aki

cadastre-se aqui
aki
Política
10-10-2018, 21h34

Bolsonaro precisa condenar agressões e controlar seus eleitores

Datafolha capta fotografia muito positiva para PSL
22

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Há algo em comum em todos os casos recentes de agressões físicas após o primeiro turno das eleições: todos os suspeitos são apoiadores do candidato do PSL, Jair Bolsonaro. Num deles, houve a morte de um capoeirista na Bahia que votou no PT.

É importante que a polícia investigue e reprima e que a Justiça puna. As autoridades públicas e nós, jornalistas, temos de ser muito firmes na condenaçãoo veemente da violência como arma de luta política.

Bolsonaro é um candidato antidemocrático. Tem histórico de declarações autoritárias e preconceituosas. Ele precisa fazer uma condenação pública muito forte para conter o ânimo de eleitores violentos. É um erro naturalizar o discurso de ódio. O mestre de capoeira Romulado Rosário da Costa está morto. Uma moça em Porto Alegre tem a marca de uma suástica feita a faca em seu corpo. Isso é ódio político. Agir com violência é uma ação típica de extrema-direita.

É a velha história do guarda da esquina. O problema são pessoas agressivas que estão se sentindo mais empoderadas para agir com violência contra adversários políticos.

Isso tem de ser condenado pelo Bolsonaro, por Fernando Haddad, pelo presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Dias Toffoli, e pela presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Rosa Weber. Cabe também uma palavra do presidente Michel Temer.

Quando sofreu um atentado abominável em 6 de setembro, Bolsonaro contou com a solidariedade e o apoio de todos os candidatos à Presidência, de todas as autoridades públicas relevantes e de muitos jornalistas. Houve condenação veemente do país inteiro. Eu disse que ele não poderia ser responsabilizado pelo atentado que sofreu. Lembrei que a vítima nunca deve ser responsabilizada.

Mas Bolsonaro precisa se responsabilizar por seus eleitores, sob pena de machistas se sentirem mais livres para exercer seu machismo, de preconceituosos e violentos se sentirem mais livres para espalhar o ódio. Quem almeja a Presidência da República tem de agir com responsabilidade política e pessoal em relação a todos os cidadãos. Se ele não rechaçar e controlar esse tipo de violência, deve ser responsabilizado por incitação ao ódio e por estímulo à violência.

A polícia brasileira é violenta. O Brasil é violento. Um delegado não pode suavizar uma agressão com símbolo nazista _marca de um dos maiores crimes contra a humanidade. Nossos policiais, que têm filhos e filhas, pais e mães, irmãos e irmãos, precisam agir com rigor para punir pessoas que queiram fazer da violência uma arma política.

*

Fuga lamentável

Lamentável que Bolsonaro não possa comparecer a debates por recomendação médica. Mas o candidato deveria encontrar forma de expor as suas ideias, algo que ele vem se recusando a fazer _exceto em ambientes confortáveis do ponto de vista editorial e político.

O país precisa conhecer quais são as propostas de Bolsonaro. Já houve ruído recente, por exemplo, entre Bolsonaro e Paulo Guedes, anunciado como eventual ministro da Fazenda. O país corre o risco de eleger um presidente sem debater e conhecer suas ideias.

*

Telhado de vidro

É do interesse de Paulo Guedes esclarecer suspeitas de fraude com uso de recursos de fundos de pensão. Afinal, ministro da Fazenda precisa estar com a ficha limpa para fazer seu trabalho.

*

Ilusão do mercado

A plataforma ultraliberal de Paulo Guedes terá dificuldade de ser assimilada pela bancada conservadora eleita para o Congresso. Essa bancada tem setores corporativistas que resistiram a propostas parecidas feitas por Temer.

*

Bolsonaro larga na frente

A pesquisa Datafolha divulgada hoje dá a Bolsonaro vantagem confortável sobre Haddad _58% a 42% dos válidos. A fotografia é muito positiva para o candidato do PSL, fazendo dele, hoje, franco favorito. Esses números devem reforçar a estratégia de Bolsolnaro de fugir de debates e sabatinas.

Para Haddad sonhar com uma virada em pouco menos de três semanas, será necessário tirar votos diretamente de Bolsonaro, buscar eleitores que hoje sinalizam que votariam em branco ou nulo e convencer parcela que se absteve no primeiro turno a comparecer na segunda etapa. O petista deverá fazer uma campanha ainda mais dura no rádio e na TV.

Ouça os comentários no “Jornal da CBN – 2ª Edição”:

Comentários
22
  1. walter disse:

    Impressiona caro Kennedy, uma acusação deste porte sobre ataques, sem considerar meia culpa, pelo menos; não há ninguém, que tenha mais motivos, para se lamentar de agressões, como o Deputado Jair Bolsonaro; chega a ser vexatório este tipo de acusação; estão liberando Fake News adoidado; não há como atribuir certas atitudes tempestivas e tendenciosas, ao candidato, com 58% nas pesquisas…o Capitão foi proibido pelos médicos, de participar de qualquer evento estressante,…quanto ao Paulo, deve se limitar a aguardar o fim das eleições para se declarar…nem estas pesquisas, tranquiliza, já que muitos movimentos, como foi a rejeição elevada e forçada no primeiro turno,. contra o Bolsonaro se comprovaram inócuas…Nem que o Haddad fosse o Lula, neste momento, os votos do Bolsonaro, estão consolidados; por tudo isto, os fake news são exagerados, e não tem proposito, partir do candidato que esta na frente

    • Xisto Silva disse:

      Assino embaixo, Walter! Parabéns pelas colocações. O candidato pode até repreender mas….controlar seus eleitores? O chefe-maior do PT afirmou que sua prisão encheria de sangue as ruas deste país e não vi repreensão de nenhuma área da mídia naquela época.

  2. Fabio Camargo disse:

    Caro Kennedy,
    Não creio que fosse preciso envolver as mais altas autoridades do judiciário, ministério publico e executivo do País. Bastava que a polícia e os ministérios públicos, dos estados e da federação, assumissem sua responsabilidade e agissem na defesa da lei e dos cidadãos.
    Cedo ou tarde alguém irá reagir a essas agressões ou iniciar uma retribuição. Então veremos a repercussão, os brados de indignação, as acusações e as denúncias.
    Por enquanto o que vemos é tamanha omissão que vai além da prevaricação simples, alcança as raias da cumplicidade.

  3. Carlos disse:

    Você não estaria esquecendo de algo ai nesta sua estória Kennedy?
    Lendo o que vc escreveu me parece que ninguem enterrou uma faca na barriga do candidato Jair Bolsonaro.

    • Tiago disse:

      Segundo a polícia federal, o ataque contra Bolsonaro foi isolado e não um atentado político. Se cobra uma manifestação de Kennedy sobre esse episódio sugiro que leia o seguinte artigo artigo escrito por ele no blog no dia 06/09/2018: Atentado contra Bolsonaro é grave e inaceitável numa democracia. Não só o Kennedy, mas todo cidadão civilizado, incluindo adversários políticos, se solidarizaram ao Bolsonaro nesse episódio.

      O que se espera em vão de Bolsonaro e de seus eleitores é que parem de relativizar a violência política atual (da qual eles são protagonistas) e tenham atitudes concretas de controle e de condenação dos vários atentados fascistas contra cidadãos anti-bolsonarismo que estão ocorrendo pelo Brasil.

  4. Patricia disse:

    Ola
    Qualquer forma de violencia esta errada e deve ser condenada, concordo plenamente.
    Porem os petistas sempre agiram assim e parece que nunca “incomodou”, agora de repente isso se tornou um problema. Petistas sempre foram agressivos, nao respeitam a opiniao e escolha dos demais, querem enfiar as ideias deles “goela abaixo” usando de muitos meios para isso.

    Nunca fui de nenhum lado, ficava “na minha”… eu era concursada no setor publico, mas depois que passei pela experiencia traumatizante de ter de conviver com petistas em cargos de confianca (quando ganharam uma eleicao, ha muitos anos atras), passei a detesta-los. Sao sujos, agrediam/coagiam emocionalmente as pessoas que nao eram do partido (mesmo pessoas neutras como eu), porque eles queriam colocar todos da “turma” deles.

    Voce tem o direito de ficar da parte que escolher, mas por favor nao esconda os fatos.

    • Miguel Ângelo disse:

      Violência nenhuma vale a pena. E a maior violência contra o Brasil será feita por Países estrangeiros contra a população que vai eleger Bolsonaro, e infelizmente à aqueles que votarão, não em Ciro (sempre a melhor opção), mas em Haddad (a opção do teimoso Lula e o PT de Gleise e sua utopia do Lula livre (não vai, Moro já tem outra prisão engatilhada – e vai ser mais vergonhoso ainda ele sair e voltar). Patrícia os EUA estão influentes nos problemas políticos e econômico da Venezuela (Bolsonaristas culpam a esquerda – são incultos e não observam isto). O Brasil está também sob ataque a sua soberania pelo EUA. E puxou de volta o câncer da Ditadura, que agora apresentou metástase de um mal não curado (pelo PT). Eu desafio a qualquer equipe econômica de Bolsonaro, com Paulo Guedes ou qualquer mágico, a conseguir 35% de mercado externo se o Mercosul e BRICS resolverem lavar as mãos por 4 anos com o governo brasileiro. Bem vindos de volta a superinflação. E fim dos empregos e empresas.

    • Alberto disse:

      Perfeito cara sra/srta Patrícia.

  5. Paul Muadib disse:

    Como é que vai condenar se ele é quem exaltava a violência ?

  6. Miguel Ângelo disse:

    Violência nenhuma vale a pena. E a maior violência contra o Brasil será feita por Países estrangeiros contra a população que vai eleger Bolsonaro, e infelizmente à aqueles que votarão, não em Ciro (sempre a melhor opção), mas em Haddad (a opção do teimoso Lula e o PT de Gleise e sua utopia do Lula livre (não vai, Moro já tem outra prisão engatilhada – e vai ser mais vergonhoso ainda ele sair e voltar). Kennedy, os EUA estão influentes nos problemas políticos e econômico da Venezuela (Bolsonaristas culpam a esquerda – são incultos e não observam isto). O Brasil está também sob ataque a sua soberania pelo EUA. E puxou de volta o câncer da Ditadura, que agora apresentou metástase de um mal não curado (pelo PT). Eu desafio a qualquer equipe econômica de Bolsonaro, com Paulo Guedes ou qualquer mágico, a conseguir 35% de mercado externo se o Mercosul e BRICS resolverem lavar as mãos por 4 anos com o governo brasileiro. Bem vindos de volta a superinflação. E fim dos empregos e empresas.

  7. ANDRE disse:

    O Brasil está parecendo a Alemanha em 1933, espero que tenhamos um desfecho diferente.

  8. MARCO SOARES disse:

    QUANDO VOCÊ DIZ QUE O BRASIL CORRE O RISCO DE ELEGER UM PRESIDENTE SEM DEBATER IDÉIAS E CONHECER SEU PLANO DE GOVERNO, ACREDITO QUE SEJA REFLEXO DE TUDO QUE O PARTIDO DOS TRABALHADORES FEZ ESSE TEMPO TODO, OU SEJA, QUALQUER COISA É MELHOR DO QUE “ELES”

  9. Incrivel como essa facada, que preocupou a todos que temos bom senso e que jamais queriamos ver algo assim acontecer, termina por alavancar a eleição do Capitão. Primeiro porque atingiu muitos, que ai decidiram votar na vitima, segundo porque encontrou justificativas para não ir aos debates.
    Vamos aguardar para ver se virão outros atestados médicos.

  10. João Grilo disse:

    O problema são os dois pesos e duas medidas dos agente públicos… Todos Bolsonários…

  11. Francisco Pinheiro disse:

    Com a facada que levou, ele obteve o salvo conduto de não ir a nenhum debate. Como poderemos escolher alguém assim cegamente, sem esse alguém demonstrar conhecimento do cargo que vai ocupar? Vai ser eleito sem expor o que pretende fazer. Esse homem sabe decidir, com conhecimento mesmo, ou é só mão de ferro, um mandão? Será que o ódio aos gays e aos excluídos e estranhos vale o sacrifício de eleger pessoa tão despreparada?
    Collor de Mello também era uma figuraça, amado por muitos, o lindo resolvedor de tudo, um herói. Deu no que deu. Deu no que deu. Sem falar que as armas agora vão chegar mais fácil nas mãos dos bandidos. Vamos fabricar, vamos fabricar…

  12. Lucas TB disse:

    Infelizmente mestre Moa do Katendê está morto e a Bahia e o Brasil estão mais pobres de espírito e de tudo por causa de um cara que votou no representante da violência. No cidadão que vai resolver os problemas da economia na bala. Que vai tratar o social atirando no social e a questão da saúde atirando na saúde. Um cara que não tem preparo e que levaria nosso país à ruína se acaso eleito fosse. O que não vai ser, pois o povo brasileiro (Glória a DEUXXXXXX) não é dado a extremismos. Venceremos.

  13. Bom dia!
    Não se pode apenas condenar, mas ressaltar nossa já velha postura autoritária, pouco conhecimento da nossa historia, com pouco reforço da instituições do estado no combate aos extremos!

  14. Alberto disse:

    Sobre o ” fuga lamentável” esquecem-se de que Lula(2006) e Dilma(2010) não compareceram a debates e,nem foram esfaqueados ou tiveram recomendação médica contrária a tal. Memoria curta ideológica.

  15. Rita de Cássia disse:

    O ser humano tem por essência ser violento. Não há como controlar com palavras, apenas com punição. As autoridades devem agir com rigor e a justiça aplicar as punições.

  16. pedro disse:

    Realmente, caro jornalista, o que leva o senhor a considerar que eleitores do partido que está na frente nas pesquisas, muito à frente, diga-se de passagem, iria cometer agressões que prejudicassem seu candidato? Por acaso isso não seria no mínimo passível de se parar para pensar no seguinte: A quem pode interessar tais atitudes? Ao Bolsonaro é que não é.

  17. ADRILANE BATISTA DE OLIVEIRA disse:

    Chocada em quantos tem a coragem de defender a violência do candidato. Medo do fascismo que está batendo na porta.

  18. Silvia Helena de Toledo disse:

    sou extremamente contra a violência. Brasil em 2017 63000 mortes violentas. temos que acabar com isto.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2018-12-13 08:50:42