aki

cadastre-se aqui
aki
Política
16-11-2017, 7h59

Aliados reagem a reforma para manter foro privilegiado

Temer espera que economia seja ativo eleitoral em 2018
10

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Em conversa com aliados, o presidente Michel Temer descartou mudanças amplas no primeiro escalão neste momento. Motivo: houve uma reação de ministros que pretendem manter o foro privilegiado até abril, a data-limite para que deixem o cargo aqueles que vão disputar eleição.

Uma saída do ministério agora deixaria esses políticos expostos por mais tempo a decisões de primeira instância devido à perda do foro privilegiado no caso daqueles sem mandato parlamentar. Alguns ministros serão candidatos a deputado federal, por exemplo, a fim de tentar manter o foro privilegiado.

O STF (Supremo Tribunal Federal) julgará na semana que vem uma ação que restringe o alcance da prerrogativa de foro. O Congresso também debaterá na semana que vem um projeto que trata do foro, mas que ainda deve demorar a ser votado.

Muitos políticos hoje investigados pela Lava Jato deverão sustentar a tese de que eventual mudança de regra feita pelo Supremo só valeria em casos novos, não naqueles que já estão em andamento na corte.

Ministros preocupados em perder o foro privilegiado agora, como Gilberto Kassab (Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações) e Marcos Pereira (Indústria, Comércio Exterior e Serviços), deverão permanecer nos seus postos até o início de abril. Essa é a tendência do presidente Michel Temer.

Mas, respectivamente presidentes do PSD e PRB, Kassab e Pereira serão cobrados a entregar votos a favor das mudanças previdenciárias.

Um outro nó da atual reforma ministerial é o desejo de ficar no cargo até abril a fim de controlar cargos e verbas que fortalecem planos eleitorais. Ou seja, quem está sentado na cadeira não quer sair dela enquanto puder legalmente permanecer.

E tem também a tradicional dificuldade para um presidente realizar trocas no primeiro escalão: número bem maior de candidatos a ministro do que vagas disponíveis.

*

Cenário presidencial

Temer nunca cogitou tirar Henrique Meirelles da Fazenda na atual reforma. Não fez nenhum movimento que indicasse isso, porque se trata da principal voz econômica do governo.

O presidente avalia que, nos meses de março e abril, a economia brasileira estará crescendo num ritmo superior a 3% e que isso poderá ser um ativo eleitoral e melhorar a avaliação do governo.

Se esse cenário econômico se confirmar, Meirelles poderia ser um candidato à Presidência a representar mais claramente o governo nas eleições do ano que vem.

*

Fórmula difícil

O presidente Michel Temer quer indicar para ministro das Cidades um nome que atenda os interesses de dois ou três partidos. É uma composição difícil, mas Temer busca essa solução. O PP é cotado a recuperar a vaga, mas o presidente ainda não decidiu quem será o substituto do tucano Bruno Araújo.

A atual mexida será basicamente uma resposta ao movimento de rompimento do PSDB. Também implicará em compromissos dos ministros e de seus partidos com o maior número possível de votos para uma proposta enxuta de reforma da Previdência, que o governo deseja aprovar em dezembro na Câmara.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
10
  1. FORO PRIVILEGIADO NÃO PODE SER “PROTEÇÃO DE LADRÃO DE COFRE PÚBLICO” – VIVA A LAVA JATO! disse:

    Alguém ainda tem dúvidas de que o foro privilegiado está sendo usado para proteger suspeitos de serem bandidos do colarinho branco – os mais periculosos bandidos do planeta – os ladrões de cofres públicos? Perderam totalmente o “pudor” (como disse o senador Randolfe Rodrigues), pois tratam disso abertamente com o presidente – também protegido pelo foro privilegiado! Esse foro privilegiado só deveria existir para proteger políticos e governantes em suas ações políticas e administrativas, dentro das funções que exercem. Como pode “foro privilegiado” para proteger acusado de ter roubado cofre público? Agora chega-se ao cúmulo de manutenção de bandido em cargo de Ministério para blindagem do bandido! Depois acham absurdo estar crescendo o número de brasileiros que só acreditam numa intervenção militar, para colocar as coisas em seus “devidos lugares”!

    • walter disse:

      FORUM PRIVILEGIADO para todos…são caras de pau; pensando bem; “depois que arrombaram a porteira”; este três poderes da vontade de chorar, são atitudes de um país de idiotas; são todos engessados ao extremo; não há de fato vontade de evoluir, na verdade os grandes caciques, “as raposas felpudas”; enfim, o PMDB é o parido mais prejudicado pelas falcatruas, não vai apoiar a queda do fórum; infelizmente, teremos que votar melhor, eliminando as “raposas velhas”…quanto as trocas de ministros, não vai admirar, que o “Fernandinho beira mar” seja nomeado; não há moral deste governo, com tantos delinquentes a volta; teremos sorte se a reforma da previdência vingar este ano; teremos um ano terrível em 2018, até as eleições…

  2. Ray Magno disse:

    O velha e batido corporativismo pornográfico.
    .
    Os que não querem um Brasil grande (dos poderes governantes) não desejam na prática a democracia. Elementar meu caro Watson.
    .
    “Vocês são a ralé, a massa informe e ignorante. Nós somos a elite dessa teocracia; somos o clero a quem devem obediência, vocês cambada de eleitores a quem demos a obrigatoriedade do voto a nós, seus senhores. Agradeçam-nos por isso”.
    .
    Há quantas décadas a face diabólica dos governantes encontra-se encoberta por esse clero?
    .
    Já passou da hora de botar essa gente para fora….
    .
    Saudações.

    • Aloisio de Arruda Camargo Sampaio disse:

      Já passou da hora de escorraçar esses e outros cleros, especialmente aquele que enfeita o plenário do STF com um enorme crucifixo, num país que se diz laico !

  3. Analista Alpha disse:

    Resumindo. o País continuará na mão de bandidos e quadrilheiros, e sua popupação assiste tranquilamente.

    • p/Analista Alpha. disse:

      Não, Analista Alpha. As coisas não vão continuar assim! Aguarde e verá que isso não ficará assim. Os dias dessa ladrãozada estão contados! Se a Lava Jato não der jeito, dentro dos princípios legais – o povo e as Forças Armadas vão entrar em ação. Isso aconteceu em 1964! Naquele tempo eram os comunistas – hoje é a ladrãozada de cofre público! Não seria o ideal, o certo seria as coisas acontecerem dentro dos limites institucionais, mas quando a ladrãozada ameaça mudar até as leis, para se protegerem… não tem outro jeito: é povo nas ruas e Forças Armadas em ação!

  4. Stanislaw. disse:

    A grande verdade é essa: o Brasil está sendo governado por quadrilhas de bandidos ladrões de cofres públicos que conseguiram dominar o Executivo, Legislativo e vêm, aos poucos, penetrando no Judiciário. E quando esse estado de coisas atinge até o Judiciário, a coisa fica muito grave. O Judiciário é o último reduto contra os corruptos e, quando atingido, é o caos! Estamos muito próximos ao caos, pois não há o mínimo de pudor no meio político e no governo. Discutem-se compras de votos a céu aberto, em reuniões, cafés da manhã, jantares, tudo divulgado pela mídia, como se não houvesse uma população enojada, vendo tudo isso – enojada e revoltada! Senado e Câmara não têm o mínimo de respeito pelos “REPRESENTADOS” – livram descaradamente seus pares envolvidos em crimes, deixando-os livres e soltos, mesmo sabendo que toda a nação assistiu, estarrecida, às gravações das práticas dos crimes!

  5. Luís Carlos Melo disse:

    É intermitente o fato dos políticos estarem preocupados com a pele deles, o povo por sua vez com opiniões distorcidas está a merce da idolatria de alguns que usam seu espaço para manipular os desinteressados.
    Herdamos costumes, além da própria ignorância, tantas campanhas e promessas e o pior dos mesmo políticos, que não foras cumpridas, e após 4 anos eles retornam, fazendo passeatas, falando em palanques, visitando cidades, comunidades e até beijando criancinha para mostrar que estão com o povo, isso que é foro privilegiado, pois nos permitimos a sermos enganados.
    Não tratamos os políticos com eles nos tratam, foram as ruas derrubaram um governo era o que acharam, o governo está ai não aquele que não tinha força, mais o verdadeiro o que estava por trás de tudo isso, pensamos, julgamos, condenamos, mais esquecemos de nos avaliar, só assim mudaremos algo.
    Ficaram quietos, porque não sabiam o que estavam fazendo nas ruas, estão pagando o preço em manter a corrupção ativa.

  6. laerte dos santos lopes disse:

    Não precisa acabar com foro privilegiado, basta acabar com a indicação de Ministros do STF pelos políticos. Ministro do STF tem que ser juiz de carreira. Como pode se admitir que um filiado do PSDB (Moraes) seja indicado a Ministro e depois julgue processos de Aécio Neves. Como se admitir que um Ministro que vive no Palácio do Jaburu de papinho com Temer ou que vive falando ao telefone com Aécio opinando sobre temas do Congresso (Gilmar Mendes) possa ser Ministro. Penso que o problema é maior. Esse Brasil é uma zona (não eleitoral).

  7. Geraldo Gomes disse:

    O povo sabe o que é melhor—Bolsonaro não esta envolvido com trambicagem e isto está ótimo é honesto e família ,então—Capitão Bolsonaro Presidente do Brasil — —– Respeito mútuo ,mas estamos convictos —Estão desesperados ,Bolsonaro esta incomodando muitos , mas o povo sabe o que é melhor para o Brasil–Capitão Bolsonaro 2018–Presidente do Brasil–O Bolsonaro não esta fazendo qualquer campanha , quem esta fazendo Campanha somos nós povo Brasileiro—– Valeu a tentativa ,mas vamos todos juntos ——Capitão Bolsonaro Presidente do Brasil 2018 , já no primeiro turno–O maior mal do brasileiro é não ler e não conhecer a história deste país.
    Em seguida vem a preguiça que o brasileiro tem de ler. Além dos
    analfabetos funcionais (sabem ler mas não tem capacidade de
    interpretar).
    O povo se leva por meia dúzia de intelectuais cheios de grana que só
    visam o benefício próprio.
    Desta vida ninguém leva nada, então porque tanta correria em trapacear
    para se dar bem, bem no que???? Leia ab

Deixe uma resposta para Geraldo Gomes Cancel reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-09-19 05:27:25