aki

cadastre-se aqui
aki
Política
28-05-2019, 13h17

Bolsonaro estimula confronto e divisão de forma irresponsável

Comparar presidente com Lula é normalizar autoritário
6

Kennedy Alencar
BRASÍLIA

O presidente Jair Bolsonaro estimula confronto e divisão no país. Isso não é papel de presidente da República. Um líder em sua posição não deveria apostar no conflito nem atuar de forma divisionista. É irresponsável.

É possível usar óculos com lentes cor de rosa e enxergar nos protestos pró-governo de domingo manifestações de apoio à reforma da Previdência e ao pacote anticrime do ministro da Justiça, Sergio Moro. Mas a mensagem das manifestações foi uma tentativa de acuar o Congresso e a cúpula do Judiciário. Basta ver as imagens de domingo para constatar isso.

Houve agressões ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a políticos e a ministros do STF (Supremo Tribunal Federal). No Paraná, chegou-se a retirar uma faixa com os dizeres “Em defesa da educação”. Ora, discordar dessa faixa é como lutar contra a água encanada e a energia elétrica.

O próprio Bolsonaro fez posts no domingo e ontem para capitalizar o que considerou uma demonstração de força. No entanto, houve um racho no campo conservador. O tamanho dos protestos pró-Bolsonaro não foi desprezível, mas ficou longe de emparedar o Congresso.

O efeito político tende a ser negativo para as relações entre Executivo, de um lado, e Congresso e Supremo, de outro.

*

Não dá para comparar

É um erro invocar erros e frases de Lula para comparar o ex-presidente com Bolsonaro. Uma menção frequente é o famoso “nós contra eles” dito pela petista em eventos públicos. Mas, em resumo, Lula governou de forma democrática.

Quando se analisa o governo Bolsonaro, não dá para compará-lo com a administração Lula. Simplesmente não são comparáveis. Os cargos são os mesmos, mas Bolsonaro é autoritário. Lula, não. Comparar os dois é uma forma de o jornalismo normalizar o que não deve ser normalizado.

Bolsonaro é um populista que tenta emparedar o Congresso. Ele e seus apoiadores nas redes sociais agridem a imprensa de forma desleal e contundente. Pode ser feito um tratado sobre erros do PT no poder. Só não dá para comparar o governo real petista com a gestão Bolsonaro, que, se tivesse tido o mínimo de estratégia e preparo, já teria aprovado a reforma da Previdência. É mentira dizer que o Congresso atrapalha o governo a atingir esse objetivo, por exemplo.

O resultado das eleições para o Parlamento Europeu, onde continuará a existir uma maioria pró-união, também foi tema do comentário de ontem no “Jornal da CBN – 2ª Edicão”. Ouça aqui:

Comentários
6
  1. ANDRE disse:

    As espaças manifestações deste domingo só demonstram que o governo não tem o apoio que acreditava que tinha, alias governo que pede protestos ao povo, no fundo que esconder suas fraquezas e inabilidades. A patética figura do supermam emoldurando o ministro Sergio Moro, retrata a cegueira e o pensamento raso do seguidores do Bolsonaro, que acham que a solução dos problemas do Brasil, estão nos quadrinhos da DC e da Marvel.

    • walter nobre disse:

      Kennedy e Andre, precisamos que o Brasil siga em frente; nenhum sindicato da parte do Jair, promoveu as pessoas a irem a ruas, para começar, todos também estão cansados, pela espera de 5 meses, nas mãos do Maia e seu congresso; até o Toffoli, que nada tem a ver diretamente com isso, promoveu o pacto escrito, para agilizar o País, mérito dele; não podemos ficar neste “chove não me molha”; temos um fato gravíssimo, se esta reforma não sair, nem o bolsa família esta garantido…questão de ordem, o presidente gostou da manifestação; nenhum populista, gosta de ficar distante do Povo, são fatos…quanto a comparação ao lula, tem a ver com o temperamento, já que falar de governo, ainda não é possível dimensionar, pros e contras, na minha opinião, diante do tão pouco tempo atuando..

  2. João disse:

    Bolsonaro é um mentecapto eleito por pessoas totalmente ignorantes e movidas a ódio que foi plantado pela imprensa que elas agora atacam.
    É o governo mais nesfasto, hipócrita e incompetente de toda a história do país, e vai fazer o país regredir décadas ao passado enquanto os néscios batem palmas e ainda vão às ruas pedir a extinção dos próprios direitos.
    Os néscios atacam a imprensa enquanto vão às ruas pedir a reforma da previdência, que foi colocada na cabeça deles pela própria imprensa que eles atacam.

  3. GILSON CHAGAS disse:

    As diferenças entre Bolsonaro e Lula não são apenas ideológicas; Há um abismo entre eles no tocante a sensatez, visão de mundo e de governo, habilidades e de inúmeros outros atributos.

  4. Diego disse:

    Simples a diferença entre Lula e Bolsonaro e que os jornalista não percebem, infelizmente. Na posse de Lula, tiveram livre acesso aos diversos lugares, na de Bolsonaro, ficaram presos 200 pessoas no mesmo local, só com água e um banheiro para todos, além de ser ameaçado de levantar as máquinas fotográficas porque seriam atingidos por snipers, porque eles poderiam se confundir as máquinas com uma arma.

Deixe uma resposta para GILSON CHAGAS Cancel reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-09-15 15:29:52