aki

Kennedy Alencar

cadastre-se aqui
aki
Política
22-05-2015, 9h21

Aécio acerta ao desistir de propor impeachment

Prevalece visão de ala tucana mais moderada, como queria Alckmin
17

Postado por: Daniela Martins

Os tucanos se curvaram ao realismo jurídico e desistiram de pedir o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Consultado pelo PSDB, o advogado Miguel Reale Jr. afirmou que seria uma iniciativa fadada ao fracasso rapidamente. A proposta seria rejeitada quando fosse apresentada ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Do ponto de vista político, o presidente do PSDB, o senador Aécio Neves (MG), agiu corretamente. Teve responsabilidade institucional ao não assumir um pedido de impeachment sem prova. Com a decisão, Aécio foi atacado por grupos radicais, que o chamaram de traidor porque queriam que os tucanos abraçassem o impeachment. Mas é melhor ser criticado do que apoiado por grupos radicais com retórica golpista.

A saída dos tucanos foi propor uma ação penal com base nas chamadas “pedaladas fiscais” do primeiro mandato da presidente Dilma. É um caminho bem mais longo, cujo desfecho provavelmente também será o fracasso.

O TCU (Tribunal de Contas da União) ainda está analisando as manobras fiscais do primeiro mandato. Dilma ainda nem foi acusada nessa investigação, que é administrativa, não é judicial. E pedaladas aconteceram também em outros governos. A chance de sucesso da ação penal é baixa.

No entanto, como se estende mais no tempo, é um caminho que contribui para desgastar politicamente a presidente. E deixa a decisão nas mãos do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Prevaleceu entre os tucanos o entendimento da ala mais moderada, a do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. Ele foi o primeiro político importante do PSDB a rejeitar a ideia de impedimento de Dilma. Aécio e Alckmin são os nomes que deverão disputar a candidatura presidencial tucana em 2018.

*

A presidente Dilma se rendeu ao realismo político. Decidiu que o corte no Orçamento de 2015 deverá ficar abaixo dos R$ 70 bilhões. Aumentou o imposto sobre o lucro dos bancos. E admite vetar a proposta de mudança no abono salarial, já aprovada pela Câmara dos Deputados.

O desemprego cresceu em abril, que apresentou a maior taxa em quatro anos. Havia uma chance real de derrota da MP (medida provisória) 665 no Senado, no ponto que trata da mudança do abono salarial. A economia está piorando num ritmo maior do que o imaginado pelo governo. Não fazia sentido realizar um corte no Orçamento mais perto dos R$ 80 bilhões, como queria o ministro da Fazenda, Joaquim Levy.

Nas discussões internas, Levy defendia um corte na faixa de R$ 75 bilhões a R$ 80 bilhões, apesar de publicamente ele ter dito que seria um valor entre R$ 70 bilhões e R$ 80 bilhões. A presidente, então, decidiu entregar um corte de gastos relevante, o maior que ela já fez em seus cinco anos de governo, mas um pouco abaixo dos R$ 70 bilhões para não parecer o fim do mundo.

Ainda assim, o corte vai atingir programas sociais importantes. Apesar de o governo sempre dizer que pretende preservar a área social, isso não acontece na prática. Para deixar o valor abaixo dos R$ 70 bilhões, teve de combinar isso com aumento de impostos. Começou aumentando hoje a tributação sobre o lucro dos bancos e deverá adotar mais aumento de impostos em breve.

O grau de elevação dos impostos dependerá da votação das medidas do ajuste fiscal. Por exemplo, como o Senado mudaria a nova regra de concessão do abono salarial ao votar a MP 665, a presidente já se comprometeu a vetar para apreciar as medidas provisórias até o final do mês. A validade delas termina em junho. O governo corre contra o tempo para conseguir as aprovações no Congresso.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
17
  1. Elizabete Gomes disse:

    Sejamos realistas, Aécio Neves e PSDB não tem moral pra pedir impeachment…Eles mesmos estão atolados em corrupção até a medula. Aliás todos os politicos tem telhado de vidro, então ninguém tem moral pra falar de ninguém!

    • Anderson Von disse:

      Então, somos,povo brasileiro, somos um bando de idiotas, como aceitamos que o PT, ainda continue existindo?Sim,sem o partido não haveria Mensalão, não defendo partido nenhum, mas quem foi pego, foi o PT,colocaram tudo na conta do Marcos Valério, mas quem foram os verdadeiros orquestradores do esquema?Nós, povo, aceitamos tudo isto e ainda ficamos igual bobos defendendo partidos.

      • Edson disse:

        Caro Anderson, não sou PT e também não sou advogado deste partido, mas o mensalão começou em Minas gerais com o Sr. Marcos Valério e governador Eduardo Azeredo.

        • Edson Barreto disse:

          Concordo, o mensalão começou com Eduardo Azeredo-PSDB, e também, por que cargas d´água até hoje nunca foi apurado nada da compra de votos pra a reeleição de FHC?

          • Joaquim disse:

            Pesquise quem é Walfrido dos Mares Guia, coordenado da campanha de Dilam/2014 em MG e ai talvez você descubra por que o processo não anda.

    • César disse:

      Não seja tolo! O maior prejudicado é o povo brasileiro. E o povo tem o direito de se indignar e retirar quem quer que seja do poder.

  2. Luiz Carlos Simões de Macedo disse:

    O corte vai cortar algum dos 39 ministérios?

  3. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    Nenhum político de qualquer partido, em nenhum momento, está preocupado com o bem estar do cidadão contribuinte, apenas em sua própria sobrevivência eleitoral. Para essa infame classe política, o cidadão é apenas um eleitor. Enquanto isso, pessoas de bem estão sendo assassinadas nas ruas. Os políticos são cúmplices, no mínimo por omissão.

    • Carlos Fontes disse:

      Se Aécio tinha algum interesse sem ser eleito em 2018 ele esta no caminho errado, Caiado não tem medo de falar o que quer nem o que pensa, todos estamos vendo que o Aécio de hoje não é o mesmo das Eleiçoes.

  4. Sergio disse:

    Ninguém quer queimar o bolo, sempre sobra uma fatia para oposição.

  5. Getulio disse:

    Uma pena que Geraldo Alckmin esteja nessa legenda PSDB teria e pode ter um futuro promissor quem sabe como como presidente do Brasil mas em companhia de Aecios e FHCs está ruim pra ele, esses dois caciques desse partido tão queimados pelo Brasil esse Aecio como o Jô Soares falou ao vivo no program dele e deixou a reporter Cristina Lobo ao seu lado de boca aberta naõ tava acreditando ,quando JÕ disse que aecio não tinha aprendido nada com seu avo Tancredo, Quanto a Ackmin só ficar governando São Paulo; mereceria mais.

  6. César disse:

    É por estas e outras que eu digo sempre, sobre a necessidade urgente de se desvincular todo o Poder Judiciário dos Poderes Executivo e Legislativo. E sempre escrevi, sobre a falta de uma pauta mais realista para os movimentos populares que tomaram as ruas pedindo o impeachment de Presidente da República Dilma Rousseff. Para o cidadão César, as mentiras contadas por ela durante a campanha eleitoral, já configurariam estelionato eleitoral e a desautorizaria para o cargo. Só que eu sou apenas um cidadão indignado. E para a nossa lei e para o nosso Poder Judiciário, este é um argumento muito fraco, para se derrubar um Presidente. As leis, devem ser respeitadas por todos! Só que aqui no Brasil, alguns são mais iguais que os outros e quem faz as leis, sempre deixa uma brecha para escapar. Quantos políticos estão eleitos pelo voto do povo e que respondem a processos na Justiça? Quantos destes políticos, já foram alvo de investigação e ainda estão no poder? Quantos destes políticos, foram absolvidos e empossados como fichas limpas pela “Justiça”? São perguntas, que não querem calar! Todos os juízes do Supremo Tribunal Federal, “todos eles” foram indicados pelo Poder Executivo e sabatinados pelo Poder Legislativo. As leis as quais serão julgados os senhores “parlamentares”, as “excelências”, foram feitas por “parlamentares” e por “excelências” que estão sendo investigados e que podem ser julgados por juízes escolhidos por eles mesmos para executarem a justiça. Isto explica as leis frouxas e as penas brandas, para os crimes nos Três Poderes da Federação. Todas as vezes que tem algum caso de cassação de mandato parlamentar e votação secreta, impera o corporativismo político, que se esconde no voto secreto e no anonimato, para não punir um “igual”. Absolvo hoje, pois, amanhã, pode ser o meu dia. E assim a vida segue no Congresso Nacional. O povo, perde tempo e gasta energia discutindo bobagens. Devíamos estar nos movimentando nas redes sociais, para criarmos leis de iniciativa populares, para mudarmos este quadro. Seria muito mais produtivo do que apenas bater panelas durante as falas petistas (Não que eu seja contra, baterem panelas e mostrarem a sua revolta e indignação). Só penso que os Deputados e Senadores, os parlamentares e excelências, não o farão por nós. Para eles, não interessa que haja mudança alguma. Todos eles, Vereadores, Deputados e Senadores, Presidentes, Governadores e Prefeitos, independente de para qual partido pertençam, estão usufruindo das mordomias que o cargo proporciona. Quando há votação de aumento salarial, se esquecem se são governo ou oposição, apenas juntam-se para aprovarem em bloco, na calada da noite. Foi assim também para o aumento da verba partidária, que triplicou a verba para os partidos políticos, em um momento que todos estão sendo penalizados por aumentos de impostos e que o país está em recessão. Estão sempre na contramão dos interesses do povo e do país. As mudanças só se realizarão pelas mãos do povo. Povo que sempre é o maior prejudicado e quem paga a conta e sustenta as mordomias. Se nos calarmos e não nos juntarmos para exigirmos as mudanças, elas simplesmente nunca vão acontecer. Nós seremos sempre usados para sustenta-los! Brigaremos para saber se seremos roubados pelo partido A ou o partido B? Quantos de nós, já não nos sentimos representados por nenhum político? Quantos de nós, já estamos descrentes com a política? Quantos tiveram dificuldades para escolher um candidato nas últimas eleições? Lei de iniciativa popular. Pensem nisto. Para mudar de verdade um país!

  7. sandro disse:

    Enganar/Mentir ao Povo enquanto faz propaganda política eleitoral não é crime? Assim qualquer um consegue vencer eleição, é só prometer e prometer, mentir e mentir, esse não é um bom motivo pra Impeachment?

  8. Hermes Cosme disse:

    Concordo!!! Aécio, FHC, Beto Richa e Serra terminam queimando o filme de Marconi Perillo e de Alckmin, como alternativas. O PSDB precisa se renovar por dentro, ou vai ser apenas o “antiPT”, sem qualquer proposta ou ideia própria, o que, convenhamos, não significa absolutamente nada.

  9. E muito interessante observar que o PT e seus seguidores somente sabem falar,outros também fizeram os erros de Lula e/ou de Dilma,crimes de Aécio e/ou de FHC mas nunca explicam porque em 12 anos de governo nunca processaram a estes senhores.O problema e que o PT e seus seguidores não tem nenhuma outra mensagem.Havia crime na Petrobras?Porque a Presidente do Conselho desta empresa por 8 anos,sra. Dilma,nunca abriu um processo?Por negligencia?Para não chamar a atenção sobre a Petrobras?Sob responsabilidade da sra. Dilma e do sr. Guido Mantega a Petrobras teve um prejuízo de R$51 bilhões sendo R$6 de corrupção e R$45 de ma gestão portanto somos 7,5 vezes mais incompetentes do que corruptos?Do caixa da Petrobras foram gastos R$60 bilhões por decisão da sra Dilma em controlar o preço da gasolina,quem se responsabiliza por tudo isto?O povo brasileiro?Caso vamos sempre dizer que outros também fizeram o mesmo nunca iremos melhorar sempre seremos maus gestores,corruptos porem não esqueçam de que quando isto acontece estamos consumindo dinheiro do povo que poderia ser utilizado melhor.Lembrem-se o governo não gera riqueza,todo o dinheiro gasto pelos governos e do povo administrado pelos governos.

  10. Juliano Zimmer disse:

    Caro amigo Kennedy, gostaria de saber em quais governos existiram as pedaladas fiscais conforme você afirmou. Poderia nos lembrar??

  11. Stanislaw: QUEM TIVER OLHOS PARA VER, VEJA! disse:

    A grande verdade é que a lei muitas vezes protege mais os vigaristas do que aqueles que mais precisam da proteção da lei, daí as injustiças cruéis que cada vez mais acontecem com os mais necessitados.
    Governos roubam, deixam roubar, administram mal e irresponsavelmente, e nada acontece em relação a punições criminais e ressarcimento aos cofres públicos: tudo sempre terminando em pizza!
    Pior ainda são as medidas econômicas aplicadas para recuperação do dinheiro roubado ou mal administrado, em cima dos que menos culpa têm e que menos podem arcar com sacrifícios: o povo!
    Não se pode considerar absurdo maior do que diminuir o dinheiro da Saúde (que está um caos) e da Educação (outro caos) e não eliminar ministérios cabides de empregos, não taxar em pelo menos 50% a mais os exorbitantes lucros dos bancos, que chegaram a lucrar 70 bilhões de reais em 2014!
    Isso é chamar “diretamente” ao povo de idiota!
    Talvez com a figura do “recall” ( deseleição do eleito) o povo possa, sem depender de Congresso corrupto que se vende por cargos e (ou ) propinas, deseleger legalmente aquele que não cumpre suas promessas de campanha!
    Político que não cumpre promessa de campanha, é corrupto, mentiroso, venal, sujo, portanto não merece permanecer no cargo!
    É claro que é difícil aprovar a inclusão do “recall” ao sistema eleitoral, visto que os congressistas corruptos têm sido a maioria no Congresso, e dificilmente legislariam contra eles próprios.
    Entretanto eles não devem se esquecer que, quando o povo entende que seus “representantes” não estão mais nem aí para o povo, e sim somente para seus próprios interesses, o povo começa a buscar socorro em outros canais!
    E já se tem ouvido muito o clamor pela volta dos militares – e a insensibilidade do Executivo, Legislativo e Judiciário ao ponto de não perceberem que isso é expressão de desalento, desesperança, repugnância, revolta pelo que está aí, somente prova que o poder, para alguns, provoca um distanciamento do clamor popular, da vontade popular!
    Depois não adiantará chorar, nem querer jogar a culpa em alguém…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-12-03 10:45:03