aki

cadastre-se aqui
aki
Política
20-11-2017, 11h39

Alckmin reage a articulação pró-Barbosa no PSB

Tucano viaja a PE e se encontra com Renata Campos
9

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), foi a Pernambuco para encontros com empresários, tucanos e figuras do PSB estadual, como Renata Campos, viúva de Eduardo Campos, candidato a presidente que morreu em acidente aéreo em 2014.

Alckmin deseja ser candidato a presidente pelo PSDB com apoio do PSB. No entanto, parte do PSB deseja lançar o ex-ministro do STF Joaquim Barbosa para concorrer ao Palácio do Planalto. Pernambuco é a seção mais forte do partido.

Se tiver apoio de caciques do PSB pernambucano, Alckmin tem mais chance de fechar aliança com o partido e evitar a eventual candidatura de Barbosa. O ex-ministro do STF avalia convite da legenda para concorrer à Presidência.

Alckmin usou o feriado e um avião de carreira para participar de eventos em Pernambuco. O tucano paulista se reuniu ontem com integrantes do PSDB estadual, foi a uma missa, visitou um bairro pobre e almoçou num restaurante popular. Também se reuniu com Renata Campos. De noite, jantou com empresários.

Hoje de manhã, Alckmin deu palestra num ato organizado pela Fiepe (Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco) e o Lide estadual. Ele defendeu uma política fiscal com superavit primário. Disse ser irresponsabilidade ter deixado a dívida pública chegar a 75% do PIB (Produto Interno Bruto). Procurou demonstrar conhecimento do Estado, falando do bom desempenho no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) e do Porto Digital, que considerou exemplar. Citou Mário Covas diversas vezes.

Alckmin tem baixa intenção de voto no Nordeste, em Minas e no Rio de Janeiro. A viagem a Pernambuco é uma reação à articulação a favor de Joaquim Barbosa no PSB, mas também uma tentativa de melhorar a imagem na região. Há uma especulação no PSB pernambucano e em setores tucanos a respeito da possibilidade de Renata Campos ser vice de Alckmin.

Comentários
9
  1. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    Alckmin nunca esteve preocupado com o bem estar da população paulista nem tampouco a brasileira em sua totalidade. Paga mal aos professores e fechou delegacias, daí o caos da educação e segurança !
    É apenas um político desagregador cuja religião é o poder e seu céu o Planalto.

    • walter disse:

      Vamos combinar cara Maria Aparecida, o Barbosa é aliado do lula e da marina; fugiu do supremo, quando mais precisávamos dele…este sujeito não tem condições; sempre surge em defesa do lula e da dilma, estão interessados em reeditar uma chapa dele com a marina…Eduardo Campos, não era flor que se cheira, esta estorinha do avião, ficou mal contada…se foi acidente ou não…saberemos daqui uns 20 anos…também acho, o Alkimin precisa explicar muitos fatos negativos sobre segurança pública…este será o tema principal assunto, que norteará as próximas eleições; esta tudo muito complicado; haverá mais caciques que índios, nas próximas eleições; até o temer quer indicar alguém…kkk…parece piada…estaremos bem, se surgirem nomes de peso com a ficha limpa, sem depender de promessas com banqueiros e outros poderosos…

      • Douglas disse:

        Alckmin e bom de pedágios… Moro no estado de São Paulo e você não sai da sua cidade sem pagar. Problema nem e pagar. Mais pagar os pedágios mais caros do planeta. Já pagamos o IPVA mais alto do mundo, a gasolina mais cara e batizada. Estou fora deste cara.

    • Antonio Silva disse:

      Alckmin ganhou diversas eleições em São Paulo, o Estado mais desenvolvido do Brasil, o que não acontece por acaso. Todas as tentativas de envolvê-lo em polêmicas falharam. É uma pessoa equilibrada, discreto, experiente e respeitado. É o que o Brasil precisa. Chega de demagogos, corruptos e aventureiros.

  2. O POVO PRECISA SE UNIR PARA OS CORRUPTOS NÃO SE REELEGEREM NAS ELEIÇÕES DE 2018! disse:

    Todos nós eleitores devemos estar cientes que qualquer candidato a Presidente da República que for eleito em 2018, só conseguirá dar novos rumos ao país se houver uma renovação completa nos quadros do Senado Federal e Câmara Federal. Pelos próprios nomes apoiadores dos candidatos à Presidência dá para imaginar que tipo de Presidente o tal será: “DIGA-ME COM QUEM ANDAS E EU TE DIREI QUEM ÉS”! Por exemplo: que tipo de presidente pode ser alguém apoiado por quem votou a favor de Temer, de Aécio, de Eduardo Cunha, de Renan Calheiros, do foro privilegiado para quem comete crime comum, etc?
    Com a maioria dos senadores e deputados federais atuais, continuará o “toma lá dá cá” vergonhoso que temos visto atualmente! Temos que divulgar à exaustão os nomes dos corruptos do “toma lá dá cá” de hoje – pela internet, mídia, boca a boca! Os corruptos de hoje do Senado e Câmara não poderão se reeleger! VIVA A LAVA JATO, DOA A QUEM DOER!

  3. Josimar disse:

    O eleitor precisa dar a resposta nas eleições no ano que vem – 2018 – vejam o caso do Rio de Janeiro. Vamos dar um NÃO a Rodrigo Maia, Renan Calheiros, Moreira Franco, Bruno Araújo, Kassab, Carlos Muron (PMDB) do Matogrosso, Eliseu Padilha, Raul Jugman, Aécio Neves, Aloísio Nunes e todos esses deputados e senadores que participaram do toma lá da cá e só votam contra o povo e em troca de cargo ou espaço no governo.
    PRECISAMOS ACABAR COM FÓRUM PRIVILEGIADO DE TODOS ELES.
    PARLAMENTAR SEJA DE QUALQUER ESFERA DE GOVERNO NÃO PODE TER FÓRUM PRIVILEGIADO NEM IMUNIDADE PARLAMENTAR.

    • valdir disse:

      É isso aí Josimar disse tudo.

    • alexandro disse:

      Josimar, sua lista ainda é pequena. Pode colocar muuuitos mais nomes nela!!! 95%, pra dizer no mínimo dos nossos políticos são corriptos e bandidos mafiosos da pior espécie. Em 2018 vamos colocar todos eles pra fora da politica (hoje polititica). Vamos ver o que o povo vai decidir. è só pegar as votações das câmeras de deputados, senado, ver quem votou contra o povo e pôr pra fora.

  4. Fabio disse:

    Gostaria de saber porque nenhuma investigação sobre o sr. Alckmin anda, seja ela do Metrô, da CPTM, da Secretaria da Fazenda e os Créditos acumulados e também o Tribunal dos Impostos e Taxas, dentre tantos outros.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-04-24 01:20:32