aki

cadastre-se aqui
aki
Política
11-12-2017, 8h03

Temer tenta manter viva reforma da Previdência

Se não der no dia 18, votação será marcada para fevereiro
17

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Ao dar início nesta quinta à discussão da reforma da Previdência no plenário da Câmara, o governo fará um teste. Começará a pressionar os deputados a votar a favor da reforma, mas fará uma espécie de esquenta.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pretende descontar do salário eventuais faltas. A sessão terá o chamado efeito administrativo, que é uma forma de obter quórum elevado. O objetivo é abrir a discussão, uma fase preparatória para votar.

Se sentir que tem clima para levar ao plenário no dia 18, segunda, uma possibilidade menor hoje, Maia colocará o tema em votação. Se avaliar que vai perder no dia 18, marcará desde já uma data para votar em fevereiro enquanto o governo continuará seu trabalho de convencimento ao longo desse período _insistindo na tese de que há combate de privilégios de setores funcionalismo que ganham altas aposentadorias.

Essa seria uma maneira de o governo manter a reforma viva diante da dificuldade de votar neste ano, mostrando ao mercado financeiro e aos empresários que não desistiu do projeto. Temer avalia que a reforma da Previdência será tema da campanha eleitoral e que debatê-la até fevereiro forçará candidatos a presidente a expor publicamente o que pensam a respeito do assunto.

Aliás, seria importante que cada candidato deixasse claro hoje se apoia ou não o texto em debate na Câmara.

No esforço para aprovar a reforma, Temer conversou com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. O tucano prometeu apoio à tentativa de votar a reforma. Isso ajuda a explicar o discurso de Alckmin na convenção do PSDB no sábado, no qual defendeu a reforma da Previdência.

O presidente também falou com o ministro Gilberto Kassab, que é presidente do PSD. Está pressionando a bancada do PSD.

Temer acertou com o deputado Carlos Marun, do PMDB do Mato Grosso do Sul, a ida para a Secretaria de Governo, que cuida da articulação política. É provável que Marun tome posse no lugar de Antonio Imbassahy nesta quinta, quando começará a discussão sobre reforma da Previdência na Câmara.

Com Marun na articulação política, o governo espera obter mais votos dos partidos do chamado Centrão. O presidente também deverá se dedicar a um novo corpo a corpo com deputados que resistem à reforma.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
17
  1. Paulo Sérgio Agostini disse:

    Todos os brasileiros devem seguir a mesma regra da aposentadoria, sem privilégios e sem exceções.

    • walter disse:

      Certamente paulo Sérgio; quem sabe no futuro a previdência seja de fato justa, ou não haverá arrecadação suficiente; estamos falando da economia informal, que vai crescer a cada dia, com total falta de contribuintes…Neste instante, vão fazer o mínimo para não quebrar, o que será sim contestado pelos próprios aprovadores…se o temer não conseguir esta aprovação, com apoio do Cunha e seu grupo de anões, não sei se o Ano que vem, será muito fácil…estamos com futebol no caminho, e eleições; estes parlamentares, estarão evitando exposições; muito provavelmente este governo, estará articulando possibilidades, de eleger aliados…mais um engano, já que tudo o que tem aí é provisório como o temer; ninguém quer mais nada.

  2. antonio carlos disse:

    Antes de reformar a previdência, poderia ser feita uma faxina nas despesas públicas. Os três poderes poderiam fazer um pacto para reduzir seus gastos em 20%, do que certamente não resultaria qualquer prejuízo ao bom funcionamento das instituições. Os cargos em comissão poderiam ser reduzidos à metade, também sem prejuízo do bom desempenho dos serviços públicos. As licitações e concorrências públicas poderiam ser moralizadas, mediante a revisão da Lei de Licitações e a instituição de um órgão colegiado envolvendo setores da sociedade civil para fiscalizar e inibir pelo menos em parte as falcatruas… Enfim, se os excessos de gastos públicos fossem contidos em torno de 15 ou 20%, talvez se descobrisse que um reforma da previdência poderia melhorar (e não piorar) a velhice de quem dedicou uma vida de trabalho para sustentar o país e os desmandos de seus dirigentes.

  3. Lazaro dos Santos disse:

    Reforma o mais rápido possível, idosos aposentar com 5 anos de contribuição. Devido aos longos anos trabalhando na informalidade e sem possibilidade de contribuir a um grande numero de idosos a cima de 65 anos dependendo do beneficio. Hoje graça ao MEI Micro Empreendedor Individual a maioria estão contribuindo.

    • Rose Mary Alves disse:

      Politico aposentado-se integralmente. Se está difícil que se comece por eles, onde as regalias imperam. Sem falar da quantidade desnecessária de deputados e senadores.
      Já assisti algumas palestras com grandes professores onde fica comprovado que não existe defict da previdência e sim desvios de longa data.
      Realmente alguns casos devem ser revistos, mas o tipo de calculo que querem implantar é uma covardia com quem trabalhou a vida toda e pagou a suas contribuições.

  4. Javam disse:

    A pressa em aprovar a reforma da previdência se explica pela MENTIRA que é o suposto combate aos privilégios. Assim sendo, quanto mais tempo houver, melhor será para desmascarar essa falácia, que na verdade esconde o desmonte da previdência pública no brasil, basta dizer que a aposentadoria integral, para todos, só será alcançada após 40 anos de contribuição. Nesse contexto, a maioria esmagadora dos aposentados brasileiros ganharão apenas o salário mínimo. Essa é a verdadeira face da reforma, todos os aposentados serão pobres. Como diz o ditado popular: “mentira tem perna curta”.

  5. Rose Mary Alves disse:

    Fico abismada com a utilização do dinheiro publico pelo atual governo e pior nada acontece.
    Usam a maquina publica descaradamente e ninguém faz nada.
    Chocada. Dizem que existe deficit mas a liberação de dinheiro de forma inadequada (para não usar outros termos) continua.
    Brasil somente de alguns brasileiros.

  6. Você acredita em Mechel Temer? Se acredita Apoie essa reforma. Se não acredita lutemos juntos contra e pela punição dos traidores do povo, pela punição dos traidores da Democracia, pela punição dos traidores do nosso Brasil.

    • Esequiel dos Santos disse:

      Por que não se faz Auditorias para saber se existe Déficit ou NÃO.
      Tem que fazer a separação da Previdência Publica da Privada.
      Não se pode ter idade mínima para quem esta próximo de se aposentar (5 anos) que irar obrigar a trabalhar em média 8 anos a mais. Cortem as Pensões e Aposentadoria acima do Teto, que se tenha uma Regra de Transição Justa para todos que estão abaixo do Teto do INSS e com mais de 45 anos Homens e Mulheres. Que as Regras de se Aposentar por Tempo de Contribuição fique Valendo na Transição. Cobrem os mais de 500 BILHÕES das empresas que Devem ao INSS por que o Governo não Cobra???

  7. Marcia disse:

    Infelizmente o governo quer convencer o povo que a reforma é para acabar privilégios e que o pobre não será prejudicado, mas não divulga que o trabalhador da iniciativa privada terá que contribuir 40 anos para conseguir o teto, ou seja, com certeza também perderá direitos. E mais, não divulga que a transição para aposentadoria é apenas para a idade e que a fórmula para o recebimento dos salários será alterada.

    Como pode um governo com tanta corrupção querer prejudicar mais um povo tão sofrido, ao invés de dar o exemplo e combater as sonegações de grandes empresas?

  8. É PRECISO A REFORMA DA VERGONHA NA CARA! disse:

    Cambada de salafrários travestidos de “representantes do povo”! Hoje a televisão mostrou brasileiros esperando consulta pelo SUS por períodos de 2, 3, 4, 5 anos e não são atendidos. Muitos morrem esperando enquanto essa cambada de bandidos fica dividindo dinheiro dos cofres públicos para atingir seus objetivos políticos. A televisão mostrou as casas do “Minha casa minha vida”, no Brasil inteiro, com obras paradas! Lula e Dilma roubaram muito, mas a roubalheira continua, as coisas não andam, é só politicagem e roubalheira!É preciso dar um basta nisso. Cafés da manhã, almoços e jantares pagos com o dinheiro do SUS, da Previdência, das casas populares etc. Isso é um absurdo! Até quando, meu Deus? Até quando vamos aceitar tudo isso, quietos, calados, só postando na internet?

  9. Bom no meu ver,eles deveriam enxugar a maquina publica,gostaria de saber se politico é profissão ? e se não for profissão, porque eles se aposentam inclusive esse presidente se aposentou com 30 anos de contribuição ,porque? agora o povão vai ter que pagar pelos luxos dos politicos uma vergonha enquanto o povo Brasileiro aceitar essas coisas isso nao vai mudar nunca.

  10. BRAGA BH disse:

    Acho que o presidente acha que todos nós brasileiros somos um bando de idiotas!! Numa tacada só cortou os impostos das petroleiras na bagatela de 1trilhão de reais nos próximos 25 anos. Dá 40bi de reais por ano. Ou seja, se quisesse realmente consertar a previdencia, era só parar de sangrar este cofre com as retiradas da DRU que equivalem a 35bi por ano e pegar os impostos do petróleo no seu lugar. Ainda teria um lucro de mais 5 bi. Ate criança de ginásio sabe fazer estas contas!

  11. Rober Willian disse:

    Onde que esta previdência diz que acaba com privilégios? Deixando militares, funcionários públicos estaduais e municipais fora da reforma isso não é justo. Se a reforma fosse tão importante como se diz, deve afetar todos sem distinção.

    Quem votar, não volta ao parlamento brasileiro. Dia 01/01/2019 senhores Deputados preparem-se para se dirigir até Curitiba, Bangu ou para a papuda.

  12. Paulo disse:

    Parece que o sr Temer quer conceder algumas isenções fiscais (CSLL) a grupos de empresas petrolíferas (especialmente multinacionais) que chegarão à casa do trilhão de reais (é isso mesmo, que não se perca pelos números), segundo um economista da Unicamp. Taí mais uma razão para não se fazer essa reforma iníqua, já não bastasse a falta de transparência e de debates sobre o propalado déficit…

  13. Rosemeire disse:

    o assunto ápice da política indica corrupção pra todo lado, pagamentos de propinas em troca de vantagens, que deu origem a várias investigações, e o que o presidente Temer faz agora, junto com os parlamentares não é a mesma coisa, oferecimento de dinheiro aos Estados e emendas parlamentares em troca do voto da pec da previdência? Porque a União não usa um mecanismo eficaz para combater as empresas sonegadoras, passam a ser administradas pela união? não é justo a população ser escravizada.

  14. TEMER, JUCÁ, MARUN, ROCHA LOURES... TRISTE SINA DE UM PAÍS SEM GOVERNO! VIVA A LAVA JATO! disse:

    Quando Temer assumiu, mandou o corrupto Jucá anunciar que acabaria com 4000 cargos de confiança (cabides de emprego). Após as duas denúncias contra ele por corrupção mudou de idéia e “aumentou” os cargos cabides de emprego em mais 2000 cabides de emprego (sem falar nos milhões de reais distribuídos para os corruptos da Câmara dos Corruptos votarem a favor dele).É por isso que o corrupto Temer não consegue aprovar a reforma da Previdência. Quem confia em corrupto que, já com o governo entulhado de corruptos por todos os lados, ainda nomeia CARLOS MARUN, o guarda costas de EDUCARDO CUNHA, para o cargo de secretário de governo? Isso sem falar no assessor de Temer, o tal de ROCHA LOURES, pego com a mala de 500 mil reais de parte da propina de 38 milhões para Temer. ROCHA LOURES acaba de se tornar “réu” por corrupção. Esse governo está morto e tenta desesperadamente aprovar uma reforma, não pelo bem do país, mas apenas para alcançar sustentação dos empresários e investidores.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2018-05-21 03:54:22