aki

Kennedy Alencar

cadastre-se aqui
aki
Política
12-11-2015, 9h12

Apoio de líderes a Cunha mostra degradação da Câmara

Sob tiroteio e sem PSDB, peemedebista dá demonstração de força
17

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), deu uma demonstração de força ao receber ontem o apoio de diversos líderes partidários. Das 13 assinaturas do manifesto pró-Cunha, algumas não são de líderes. De qualquer forma, é um fato significativo ter acontecido justamente no dia em que a bancada do PSDB rompeu com o presidente da Casa.

Claro que há dissidências nesses partidos. Nem todos os integrantes de uma bancada apoiam Cunha. Mas é significativo obter o suporte explícito de tantos líderes partidários no meio do tiroteio em que o peemedebista se encontra. Esse episódio é um exemplo da degradação da política a que chegou a Câmara, porque esses líderes dão a cara a tapa para defender o indefensável.

Hoje, uma reportagem da “Folha de S.Paulo” mostra que mais um argumento de Cunha foi derrubado. Segundo o jornal, autoridades suíças dizem que ocorreu movimentação do dinheiro depositado pelo delator João Augusto Henriques numa conta na Suíça. Cunha havia dito que o dinheiro ficara parado à espera de seu dono.

Esse suporte multipartidário a Cunha revela o tamanho do espírito de corpo na Câmara e o peso da liderança do presidente da Casa. Nos bastidores, estima-se que cerca de 200 deputados estejam fechados com Cunha. Há, sim, um grupo enorme de deputados que não dá bola para acusações de corrupção.

Obviamente, isso pode mudar na hora de uma eventual votação aberta a respeito de cassação de mandato. No momento em que cada deputado tiver que botar a cara para defender Cunha, será mais complicado devido à cobrança da opinião pública.

Mas é inevitável enxergar que o presidente da Câmara tem armas poderosas para se defender no Conselho de Ética e no plenário da Casa. Por último, esse apoio a Cunha ajuda a explicar por que têm prosperado projetos de retrocesso social na Câmara. O nível de qualidade parlamentar anda mesmo baixo por lá.

*

Dificulta, mas não sepulta

A ruptura do PSDB com o presidente da Câmara aproxima um pouco mais Eduardo Cunha do governo, mas não é garantia de sepultamento do impeachment da presidente Dilma Rousseff. Essa ameaça é importante para Cunha continuar a ter chance de sobreviver politicamente, que seria manter o seu mandato de deputado federal e o comando da Câmara.

Mas o peemedebista não confia no governo. As provas contra o deputado são consistentes. Logo, será difícil para o PT dar proteção política ao presidente da Câmara.

Num cenário de dificuldade, aliados dizem que o peemedebista poderia detonar o impeachment. Esses aliados avaliam que, se fizer isso, a oposição voltaria a fechar os olhos em relação a ele, como fez durante nove meses.

*

Governo se mexe na Câmara

Após três semanas de adiamento, o governo finalmente conseguiu votar o chamado projeto de repatriação de recursos, que regulariza dinheiro no exterior não declarado à Receita mediante multa e pagamento de tributos.

Demorou, foi por um placar apertado, mas o projeto passou. O governo começou a andar na Câmara.

Para melhorar a proposta, foi derrubada uma emenda que permitia a detentores de cargos públicos e seus parentes regularizar os recursos no exterior mediante multa e pagamento de tributos. Era uma emenda vista como feita sob encomenda para ajudar o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, a enfrentar a crise das contas na Suíça.

Em meio a tantas notícias ruins na economia, é um fato positivo que tenha sido aprovado um projeto importante para ajudar a fechar as contas públicas. Agora, será preciso ver se vai se confirmar a expectativa de arrecadação de cerca de R$ 11 bilhões no ano que vem.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
17
  1. Julianna disse:

    Você pode não se lembrar do nome de nenhum político, mas muitos deles você se lembra de quem são filhos. ( Georges Najjar Jr – livro desaforismoa )

  2. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    Esse congresso é a banalização da obscenidade, juntamente com o executivo (presidência e ministérios) acaba de consagrar o mais infame, degradante e desprezível período de governo de toda nossa história.

    • walter disse:

      Cara Maria Aparecida Ramos Tinhorão; tens total razão, a degradação é explicita; ninguém liga mais para os eleitores…
      O Cunha só esta mostrando que este congresso é vendido por que todos ou a maioria devem, muitos responde processos. imagine se ele se safa desta, vira herói dos “meliantes de plantão”.
      Tivemos uma amostra em suas aprovações, mostrou força no congresso; “nunca antes”…no senado tem o renan, e o janot tem os controles; aliás, não se fala mais nele; um País refém…
      Kennedy se o Meirelles assumir o lugar do levy, sabe Deus o que vai propor;banqueiros HJ, tem o CONTROLE privilegiado do País..

  3. Marcos disse:

    O Brasil estaria em melhores mãos se o parlamento fosse substituido pela Papuda…

  4. Marcelo Bernardes disse:

    Isso mostra o LIXO que são os políticos brasileiros, claro com raríssimas exceções.

  5. Francisco Miranda disse:

    Bom dia Kennedy.
    Realmente. Quando achamos que tudo está ruim, pode pirar. Imagina que 13 quadrilhas, desculpe-me, 13 partidos ainda estão apoiando Cunha. Que vergonha virou este nosso já sofrido país. Só canalhas. E o povo ?? Como fica?? Dilma, coitada. Nem se fala mais, pois já entregou o comando do Brasil para nosso o padrinho descarado, despudorado e sem caráter Lula.

  6. Soares disse:

    Alguns esclarecimentos, pois o post do Blogueiro não deixou claro:

    Apoio de líderes a Cunha mostra degradação da Câmara: é bom frisar que trata-se de apoio de líderes da bancada, essencialmente, governista. Faltou apenas, oficialmente, o PT assinar.

    Num cenário de dificuldade, aliados dizem que o peemedebista poderia detonar o impeachment. Esses aliados avaliam que, se fizer isso, a oposição voltaria a fechar os olhos em relação a ele, como fez durante nove meses. Comentário: e a base do governo? O PT (Lula) está negociando com Cunha, para evitar o impeachment, e não há qualquer menção a respeito. Será que o blogueiro fechou os olhos para isso? Interessante: o PT (políticos) querem o “Fica Cunha!”. E os militantes (pagos) gritam o “Fora Cunha!”. Que ParTido ético, hein?

    Para melhorar a proposta, foi derrubada uma emenda que permitia a detentores de cargos públicos e seus parentes regularizar os recursos no exterior mediante multa e pagamento de tributos. Era uma emenda vista como feita sob encomenda para ajudar o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, a enfrentar a crise das contas na Suíça. Complemento: Eduardo Cunha e todos os demais políticos que saquearam o país! Ou alguém em sã consciência acha que Eduardo Cunha é o único a possuir dinheiro ilícito fora do país? Não nos esqueçamos que quem saqueou o país nos últimos 13 anos foi o PT. Cunha e Cia. de partidos da base são meros agentes pagos para que o modus operandi (projeto de poder) fosse adiante. Então…

  7. Marco Túlio Castro disse:

    Brasil, se cobrir vira circo se cercar vira hospício se deixar como está é os dois ao mesmo tempo.

    Mas eu queria dizer que nunca antes na historia deste país uma guilhotina foi tão necessária. Começamos pelo Planalto, levamos ela para o Congresso e de lá para o Insituto Lula. Ou seja, deixamos a melhor parte para o final.

  8. Alberto disse:

    Repatriação de recursos? Sindicato de ladrões.

  9. Antenor disse:

    É, realmente, estranho!
    Sem querer defender quem quer que seja, digo:
    E é só o Legislativo? E o Executivo, há quanto tempo vem fazendo negociatas? Entrega ministérios, esconde malfeitos, “acaricia” Renan e outras mais; e o Kennedy vem falar em “Degradação da Câmara”? O noticiário divulga que o “intrometido” Lula vem fazendo conchavos com Cunha, no sentido de blindá-lo, para evitar o impeachment da sua criatura. Afinal, o que é isto, senão maracutaia e escancarada “degradação” do governo do PT? É o velho ditado popular em plena evidência: “QUEM DEVE, TEME”.

  10. Daniel de Paula disse:

    Sinto-me na obrigação de dizer que, há alguns anos atrás, quando o país estava assim…meio sem rumo e sem destino…que todo o sistema foi detonado por quem, até agora, está calado. Tudo tem limite!

  11. Ricardo disse:

    Essa bancada evangélica é a pior coisa do congresso. Todos corruptos e retrógrados.

  12. Adriano de Souza disse:

    Isso não só vai continuar, mas vai piorar, enquanto as pessoas não ligarem pra quem votam para deputado. A maioria não faz nenhuma pesquisa, e nem acompanha o que seu deputado faz depois de eleito.

  13. Pasquale disse:

    O MST bloqueia as estradas é normal,os caminhoneiros é golpe.Só o povo sendo muito idiota.

  14. César disse:

    Por trás do acordo de lideres da base governista, escondido nas sombras, está o Partido que comandou o assalto aos cofres públicos, distribuindo cargos nas empresas estatais em troca do apoio que formou a base aliada do governo. 3% do valor de cada obra contratada, distribuída em pixulecos para os companheiros.

  15. César disse:

    Cadê o PT? Não vai se posicionar? Está com o Cunha ou está contra ele?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-11-24 02:57:02