aki

cadastre-se aqui
aki
Política
13-03-2015, 21h33

Ato pacífico dá alívio a governo

15

Postado por: ISABELA HORTA

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, rebateu com dureza as declarações do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e dos deputados que o aplaudiram ontem na CPI da Petrobrás. Ele avaliou que precisava reagir contra o corporativismo da Casa e para enfraquecer pedidos de arquivamento de inquéritos no Supremo Tribunal Federal.

Janot e os procuradores que trabalham com ele preferiram pedir a abertura de inquéritos para, segundo disse um deles, encher o tanque do carro de gasolina para a hora do julgamento. Ou seja, não querem depender apenas das delações premiadas de Alberto Yousseff e de Paulo Roberto Costa. Pretendem reunir provas fartas para que nenhum figurão da República escape de uma possível condenação.

*

As manifestações realizadas nesta sexta transcorreram num clima de paz. Não aconteceram os confrontos temidos pelo Palácio do Planalto.

Evitar violência era uma prioridade dos organizadores do evento que defendia a Petrobras e a presidente Dilma Rousseff. Em São Paulo, a Polícia Militar conseguiu impedir o encontro entre partidários e críticos do governo.

A oposição avalia que, no domingo, haverá mais manifestantes nas ruas. O governo também faz esse cálculo, mas considerou que os eventos desta sexta, em defesa da presidente, mostraram que o PT tem força para mobilizar a CUT e o MST para combater a tese de impeachment de Dilma, que consideram golpista.

Confira o comentário:

Comentários
15
  1. Elizabete Gomes disse:

    Dilma foi eleita democraticamente. Foi eleita pela maioria do povo. Quem não está satisfeito, que tente eleger o seu candidato daqui a quatro anos, como manda a lei. Querer tirar a presidente no tapetão é golpe sim! Essa manifestação do dia 15 não é contra corrupção, crise coisa nenhuma, é uma manifestação movida pelo ódio, pelo ódio ao PT, pelo ódio aos programas sociais do governo. Caso fosse uma manifestação contra a corrupção pediriam a punição de todos os políticos envolvidos, independente do partido, mas o que vemos são pessoas indignadas com as denuncias que atingem o PT mas coniventes com a corrupção que rola nos outros partidos, principalmente no PSDB. Mensalão Tucano, Cartel do Metro, Lista de Furnas, Aecioporto, não vejo ninguém indignado pedindo punição. Por isso essa manifestação dos coxinhas que não aceitam a derrota não me convence!! Quando vejo Aécio Neves postando vídeo na internet, convocando a família brasileira a ir as ruas tenho vontade de vomitar, tamanha a hipocrisia. Não tem moral nenhuma. É um covarde que conclama o golpe mas ele mesmo tem medo de ir, porque sabe que sua batata está assando…Lista de Furnas vem aí…

  2. CBarros disse:

    “Não aconteceram os confrontos temidos pelo Palácio do Planalto”. Meia verdade. o Correto é: Temido pelo Palácio do Planalto, pelos brasileiros de bem e que querem a paz e desejado ardentemente pela mídia golpista que quer ver o circo pegar fogo.

  3. Djalma Camacam Bomfim disse:

    Caro Kennedy,
    Excelente e, evidentemente, providencial a posição do PGR. Rodrigo Janot, mais uma vez, se declara AUTÔNOMO E AUTÊNTICO para desmistificar e contrapor a discursos corporativos enunciados por qualquer um dos membros dos Três Poderes. O próprio cargo (nomenclatura) de Procurador Geral da República deveria soar, com isenção e independência, aos ouvidos daqueles que, sendo indiciados e, ainda não culpabilizados, que querem afrontar e enfrentar a verdade dos fatos ou a presunção da opinião pública.
    Enquanto não for apurada as denúncias delatadas, eu, opinião pública,estou apoiando Janot para encher o tanque de gasolina, presumindo que não se consegue uma eleição ou uma reeleição no Brasil se, não se buscar um financiamento robusto dos setores interessados. Uns, buscaram recursos pelo canal “petrolão” outros, noutras fontes privadas de forma suja e envergonhada, não faz diferença – porque o mandato eletivo, numa democracia representativa, é do povo e, a este, o legislativo, o executivo e o judiciário deve estar representando sob todos os aspectos.

  4. Pedro Lago disse:

    De fato os protestos ocorreram como tem que ser, de forma pacífica. Agora vamos ver se nos de domingo, não serão infiltrados os black block, que tão bem cumpriram sua funçaõ em 2013,retirando a classe média das ruas.

  5. Bastos disse:

    O que esperar de pessoas que adjetivam pessoas com opiniões opostas desta maneira?

    “A burguesia não se atreva a falar em golpe, estamos aqui para defender a democracia. Eles querem disputar conosco nas ruas. Nós aceitamos o desafio, porque o povo não está no Parlamento e nas classes dominantes, o povo está nas ruas. Preparem os tênis e sapatos, porque nós estamos só começando. Eles virão no dia 15, e nós voltamos no dia 20 de abril” J.P. Stedile

    “Dilma ganhou a eleição democraticamente, tem que levantar a cabeça e cuidar do país. Eu quero paz e democracia, mas se eles querem guerra, eu sei lutar também”

    Depois tentam posar de bons moços e falam em democracia… Bom, talvez no modelo bolivariano!

  6. Mussolini disse:

    Note-se que, quem pode estar na rua numa sexta feira às 15 horas não pode ser trabalhador. O trabalhador neste horário estava em seu emprego, dando duro para receber salário congelado com o qual tem de pagar impostos altos. Impostos que são convertidos em assistencialismo para prover estes vagabundos que tem disponibilidade de tempo para aparecer em manifestações marcadas para dia útil.

  7. Marcos Ortolani disse:

    Notícia ingênua,pois os que irão as ruas no domingo não entrariam em confronto com essa escória da sociedade representada pela CUT e MST e é óbvio que estava tudo acertado com a bandidagem(black blocs e outros),para que não ocorresse confronto.Agora no protesto de domingo é provável que o PT e suas hordas de malfeitores atuem,pois é o que eles sabem fazer,já que são trabalhadores que não trabalham e estudantes que não estudam,como dizia Roberto Campos.Pobre Brasil, onde o mérito,trabalho,competência são relegados a um segundo plano.

  8. ruoger disse:

    Outro dia vi uma reportagem onde trabalhadores da Petrobrás protestavam em várias cidades porque tinham perdido seus empregos.Mas…como sempre,vestiam o vermelho ,a mesma corzinha do pt (e do diabo),como se dissessem :Estamos com o pt.Parece que estas pessoas nao entendem que é este partido o causador dessa situaç~~ao que hoje eles reclamam. A mesma situaç~~ao dessa manifestaç~~ao pro dilma.Saem de vermelho nas ruas mas reclamam que est~~ao mexendo nos seus direitos.Quem está mexendo é o atual governo federal viu gente!!!!!Resumo continuem apoiando o pt e façam manifestaç~~oes contra Pedro Alvares Cabral ou FHC.Daí se ve o nível da cumpanheirada….

  9. João Gomes de Azevedo disse:

    Bom dia!
    Os protestos de ontem deixa claro que é precipitado falar em tirar a Presidenta do poder, pois apesar de alguns erros ela ainda é a melhor opção. Nosso Pais não esta ruim como a mídia divulga.

  10. KIKO disse:

    Não deveriam tirar o PT do poder,deveriam deixar eles consertando os erros que cometeram, se cassarem a Dilma, quem assumir não vai conseguir fazer muita coisa até a próxima eleição, ai se candidata de novo o LULA, dizendo que é melhor que todos e temos que aguentar eles mais 12 anos.

  11. Vitor disse:

    CUT e MST só representam eles mesmos.
    Os trabalhadores de verdade,como ja lí em outro comentário,vão as ruas no domingo,que é quando geralmente não se esta trabalhando.
    o Gigante acordou!

  12. Nomo disse:

    Impiti !? É meus ovos !
    Papo furado de perdedores.

  13. Stanislaw: "IMPEACHMENT E NÃO IMPEACHMENT". disse:

    Na democracia o confronto de “idéias” deve sempre existir, com respeito mútuo.
    Quem defendeu o governo ontem, dia 13, o fez ordeiramente e não foi (pelo menos é o que consta) incomodado pelos que são contra o governo e a favor do impeachment.
    É direito legal querer o impeachment.
    Quem pensa assim age também de forma democrática, dentro da lei, pois considera até que é uma forma de se evitar o pior.
    Afinal, do jeito que as coisas estão indo torna-se previsível até uma intervenção militar.
    Há um claro desacerto entre Executivo, Legislativo e Judiciário – críticas graves entre si que só demonstram a instabilidade desse governo.
    O povo está se dividindo a cada dia, entre impeachment e não impeachment.
    Já houve clara manifestação de Lula, conclamando o MST como exército, o que foi veementemente contestado pelo Clube Militar, que lembrou que só existe um Exército no Brasil – citando alto e bom som que esse exército é o “Exército de Caxias”, como o defensor do país quanto às coisas externas e a ordem interna.
    Para um lado há ingredientes mais que consistentes para que se reconheça o impeachment como a melhor solução para a solução da crise, dentro da lei, com ordem e com menos traumas por boa parte da população; para o outro lado não há motivo para o impeachment.
    O caminho para que prevaleça o “impeachment” ou o “não impeachment” ainda é longo, porém uma coisa é clara, e deve ser levada a sério por ambos os lados: esse caminho dever ser percorrido com respeito mútuo, ordem, manifestações públicas pacíficas, tudo com o intuito de não provocar aquilo que ambos os lados não desejam: uma intervenção militar para se colocar ordem no país!
    Que o povo use sua ferramenta, a manifestação pública, pacificamente!
    Que o Congresso cumpra sua função constitucional, discutindo o problema, respeitando os dois lados, dentro da lei!
    Que o Judiciário esteja atento e apartidário, cumprindo seu papel legal, não desprezando o “alto saber jurídico” que lhes faculta discernir que há momentos em que o legal e o justo se digladiam fortemente – e é nesse momento em que mais se justifica a necessidade da “sagrada” função do juiz.

  14. Fabio disse:

    trabalhador faz manifestação aos Domingos, ao contrário desses vagabundos da CUT, MST, PT que fazem manifesto em dia útil, dia de trabalho, vocês são o resto da população, morram de fome seus lixos. Nós ” coxinhas ” somos contra a corrupção, porque pagamos muito caro por isso, agora vocês vivem dela, Analfabetos cabeça de camarão.

  15. Bello Tavares disse:

    Caro Keneddy, eu só gostaria de saber quem pagou as despesas dessas manifestações prol DILMA, que segundo a mídia ficou entre R$ 35,00/50,00 por pessoa. Mais o lanche, os kits, et e tal. E Sinceramente com todo esse patrocínio foi muito fraca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-28 16:17:02