aki

cadastre-se aqui
aki
Política
07-07-2017, 8h14

Se depender do PSDB e de Maia, Temer caminha para forca

Tasso defende que presidente da Câmara ocupe Palácio do Planalto
12

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

O presidente em exercício do PSDB, o senador Tasso Jereissati (CE), deu declarações que reforçam o movimento na Câmara que deseja colocar Rodrigo Maia no Palácio do Planalto. As afirmações do tucano dificultam ainda mais a tarefa do governo de derrubar na Câmara a autorização para que o Supremo Tribunal Federal analise a denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra o presidente Michel Temer.

Tasso disse que Maia, presidente da Câmara, “tem condições de juntar os partidos ao redor de um nível mínimo de estabilidade de que o país precisa”. O tucano afirmou que o Brasil se aproxima da “ingovernabilidade”. Tasso enfraqueceu Temer.

O PSDB foi o principal avalista do impeachment da então presidente Dilma Rousseff. Os tucanos foram fundamentais para acelerar a queda da petista no Congresso, porque deram apoio ao PMDB de Temer a fim de liderar uma rebelião na base congressual e aplicar um golpe parlamentar.

Primeiro, foi tomada a decisão de derrubar Dilma. Depois, foram atrás das provas, sobre as quais havia enorme divergência entre juristas. Há um recurso de Dilma no STF que ainda precisa ser examinado.

O PSDB é um dos principais responsáveis pelo governo Temer. A atual política econômica, com a agenda de reformas da Previdência e trabalhista, foi uma condicionante dos tucanos para integrar o ministério. Na maior crise de Temer, Tasso dá uma declaração mortal. Para ele, bastaria trocar Temer por Maia.

A coluna Painel, da “Folha de S.Paulo”, traz a informação de que o senador Cássio Cunha Lima, também do PSDB, disse a investidores que Temer já caiu. É outro tiro forte contra o peemedebista.

Parte da cúpula do PSDB, refletindo um sentimento que cresce entre tucanos, está fritando e traindo Temer. Ao mesmo tempo, já está embarcando numa nova articulação, a favor de Rodrigo Maia, que também está se fortalecendo no Congresso.

Para reagir, Temer está tentando reunir os votos na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara e no plenário da Casa a fim de derrubar a denúncia de Janot. Essa foi a estratégia reforçada por ele na reunião ministerial de quarta antes de viajar para a reunião do G-20 na Alemanha.

Se for derrotado, a tendência do STF deve ser aceitar a denúncia e abrir o processo por crime de corrupção passiva. Nesse caso, seria afastado da Presidência, daria lugar a Rodrigo Maia e esperaria ser julgado. O STF tem prazo de 180 dias para julgar. Se não terminar nesse período, Temer voltaria.

Mas obviamente o julgamento se encerraria antes. Nesse tempo, outras denúncias viriam. Logo, se perder na Câmara, Temer estará, na prática, fora do poder.

Nesse cenário, a única resposta política que poderia dar seria tentar propor a antecipação da eleição presidencial, o que a maioria dos tucanos não quer. Tampouco Rodrigo Maia, diante da possibilidade de virar presidente. O PSDB tem medo de eventual vitória de Lula, do PT.

Quanto mais Temer se enfraquecer, mais difícil será para ele ter cacife para liderar uma proposta de emenda constitucional a fim de que haja diretas-já. O presidente está numa encarrascada política.

O temperamento e as atitudes tomadas até aqui indicam que Temer tentará resistir. Lutará para derrubar a denúncia de Janot. Mas a fritura do PSDB dificulta muito a ação de sobrevivência do presidente.

O atual presidente ainda tem cartas para jogar. Está com a caneta na mão. Tem apoio de boa parte da base parlamentar. Não está morto. Mas, se depender do PSDB e de Rodrigo Maia, está a caminho da forca.

*

Reformas e diretas-já

Há dúvida se Rodrigo Maia conseguirá votar a reforma da Previdência. Se Temer cair, a atual base de apoio se desorganizará. O PSDB tem a tendência de achar que basta o aval do mercado financeiro e do empresariado para aprovar reformas econômicas. Se bastasse, as reformas teriam sido aprovadas faz tempo.

Certamente, Maia manteria a equipe econômica de Temer. Isso é um trunfo para ele, que também se revelou um bom articulador político na presidência da Câmara e está jogando parado, emitindo sinais discretamente.

Mas haveria sequelas no Congresso que demorariam a ser curadas. E aconteceria forte contestação da oposição.

A ideia de antecipar as eleições, abraçada inclusive pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o que irritou tucanos, seria uma solução mais adequada. Há uma proposta de reforma política para acabar com a reeleição e recriar o mandato de cinco anos para presidente que está em tramitação na Câmara.

Um presidente eleito teria mais legitimidade e força para administrar o país. Mas essa possibilidade hoje é bem menor do que a de haver um acordo no Congresso para alçar Maia à Presidência. Está pintando um acerto parlamentar nesse sentido.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
12
  1. juliano disse:

    Três presidentes em dois anos, parlamentarismo italiano dos piores tempos? É uma PEC mas será que não vale a pena? O cadáver dos nossos mandatários já está podre faz tempo, não é melhor diretas já para podermos ao menos tentar pois já sabemos que com esta turma vai ser mais do pior!

    • walter disse:

      Caro Juliano, com esta turma que esta aí…não querem regularidade, esta “luta” suja tem nome e endereços…de um lado o Rodrigo Maia com a corja do RIO querendo extorquir o País, a favor da “Cidade Maravilhosa”, de outro o lula, querendo impor o mais rápido possível, a dita diretas já…sabe que 2018 pode ser impossível sua candidatura…dinheiro não é problema…estão fazendo um leilão, a maioria também não quer as reformas, e o temer sabe, que sua existência, ou marcas, dependem disso…não há céu de brigadeiro…estamos numa turbulência, aliadas a corrupção continua; teremos que contar com o Acaso, para que bons ventos soprem a favor do Brasil…

  2. Seldon Favaro disse:

    Antes de viajar o “presidente” disse que não daria ouvidos a conversas de políticos que se acham ungidos pelos Deuses. Seu ego é tão grande que não consegue se ver no próprio espelho.
    Comparecer num encontro deste nível e dizer a bobagem que disse é subestimar os setores de informação daqueles que permitiram sua presença em seu meio. Pior que este só o Sr. Lula no seu “discurso” lido e comentado em rede mundial pelos franceses.
    É preciso voltar aos valores antigos de ética e moral. É preciso reencontrar Cristo! …Não falo destas religiões oportunistas que estão por aí. Estes só querem acumular riquezas. Se faz necessário sim respeitar o próximo, não prejudicar, e sempre que puder…ajudar.
    Não é tão difícil.

  3. Gustavo Maia disse:

    Oi, seria possível esclarecer porque a admissão da denúncia pelo Congresso implicaria o afastamento do Presidente. Digo, o afastamento não viria apenas após o recebimento da denúncia pelo STF. Se for isso, o Tribunal só volta a funcionar em agosto e mesmo em casos mais simples a decisão demora algumas sessões. Ou seja, mesmo com o fim político do Governo, o fim legal talvez só venha daqui a dois ou três meses – isso se o STF não rejeitar a denúncia.

  4. jose luiz rodrigues viana disse:

    O primeiro presidente apos os militares foi Sarney (PMDB).Collor (PRN)tinha como vice Itamar Franco (PMDB). Collor foi derrubado e Itamar assumiu, tendo como ministro da fazenda o sociologo FHC (PSDB). FHC é eleito e seu vice é Marcos Maciel (na época PFL, hoje é o DEM); A DILMA foi derrubada e seu vice, Temer (PMDB) assumiu. Articulando nos subterraneos da politica, DEM e PSDB articulam a derrubada de Temer e para assumirem ,de novo, o poder.Dentro da historia concluo que o BRASIL é governado por PMDB,PSDB e DEM.

  5. Este governo e seus parlamentares corruptos , só almejam o poder nada fazem ou criam em beneficio da sofrida população brasileira. Tamanho é o corporativismo criado entre os três poderes ; acabou-se a honestidade a honra e o patriotismo . Brasilia é uma ilha dentro do Brasil esqueceram-se nossos ilustres parlamentares de que afinal de contas quem mantêm a economia deste país somos nós os contribuintes , trabalhadores aposentados etc . Já passou da hora de extinguirmos esses dinossauros da politica, acabar com a reeleição em todos os cargos políticos , altos salários mordomias e benefícios criados por estes vergonhosos senhores .Diretas já e com caras novas.

  6. Wellington Alves disse:

    Temer traído. Olha como são as coisas. E pelos mesmos golpistas. Só mostra a falta de caráter desses apoiadores do impeachment. Como governar um país assim? (Provando-nos que o problema era e é o congresso e não a presidenta).

  7. lima disse:

    A melhor saída é as forças armadas tomarem o poder, mandarem para a cadeia toda essa corja de políticos safados que tanto mal fazem ao país, depois, governarem o país para por ordem, inclusive na parte de segurança e em todos os estados, tipo, colocando oficiais-generais para governarem os estados enquanto uma junta dos mais antigos oficias-generais governa o país.E, durante esses acontecimentos, criarem uma nova constituição colocando como cláusula pétrea uma fortíssima punição para os governantes que forem roubar o país, colocando como traição á pátria os crimes que os malditos políticos executam hoje. Enfim, quando tudo estiver arrumado, aí sim, as forças armadas poderão entregar o poder novamente ás mãos dos civis, isso depois de uns 30 anos…

    • Marcelo disse:

      Como disse a outro comentarista, o pessoal esquece quem apoiou os militares, Sarney, Maluf, Antônio Carlos Magalhaes, Ademar de Barros, entre outros. É trocar 6 por meia dúzia.
      Nós é que temos que nos manifestar e espinafrar esta corja, a internet ajuda bastante a romper com o paredão de desinformação mantido por parte dos políticos donos de tvs e rádios neste interiorzao do Brasil.

  8. Wellington Alves disse:

    Esses golpistas transformaram tudo em um circo. Tão incompetentes quanto a Dilma. Devolvam o poder à ela e peçam desculpas.

  9. Edu disse:

    Opinião pessoal: antes eu achava que as diretas seriam a melhor opção. COntinuo achando (o voto do povo vale mais que qualquer coisa, inclusive que a constituição), mas efetivamente no melhor dos casos demoraria até a eleição presidencial para acontecer. Então, melhor esquecer a ideia e tocar do jeito que dá…

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2017-12-17 23:18:41