aki

cadastre-se aqui
aki
Política
16-01-2020, 12h52

Bolsonaro é o nome da tragédia brasileira

Trocar status especial na OMC por vaga na OCDE é mau negócio
12

Kennedy Alencar
BRASÍLIA

Só o complexo de vira-latas pode levar o Brasil a comemorar um mau negócio: abrir mão do status especial na OMC (Organização Mundial do Comércio) em troca do apoio americano à entrada do país na OCDE (Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico).

Segundo Nelson Rodrigues, o complexo de vira-latas é o brasileiro se colocar em posição de inferioridade perante o estrangeiro de uma forma voluntária e submissa.

No atual estágio de desenvolvimento econômico do Brasil, faria muito mais sentido permanecer na OMC com o status especial, porque isso seria importante para defender nossos exportadores, sobretudo o agronegócio. Mas o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Relações Exteriores, Ernesto Araújo, atenderam ao lobby americano para o Brasil perder força na OMC em troca de suporte para ingressar na OCDE _algo que, na prática, trará poucas vantagens ao país.

Os interesses nacionais saíram perdendo com o terraplanismo diplomático de Ernesto Araújo. O ministro disse que o episódio OCDE seria prova “uma vez mais de que estamos construindo uma parceria sólida com os EUA”.

Mentira. Não há parceria sólida com os EUA, mas submissão ao presidente Donald Trump.

Aliás, seria mais importante o Brasil se preocupar com o acordo comercial que está sendo fechado entre Washington e Pequim. A China se comprometeu a importar dos americanos mais US$ 200 bilhões em dois anos. Que país deverá perder mercado? O Brasil, porque os EUA competem conosco em produtos que interessam à China.

A ignorância geopolítica de Bolsonaro foi mais longe com a notícia de que o Brasil deixará a Celac (Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos). Brasília abre mão de projeção geopolítica na América Latina, atendendo, de novo, a interesses de Trump.

Bolsonaro é o nome da tragédia brasileira.

*

Farsas ser repetem como História

Um freio ao autoritarismo de Sergio Moro, a figura mais perigosa para a democracia brasileira, e o arrependimento de ocasião da pré-candidata do PSL à Prefeitura de São Paulo, Joice Hasselmann, também foram temas do “Jornal da CBN – 2ª Edição” desta quarta. Ouçam:

Comentários
12
  1. Até cego viu que este acordo sino-americano vai prejudicar com o Brasil.

  2. BRAGA-BH disse:

    Joice Hasselmann, Frota e Witsel são verdadeiras bombas ambulantes. Se abrirem a boca de tudo que sabem e viram realmente, este governo vira purpurina!

  3. Nestor disse:

    Eu não tenho subsídios suficientes profundos para aprovar ou não a entrada do Brasil na OCDE, porém, sei que, se alguém quiser ser campeão de xadrez deverá jogar com adversários mais fortes e mais preparados para assim assimilar os jogadas deles. Treinar xadrez com alguém que não sabe jogar pode satisfazer o ego mas nunca irá aprimorar o jogador para se tornar um campeão. Assim sendo, o Brasil na OCDE poderá assimilar as jogadas dos fortes para tornar-se um deles e não ficar eternamente no time dos fracos.

    • NSK disse:

      Nestor: Pensamento equivocado. Na geopolítica, um pequeno entre os maiorais NUNCA vai conseguir crescer. É o velho dilema do Júlio César: Ser o líder entre os iguais, ou ser só mais um capacho entre os grandes? César preferia ser líder. O “governo” Bozonaro prefere sempre ser capacho.

  4. marcio disse:

    Nossa ! Até então Bolsonaro não entendia NADA de economia, tudo de estratégco sobre materia economica era direcionado ao Paulo guedes.

    Se querem comentar estratégia para ações econômicas, por que não afrontam o Paulo Guedes ?

  5. Um país que vai pra frente ao andar do Caipora disse:

    Não era de se esperar boa coisa de uma mente pequena que vive viajando entre o mundo real e as décadas de desrespeito ao povo brasileiro e estacionamento econômico. Bolsonaro faz mal para economia. Moro fez para a política. E nosso momento político criado pela Lava Jato. Nos impõe só atraso. No campo miliar, o governo do mico, aceitou transformar Alcântara em um Cavalo de Troia. O qual, quando saírem armados até os dentes, colocarão o Brasil de quatro. Pois, não temos nada nas FFAAs que tirem os americanos daquele pedaço de chão brasileiro. Esse governo é ignorante quanto a geografia e história do mundo. Não sabe quanto pesa ter um invasor dentro de seu território. E hoje os EUA é invasor do Brasil. Já que 50% aproximados, que seja, não votaram nessa cabeça oca. Se em vez de falar só mal de Cuba. Estudasse essa turma de desinformado, veria que quando eles entram não saem. Mas feio para o presidente? Não! Feio para as FFAAs. Que cedeu a defesa do território, e um papel para o seu povo

  6. Um país que vai pra frente ao andar do Caipora disse:

    que lhe tinha respeito. Por cargos públicos e defesa agora aos berros dos crimes que cometeram no passado. A Ditadura existiu e matou e sufocou a população. Naquela época o alinhamento foi para confrontar a possibilidade de sermos comunistas, o que nunca ocorreu, nem em pensamento, quanto mais em ações aqui no Brasil. Hoje, após a invasão, e conquista de Alcântara, por ações criminosas do Congresso Nacional e esse ser inferior espiritualmente. Que ridiculariza a fé em Cristo, até mesmo para essa turma de oportunistas da crença em um Jesus que agrada a cada um pastor de igreja na contramão do que ele defendeu em vida. Desconto na energia de Igreja? Se desconta para elas. Quem paga? O povo. Não seria uma tributação a favor de uma crença? O Brasil anda de ré. E Moro é mais um Caipora. Tão folclórico como dizer que o Brasil melhorou. Com a Lava Jato e Jair Bolsonaro. Os atos desse governo são dignos de execução de todos a frente que aprovam. Se existem FFAAs haveria de terem eles juízo.

  7. Um país que vai pra frente ao andar do Caipora disse:

    Primeiro os EUA, com as ações da organização Lava Jato, dividiu um país que não tem diferenças. A primeira defendida foi dizer que existem lados comunistas e capitalistas. Uma mentira, o PT foi mais capitalistas que todos os outros governos que se dizem de direita ou centro direita. Depois, colocaram uma divisão religiosa, que não existe também. Só se for para ignorantes. O Cristo dos Católicos é o mesmo dos que se dizem Evangélicos (e isso não existe). Afinal, as defesas quanto a dizer que o pensamento religioso é diferente não se sustenta após Martim Lutero. Afinal, adorar imagens hoje está mais para quem é Crente e vê seus pastores em outdoors para vender suas curas, músicas, livros pela sua imagem. Que em hebraico quer dizer a sombra de Deus. E quantos vivem a sobram de Deus. Hoje até o eu Jair, Moro, Deltan – os mentirosos da fé. Depois, deram Alcântara por nada. Os americanos não vão fazer nada. Só invadira. FFAAs estão fazendo papel de soldadinhos de chumbo. Depois, …

  8. Um país que vai pra frente ao andar do Caipora disse:

    concedem desejos, sonhos ao nosso governo insano em estratégia militar e econômica. O Brasil em menos de um ano, perdeu a soberania territorial, não dita sua economia (o que você empresário deveria abrir os olhos), entrou onde determinou os EUA. E virou garoto de recado. Bolsonaro pode viver mil anos. Que não vai aprender nada de política, nada de ser um militar. Os caminhos ditados já estão dizendo tudo. Só nosso governo não entende. Primeiro se divide, depois se conquista. E o conquistado não manda. É guiado. Por isso, que deram (esperança) a OCDE. Para enfraquecer a economia via OMC. Esse governo que infelizmente pode ir até 2022. Aprendeu a somar 1 + 1 = 2 igual a 1 + (-1) = 2. Pois, a ditadura militar fazia seu soldado pensar assim. Nosso alinhamento aos EUA é negativo. E para nossa economia, o que Trump quer é igual a nada para o Brasil. Trump é um símbolo de um EUA ridículo ao mundo. Uma pena que lá, como seria aqui para Bolsonaro, o impeachment não rola. Curitiba aí aí!

  9. augusto disse:

    prezado kennedy. Como voce e um cara pensante de verdade queria te propor – mesmo que so para discussao academica – uma tesezinha (é assim que escreve?).
    Que não é pertinente coisa do Brasil mas de fora, a luz do que ocorreu no Iraque/Ira no começo do ano: a morte planejada de Soleimani.
    A”justificativas” de Trump e Pompeo de que o general era um terrorista e tal te apresente uma tese simples. Pra voces desenvolverem ou desmontarem em debate inteletual leal e direto.
    Soleimani era um terrorista tanto quanto o gen. Simon Bolivar o foi no inicio do sec 19 na America do Sul. Ambos sairam de seus paises, ambos lutaram contra ocupçao colonial estrangeira, ambos eram agregadores de ideais e lealdades que o fundo são libertárias ao menos REGIONALMENTE, nenhum deles pelo visto lutou por poder pessoal. Um anti Imperio sediado na peninsula
    Ibérica e outro enfrentou o Imperio sediado em Warshington.

  10. Wilson Santana Junior disse:

    Estaremos abandonados à própria sorte como os brasileiros que estão na China?
    Serve um governo apenas para delongar aposentadorias, ceder o avanço da Boeing sobre a Embraer e ceder o avanço americano na Base de Alcântara, mas não serve para repatriar seus cidadãos?

Deixe uma resposta para Um país que vai pra frente ao andar do Caipora Cancel reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2020-02-27 13:32:54