aki

cadastre-se aqui
aki
Política
28-08-2015, 9h22

Ao excluir Temer, Dilma alimenta conspiração no PMDB

Levy defende nova CPMF e rebate sugestão de Skaf para sair do governo
25

Postado por: Daniela Martins

Deixar o vice-presidente Michel Temer fora da discussão sobre a possível volta da CPMF é um erro e contribui para aumentar o afastamento entre ele e a presidente Dilma Rousseff. Temer anunciou que saiu do varejo político e que cuidaria da macropolítica. Essa proposta é macropolítica pura. A presidente vai acabar reforçando a ala do PMDB que deseja que o vice conspire contra ela.

Políticos da oposição e até aliados do governo criticaram duramente a ideia de um retorno do tributo. De manhã, Temer disse que não passava de “burburinho”. De tarde, foi avisado de que era para valer. O ministro da Saúde, Arthur Chioro, confirmaria ao final do dia a intenção do governo de propor ao Congresso a volta do antigo “imposto do cheque”.

Sem apoio de Temer, essa ideia tende a morrer. O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), chamou a proposta de tiro no pé. O senador Aécio Neves (MG), presidente do PSDB, afirmou que a oposição é contra e que duvida que a base de apoio do governo vote a favor.

O governo avalia que pode ter apoio de Estados e municípios, que estão com forte problema de caixa, para ajudar a pressionar deputados e senadores a aprovar a nova CPMF, mas não será batalha fácil. Há uma discussão no governo sobre a alíquota, se 0,38% ou um pouco menos _0,36%, por exemplo. O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, deixa claro que, sem o novo tributo, o governo não conseguirá fechar as contas públicas no ano que vem.

*
Duelo Levy-Skaf

O presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf, defendeu a saída de Joaquim Levy da Fazenda. Ele disse que, “se o ministro da Fazenda não tiver a competência para encontrar caminhos para resolver a questão econômica brasileira a não ser o caminho do aumento de impostos, é melhor ele arrumar a mala e ir fazer outra coisa”.

Levy respondeu que a política econômica não vai prejudicar o Brasil porque está atacando os problemas reais. Disse que já há retorno: a inflação está caindo pela primeira vez depois de muitos anos, destacando que em 2015 há uma alta de preços porque foi um ano de ajuste, mas que a expectativa para 2016 é de queda.

Afirmou que não era uma política fácil. Segundo o ministro, baixar o preço sem base faria todo mundo pagar muito mais caro depois. Sem o ajuste, ele diz, o país estaria mais vulnerável. Afirmou que a indústria está diminuindo por falta de investimento e por preços desalinhados. E alfinetou Skaf: “Se você só olha para a ponta do pé, você tropeça, você cai”.

*

Tom tucano

Na entrevista que deu ao SBT, o senador Aécio Neves adotou um tom mais duro em relação ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e foi mais moderado em relação ao impeachment da presidente Dilma na comparação com o que vinha falando sobre os dois temas.

Aécio acha que, se o STF (Supremo Tribunal Federal) aceitar a denúncia contra Cunha, ele perde a condição política de continuar a presidir a Câmara. É um gesto de distanciamento importante do PSDB.

Em relação ao impeachment, ele diz que a discussão é legítima por ser um instrumento legal previsto na Constituição. No entanto, indagado se via motivo jurídico para um impeachment hoje, ele respondeu que reconhecia que não estava “claro” e que seria preciso esperar desdobramentos de eventuais decisões do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e do TCU (Tribunal de Contas da União).

Por último, criticou o ajuste fiscal, dizendo que era “rudimentar” e que tem a sensação de que Joaquim Levy está “isolado” no governo.

Ouça o cometário no “Jornal da CBN”:

Comentários
25
  1. Pasquale disse:

    Cpmf de novo? quem quer implantar, o PT? mas, ele sempre não foi contra?
    ___
    Eu só queria entender,estava tudo bem até outubro de 2014.
    Será que a Dilma enganou o brasileiro?
    Eu não acredito,na verdade não existe crise nenhuma,isso é coisa da mídia,dos americanos, dos extraterrestres.

    • Antonio Evangelista disse:

      Vc so pode estar brincando, o Brasil esta passando pela maior crise e vem falar em americanos, extraterrestres, perdeu a oportunidade de ficar calado. Este governo que aí esta é o pior governos de todos que já passaram pelo Brasil, nossa crise não tem nada a ver com outros países ou habitantes de outras galaxia, foi pura incompetência mesmo, e quem acreditou agora esta pagando por acreditar num partido composto de ladrões.

    • walter disse:

      Caro Pasquale, somos todos Marcianos; a falta de respeito esta declarada; adiar uma explicação sobre as pedaladas, é prova…
      Sua manchete responde tudo Kennedy, sem Temer, a dilma encontrará outros abismos; a CPMF, não passa; se isto viesse acontecer, O PAÍS PARA; a retórica deste imposto, é um absurdo ridículo.
      Vem o “ministro” da saúde, pressionar, fazendo previsões catastróficas, se não for “aprovado”, o golpe…a grande verdade, que não quer calar…ACABARAM COM TUDO, NÃO TEMOS RECURSOS, PARA MAIS NADA…

    • pedro disse:

      O PSDB criou e o PT foi contra. Agora o PT quer criar e o PSDB é contra. Que é isso, gente? Só podem estar zoando com a cara da gente.

  2. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    Esse desgoverno está exigindo um enorme sacrifício da população sem oferecer sua obrigatória contrapartida. O povo já deu sua sofrida parcela de contribuição, agora exige cortes em todos os níveis do poder. Sem isso a história da França se repetirá no Brasil … Guilhotina para toda essa gente !!

    • olavo disse:

      O PSDB governo criou a cpmf, pt era contra quando era oposição. PT é governo quer a cpmf e psdb que é oposição agora é contra. É muito cinismo desses politicos

  3. Fabio Muniz Souza disse:

    Povo sem memória, quando FHC deixou o poder, a situação era infinitamente pior… câmbio desgovernado, economia desajustada e inflação superior a atual, nunca se viu neste país a situação de investigações como a que está aí, imparcial e cortando na própria carne. A economia sofre uma desaceleração cíclica, como no mundo todo, e temos que aprender a conviver com situações como esta. Se a maioria da população está insatisfeita com o governo, é simples, votem na oposição, mas, nas eleições, é assim que funciona uma Democracia.

    • César disse:

      Não precisava pedir Fabio. Votaremos na oposição já em 2016, nas eleições municipais. E não adianta orientar os candidatos petistas à desfiliar-se e a mudar de sigla, para enganarem novamente os eleitores. Estamos atentos!

      • Marco da Fé disse:

        É isso aí Cesar. Em 2016 – conseguiremos tirar esse bando do poder. E felizmente começará por São Paulo. Quero ver, podem mudar de ParTido mas sempre saberemos de onde vieram.

  4. Giovanny disse:

    Se essa história de CPMF for mesmo verdadeira, se avançar, desta vez o governo cai. Vamos lá Levy, derruba o governo, faz o que a oposição sempre pregou. Com certeza, você não esta ao lado do governo, tampouco do Brasil. Vai puxar o banco agora, pois a corda já esta em nosso pescoço, faz tempo.

  5. Getulio disse:

    O governo federal precisa de recursos não vejo o por que de não voltar com CPMF que já foi usada no passado, quando ao PMDB está mais do que na hora de cada seguir sua “direção politica” mas sem parar o Brasil coisa que esse partido tem muita responsabilidade pelo que acontece atualmente e tenta tirar proveito da situação pensando em 2018,

    • pedro disse:

      Precisa de recursos para o que? Voltar a financiar portos e aeroportos nos aliados esquerdistas? Pois para saúde, educação e segurança no Brasil, o povo brasileiro já sabe que o “novo” recurso não será aplicado.

  6. Augusto2015 disse:

    Diminua os ministérios, corte os 30.000 cargos comissionados e só ai já terá R$8,00 bilhões de economia. Este partidinho das taxas só sabe gastar mal e aumentar os impostos

  7. César disse:

    Quem vai apoiar uma medida tão impopular como a criação de mais um imposto? Deixem que o PT, PSOL, PCdoB, PDT, e os 7%, que ainda acham que este governo está bom, apoiar a criação da CPMF sozinhos. A cara de pau é tanta, que querem dar um nome que ligue o imposto a saúde, para ficar mais simpático. Quem não se manifestou até agora, terá a chance de se manifestar, no próximo protesto! Esta conta não é nossa!!!!

  8. Santos disse:

    Não sou economista, apenas micro empresário, mas vou dar a solução para nossos incompetentes governantes federais, estaduais e municipais. Mais impostos só aumentará a crise sem precedentes que o Brasil de verdade está passando (o Brasil político é irreal e delirante). Para as contas fecharem é facílimo: GASTEM SÓ O QUE PODEM, GASTEM SÓ NO NECESSÁRIO E CLARO, NÃO ROUBEM. Simples não? Mas se precisar posso desenhar para as “excelências” compreenderem melhor…

  9. Edson Sena disse:

    É melhor colocar uma DONA DE CASA no lugar do Levy, pois ela sabe que só pode gastar o que tem, senão a família passa fome.

    • rosemeire disse:

      A culpa não é do Levy. Acho que ele não tem autoridade para fazer com que o governo gaste menos. Dessa forma a alternativa é arrecadar mais, mas o povo cansou de pagar pelo desgoverno do PT.

  10. Adeus apoio disse:

    Skaf representa o empresariado. E quando se trata de política o empresariado tende a ser neutro. Os empresarios tem suas posições e até as declaram, mas não vão além disso. Fazem beicinho e ameaçam demitir. Nada mais. E quando tem os seus desejos contrariados demitem mesmo. É sua forma de participar da política nacional, forçar o povo para o embate enquanto permanecem nos bastidores, sonegando impostos.

    Muito pouca gente consegue entender isso, mas o imposto que uma empresa paga é igual a zero. Todos os impostos, contribuições e encargos sociais que incidem sobre a operação de uma empresa são adicinados na base de cálculo do preço de venda. Engana-se quem pensa que alguma empresa vai pagar CPMF. Ela estará nas etiquetas de preço dos produtos, nos juros do cartão, nos extratos bancários do cidadão. Este sim, é que vai pagar a CPMF.

    O efeito deste imposto na economia é portanto a elevação dos preços e a redução do consumo, o que deve reduzir ainda mais a arrecadação federal, dos estados e dos municípios.

    Tudo isto já foi tentado no passado e deu errado.

    Como fator de aceitação política temos que, medidas como essa, que afetam a população como um todo, neste nível, vão exterminar as chances de que o PT volte a ser eleito.

    Temer, para evitar a contaminação do PMDB, também deve se posicionar de forma mais positiva, afastando-se politicamente da presidência.

  11. Alberto disse:

    Agora será CIS. Aliás deveria ser facultativo o pagamento e,pelo comentários,até a hora da digitação deste,apenas 01(mu) é favorável.Tá com muito o cidadão,rsrsrsrs.
    Um grande circo mambembe governa a terra brasilis.

  12. César disse:

    Porque não copiam de uma vez o modelo da Venezuela? O modelo democrático e sem golpe, de Nicolás Maduro, com desapropriações e restrição de direitos civis, além de superpoderes para governar, sem precisar consultar o Congresso Nacional, lhes daria o direito de prisão dos oposicionistas golpistas e censura da imprensa conspiradora. Não era este o plano? CPMF, imposto dos combustíveis, taxação de fortunas, expulsão das empresas multinacionais estrangeiras. Seria o sonho vermelho de país almejado pela esquerda fanática radical.

  13. E lentamente vai se chegando ao consenso de que o governo atual é inviável, não apenas do ponto de vista político, mas também do econômico.

  14. Luis disse:

    Para resolver o problema no Brasil, é simples:
    Basta um pacto entre os políticos para diminuir a corrupção e o apadrinhamento, nuns 50%
    que o Brasil voltará à ser acreditado….

  15. antonio barbosa disse:

    CPMF – Contribuição Para Manter as Falcatruas. Parece “remake” de filme – “A volta dos mortos vivos”. Entretanto é uma piada séria, porque este dinheiro é fácil de ser descontado de todos os brasileiros que possuem conta bancária e é o pior de todos os impostos, porque incide diretamente no que te sobra após a roubalheira do IR. Este de fato é o PIOR GOVERNO DA HISTÓRIA DO BRASIL. Sai Dilma, vai cozinhar batatas e tomar chimarrão ao lado de Tarso Genro que destruiu o RIO Grande do Sul. Deixa o Brasil em paz e livre de sua interminável INCOMPETÊNCIA.

  16. Garcia disse:

    Fica muito bem claro através das declarações do próprio Aécio que PT e PSDB fazem parte da mesma facção criminosa e nenhum desses dois partidos estão preocupados com o Brasil e sim com os seus ambiciosos projetos de poder. Confirma perfeitamente a teoria das tesouras de Lenin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-05-30 10:58:57