aki

cadastre-se aqui
aki
Política
07-10-2019, 19h56

Antes de presidente, Moro deve lealdade a instituições e leis

Ministro se contradiz e age como advogado de Bolsonaro
2

Kennedy Alencar
FORTALEZA

É óbvio que um ministro de Estado deve lealdade ao presidente da República. Mas, antes disso, deve lealdade às instituições, às leis e à Constituição do Brasil.

O ministro da Justiça, Sergio Moro, contradisse seu discurso de início de governo e, no domingo, agiu como advogado de defesa de Bolsonaro numa rede social. Ele disse em janeiro que era coisa do passado ministros da Justiça que atuavam como advogados de defesa de presidentes da República.

Um ministro da Justiça não pode interferir ou se manifestar a respeito de investigações e inquéritos da Polícia Federal. É um erro, pois não se trata de atribuição funcional.

Com sua atitude, Moro sugeriu ter tido acesso a uma investigação sigilosa e foi ao Twitter isentar o presidente de eventual uso de caixa 2 na campanha eleitoral. Ora, já julgou Bolsonaro inocente e culpou o jornal “Folha de S.Paulo” por reportagem correta e de interesse público. O comportamento do ministro é inadequado e mostra intolerância em relação ao jornalismo que lhe desagrada. Tem viés autoritário.

O comentário de hoje no “Jornal da CBN 2ª Edição” foi gravado e tratou de artigo publicado ontem no blog com o título: “Moro já isentou Bolsonaro e culpou imprensa no caso dos laranjas do PSL”.

Ouça o comentário no áudio abaixo:

Comentários
2
  1. Edgard disse:

    Excelente sua visão isenta dos fatos, numa “sociedade” e imprensa cada vez mais polarizados, para cada vez também, pior. Parabéns.

  2. walter nobre disse:

    Kennedy, o ministro Moro esta ciente de suas atribuições, já tem que lidar com o caso Flavio, que não ficou bem a ninguém próximo do presidente, já que todos sabem a intenção do Flavio, em ganhar tempo a favor do Queiroz um moribundo. A escola do Moro este ano, o fez hábil politicamente, tanto isto é fato, não conseguiram enquadra lo; quanto as instituições, devem satisfação inversa ao Ministro da Justiça, eta praticando em sua pasta a lição de casa; esta difícil aprovação de leis a favor do País…quanto a folha caro, deve muita satisfação ao governo, por divulgar certas reportagens; quando divulgou reportagens da intercept, sem valor legal contra o Moro; ontem no roda viva, o gilmar afirmou; “poderão usar certas informações para isentar algum acusado, não para condenar”…

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-10-23 04:37:22