aki

cadastre-se aqui
aki
Recomendo
27-07-2014, 8h00

Alice no país do surrealismo

Série feita com técnica da heliogravura é destaque em mostra

Daniela Martins
Brasília

Uma exposição com 150 obras do artista catalão Salvador Dalí está em cartaz no CCBB (Centro Cultural do Banco do Brasil), no Rio de Janeiro, até 22 de setembro. Em outubro, a montagem seguirá para o Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo. São pinturas, fotografias, gravuras e ilustrações que ajudam a compor um painel sobre a obra do artista.

Dalí atraiu atenção tanto por sua arte quanto por seu comportamento pessoal controverso. Vinculado ao movimento surrealista, produziu suas mais famosas pinturas utilizando imagens do sonho e do inconsciente. Foi expulso do grupo em 1939, por discordâncias políticas. Também fez esculturas, trabalhou com teatro e criou ilustrações para livros como “A Divina Comédia”, de Dante Alighieri. Produziu filmes experimentais em parceria com o cineasta espanhol Luís Buñuel. “Um Cão Andaluz”, de 1928, é um dos filmes que integram a retrospectiva “Surrealismo e Vanguardas” também em cartaz no CCBB.

Na montagem que está no Rio de Janeiro se destacam as gravuras que Dalí produziu para ilustrar “Alice No País das Maravilhas”, o clássico de Lewis Carroll publicado em 1865. A sensação é que o estilo surrealista encontrou o enredo perfeito para traduzir em imagens. A série, de 1969, foi feita com guache e uma técnica chamada heliogravura, baseada na exposição à luz. O site Homo Literatus publicou a série completa, acompanhada de um vídeo que explica o processo da heliogravura. Veja aqui.

Advice From a Caterpillar

Advice From a Caterpillar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-28 16:36:21