aki

cadastre-se aqui
aki
Política
26-11-2019, 20h33

Até estudo da Lava Jato vê interferência política de Moro no grampo Lula-Dilma

Então juiz federal agiu ilegal e parcialmente em 2016
6

Kennedy Alencar
BRASÍLIA

Reportagem da “Folha de S.Paulo” e do “The Intercept Brasil” revelou no domingo que o então juiz Sergio Moro quebrou o padrão da própria Lava Jato ao divulgar em março de 2016 uma escuta telefônica de conversa entre a então presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula.

Com aquela atitude, Moro fez uma intervenção indevida no processo político. Agiu ilegalmente, segundo opiniões dadas por Rodrigo Janot e Ricardo Lewandowski ao documentário “Brasil em Transe”, produzido para a BBC World News. O ex-procurador-geral da República e o ministro do STF não demonstraram dúvida de que Moro quebrou a lei.

Um levantamento da própria equipe da Lava Jato, pedido à época com a intenção de ajudar a validar a decisão de Moro, chegou à conclusão de que ele descumprira um padrão da própria Operação Lava Jato.

Curiosamente, há paralelo entre o que Moro fez em março de 2016, bombardeando a ida de Lula para a Casa Civil e ajudando a viabilizar o impeachment de Dilma, com a defesa que o ministro da Justiça faz hoje da federalização do caso Marielle.

Antes, Moro agiu parcialmente como juiz. Agora, o ministro da Justiça atua como advogado de defesa do presidente Jair Bolsonaro e de sua família. Ele quer federalizar o caso Marielle para tirar o filho Carlos Bolsonaro do foco de investigação da Polícia Civil do Rio. Isso é uma interferência indevida.

Moro é hoje a figura mais perigosa para a democracia brasileira. Se como juiz foi capaz de agir como agiu, imagine como político que tem o poder do Ministério da Justiça à sua disposição.

Ouça o comentário a partir dos 7 minutos e 32 segundos no áudio abaixo:

Comentários
6
  1. Braga-BH disse:

    Moro esperava, com sua ida ao Ministério da Justiça, transformar aquele ministério numa ultra Lava Jato com seus poderes acentuados, com a PF e o COAF em suas mãos e mais a ajuda daqueles do MPF que iriam bajular o nosso (deles) Savonarola. Só que deu errado! O tiro saiu pela culatra! Alguém lá de dentro do MPF que não fazia parte da panelinha abriu o bico. As investigações a partir de dados do COAF vieram a tona e o nome dos Bolsonaros caiu para a mídia como uma bomba. Se quisesse investigar de verdade era só seguir o preceito utilizado pelo FMI: “Follow the money”! Siga o dinheiro! É a coisa mais simples do mundo. Alguém pagou, alguém recebeu, alguém depositou ou gastou de alguma forma! O que está sendo proposto com a federalização da apuração do caso Marielle é tão somente ter toda a narrativa das investigações nas mãos. Aí seria muito fácil manipular o que deveria ou não ser vazado para a Globo! Só mais uma pergunta: se o porteiro mentiu ao mencionar o ‘Seu Jair’, mentiu porquê?

  2. NSK disse:

    O então “juiz” federal agiu ilegal e parcialmente em 2016…

    Será que alguém ainda tem dúvidas que todo esse processo foi uma farsa para atingir fins políticos e conseguir enriquecimento pessoal para os paladinos?

    • walter nobre disse:

      Kennedy, qualquer argumentação contra o Dr Moro caem por terra, pela perseguição e intenção, tentando eliminar pena do lula; não se pode argumentar com a vaza jato, uma armação encomendada, cometida com todo os requintes improcedentes, cometidos por intuito em ganhar dinheiro; qualquer alegação recorrente, depois da devassa feita na vida do Moro, com a retórica positiva do agente, nada será tolerado; existem rumores divulgados pela imprensa, que vão julgar outra solicitação dos advogados do lula no TR2, para suspeição do agente, não tem o menor sentido; qualquer que fosse o condenado, não podem submeter juízes a questionamentos eternos; esta é uma das inúmeras tentativas em comprometer a justiça brasileira, com alegações infundadas, sem base legal alguma.

      • Diule disse:

        A Vaza Jato só constatou o óbvio, ela somente deu provas cabais do que aconteceu. O que me assusta hoje é que uma parcela da população ainda defende o que fizeram cegamente, sem considerar os efeitos nocivos que a Lava Jato provocou com sua parcialidade.
        A Lava Jato inclusive tá fazendo escola, veja o que aconteceu com membros das ONGs que foram presos no Para, nada mais é do que a metodologia da Lava Jato misturada com opiniões do Bolsonaro.

  3. Lucas disse:

    O pior disso tudo é que eles sabem que estão errados e vai ficar por isso mesmo. Não vai dar em nada, infelizmente.

Deixe uma resposta para Braga-BH Cancel reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-12-12 09:39:13