aki

cadastre-se aqui
aki
Entrevistas
21-11-2013, 9h10

Agronegócio deve apoiar um só candidato em 2014, diz Caiado

Deputado fala em "decepção e tristeza" com Campos; ele vê "atitude Taleban" em veto de Marina
3

Líder do DEM na Câmara dos Deputados, Ronaldo Caiado (GO) defende que “o setor [do agronegócio] não pode emprestar apoio a quem não assuma uma posição clara”. Avalia que entidades deveriam se reunir e escolher um único candidato ao Palácio do Planalto para receber suporte institucional do setor em 2014. Mas ressalva que cada representante poderia fazer escolhas pessoais. Diz que seu sentimento em relação a Eduardo Campos é de “decepção com tristeza. O governador de Pernambuco negou a Caiado espaço numa aliança com o PSB após a filiação da ex-senadora Marina Silva ao partido. Caiado rebateu acusação de ambientalistas de que o novo Código Florestal estimulou desmatamento na Amazônia, cuja taxa de devastação cresceu 28% em 2013.

Pergunta 1 – Agronegócio deve ter um candidato a presidente

Pergunta 2 – Veto de Marina foi “atitude Taleban”

Pergunta 3 – ‘Nenhum país tem lei ambiental tão restritiva’

Clique aqui e assista ao bloco 2

Comentários
3
  1. Milton de Borba disse:

    Gostei da entrevista. Pergunto: porque os ruralistas não lançam um candidato apoiado por sua classe, isto é a agricultura e seus nichos.

  2. luiz wilcke disse:

    O Caiado ta ficando velhinho, e pelo jeito não tem substituto. E bom o agronegócio votar num so candidato, porque os pobres que eles geraram no agronegócio esta aumentando, e com o isso o eleitorado do PT também….Eles aumentam a rentabilidade na mesma proporção que criam pobres, e ai so somar. Um dono de agronegócio aumenta seu lucro em 10% mas gera mais 20 ou 30 pobres. Resultado Candidato do agronegócio 1 x Dilma 20…O resto e balela..

  3. Sergio Padilha disse:

    Gostei muito da entrevista de Ronaldo Caiado. Bem centrado. Idéias claras. Posicionamento político bem definido. Pena que não seja eu eleitor de Goiás. Seria meu candidato até mesmo para PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-05-28 18:15:52