP confrontam Raquel Dodge

"Carta do Rio" ressalta ação paralela à da PGR na Lava Jato
33

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Um grupo de procuradores da República do Paraná, de São Paulo e do Rio de Janeiro se reuniu ontem e lançou um manifesto. Com a “Carta do Rio”, os procuradores pediram que o eleitor vote em 2018 em candidatos que não sofram acusações de corrupção. Eles prometeram uma atuação conjunta do Ministério Público Federal desses três Estados no combate à corrupção.

Em entrevista, o procurador da República Deltan Dallagnol disse que a Lava Jato travará sua “batalha final” em 2018, ano eleitoral.

O manifesto é uma contestação à liderança da procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Há um contraponto à procuradora-geral, com o anúncio de uma coordenação da Lava Jato abertamente paralela à de Brasília.

Será importante ver se Raquel Dodge terá alguma reação ao manifesto ou se ela fingirá que não viu. O clima na Procuradoria Geral da República entre o grupo de Dodge e alguns integrantes do Ministério Público, especialmente do Paraná, é de desconfiança recíproca.

A sugestão de como o eleitor deve votar e a declaração de Dallagnol de que a Lava Jato enfrentará a batalha final em 2018 são atitudes imaturas e autoritárias. Cabe ao Ministério Público identificar condutas criminosas, investigar e acusar.

Sugestão de como o eleitor deve votar não é papel de procurador da República. Alguns integrantes do Ministério Público fazem política abertamente e depois se incomodam de serem tachados de parciais. Tratar um ano eleitoral como uma batalha final da Lava Jato chega a ser infantil. É preocupante o grau de imaturidade e messianismo de procuradores que possuem tanto poder.

O combate à corrupção não é uma luta de boxe com batalha final. Apesar da importância da Lava Jato, esse trabalho não começou ontem nem vai terminar em 2018.

Uma atuação mais técnica e menos política faria bem à Lava Jato e ao Ministério Público. Para o bem da investigação e da instituição, menos guerra interna também seria recomendável.

Comentários
33
  1. Nani P. Peres disse:

    Kennedy: infelizmente, creio que você (e eu… e toda a sociedade também) está (estamos) atrasado(s)… A Lava Jato – se não ‘nasceu’ política – tornou-se ainda engatinhando, antes mesmo de pronunciar os primeiros tatibitates… Resistimos a constatar isso por puro republicanismo, por vontade de acreditar que ‘alguém estava fazendo algo sério, finalmente, a respeito da corrupção’. Não estão; ao contrário! E não dá mais para tapar o sol com a peneira: esta semana, as coisas se tornaram definitivamente claras. ‘Não se pode enganar a todos o tempo todo': esse tempo/espaço chegou para a Lava Jato. Resta-nos reconhecer: chega de tanta ilegalidade com ‘justificativas’ que sequer parecem democráticas mais. Abraço

    • walter disse:

      Sinceramente Kennedy e Nani, achei louvável este manifesto…vale sim como alerta aos eleitores, que são sempre, os últimos a saber; criar uma coordenação da lava jato paralela em brasília, só pode ser ideia, de quem esta muito encrencado ali..trata se de uma manobra do planalto, e não preciso dizer de quem…se a Dna Raquel Dodge fingir que não esta entendendo, vamos sentir saudades do Janot…precisamos Urgentemente, deixarmos de ser inocentes…estes meliantes no poder, estão tentando nos confundir; quem não gosta deste manifesto em conjunto, esta do lado dos citados pelas delações…o País precisa de limpeza mínima até lá; ou manteremos a sacanagem…

      • Márcio De Paula Filgueiras disse:

        Caro Walter. O procurador Carlos Fernando é acusado de azeitar o acordo de Tecla Duran, com pagamento por fora, de acordo com provas que serão apresentadas depois de amanhã, na CPMI. Quem vai acabar com a corrupção do MPF? Esses caras são cínicos e partidários.

        • walter disse:

          Caro Marcio de Paula, justiça absoluta não teremos; querem a baderna a desordem por assim dizer…não podemos esquecer que o PT nos proporcionou o temer; não tem compromisso com a lisura…veja sua nomeação a PF, indicada pelo SARNEY…em qualquer País do mundo, este sujeito e algum dos seus, estaria condenado…o PMDB tornou se extensão do PT, com isso infiltraram mais oportunista que agem na calada da noite…o congresso esta presidido por seus amigos do mal…não querem nada de bom para o Povo; estamos nos iludindo…daqui a pouco, a melhor opção será o lula, de tão ruim que tudo vai…

          • FABIO disse:

            Algo interessante nesse Blog é que há comentários de todas as cores: os que defendem a justiça, os que defendem o que é justo e aqueles que são descaradamente partidários. Kennedy, obrigado por proporcionar esse espaço tão eclético! Usando a lógica e o senso crítico dá para aprender muito nesse espaço!

          • Márcio De Paula Filgueiras disse:

            Sim, justiça absoluta não teremos. Então qual justiça teremos? A do Dallagnol e do Moro eu não quero. A solução é política. Mas explicitamente política. Não uma política travestida de “justiça técnica”.

  2. FABIO disse:

    Não é o tipo de manifestação que se deveria esperar de Procuradores, de qualquer forma só vou acreditar que esse pessoal não é seletivo nas investigações quando algum desmando que tem ocorrido no estado de São Paulo do tipo: Metro, Merenda, CPTM, isenções de ICMS suspeitas de grandes empresas, etc, for investigado com seriedade e se for o caso punido. Até hoje pelo menos no estado de SP nada nunca veio ao caso.

  3. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    É fácil… é só lançar o PLJ – Partido da Lava Jato !

  4. Gostaria apenas de entender o porque a Receita Federal Não identificou durante todos esses Anos o aumento patrimonial e financeiro desses corruptos.
    Quando um empregado comum deixa de declarar algo. É logo identificado e os Políticos e Empresários Não são.
    Entendo que está tudo dominado, MPF,PGR,SUPREMO,POLICIA FEDERAL ETC………
    Lava jato e outras investigações é apenas um faz de conta.

  5. LUCIA MARCIA ANDRE disse:

    Infelizmente nem é mais uma questão política, Kennedy. Passa, sim, pelo messianismo e eu diria que se trata até de uma certa forma de neurose desses procuradores da Lava Jato. Uma doença social que se apossou deles. Uma vaidade sem limites. Messianismo, sabemos, não é saudável. A pessoa perde sua capacidade crítica. É o que está acontecendo. Dallagnol é evangélico e tem mesmo esses surtos messiânicos, em que se desliga da dimensão concreta de qual é seu papel em tudo isso. A mídia contribuiu muito para isso. Na sua caça aos direitos dos brasileiros, na sua sanha de desnacionalização de tudo, na sua conduta de apoio aos interesses do capital, que ela muito legitimamente representa, criou esses monstros, que agora estão preparados para devorar nossa frágil democracia, tão machucada pelo golpe.

    • André disse:

      Lucia pela sua visão nós estavamos melhor antes do ” GOLPE “. Desculpe a ironia , mas colocar a culpa das mazelas brasileiras atuais nos procuradores é muito oportunismo. Afinal como você combaateria esta corrupção institucionalizada pelo PT e PMDB. Pare de colocar a culpa nos outros e assuma seus interesses nos corruptos que governavam , e governam o país antes do “GOLPE”

  6. Stanislaw - A LAVA JATO PEDE AO POVO QUE DÊ O GOLPE DE MISERICÓRDIA NA CORRUPÇÃO: FAXINA NA POLÍTICA PELAS URNAS! disse:

    A Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, não obstruiu as ações da Lava Jato. Tem sido sóbria, temperada, consciente de que o que está sendo feito é o que precisa ser feito. Os resultados têm sido irrefutáveis – tanto ela quanto a nação enxergam isso. Algum excesso, algum erro, deve ser corrigido sóbria e temperadamente pois, não há como negar, tudo tem sido feito com intenções positivas, com o objetivo maior de acabar com a falta de vergonha na cara predominante no país! Os operadores da Lava Jato que sabem que têm o apoio do povo, pedem agora que o povo faça sua parte, que poderíamos chamar de “o golpe de misericórdia” – uma faxina nas urnas – limpando o país da ladrãozada que tomou conta dos partidos políticos, tornando-os verdadeiras quadrilhas de salteadores aos cofres públicos, bandidos travestidos de políticos e governantes – faxina essa que só pode ser feita pelo povo, nas urnas, com sobriedade, temperança, inteligência, sabedoria, doa a quem doer!

    • Wellington Alves disse:

      Tantas descrições honrosas. Julgou vendo pela TV ou tem contato pessoal com ela?

      • p/Welligton Alves disse:

        Simplesmente acredito nela, até prova em contrário. A não ser a ladrãozada da política e os “três disenterias verbais e decrepitudes morais do STF” tentam parar a Lava Jato, por questões óbivias. Mas não conseguirão… ninguém pararáa Lava Jato! Nós temos é que fazer a nossa parte, não reelegendo político corrupto, em 2018!A PGR, PF e demais órgãos envolvidos têm feito a parte deles, cabe a nós eleitores fazermos a nossa, no momento certo, que acontecerá nas urnas!

  7. CHARLES BERNARDES PINHEIRO disse:

    Apesar de parecer estranho à primeira impressão, Dizer que não se deve votar em pessoas investigadas seria no minimo prudente. Será que estamos sendo em parte coniventes ao criticar pessoas que defendem a ótica correta? Acharia estranho se tivessem defendendo Partidos A ou B, mas a posição dos procuradores me parece ser abrangente, sem passar prevalecer ninguem..

    Palmas pra quem está indignado, e procura uma saída seria!

    • p/ Charles Bernardes Pinheiro. disse:

      Charles, vamos analisar coisas muito acima, como as simples, que são inclusive as mais importantes da vida, pois que são as raízes. Eu, ou você, por exemplo, se fôssemos pais de três lindas “filhas adolescentes”, ao selecionarmos alguém para serviçal em nossa casa ( um pedreiro, um eletricista ou coisa assim), que fosse ali passar “4 dias” executando um trabalho (qualquer semelhança com os 4 anos de um mandato eletivo “não” é simples coincidência), viéssemos a saber que tal serviçal “é investigado criminalmente por crime de estupro” (ainda não é processado e consequentemente não é réu; nem condenado; mas há um “inquérito” no qual o cidadão é investigado). Eu, Charles, com certeza, não contrataria esse profissional. E você? É como vejo que deveriam todos os eleitores agir em relação a candidatos “investigados” pela justiça. Acho que é melhor errar por excesso de zelo, do que errar por excesso de confiança, principalmente pelos antecedentes da maioria dos políticos de nosso país!

  8. André disse:

    Concordo que este não é papel dos procuradores, mas alguém tem que fazer este papel, mas eu não vejo ninguém fazendo, principalmente na imprensa raras as exceções, não votar em acusados seria uma coisa básica, que ele se defendam primeiro das acusações e depois concorra ao que quiser.
    Não conheço nenhum político que seja indispensável, muito pelo contrario seria muito bom uma renovação, ficar defendendo Alkimin, Renan, Lula não é papel de jornalistas.
    Depois do mensalão, e agora da lava jato achar que o lula não tem nenhuma responsabilidade e que não deva responder pelos crimes praticados é ser bastante infantil.

  9. Política é com políticos e não com procuradores e cabe aos eleitores dizerem se querem esse ou aquele, esses caras tem é que se ater à lei e não se envolverem em política. Se querem fazerem políticas que sejam políticos e saem como candidatos, seja lá qual cargo almejam, por algum partido.

  10. OS CORRUPTOS NÃO CONSEGUIRAM NEM CONSEGUIRÃO “ESTANCAR A SANGRIA” – LUGAR DE CORRUPTO É NA CADEIA - VIVA A LAVA JATO! disse:

    A Lava Jato começou só investigando corrupto do PT – que era a quadrilha no poder. Aí o PT esperneava dizendo que a Lava Jato era política, que era do PSDB, “coxinha” etc e tal. Depois surgiram investigados do PMDB, aí os quadrilheiros do PMDB esperneavam dizendo serem perseguidos porque se tornaram “governo” etc e tal. Aí a Lava Jato continuou trabalhando e começaram a aparecer mais bandidos salteadores de cofres públicos de outras quadrilhas travestidas de partidos políticos. Aí os bandidos começaram a se unir: os do PT, PMDB, PP, PSDB etc, num só espírito de corpo esperneando numa nota só: “É PRECISO ESTANCAR ESSA SANGRIA”. Aí é no ponto em que estamos: bandido de toda quadrilha travestida de partido político contra a Lava Jato! “Disenterias verbais e decrepitudes morais” dentro do STF, comprometidos com corruptos, tentando ajudá-los!
    Aí, no ponto em que estamos: com muitos corruptos já na cadeia, o povo aguarda as eleições para dar o golpe final nos que tentarem se reeleger!

  11. Vagner Santos disse:

    Concordo com o manifesto, antes de serem procuradores são cidadãos que querem construir um país melhor. Basta olhar a história do Brasil que verá que o cidadão tem memória curta, sem contar os vários casos que seguem em segredo de justiça. A imprensa também deveria atuar em prol de um país melhor.

  12. VIVA A LAVA JATO! VIVA A OPERAÇÃO "LAVA CORRUPTO" NAS ELEIÇÕES DE 2018! disse:

    Para função pública através de concurso há um rigor quanto à vida pregressa do candidato. Por que leniência e até conivência, com notórios bandidos, nos cargos eletivos? Há leis feitas por bandidos, com brechas, interpretações, duplos sentidos, a favorecer bandidos. Políticos e governantes roubadores de cofres públicos passam a vida “livres e soltos”, protegidos por cargos eletivos. Homens de “alto saber jurídico” têm se mostrado lenientes e até coniventes, fazendo interpretações da lei a favor de bandidos! Protelam, pedem vistas etc, claramente para ganhar tempo para bandidos terem chance de se livrar da cadeia. Vejam agora, querem que o foro privilegiado se estenda a “EX-PRESIDENTES”! Pode maior falta de vergonha na cara do que isso? Todos sabem a quem querem proteger! Bandido condenado na 1ª instância se intitula candidato e ainda há quem queira eliminar a prisão após condenação em 2ª instância. Viva a Lava Jato! Cadeia aos corruptos, doa a quem doer!

  13. Luiz Claudio do Nascimento disse:

    Kennedy, concordo que em algumas operações existem holofotes, mas autoritarismo maior a população vem sofrendo por parte desses políticos de carreira, medalhoes que não querem sair de suas cadeiras no poder da República. Essa sujeira nós a temos acompanhado e sofrido há muito tempo. Se é com o voto que se muda, essa conversa já exaustivamente ouvida, e, em toda eleição o povo procura colocar em prática. Resultado? A mesma roubalheira e contaminação do Congresso pelos velhos caciques. Não podemos tirar desses incultos jovens, a intrepidez e ímpeto de “tentar” varrer essa escória da política. Eles estão fazendo, sob aplauso, aquilo que o povo não tem condições de realizar. Neurose, estrelismo, autoritarismo, patriotismo, ou o nome que queiram dar. No fundo, essa voz vem das ruas. Há uma procuração dada através das redes sociais, etc, totalmente apartidária.

  14. Reinaldo Gonçalves de Araujo disse:

    Kennedy cada um tem a sua opinião dependendo do ponto de vista de onde ele estava a alguns anos atrás e onde ele se encontra hoje. Há muitos que perderam, outros tantos que deixaram de ganhar, outros folgados que não ganham mais. Então as opiniões se divergem hoje. Nós da classe trabalhadora de empresas privadas, estamos praticamente sendo massacrados pelos empresários que foram beneficiados pelo governo nos perdões de dividas e ainda ganharam a reforma trabalhista para fazerem o que bem quiserem com os trabalhadores. Eu trabalho a 30 anos no chão de fabricas e acompanhei bem essa tendencia e estou sentindo na pele isto e principalmente os terceirizados que estão sendo findados vagarosamente por causa da insaciabilidade dos empresários. É a dura realidade. Estou falando de onde eu me posicionei neste período de crise e ainda sei que não chegou ao fim. A nossa justiça é FLC (falha,lenta e cega). Não sou do sindicato e nem compartilho todas suas idéias, mas ainda é um mal necessário.

  15. antonio disse:

    A situação é mais dificil do que parece, e n acho que alertar a população para não votar em corruptos deveria ser papel de todos inclusive da imprensa ou dos blogueiros como voce, mas infelizmente voces não tem muita coragem para isto, afinal muitas vezes são funcionários de grupos de mídia com interesses diversos. O que estes jovens procuradores e juizes já fizeram pelo Brasil, lhes dá o direito sim, de sugerir ao povo para que não vote em corruptos.

  16. Pedro Eli disse:

    O Ministério Público não compreende os limites de sua ação institucional. Querem investigar, denunciar, julgar, legislar e agora também espaço para fazer política e sugerir candidaturas que são do gosto deles, mesmo que tais candidaturas preencham os requisitos legais. Democracia não é isso. Cuidado, esses superpoderes sempre acabam mal.

    • Rosa Maria Marcelino Flório disse:

      Acho que ele faz muito bem de orientar, para que não votem em quem já está aí com mandato. A maioria do povo não vota certo mesmo. Ademais isto é uma atitude patriótica, a par de ser ele procurador. Ele não indicou nenhum partido ou candidato, apenas disse, para não reelegeram ninguém. Eu o apoio, e não acho nada infantil ou meceânico não. Apenas foi didático.

  17. MARCOS GARCIA disse:

    A manifestação é livre, legítima e parte de um grupo que assim como nós, cidadãos, quer o fim da corrupção. Apoio e acho que seria ótimo informar o eleitor, pela TV por exemplo, os nomes desses envolvidos com a corrupção. A mídia se não pode ajudar, também não pode atrapalhar. Qualquer um que critique algum ato anticorrupção, está prestando um desserviço a nação. Direitos a pessoas direitas. Enquanto investigado, fica fora da politica, e se condenado perde o direito de forma vitalícia.

  18. Ronaldo disse:

    Os caras não têm culpa, delírio de autoridade pode acontecer com qualquer um que possa pressupor apoio irrestrito da população. A partir da antipatia e arrogância de uma presidente sem preparo para a grandeza do cargo que ocupava, ocorreu uma orquestração midiática destinada a demonizar todos e tudo que guardasse proximidade com a mesma e a criminalização da ação política criou “paladinos da justiça” no MPF e instâncias iniciais do judiciário. Até quero crer que tenham boa intenção, porem o fato de acreditar que os fins justificam os meios os transformam de defensores da lei em vulgares justiceiros, o que em um país de grandes carências inclusive a cultural, só serve para acirrar os ânimos e dar incentivo ao legislativo de votar leis que ponham freio à sanha encarceradora de tais grupos em operação no seio das instituições. O Brasil não precisa de novos heróis midiáticos e sim de verdadeiros patriotas dispostos a lutar para que o país faça jus a seus potencial de desenvolvimento.

    • manolo disse:

      Os procuradores do MPF têm sido honrados, igualmente como juízes, funcionários da Justiça e a Polícia Federal. Quando poucos combatem a corrupção em nosso país e pelo contrário justamente o legislativo que deveria criar mecanismos para banir a corrupção do estado brasileiro, são os que mais procuram blindar os corruptos. Alguém precisa estar nos lembrando que quando formos eleger nossos representantes precisamos analisar seu passado, seu presente, desta forma podemos prever o futuro que teremos.

  19. Max Luan disse:

    Chegamos em um momento da história que já não é suficiente a ação técnica e “robótica” dos órgãos da justiça deste país. É fundamental que os cidadãos estrategicamente posicionados no cenário nacional usem este “poder” para ajudar, concretamente, a nação a sair do caos onde se encontra. Sem citar nomes ou defender partidos políticos, devem sim, usar sua influência e credibilidade para orientar e fortalecer o senso de patriotismo da população. Afinal, do outro lado estão os “maus políticos”, corruptos e ardilosos, que agem totalmente sem escrúpulos para se perpetuarem no poder, roubando gananciosa e incessantemente o patrimônio e um possível futuro de prosperidade dos concidadãos.

  20. geralda colen disse:

    Partido da LARVA jato seria a melhor denominação para os emplumados narcisos da PR envolvidos nessa operação. Larva porque? Porque circula entre a sujeira, vive dela, se reproduz e se tornam visíveis por causa da sujeira. Não querem limpar a sujeira, querem se nutrir dela. Larva jato. Não é impróprio.

  21. FABIO disse:

    Por que será que sempre os políticos corruptos são demonizados?
    Sem corruptor não há corrupto, o estranho é ver tanto trabalhador que defende empresários corruptores.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2017-12-17 23:04:17