aki

cadastre-se aqui
aki
Entrevistas
04-12-2019, 10h50

Bolsonaro errou ao apostar nas frentes parlamentares, diz Arthur Lira

Líder do PP diz que Congresso refuta ampliar excludente de ilicitude
1

Kennedy Alencar
BRASÍLIA

Líder do bloco PP, MDB e PTB, o deputado federal Arthur Lira (AL) disse que o presidente Jair Bolsonaro errou ao não articular uma coalizão no Congresso para apoiar o governo. Segundo Lira, foi um equívoco a estratégia de se ancorar nas frentes parlamentares.

Em entrevista ao “Jornal da CBN – 2ª Edição”, Lira se disse contrário à PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que tenta reinstaurar a prisão em segunda instância. Ele a considera casuística e com efeitos civis que poderão atrapalhar a economia.

Lira afirmou que o Congresso já “refutou” ampliar o excludente de ilicitude e fez críticas ao pacote anticrime do ministro da Justiça, Sergio Moro.

O líder do maior bloco na Câmara se disse disposto a conversar com o ex-presidente Lula, o presidente Jair Bolsonaro e qualquer outro político que queira dialogar. Segundo ele, a propaganda feita pelo Centrão na internet é uma forma de colocar como opção política entre Lula e Bolsonaro.

Ouça a entrevista:

Comentários
1
  1. walter nobre disse:

    Kennedy, este Governo entrou com uma proposta diferente dos demais, terá muitas dificuldades em aprovar projetos, considerando a falta de lisura de certos parlamentares; coalizão, soa como “contusão”; duro são os pedágios embutidos, pode até parecer lícito certos pedidos a estados e municípios; não devem ser muletas para as ações do executivo. O Deputado Arthur Lira esta correto, não fossem as intenções da maioria em levar vantagens; se os parlamentares unidos, oferecendo apoio incondicional ao governo, seriam bem recebidos, gerando aceleração no crescimento do País, mais isto ainda é um sonho distante. Talvez no próximo governo seja possível..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-21 09:48:19