aki

cadastre-se aqui
aki
Política
06-07-2017, 8h10

Temer reage a movimento para alçar Maia à Presidência

Se peemedebista cair, morre atual proposta de reforma da Previdência
14

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

A principal razão para Michel Temer convocar ontem à noite uma reunião ministerial foi reagir a um movimento que vem crescendo na Câmara a favor de alçar Rodrigo Maia à Presidência da República. Mesmo que Temer derrube a primeira denúncia de Rodrigo Janot, mais deputados passaram a falar na possibilidade de ser difícil que a Câmara vete uma segunda acusação do procurador-geral da República.

Aumentou a sangria política do governo no Congresso, elevando o número dos que defendem a saída de Temer do poder e a possibilidade de levar o presidente da Câmara ao Palácio do Planalto. Temer teve notícia dessa articulação.

Resolveu reagir depois de ouvir de aliados que Rodrigo Maia (DEM-RJ) flerta com a possibilidade de virar presidente da República e está se afastando do governo.

Temer nomeou um ministério cheio de deputados e senadores justamente para ter votos no Congresso. Ontem, apresentou sua defesa jurídica aos ministros e pediu que se mobilizassem para convencer deputados a votar contra a autorização para que o Supremo examine a denúncia de Janot contra ele.

Se não derrubar a autorização, o Supremo analisará se aceitará a denúncia. Caso o processo seja aberto, Temer será afastado por até 180 dias, o prazo máximo para o Supremo julgá-lo. Nessa hipótese, Rodrigo Maia, que preside a Câmara, é o primeiro na linha sucessória.

*

Contabilidade federal

Em relação à CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara, o governo avalia que tem entre 25 e 30 votos seguros. Precisa chegar a 34 para ter a maioria dos 66 deputados. Está trocando alguns membros da comissão para tentar obter esse placar.

No plenário da Câmara, o governo continua contabilizando que terá o apoio de aproximadamente 220 deputados, número que sempre considerou o mais realista. O esforço do governo está concentrado em atender aos pleitos desses deputados a fim de que derrubem a autorização para o Supremo analisar a denúncia de Janot.

*

Impacto nas reformas

Qual seria o impacto de uma queda de Temer em relação às reformas trabalhista e previdenciária?

A reforma trabalhista está praticamente concluída. Deverá ser aprovada pelo Senado na próxima semana. Em relação à reforma da Previdência, seria a morte da atual proposta.

Se Temer cair, haverá implosão da atual base de apoio parlamentar do governo. Mesmo o peemedebista, com toda a experiência parlamentar e uma base ampla no Congresso, tem dificuldade para tocar a adiante a reforma da Previdência. Sem ele, o PMDB pode se esfarelar e não haverá reforma.

Um novo presidente demoraria a reunir forças. A proximidade das eleições de 2018 jogaria o tema para o futuro. Sem Temer, não haverá reforma da Previdência.

*

Efeito Cunha

Eduardo Cunha acrescentou mais uma preocupação à coleção do presidente. O ex-presidente da Câmara apresentou à Justiça Federal um novo questionário dirigido ao presidente da República.

A nova leva de perguntas reforçou os rumores de que Cunha estaria prestes a fechar uma delação premiada. Revelações de Eduardo Cunha podem causar estrago forte no governo. Dessa vez, ele concentrou as perguntas a Temer no papel de Moreira Franco em supostas negociações ilícitas, citando desde um ex-executivo da Odebrecht a verbas da Caixa Econômica Federal.

Ao centrar fogo em Moreira Franco, Eduardo Cunha busca abalar mais uma pessoa próxima de Temer e pode fornecer mais munição a Janot para novas denúncias contra o presidente.

A ameaça de Cunha a Moreira e a prisão do ex-ministro Geddel Vieira Lima criaram fatos que têm efeito no Congresso em relação à capacidade de Temer de resistir e sobreviver no cargo. Ou seja, isso dá mais trabalho ao presidente para sustentar apoio na Câmara.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
14
  1. juliano disse:

    Que esculhambação estes cochinhas, com a mídia, banqueiros e grandes empresários criaram. Sua Excelência FHC estava certo, porque tirar a Dilma? Isto vai piorar! disse ele e estava correto.A Argentina toda quebrada tem mais prestígio que o Brasil, sétima economia mundial,que a corrupção que comanda o país atualmente. Onde estão os movimentos sociais que tiraram a Dilma? Porque não agem para tentar consertar esta bagunça?

    • Robson Macedo Barreto disse:

      Os tais movimentos não agem pois eles foram criados pelos tucanos e peemedebistas.

    • walter disse:

      caros juliano e Carlos, o lula esta por traz de tudo isso, não quer reformas, não quer temer, não quer justiça…a delação da JBS fez o foco mudar…as Raposas Felpudas estão unidas..são Renan, Temer, Fhc, lula ,e serra…todos os envolvidos com a lava jato, querem muita bagunça…pretendem diretas já, para quem sabe, livrar a cara deles todos…a dilma vai responder no futuro próximo por pasadena, onde de proposito assinou um contrato contar o Brasil…não importa se foi “inocente”, permitiu um prejuízo monstro contra o País…neste instante não temos legenda, salvo os mal informados..ELES ESTÃO TODOS JUNTOS…a maioria deve, depois do Cunha e Palocci, tudo vai clarear; todos estão milionários, por contas das quadrilhas…

  2. Roberval Reis Sena disse:

    Não duvido nada do R Maia furar o olho de Temer, pois ele não terá nunca mais, outra chance, de assumir o primeiro posto da republica e isso deve está pesando na cabeça do Rodrigo Maia, pois isto seria algo indescritível no seu currículo pessoal e político. Quem viver verá.

  3. Dalmo Coelho Córdova Filho disse:

    Sobre o efeito Cunha: Moreira não é parente de Maia?

  4. walter disse:

    A sujeira deste congresso é tão grande caro Kennedy…não há intenções de legislar a favor do Brasil…o temer tem “bala na agulha”, salvo se surgissem fatos cabais novos, do contrario, não basta prender seus auxiliares, como o Geddel, que obstruiu justiça, já que este crime pelo visto, virou moda, em brasília…impressiona o CUNHA dando cartas da CADEIA…o lula forçando a barra para impedir as reformas, e por tabela querendo ser opção para o Brasil…chega a ser nojento o EGO destes acusados…não acredito na cassação do temer…Rodrigo Maia não tem carisma; estão tentando conseguir Bilhões para o RIO sem dar nada, por isso este deputado inexpressivo e traíra.

  5. jonas disse:

    Precisamos de ELEIÇÕES DIRETAS, já que Temer, a câmara e o senado não tem mais legitimidade para governar pois são bandidos que apostaram no “quanto pior melhor” para facilitar o golpe de estado que jogou o Brasil no caos.
    Rodrigo Maia é só mais um bandido, e toda a corja que foi eleita em 2014 tem que se tornar inelegível.

  6. O PLENÁRIO VAI FAZER A "TAREFA DE CASA"... MANDAR O PADILHA PRÁ CASA! disse:

    “Estamos fazendo a tarefa de casa”… “Tem gente que quer ‘desarmonizar” os poderes”… É muita cara de pau! Depois de ser gravado em “conversa não republicana, na calada da noite, na garagem do palácio presidencial, com bandido travestido de empresário, em visita não oficial”, ainda reúne um monte de “baba ovo” para falar mentiras e ser aplaudido pelos corruptos que o apoiam.
    VAI SER DERROTADO NO PLENÁRIO QUE NÃO VAI BARRAR O PROCESSO, PORQUE DEPUTADO FEDERAL SABE QUE APOIAR “DEFUNTO MORTO”, NESSA ALTURA DO CAMPEONATO, É NÃO SER MAIS ELEITO EM 2018!

  7. mano disse:

    prezados: O PSDB está colhendo o que plantou. Alguém esperava algo diferente disso que está aí? Os que lideraram o impechment da Dilma são muito piores do que ela do ponto de vista moral. Olha só o rol: Temer, Eduardo Cunha, Moreira Franco, Geddel Vieira, Eliseu Padilha, Funaro e agregados de outros partidos e poderes da república. O incrível é que esse pessoal, à exceção de alguns, participaram do processo de redemocratização do país e agora destruíram a democracia. Eu não tenho dúvida que um governo militar seria melhor para o Brasil: menos corrupção, mais segurança, economia mais estável, judiciário menos arrogante e menos prepotente. Cada qual no seu quadrado. Liberdade é poder sair de casa e voltar com segurança!

    • P;MANO: VIVA A LAVA JATO, A ÚNICA ARMA ATUAL DO POVO, DOA A QUEM DOER - EM 2018 TEREMOS OUTRA ARMA : O VOTO! disse:

      Você falou bem, mano. Houve muito abuso durante o governo militar, quanto a torturas, mortes, etc, mas não havia essa roubalheira de hoje e com certeza o comunismo dos pelegos estaria implantado no país. Os presidentes militares não ficaram milionários como os bandidos de hoje no poder. Não se pode dizer que não houve corrupção naquele tempo, corrupto existe desde a fundação do mundo, mas corrupção institucionalizada só de Lula para cá!
      Quanto a Temer, Eduardo Cunha, Moreira Franco, Geddel Vieira, Eliseu Padilha, Funaro (citados por você), é páreo duro com lula, dilma, palocci, dirceu, edinho silva, paulo bernardo, gleisi hoffman, mantega e muitas outras coisas nefastas! É por isso que o povo tem que exigir que a Lava Jato continue, doa a quem doer, mesmo havendo “disenterias verbais e decrepitudes morais” no judiciário, defendendo bandidos. Tem que haver lugar na cadeia para toda a ladrãozada, seja do PT, PMDB, PSDB ou qualquer outra quadrilha travestida de partido político!

  8. Mariana Reis disse:

    Até prova em contrário, considero que o Brasil é um dos países mais
    >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> injustos, mais desiguais, mais corruptos, mais cheio de castas privilegiadas
    >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> (parlamentares, políticos, magistrados, empresários sonegadores, herdeiros
    >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> indolentes, banqueiros sem escrúpulo, titulares de contas secretas em
    >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> paraísos fiscais…e também muitos vagabundos de todas as classes sociais,

    >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Temos uma Legislação Tributária infame (nossos impostos, aqui, recaem
    >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> sobre os assalariados e os consumidores mortais – são os impostos indiretos.
    >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Os impostos diretos – sobre lucros e dividendos, sobre grandes heranças e
    >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> grandes fortunas, praticamente não existem. E nossa alíquota

  9. Lauro Vieira disse:

    Temer, pau que dá em Chico, também dá em Francisco! Elementar meu caro!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2017-09-25 21:18:50