aki

cadastre-se aqui
aki
Geral
03-10-2019, 19h05

Bolsonaro deve ter cuidado para não criar crise com papa

Preocupação do Vaticano com Amazônia é legítima
6

Kennedy Alencar
BRASÍLIA

O governo Bolsonaro deve tomar cuidado para não transformar o Sínodo dos Bispos para a região Pan-Amazônica em uma nova crise internacional. O encontro é organizado pelo Papa Francisco e o Vaticano.

O papa disse hoje que os incêndios na Amazônia são um “problema mundial”. Ele está certo. É legítima a preocupação internacional em relação aos desmatamentos e às queimadas na floresta tropical.

O sínodo começará no domingo e durará até o dia 27 deste mês. O evento deveria ser visto pelo Brasil como uma oportunidade para reunir apoio internacional para a preservação da Amazônia, obtendo mais recursos e suporte técnico.

Mas a linha do presidente Jair Bolsonaro e do ministro Ricardo Salles (Meio Ambiente) tem sido de hostilidade à preocupação externa, o que é um erro. O presidente pode repetir com o papa o mesmo equívoco que cometeu ao transformar as queimadas numa crise internacional que acabou discutida na última reunião do G7, grupo das sete maiores economias do planeta.

Bolsonaro comprou uma briga desnecessária e grosseira com o presidente da França, Emmanuel Macron. O Brasil saiu perdendo e manchou sua imagem internacional.

Tentar agir da mesma forma em relação ao papa Francisco pode ser um erro ainda maior. Manter a atual política externa e a política ambiental continuará a dar força ao crescente processo de isolamento internacional do Brasil no mundo, o que tem efeitos negativos para a nossa economia e a nossa floresta tropical.

Ouça este comentário a partir dos 7 minutos e 17 segundos no áudio abaixo:

Comentários
6
  1. walter nobre disse:

    Kennedy, sendo bem conservador nesta hora, posso afirmar que o Papa, é excessivo, tem uma tendencia a exagerar contra nosso País…não lembra da Argentina, aquele Paraíso; se meter com a Amazônia não é momento, considerando os últimos acontecimentos, já é assunto requintado, já exploraram demais; depois o governo brasileiro dentro do possível esta fazendo o que pode neste instante, com relação a queimadas; toda ajuda é bem vinda, o papa poderia destinar recursos do vaticano para ajudar os 20 milhões que residem não região, falar dos problemas não ajuda.

  2. Ele não tem cuidado com ninguém não, imagina com o papa

  3. walter nobre disse:

    Kennedy, não há crise alguma com o Papa, apenas não vai dizer ao Brasil depois de tantos desgastes sobre a Amazônia, o que devemos fazer…precisa cuidar de seu País, uma zona a muito tempo, agora então, nas mãos dos credores, pegou um empréstimo, não ira honrar, isto o pontífice não liga. Precisa se preocupar com a fome no Mundo, só na regi~]ao da Amazônia são mais de 20 milhões de habitantes, o vaticano deveria evitar em nomear bispos, e se prontificar em ajudar o povo sofrido de verdade; iniar uma campanha mundial de combate a fome; seria um gesto magnânimo.

  4. Miguel disse:

    Walter, não precisamos ter assunto para tudo. Se o Papa/Vaticano deveriam ajudar financeiramente a Amazônia. Sendo ele um país autônomo. O que dizer dos líderes religiosos brasileiros, milionários? Você deve ter lido que de acordo com levantamento das declarações de IRRF/2018, os valores doados por brasileiros a terceiros, as igrejas principalmente, superam os gastos das famílias com saúde e educação. Se você quer ir tão longe exigir dinheiro santo para Amazônia, direcione seu pedido aos líderes religiosos brasileiros – milionários, e a Bancada Evangélica, que pouco fez para tirar as meninas e meninos pobres da área da miséria nos Estados do Nordeste, Norte, Centro-Oeste. O Vaticano fazendo uma campanha Mundial para a fome? Porque não direciona seu pedido as Igrejas brasileiras, aos líderes religiosos do Brasil, que antes de ficarem ricos com o suor do fiel, não façam elas este papel. Cada uma! A Amazônia pode ser vista como Bolsonaro vê. E o Papa fala o que quiser. Direito deles.

    • walter nobre disse:

      Miguel e Kennedy, apenas afirmei que os Países de fora, precisam comparecer com muitos recursos constantes, caso queiram participar de uma gestão fidedigna na Amazônia, trata se da maior extensão no mundo, enquanto floresta, cercada por vinte milhões de pessoas carentes; afirmei sobre os Bilhões depositados no vaticano não errei, poderia ajudar muitos Povos, caso queiram, aceitamos créditos, observadores críticos como o Papa,deve fazer a lição de casa, são exemplos ao mundo; vale salientar, a penúria em que se encontra a Argentina, não encontramos o Papa tão empenhado em observar soluções ao seu País..Somos carentes em recursos, quanto a critica é matéria velha e antiga, vinda de outros tantos governo, precisamos da boa vontade como sempre…

  5. J K disse:

    Preocupa que o PR acredite poder satisfazer mais e melhor a bancada evangélica confrontando a linha Católica romana, seja lá quem for a vítima do momento. Já há uma rachadura na sociedade, nos não precisamos de mais essa picuinha.

Deixe uma resposta para walter nobre Cancel reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-10-23 05:47:27