aki

Kennedy Alencar

cadastre-se aqui
aki
Geral
20-02-2020, 19h03

Alvo em debate, Bloomberg perde; Warren e Sanders foram melhores

Ex-prefeito de Nova York hesita, gagueja e faz piadas sem graça
3

Kennedy Alencar
WASHINGTON

O bilionário e ex-prefeito de Nova York Michael Bloomberg foi o grande perdedor do debate de ontem entre seis candidatos a presidente pelo Partido Democrata. O melhor desempenho individual foi da senadora por Massachusetts Elizabeth Warren, mas, estrategicamente, o senador por Vermont Bernie Sanders pode ser considerado o vencedor.

Por ser líder nas pesquisas nacionais e em Nevada, Sanders levou vantagem ao ser poupado. Deu seu recado e teve um bom desempenho. Outros candidatos atacaram Bloomberg porque ele é uma ameaça. Pode virar a alternativa a Sanders na corrida democrata porque vem crescendo nas pesquisas. Ele já gastou do próprio bolso mais de US$ 400 milhões na campanha _claro que isso gera uma distorção eleitoral a favor dele.

O ex-prefeito de Nova York perdeu o debate porque estreou mal, gaguejou, fez piadas sem graça e não deu boas respostas aos dois principais questionamentos que sofreu. Ele deu justificativa hesitante ao se dizer arrependido da ordem policial para parar e revistar jovens negros e latinos em Nova York. Essa política discriminatória foi abordada por vários candidatos democratas, especialmente por Joe Biden, que foi vice-presidente de Barack Obama.

Mas Warren deu o golpe mais forte quando perguntou se Bloomberg liberaria mulheres que fizeram contrato de confidencialidade a revelar eventuais casos de assédio. Ele disse que havia um pequeno número de casos, que o segredo seria um acerto bom para as duas partes e fez piadas sexistas.

Hoje, no dia seguinte ao debate, Bloomberg continuou errando. Disse que o grande vencedor do confronto havia sido o presidente Donald Trump, porque os candidatos atacaram uns aos outros. Trump aproveitou a escada e disse concordar com o ex-prefeito.

Para piorar, a campanha de Bloomberg divulgou edição manipulada do debate no qual os cinco candidatos aparecem em silêncio ou atônitos quando o bilionário falou: “Fui o único que começou um negócio aqui, ok?”. No palco, não teve graça nem forte efeito. A cena não aconteceu como narrada na propaganda de Bloomberg. Foi uma fake news. Mais um erro dele, que vai ter de melhorar muito para debater com seus colegas. Dinheiro não é tudo na campanha.

Bernie Sanders foi questionado sobre os custos de criar um sistema universal de saúde. Lembrou que os EUA gastam mais do que outros países desenvolvidos em saúde e têm um sistema que deixa milhões à margem do atendimento médico-hospitalar. “Temos uma grotesca e imoral distribuição de renda”, afirmou, recebendo aplausos da plateia.

Bernie está na frente nas pesquisas em Nevada, que fará caucus no sábado. Joe Biden, que caiu para o segundo lugar em um mês, teve participação apagada no debate. Parece boa gente, mas também parece perdido no meio do tiroteio.

Pete Buttigieg, ex-prefeito de South Bend (Indiana) investiu no visual jovem com barba por fazer e exagerou no duelo com Amy Klobuchar, senadora por Minesotta e outra moderada do meio-oeste americano. Ele lembrou que ela não soube responder o nome do presidente do México, López Obrador. Klobuchar sentiu o golpe, reagiu duramente e obteve socorro de Warren. Ficou mal para Buttigieg.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN – 2ª Edição:”

Comentários
3
  1. Andre disse:

    A vitória de Sanders seria um contra-ponto ao governo de Trump, como foi a vitória de Carter ao governo de Nixxon, por isto torço por ele. O presidente Jimmy Carter foi importante para frear as ditaduras militares que assolavam a América Latina, bem como a tortura e os assassinatos destas ditaduras.

    • Claudio Cordeiro disse:

      Kennedy, a possibilidades do Bloomberg, podem ser remotas, contra o Bernie, não quer dizer que a falhas do Bloomberg sejam por amnesia, tudo isto pode ser um embuste a favor do Trump, já que o sonho dos democratas com o Sanders, são remotíssima, por isto a escolha deste pode ser inútil.

  2. walter nobre disse:

    Kennedy, o Bloomberg pode ter cometido erros por falta de experiência, mas o fato de ter citado o Trump não foi acidente; são ligados de alguma forma, pode ser uma jogada com cartas marcadas; temos muito tempo para estas eleições, tudo pode acontecer, mas o democratas não tem boas cartas; o presidente só perderá esta disputa, se ocorrer uma hecatombe, nada corrobora, nestas disputa, que possa aumentar o animo dos americanos contra o Trump, tudo indica reeleição encaminhada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-12-03 10:14:56