aki

cadastre-se aqui
aki
Entrevistas
04-05-2020, 14h40

Biden tem chance de vencer Trump em novembro, diz diretora do Atlantic Council

Roberta Braga diz que abertura prematura pode piorar mais economia
3

Kennedy Alencar
WASHINGTON

Roberta Braga, diretora associada do Conselho Atlântico (Atlantic Council), avalia que diminuiu a chance de reeleição do presidente Donald Trump e que o virtual candidato democrata, Joe Biden, “tem chance” de vencer a eleição de 3 de novembro. Ela afirma que uma reabertura prematura dos Estados americanos pode gerar uma segunda onda de covid-19 que produza efeitos ainda mais negativos para a economia dos Estados Unidos.

Há 20 anos vivendo nos Estados Unidos, a brasileira deu entrevista à CBN na última sexta. A conversa foi transmitida no fim de semana. O Atlantic Council é um centro de estudos internacionais com sede em Washington. Roberta Braga trabalha com foco na América Latina e no Brasil.

Na avaliação dela, “é um pouco prematura” a reabertura de mais de 30 Estados no último fim de semana porque não há testes suficientes. “Vários desses Estados estão debaixo de uma pressão enorme para reabrir. (…) “Se for o caso [de reabertura prematura], pode piorar muito a situação e empurrar a gente para um efeito econômico ainda pior do que o que a gente já está vendo agora”.

Segundo a brasileira, Trump “está lidando com a situação de um jeito muito perigoso ainda para os Estados Unidos” ao alimentar teorias da conspiração. O presidente americano sugeriu que o coronavírus foi criado em laboratório na China. Especialistas e até o serviço de inteligência dos EUA não dão crédito a essa tese, apesar de Trump e do secretário de Estado, Mike Pompeo, fazerem acusações nesse sentido.

A respeito da narrativa de Trump sobre sua conduta na crise sanitária, Roberta Braga destaca que ela “vai contra as recomendações dos especialistas” e seria uma forma de diversionismo político. “Num ano de eleição, parece que o Trump está tentando distrair dos problemas de manejamento da situação.”

Roberta Braga comenta a imagem negativa do Brasil devido à gestão que o governo Bolsonaro dá à crise de covid-19. “O presidente Bolsonaro não é alguém para ser levado a sério”, diz Roberta Braga, ao falar da forma como o brasileiro está sendo visto nos EUA. Ela crê que há um estrago da imagem, pelo menos, do presidente brasileiro.

A diretora do Atlantic Council lembra que EUA e Brasil têm relações sólidas, mas diz que, se for importante para Trump tomar medida restritiva contra o Brasil para agradar ao eleitorado da Flórida, o americano seria capaz de seguir tal caminho. O americano disputa a reeleição.

A necessidade de cooperação global para combater o coronavírus também foi tema da entrevista. Ouça a íntegra abaixo:

Comentários
3
  1. jose disse:

    Analistas e jornalistas dizem que bolzonaro está ensaiando dar o golpe. eu acho que ele ainda não efetivou o golpe porque ão tem o apoio necessário. Em 64, tio sam babava na grana e podia bancar. Hoje, está todo mundona pindaiba. Quem menos sofre com essa crise tem sido a Rússia, que tem impedido a invasão factual do cone sul por meio do apoio à Venezuela.

  2. walter nobre disse:

    Kennedy, nem mesmo seus colegas em maioria do Democratas tem esta certeza, sómesmo uma ecatombe com Trump fará o Biden decolar, tem acusações, falta lhe carisma, e o presidente é muito articulado em sua reeleição, falta lhe circunstacia sem pandemia, nesta seara o atual leva vantagem, venderá a retomada pós pandemia, demonstra dominio em seus discurso, dependendo das retóricas do Biden já esta no papo, não dará nem para o começo.

  3. Álvaro disse:

    Até 3 de novembro das eleições americanas, todos prognósticos de uma provável vitória dos democratas é temerária, levando em conta dados estatísticos de uma crise econômica inevitável, associado a uma gestão responsável da epidemia. Trump tem a boca e o hamburguer na mão em flexibilizar a as normas de restrição sanitária , tendo em risco seu futuro político. O homem sabe jogar com a plateia e a mídia sensacionlista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-10-27 00:51:09