aki

cadastre-se aqui
aki
Entrevistas
04-06-2019, 21h15

Afrouxar regras de trânsito é retrocesso, diz consultor

Sociólogo Eduardo Biavati critica projeto de Bolsonaro
4

Kennedy Alencar
São Paulo

O sociólogo Eduardo Biavati diz que afrouxar regras de segurança no trânsito “é um retrocesso ruim de assistir”. O presidente Jair Bolsonaro levou pessoalmente a proposta hoje ao Congresso.

Biavati, que é consultor em segurança do trânsito, afirma que a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) é uma concessão que o Estado dá aos cidadãos caso eles se mostrem aptos a dirigir sem oferecer riscos. Portanto, regras de controle rígidas são necessárias para evitar acidentes e mortes.

O projeto de lei dobra o atual limite de pontuação para suspender a CNH. Também dobra a validade da carteira dos atuais 5 para 10 anos. Há uma série de outras medidas negativas, como acabar com a multa para quem transporta crianças fora das chamadas cadeiras de retenção.

O projeto de Bolsonaro contraria políticas de melhoria da segurança no trânsito aplicadas no Brasil nas últimas duas décadas, bem como regras internacionais recomendadas. Ouça a entrevista concedida hoje ao “Jornal da CBN – 2ª Edição”:

Comentários
4
  1. […] os graves riscos de a alteração acarretar mortes de bebês. Em entrevista ao blog do jornalista Kennedy Alencar, o sociólogo Eduardo Biavati considera que o relaxamento das regras da segurança no trânsito  […]

  2. Jonas disse:

    Esse é o governo do despreparo, do atraso, do retrocesso.
    Eu não entendo o que se que passava na cabeça dos eleitores desse mentecapto quando escolheram um candidato. Havia uma dúzia de opções, todas melhores, mas ainda assim os alienados escolheram o mentecapto.
    Se o nível do eleitorado é esse, fica difícil ter esperanças pelo desenvolvimento do brasil.
    Seria melhor mudar para o parlamentarismo de uma vez.

  3. walter nobre disse:

    Este País pune em demasia no Transito, sem dar retorno, em melhorias de fato; tudo é contra, os motoristas infratores, Kennedy; não há paciência, com os Detrans e Denatrans, e Cets; o único objetivo, é complicar…condenando o cidadão diariamente, sem direito a recorrer, já que todos os recursos, são ignorados; arrecadar sempre, este é o objetivo; alteram vias, mãos, sem prevenir o cidadão, que não tem meios diretos, para alterar tais discrepâncias; estas correções, são bem vindas, com ressalvas, já que questão da cadeirinha, salvam vidas comprovadamente no Mundo, e sem punição, os motoristas irresponsáveis, não vão mais se preocupar com isso, já que são cada vez mais caras; não há material de boa qualidade, fabricada no País…certamente, chegaremos, a um meio termo, já que o presidente não tem todas as informações…creio que o congresso, vai apoiar, uma pontuação mais elástica.

  4. EDU CAMPOS disse:

    ACHEI MUITO CURTA SUA PARTICIPAÇÃO NESTA ENTREVISTA. PORÉM SEMPRE MUITO INCISIVO. PARABÉNS.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-09-19 11:36:19