aki

cadastre-se aqui
aki
Política
09-11-2017, 7h56

Segóvia deve trazer menos surpresas para PMDB e PSDB

Ministro deixa clara discordância sobre escolha
10

KENNEDY ALENCAR
RIO DE JANEIRO

É inusual que o Ministério da Justiça, em nota oficial, anuncie que a escolha do diretor-geral da Polícia Federal tenha sido feita pelo presidente da República, como aconteceu no caso do delegado Fernando Segóvia.

Normalmente, é isso mesmo o que acontece. O ministro da Justiça discute os nomes com o presidente para um cargo de tamanha importância. Mas o anúncio fica na conta do ministro, porque a Polícia Federal é funcionalmente subordinada à pasta da Justiça.

Essa nota mostra que o ministro Torquato Jardim quis deixar clara a sua discordância em relação ao Palácio do Planalto e aos padrinhos políticos de Segóvia, como o ex-senador José Sarney e o ministro Eliseu Padilha (Casa Civil).

Todo diretor-geral da Polícia Federal chega ao cargo por meio de negociação política. Leandro Daiello, que está de saída, fez o mesmo, mas atuou com distanciamento da presidente Dilma Rousseff e do então ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. Daiello foi uma escolha de Cardozo, a fim de marcar diferenças entre as Presidência de Lula e Dilma.

O futuro dirá se Segóvia se distanciará dos políticos ou se terá uma linha de atuação mais próxima à dos seus padrinhos.

*

Sobrevivente

Em relação à gestão de Daiello, deverá haver mudanças significativas na estrutura da PF. Daiello ficou sete anos no cargo. É muito tempo nessa função. A tendência é que haja cristalização de um feudo.

É provável que o novo comandante da PF coloque pessoas de sua confiança em posições-chave. Havia um acordo de bastidor entre Leandro Daiello e o ministro Torquato Jardim para que fosse feita uma substituição de comum acordo. O candidato preferido de ambos não era Segóvia, mas o delegado Rogério Galloro, número dois da PF.

É curioso notar que Daiello sobreviveu à saída de Cardozo da Justiça, mas não conseguiu emplacar o sucessor. A então presidente Dilma Rousseff não teve força para tirá-lo por causa do medo de ser acusada de intervir na Lava Jato.

Temer, que conseguiu barrar duas denúncias da Procuradoria Geral da República na Câmara, faz agora o que Dilma queria fazer. Peemedebistas e tucanos têm mostrado uma capacidade política de resistir às investigações da Lava Jato maior do que a dos petistas. O presidente Michel Temer e o senador Aécio Neves acabaram de dar provas disso no Congresso Nacional.

*

Dinâmica própria

O efeito da troca de comando na PF tende a ser pequeno sobre a Lava Jato, levando em conta o estado avançado das investigações.

Há uma disputa de poder nos bastidores. Quem perdeu tende a alegar que a operação corre risco, mas as apurações já andaram muito para sofrer abalo. Inquéritos já foram abertos e estão em andamento, num estado avançado em relação a muitas figuras do atual governo, tanto do PMDB como do PSDB. Denúncias também já foram apresentadas pelo Ministério Público.

Seria ingênuo não esperar que a indicação de Segóvia possa trazer menos surpresas ao peemedebistas e tucanos que sofrem com a Lava Jato. No entanto, a operação já ganhou um grau de autonomia e importância que dificilmente resultará no estancamento da sangria, como previu e desejou o senador Romero Jucá, hoje presidente do PMDB.

A sangria tende a continuar, talvez com menor intensidade, o que pode trazer alguma tranquilidade política para Temer no último ano de governo, digamos assim.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
10
  1. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    Segóvia tem uma preciosa oportunidade de ser consagrado se investigar e comprovar as afirmações do ministro da Justiça Torquato Jardim, sobre a associação do tráfico com a PM do Rio de Janeiro e deputados estaduais.
    É só reunir as provas daquilo que todo mundo já sabe !

    • walter disse:

      Perfeito cara Maria Aparecida; ambos são suspeitos pelas indicações, mas o torquato, apesar de sua aparência, alá “Suplicy”, foi corajoso pelas declarações; por incrível que o pareça, foi “condenado”pelo temer por tabela; já deveriam ter interditado o RIO, conduzido pelo “Manzão”, um sujeito, “deverasmente suspeito”, como diria Aracy de Almeida…infelizmente o PMDB precisa de duas velas, uma para “Deus e outra para o Diabo”, esta é a “saía justa” do temer; jamais terá liberdade para governar com isenção…quando um Sarney indica o diretor da PF, sendo suspeito, fica a dúvida da lisura destas indicações…para a sorte do Brasil, considerando que as boas coisas, acontecem por acaso; a PF funciona por colegiado, por isso a “malandragem” não consegue controlar; certamente, teremos um Segóvia sóbrio, e quem sabe surpreendente; precisamos de maior força na lava jato; quanto a isto, todos prometem, inclusive na PGR, vamos aguardar…

      • Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

        Walter, você reparou que os “ofendidos” do Rio estão todos quietinhos.. se fazendo de mortos ? Esperando a poeira baixar!
        Inclusive as esquerdas tradicionalmente associadas à Narco-Ideologia !

        • walter disse:

          São previsíveis cara Maria Aparecida, o RIO não tem jeito, sem autoridade de Verdade; depois da declaração do Torquato, estão surgindo em todo o País, inclusive em SP, uma certa conivência com o crime organizado; a PM e a Civil, não entrar em Paraisópolis, sem autorização a noite, tudo isto admitido, por uma diretora da Policia Civil na cara do comando geral…HJ de manhã, timidamente a PM fez uma incursão lá; mas os bandidos já estavam fora e na lida…Esta aí uma macula grave, no governo Alkimin…até seus filho foi perseguido por gangues…o Morumbi, é uma vergonha nacional, por ter o palácio do governo ali…se vier com discursos, como candidato a presidente, vai servir de piada, pela recorrência em SP, e falta de comando…

  2. Joaquim disse:

    Qualquer coisa que venha dos Sarney’s não pode ser bom para os brasileiros e para o Brasil. O tempo dirá.

  3. COM RODRIGO JANOT OU RAQUEL DODGE; LEANDRO DAIELLO OU FERNANDO SEGÓVIA: VIVA A LAVA JATO! disse:

    Quem achou que a Procuradora Raquel Dodge que não era a primeira da lista iria amaciar com os corruptos, não está vendo isso. Quem espera isso do novo diretor geral da Polícia Federal, o delegado Fernando Segóvia, vai quebrar a cara também. Como quebrou a cara quem pensou que o ex- ministro do STF, Joaquim Barbosa, protegeria a ladrãozada do Mensalão por ter sido nomeado para o STF por Lula.
    Os corruptos não conseguem enxergar que PGR, PF, STF etc são instituições muito acima de “nomes” – quem for chefiá-las com objetivos escusos que não sejam estritos cumprimentos das funções inerentes às respectivas instituições, corre o risco de ficar isolado, se desmoralizar – as instituições são muito fortes para serem vilipendiadas por “indivíduos” com índole voltada a proteção de governos corruptos comandados por políticos bandidos. VIVA A LAVA JATO!

  4. Espero que esse o novo Diretor Geral da Polícia Federal, Delegado Segóvia seja tão duro quanto seu antecessor com os corruptos da república… Não estamos mais em época de dobrar os joelhos para corruptos mesmo eles nomeando com segundas intenções….O MPF.STF, PF. Ministro da Justiça e Defensoria pública tem se engajar de corpo e alma contra a corrupção…..Se não nunca teremos um país sério, estaremos vivendo esse eterno vexame, e pior de tudo, sustentando corruptos…

  5. Maurício Assuero disse:

    Estamos caminhando a passos largos para a impunidade. Embora o respeito a lista tríplice não seja obrigatório juridicamente, a aceitação mostra respeito às escolhas. Raquel Dodge, Alexandre de Morais e agora Fernando Segóvia. Esperamos que ainda faltem outros “joãos” simpatizante os canalhas bandidos para investigar estes bandidos como disse o bandido Aécio Neves.

  6. VIVA A LAVA JATO, DOA A QUEM DOER! disse:

    Eu não acredito em Temer, Aécio, Lula e suas respectivas quadrilhas de ladrões de cofres públicos, mas ainda acredito no STF (sem os disenterias verbais e decrepitudes morais que, felizmente, são minoria no STF); na PGR, na PF! Duvido que essas instituições vão se dobrar aos corruptos que dominaram o Executivo e Legislativo! Acredito também que se Executivo e Legislativo insistirem em querer parar as ações da Lava Jato, as Forças Armadas intervirão! Tenho fé nisso, por isso grito: VIVA A LAVA JATO, DOA A QUEM DOER!

  7. NÃO MEXAM COM A LAVA JATO, POIS O POVO NÃO VAI PERMITIR ISSO! disse:

    O povo está muito sereno, aguardando as eleições de 2018, quando serão riscados da vida pública os principais corruptos desse país! Mas podem estar certos de uma coisa: se tentarem boicotar a Lava Jato – dificultando as ações da PGR, PF, a banda boa do STF, o juiz Sergio Moro – o povo vai voltar às ruas! Parar a Lava Jato é o que a nação não permitirá, de forma alguma, podem escrever. Se tentarem isso, vão ver o país estremecer!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2017-12-17 23:17:40