aki

Kennedy Alencar

cadastre-se aqui
aki
Geral
07-01-2020, 20h22

Bolsonaro pode ser tudo, menos estadista

Presidente mente ao falar do 13º do Bolsa Família
6

Kennedy Alencar
BRASÍLIA

Ao dizer que pretende manter o comércio com o Irã, o presidente Jair Bolsonaro tenta amenizar o grave erro diplomático que ele e o Itamaraty cometeram ao hipotecar apoio à decisão de Donald Trump de matar um general iraniano no Iraque.

Esse comércio depende da boa relação e das necessidades dos dois países. Obviamente, o Irã precisa de carne, de soja e de milho. E vai preferir comprar do Brasil do que dos Estados Unidos, que impõem sanções aos persas. Mas a Austrália compete com o Brasil no mercado mundial de alimentos.

A submissão incondicional a Trump e a ignorância geopolítica de Bolsonaro e do diplomata profissional Ernesto Araújo podem criar dificuldades para as exportações do agronegócio brasileiro. O governo cometeu uma barbeiragem diplomática.

O presidente brasileiro chegou a dizer que se “reserva ao direito de estadista” para não fazer comentários adicionais sobre o tema. Ora, Bolsonaro pode ser tudo, menos estadista.

Ele não se comporta como estadista. Ele não se comporta como presidente da República.

A forma como ele exerce o cargo não tem nada a ver com a liturgia da Presidência da República. Nesse imbróglio com o Irã, a correção brasileira deveria ser muito maior.

*

Mais uma mentira

Ao remanejar recursos da Previdência para pagar o 13º benefício do Bolsa Família, Bolsonaro mente e usa contabilidade criativa. Mente porque ele disse que isso aconteceu devido ao aumento do número de beneficiários.

Não é fato. Esse número caiu, e o governo trava desde o meio do ano passado o ingresso de novas famílias no programa.

*

Brasil em Transe

Os temas prioritários do Congresso em 2020, como a reforma tributária e a possibilidade de volta da prisão em segunda instância, foram abordados no comentário. O trem da alegria de Moro na Polícia Federal e a possibilidade de países e pessoas fracassarem também fizeram parte das análises de hoje no “Jornal da CBN – 2ª Edição”. O estrago que está sendo feito no país é tão grande que pode demorar muito tempo para consertar.

Ouçam abaixo:

Comentários
6
  1. […] Fonte: Bolsonaro pode ser tudo, menos estadista […]

  2. […] Do Blog do Kennedy Alencar – Ao dizer que pretende manter o comércio com o Irã, o presidente Jair Bolsonaro tenta amenizar o grave erro diplomático que ele e o Itamaraty cometeram ao hipotecar apoio à decisão de Donald Trump de matar um general iraniano no Iraque. […]

  3. walter nobre disse:

    Kennedy o presidente não promove falcatruas por temer ser prejudicado por acusadores de plantão, que estão a procura de fatos, já que mentiras e tentativas de assassina lo foram promovidas; promoveu o 13% do bolsa família, não se pode sem provas cabais, acusa lon de pedalar para favorecer o Povo que um dia era bandeira do PT, esta seguindo um expediente que incomoda a oposição. Sua posição enquanto brasileiro tem sim torcida ao Trump, por vingar se da invasão a Arábia Saudita por Drones, com nome e endereço nos campos de petróleo o Ano passado; deve se conter, evitando prejuízo nas exportações, não pode ser refém de ninguém. #Esta apenas a UM ANO no comando e os números são excepcionais, depois de tantas perseguições. Tentar envolver o Dr Moro em duvidosas trapalhadas, não dá certo, este cidadão esta acima de tudo. A PF esta agindo em todos os estados com muito sucesso, isto incomoda a oposição, a ponto de tentarem criar fatos através do Temer, um absurdo sem tamanho, mais um Morto…

  4. […] mesmo raciocínio vale para descrever o comportamento do “estadista” Jair Bolsonaro. O presidente brasileiro se submete incondicionalmente a Trump num dia, fala em […]

  5. wilsonsjr disse:

    Quando eu era criança, morávamos no “País do Futuro”. Aí, o futuro chegou, passou e, hoje, vivemos no “País do Passado”.

Deixe uma resposta para wilsonsjr Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-12-02 00:56:52