aki

cadastre-se aqui
aki
Política
08-05-2018, 19h37

Saída de Barbosa beneficia Marina, Ciro e Alckmin

Bolsonaro fica na mesma; ex-ministro repete Huck
18

KENNEDY ALENCAR
SÃO PAULO

A desistência de Joaquim Barbosa de disputar o Palácio do Planalto é uma boa notícia, nessa ordem de impacto, para Marina Silva, Ciro Gomes e Geraldo Alckmin.

Barbosa seria o candidato que concorreria diretamente na raia de Marina (Rede). Ela é a que mais se beneficia pela saída do pré-candidato do PSB da corrida presidencial. A ex-senadora pode se apresentar como um nome que buscará apoios da centro-esquerda à centro-direita. Seria a candidata de centro, grosso modo, na disputa eleitoral.

No eleitorado de centro-esquerda, Barbosa poderia disputar com Ciro (PDT) os votos que poderiam ser herdados na hipótese de o ex-presidente Lula ficar mesmo fora do páreo. Parte do PSB pode migrar para Ciro, que já foi filiado a esse partido.

No segmento de centro-direita, o ex-presidente do STF poderia ser mais um complicador para Alckmin crescer nas pesquisas. O tucano já tem uma pedra no caminho na extrema-direita, que é Jair Bolsonaro. Barbosa seria outro pedregulho a incomodar.

O pré-candidato do PSL fica mais ou menos na mesma. Ele é um candidato com teto, apontam as pesquisas. O estilo xerife de Barbosa também é diferente do de Bolsonaro, que tem ideias regressivas. É uma injustiça comparar o ex-ministro com o deputado federal no quesito segurança pública.

Barbosa repete Luciano Huck ao adotar a estratégia “viúva Porcina”, aquela que foi sem nunca ter sido. Para além dos fatores pessoais, o episódio mostra como é difícil um outsider se viabilizar numa campanha com eleições para a Presidência e governos estaduais, o que demanda alianças fortes. Sua desistência é evidência de que voluntarismo não basta.

Do ponto de vista pessoal, Barbosa disse a correligionários do PSB que era arrimo de família, responsável por até oito familiares. Também tem compromissos de ordem pessoal que diminuiriam a sua privacidade e as suas viagens para os Estados Unidos. Numa conversa, Barbosa disse que, como não entraria para a política a fim de ficar rico, perderia dinheiro. Comeria parte de sua reserva financeira para honrar compromissos pessoais. Tudo isso pesou.

Lição do episódio: a política é realmente uma atividade muita séria para ficar a cargo de amadores.

*

Trump e Aécio

Outros temas da participação de hoje no “Jornal da CBN – 2ª Edição” foram o erro de Trump de sair do acordo nuclear iraniano, o efeito positivo para Aécio de ida de inquérito do STF para 1ª instância da Justiça mineira e uma entrevista com o presidente da Petrobras, Pedro Parente.

Obama fez manifestação dura contra o atual presidente americano, algo raro e uma quebra de uma regra não escrita da política daquele país. Já Aécio pode comemorar. Cresceu a chance de prescrição em relação a eventuais delitos na construção da Cidade Administrativa. O fim do foro privilegiado pode ser uma ilusão de quem acha que a medida diminuiria a impunidade. Ouça abaixo as análises e os bastidores de hoje no “Jornal da CBN – 2ª Edição:

Comentários
18
  1. […] Fonte: Saída de Barbosa beneficia Marina, Ciro e Alckmin | Blog do Kennedy […]

  2. Ronaldo JT Carvalho disse:

    Na minha opinião, a desistência de Joaquim Barbosa deve-se principalmente a dois fatores: 1- O compromisso do governador de São Paulo que é do PSB de apoiar a candidatura Alkmim e 2- a falta de apoio dos governadores do Nordeste, como Flávio Dino do Maranhão que deve fechar com Ciro Gomes e dos governadores da Paraíba e Pernambuco, que precisam do apoio do PT para se reelegerem ou elegerem seus candidatos, sem falar dos Estados do Ceará e Piauí, governados pelo PT.

  3. Penso completamente diferente sobre Barbosa, ele não tem esse potencial que as pesquisas indicaram,esse é o maior motivo de sua desistência, ele e ruim de tv e difícil de trato, enfim um candidato que teria na urna 1%.

  4. Marcia disse:

    Isso aí, a corrida já começou e só quem chegará à linha de chegada será Geraldo Alckmin, Os demais ficarão pelo caminho.

    • Ali Mendes disse:

      isso é uma excelente notícia pra ele e pra nós, eleitores de Alckmin. nós dá um fio de esperança que pode haver mudança no futuro do Brasil. #Alckmin2018

  5. walter disse:

    Nesta hora, todos os candidatos caro Kennedy, com exceção, o Bolsonaro, mostraram se sensibilizados com a saída do JB, todos falsos…na Band o mesmo afirmou, estar aliviado com a saída, de um concorrente de peso…na minha visão, já foi tarde o JB, não tem cacoete para político, não tem saúde e nem dialética para tal missão…me preocupa, a dissimulação dos postulantes ao planalto…precisamos de sangue bom; não gosto do discurso radical do “bolso”, mas me agradou a sua lucidez e sinceridade…precisamos da total transparência, planos de governo dos candidatos; não queremos milagrosos ou mães Dinah no planalto…estarei confiante, se o próximo eleito for dinâmico nos primeiros meses de governo, propondo reformas necessárias, para soluções imediatas…quem sabe um referendo, mudando o presidencialismo para parlamentarismo, com mandato de 5 anos, sem reeleição, reformas trabalhistas e previdenciárias, vai gerar confiança, se alcançar isso, no primeiro ano…

    • p/Walter: FAXINA GERAL NO CONGRESSO + LAVA JATO = FIM DO CACOETE DO POLÍTICO DO PAÍS! disse:

      O que seria esse “cacoete” para político? Se bem vislumbro é ser corrupto, pilantra, mentiroso, venal, alguém que entra no cargo só pensando em se encher de dinheiro? Esse é o mau político. Existe o mau e o bom. O bom relaciona-se com o cívico, a coisa pública tratada com zelo, com respeito; seu interesse maior é pela coletividade, menor para si próprio. O que tem o cacoete ao qual parece você referir-se é o da maioria dos políticos atuais brasileiros: o cacoete de ladrão de cofre público! O cacoete dos que perderam totalmente a vergonha na cara, em troca do vil metal, cargos, privilégios. É o cacoete dos que estão se borrando nas calças por causa da LAVA JATO! É o cacoete dos que, ou já estão na cadeia, ou estão morrendo de medo de ir para a cadeia, ou dos que sabem que, mais cedo ou mais tarde, irão para a cadeia! Quanto a Parlamentarismo ou Presidencialismo tudo igual, Walter, sem “FAXINA GERAL NO SENADO E CÂMARA”, nas eleições, + LAVA JATO FIRME E FORTE!

      • walter disse:

        Caro faxina Geral e Kennedy; tenho as mesmas convicções vsas e do nosso Jornalista, esperar um País limpo e sem vícios, todos nos queremos; verdadeiros brasileiros esperam…Quando usei CACOETE, quis ir além…podemos pegar o JB como exemplo, não tem dialética, não tem articulação; falta lhe jogo de cintura…sou a favor do parlamentarismo e do voto distrital…a política é a arte da negociação…tivemos dois casos seguentes e bisonhos…a dilma e próprio temer, o segundo por ter o rabo preso, vendeu sua alma durante o processo, e nada fez…ninguém consegue governar sem o congresso, por mais limpo que sejam; nenhum parlamentar, esta livre de defender causas de Raiz…precisamos ter uma limpeza inicial, de 50% dos safados que se elegem, pelo fórum, ou p/ tratar de seus próprios interesses; estamos caminhando bem, muitos vagabundos, ladrões do erário, gradativamente serão condenados e presos…

  6. Barbosa: "Eu, heim"?!!! disse:

    Barbosa não aguentou a fedentina da política. É inteligente o bastante para perceber que com essa classe política atual, só se consegue governar, corrompendo-se. É ladrão saindo pelo ladrão! Diz o ditado que “quem entra na chuva é para se molhar”… ele enxergou que “quem entra num lamaçal de lama podre e fétida”… caiu fora!

  7. DECISÃO JUDICIAL NÃO SE DISCUTE, CUMPRE-SE! disse:

    “Hipótese de Lula ficar mesmo fora do páreo”, Kennedy?! Será que há mesmo a possibilidade de um condenado a 12 anos e 1 mês de cadeia, em regime fechado, em três instâncias judiciais, ser candidato a Presidente da República? Admitir isso não é concordar que o país está no caos, que as instituições estão falidas, desestruturadas, desencontradas, as leis dúbias, o Judiciário perdido?
    Isso é muito sério, principalmente com tanto clamor por interferência militar, ação das Forças Armadas – seria o descrédito total nas instituições! É preciso muito cuidado nessa hora! Não podemos ficar brincando de democracia… democracia não é bagunça, descumprimento de decisões judiciais, admissão do inadmissível!

    • Wellington Alves disse:

      3 instâncias? Lula nã foi julgado no STJ ou STF. Seja menas, Stanislau. E o clamor pelas Forças Armadas são pífios, devendo ser silenciados.

      • p/Welligton Alves: VIVA A LAVA JATO! VIVA A FAXINA GERAL NO SENADO E CÂMARA FEDERAL, NAS ELEIÇÕES! disse:

        Serei “menas”, Wellington, para satisfazer aos apedeutas de plantão. Se você não está informado há várias pesquisas que apontam mais de 50% de aprovadores de intervenção militar no país. Na verdade isso não deveria ser comemorado, pois representa o descrédito nas instituições, carcomidas por ladrões de cofres públicos travestidos de políticos, governantes e empresários corruptos, liderados por Lula, Temer, Aécio e corjas semelhantes. Sobre o STJ, foi 5×0 o resultado de pedido de habeas corpus preventivo de Lula contra a prisão decretada, “antes dela ser decretada”. O que você acha que o STJ decidiria novamente, após a prisão ter sido decretada?

  8. Ali Mendes disse:

    isso é uma excelente notícia pra ele e pra nós, eleitores de Alckmin. nós dá um fio de esperança que pode haver mudança no futuro do Brasil. #Alckmin2018

  9. Brasileiro Nacionalista disse:

    Acho que o maior beneficiário é Ciro Gomes. O PSB vai cair no colo do cearense de pinda. Barbosa ainda vai pedir votos para Ciro.

  10. renata disse:

    Uma pena que não teremos o Joaquim como candidato.

  11. jonathan disse:

    Espero que o Geraldo consiga se eleger, é o melhor candidato.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2018-07-16 20:32:16