aki

cadastre-se aqui
aki
Geral
03-06-2020, 8h08

Agenda clara e objetiva dá fôlego e resiliência a protestos nos EUA

Repressão de Trump aumentou número de pessoas nas ruas de Washington
6

KENNEDY ALENCAR
WASHINGTON

Os protestos nos Estados Unidos têm uma agenda clara: palavras de ordem contra a violência policial e o racismo. Essa objetividade deve dar fôlego e resiliência à duração das manifestações no país.

Pouco se fala da pandemia e do alto desemprego. São raros os cartazes que abordam esses temas, mas, quando aparecem, são no contexto de crítica ao presidente Donald Trump e à forma como ele exerce o poder.

A repressão de segunda-feira aumentou o número de pessoas ontem em Washington e deu mais gás aos protestos. Trump ordenou, por meio do advogado-geral, William Barr, que a polícia e a Guarda Nacional reprimissem os manifestantes para esvaziar a praça Lafayette a fim de permitir que ele fosse a pé tirar uma foto numa igreja segurando uma Bíblia.

Foram duras as reações de Joe Biden, virtual candidato democrata à Casa Branca, e do governador de Nova York, Andrew Cuomo. Biden marcou diferenças, afirmando que Trump é parte do problema e não da solução. Cuomo foi o primeiro a apontar o show de demonstração de força com motivação eleitoral.

Analistas viram na ação de Trump uma atitude semelhante à de autocratas de países com democracias fracas ou repúblicas de bananas. O presidente americano abusou do poder da forma como fazem ditadores ao determinar que militares reforcem a repressão a protestos democráticos.

No domingo, manifestantes incendiaram carros, lojas e prédios na capital americana. Na segunda, foi a polícia que tomou a iniciativa de agredir a mando de Trump. Ontem, terça, houve muito menos conflitos nas ruas de todas as cidades de modo geral, até mesmo em Nova York.

Em Washington, manifestantes agiram para impedir violência. Num desafio ao toque de recolher, aconteceu até um panelaço na hora, às 19h.

Ontem, realizaram primárias o Distrito de Colúmbia e mais oito Estados americanos: Iowa, Montana, Novo México, Dakota do Sul, Maryland, Pensilvânia, Rhode Island e Indiana. Em Washington, houve grande pedido de votos por correio.

Ouça os comentários feitos ontem à noite, no “CBN Total”, e hoje de manhã no “Jornal da CBN”:

Comentários
6
  1. Walter Nobre disse:

    Kennedy, esta época o que as pessoas mais tem é tempo…este fato absurdo contra o Floyd acirrou os ânimos de tal forma, transformando em fato internacional. Londres e França aproveitam a deixa, demonstrando insatisfações internas, já que o racismo é tão terrível quanto a pandemia. O governo não deve se meter, salvo quando acontece violência. As pessoas clamam por empregos, segurança, justiça social de forma geral. O novo normal, vem com muitas reivindicações teremos reinventar urgentemente. O Trump convive uma situação, comparada a pesadelos, nas vésperas das eleições, gerando incertezas para todos os lados. Este Ano no Brasil gerava grandes expectativas, retomada da economia como exemplo, no entanto, estamos todos assustados, com o reboliço Mundial.

  2. Kiko Uruguaiana disse:

    O Racismo nos EUA está no DNA, Ontem, Hoje, Amanhã e Sempre esses absurdos vão se repetir, é como nas Savanas Africanas ” Leões e Hyenas São Inimigos Eternos ” No Brasil é diferente aqui as Elites preferem Um Demente Comprovado na Presidência a um Esquerdista.

  3. EUA 10 Trump 0 disse:

    Temos a eleição para presidente nos EUA bem próxima. Trump precisa mostrar mando político. Então, por questões midiáticas eleitoreiras. Utiliza da força contra seus iguais. Novamente suas ações espelham em casa, a maior desconfiança do Mundo para o poderio militar americano. Se é um ato democrático se manifestar contra abusos de autoridades (em verdade crimes). A ação de um presidente impondo suas FFAAs para agirem contra o povo. Refletem sim um ato autoritário. E na história dos EUA, o povo, leia mais Trump da sua história. Não aceita repressão autoritária. Se aceitassem ainda seriam colônia da Inglaterra. Mas, tiveram as violências e atos falhos dos manifestantes. Bem, aí cabe a você uma leitura Brasil & EUA. Infiltrados pagos ou homens de má conduta num jogo, ou em movimentos, sempre existirão. Mas, o fundamento das manifestações ainda assim existirá. Os menos favorecidos. Acordaram para a mentira do que é o Trumpismo. Que ao Mundo força submissões. Não fazendo seu dever de casa.

  4. O Governo Bolsonaro age militarmente via políticos militares nos governos Estaduais contra o povo. disse:

    No Brasil, aconteceu a mesma coisa diante primeiro movimento contra a mentira que é o Bolsonarismo e Bolsonaro. Com evidências gravadas na internet. Sem dar nome, ouviu-se deputado militar dando ordem a militar na ativa em batalhões para queimar faixas com frases contra um péssimo governo que é esse do Bolsonaro. Evidências: Um deputado bolsonarista utilizando do dinheiro público, seu salário. Para exigir fora da corporação militar. Que outro militar em seu serviço, pago pelo dinheiro público. Agisse contra os manifestantes a favor de sua vontade e ideologia bolsonarista. Prezados, isso é crime. É passível, provada a ligação, da destituição do deputado e afastamento do militar que lhe ligou. Provavelmente filmado na ação, com mando gravado pela corporação. O erário e servidores públicos não podem servir a Bolsonaro. Havendo investigações, temos que cortar militares e políticos que assim agem. Eu não tenho visto o MP querendo investigar esses crimes. Que se investigados vão aumentar,

  5. O Governo Bolsonaro age militarmente via políticos militares nos governos Estaduais contra o povo disse:

    Se foi possível gravar ao vivo o deputado corruptor da organização militar. Impondo sua vontade partidária a um militar em serviço. Que lhe dava as coordenadas e pessoas a quem ia confrontar. Temos um linha de atos criminosos que devem ser apurada. Esse deputado tem somente um infiltrado nas corporações? Se dentro das corporações existem associações de militares a causa de um militar político que defende o bolsonarismo cometendo o crime de utilizar pessoal contratado pelo dinheiro público para investir contra o povo. Então temos nos batalhões, milícias bolsonaristas? E se esse militar comandou mais militares a agirem. E eles executaram o mando criminoso do deputado e militar associado a essas milícias internas. Os presos das manifestações. Foram para a cadeia sem influência do deputado militar corrupto? Duvido. Então MP a primeira coisa a ser feita. É agir com isonomia e colocar as prisões sob investigações. Levantando os militares envolvidos. Confisco do celular. Militares e Deputado.

  6. O Governo Bolsonaro age militarmente via políticos militares nos governos Estaduais contra o povo? disse:

    Não estive presente. Mas ouvi noticiários e li publicações na internet e jornais. Esse deputado tem que ser afastado. Seu telefone recolhido. E iniciada uma investigação para ver ligação com a família Bolsonaro, o presidente, e militares ativo nas corporações (inclusive FFAAs – já que eles se dão a esse papel defendendo um louco no governo). Havendo provas (e já temos evidência de como é a ação militar pró bolsonarismo diante mobilizações pró democracia – bem clara – prenda só os manifestantes do lado pró democracia). Uma coisa é termos ações politizadas. Outras é pagarmos a militares para eles agirem contra o povo. Num momento que devíamos estar reduzindo salários dos 3 poderes pela metade e acabando com as mordomias e valores acima do teto salarial constitucional. Bolsonaro usa a máquina em favor de sua permanência e afronta a democracia para o povo. Impeachment e afastamento dos envolvidos. E para o povo. filmem tudo daqui para frente se forem a manifestações. E estejam preparados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-08-09 19:58:24