aki

cadastre-se aqui
aki
Política
06-09-2017, 20h56

Tem peso testemunho de Palocci contra Lula

Revelação do ex-ministro é sinal de que caminha para delação premiada
5

KENNEDY ALENCAR
SÃO PAULO

O testemunho do ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci Filho contra o ex-presidente Lula tem peso forte devido à proximidade política e pessoal entre os dois. Palocci disse em depoimento hoje em Curitiba que Lula deu aval a um pacto com a Odebrecht para a empreiteira dar R$ 300 milhões ao PT.

Mesmo fora dos governos Lula e Dilma, Palocci atuou como arrecadador de finanças para a cúpula petista. É uma figura importante no partido. Esse testemunho é sinal de que o ex-ministro deve mesmo fechar um acordo de delação premiada.

A admissão de Palocci de que houve um pacto com a Odebrecht tem potencial para criar mais dificuldades jurídicas e políticas a uma nova candidatura presidencial de Lula. E acontece no momento em que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentou uma denúncia ao Supremo acusando o ex-presidente de chefiar uma organização criminosa.

*

Papuda à vista

A afirmação de Luiz Fux de que Joesley Batista e Ricardo Saud deveriam ir para a prisão reflete o desejo da maioria dos ministros do STF. Mas quem tem poder para pedir a prisão dos dois delatores da JBS é o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a quem caberia rever os benefícios dados no acordo de delação.

No Ministério Público em Brasília, a avaliação é que Janot deverá punir os dois delatores antes de deixar o comando da Procuradoria Geral da República em 17 de setembro. Seria uma forma de conter o desgaste por ter sido enganado por Joesley e Saud. Antes previstos para sexta, os depoimentos de Joesley e Saud à Procuradoria Geral da República deverão acontecer amanhã.

Assista aos temas do “SBT Brasil”:

 

Comentários
5
  1. renan da rush disse:

    Até que enfim o Palocci está ficando esperto e entregará o mandante de tudo.

    • walter disse:

      Muito bom Renan, não dá para afirmar que o Palocci, é um estranho, que não tem credibilidade, no momento em que o Janot, distribui denuncia contra lula e dilma; volto a me lembrar do acaso caro Kennedy; estes advogados do lula são manjados e enojados por todos; já não refletem qualquer credibilidade, contestam tudo, todos são mentirosos; amassam barro o tempo inteiro…Se o lula não entendeu, vai uma dica; inflamaram os “acovardados”, terão que ser duro no supremo, para levantar a cabeça, depois das citações do Josley; não importa muito, se vão prende lo; serão suspeitos, até que provem, que ali também se condena…haverá uma cassa as bruxas, mostraram serviço..ao lula só caberá uma leniência enquanto é tempo…achar que o Palocci não tem provas…Quanto aos JBS, cadeia é pouco, devem corrigir e refazer a proposta de devolução dos créditos roubados…terão que refazer tudo com detalhes; ficarão uns cinco anos…

  2. Pasquale disse:

    Italiano quer salvar a sua pele,e vai mais gente para Curitiba city.
    O fim se aproxima,estamos no epílogo da tragédia tupiniquim.
    Affffff

  3. Bras Silva disse:

    A pergunta que não quer calar: “Tem provas ou só palavras?”, estamos num momento crítico, em cheque não só a credibilidade dos políticos, mas do judiciário também, não dá mais pra considerar só as palavras dos delatores, que querem salvar seu pescoço a qualquer custo, tem que apresentar provas. E contra o Lula, precisa provas concretas, que saiam da linha da convicção, pois contra outros políticos, já apresentaram provas bem concretas, gravadas e filmadas, que são de conhecimento geral, triplex alienado e terreno que ía construir algo que nunca foi construído é muito pouco, e dinheiro deixa rastro, não some como poeira, alguma coisa bem concreta PF precisa apresentar para a população para realmente não ficar caracterizado perseguição política.

  4. RAYMMUNDO disse:

    O Lula, como ele não conseguiu ter a tão sonhada imunidade com o ato desastroso da ex-presidenta Dilma no episódio do telefonema grampeado pela PF, busca à todo instante, principalmente com sua jornada de viagens ao nordeste, esta imunidade que lhe foi negada pelo ministro Gilmar Mendes. A estratégia traçada pelo Lula, é a de insuflar os nordestinos, para que junto com os Movimentos Sociais ( CUT, MST, UNE, MTST e outros), à exemplo do que ocorre na Venezuela, haja uma divisão de forças em nosso país.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2017-09-25 21:23:19