aki

Kennedy Alencar

cadastre-se aqui
aki
Economia
10-06-2015, 9h12

Brasil corre risco de ser laranja da China em obra no Caribe

Ferrovia Bioceânica foi incluída no pacote a pedido de autoridades chinesas
32

Postado por: Daniela Martins

A Ferrovia Bioceânica foi incluída no pacote de concessões a pedido das autoridades chinesas que estiveram em Brasília recentemente. Ministros desconfiam que esse projeto possa ser usado pela China para pressionar a Nicarágua, onde há resistências ambientais e dificuldade de desapropriação de terras, a liberar a construção de um canal ligando o Mar do Caribe, no Atlântico, ao Oceano Pacífico. Ou seja, há risco de o Brasil acabar sendo usado como laranja.

Como foi um pedido da China, país que firmou acordos de cerca de US$ 50 bilhões com o Brasil no mês passado, a presidente Dilma Rousseff avaliou que não havia alternativa e colocou a obra no plano, com estimativa de custo de R$ 40 bilhões. No entanto, é preciso lembrar que, apesar de ser a nossa maior parceira comercial, a China já deixou de cumprir algumas promessas de investimento no Brasil.

O projeto da Bioceânica está sendo comparado ao Trem Bala (Rio-São Paulo), atualmente engavetado. Mas pode ser muito mais complexo. No caso do Trem Bala, o risco geológico de fazer túneis na Serra do Mar dificultava um dimensionamento financeiro do projeto. Imagine uma ferrovia que terá de passar pela Amazônia brasileira e peruana e ainda por túneis na Cordilheira dos Andes. É mais provável que sejam feitos estudos para avaliar se vale a pena fazer parte da ferrovia no trecho brasileiro para escoar soja pela hidrovia do rio Madeira.

Entretanto, o novo pacote de concessões lançado ontem pelo governo tem mais pontos positivos do que negativos. Tem um caráter mais pragmático do que o pacote de 2012, com maior chance de atrair investidores, o que pode ajudar a economia como um todo.

Foi recuperada para vários projetos a chamada outorga, regra que dá peso ao valor que a empresa paga para obter a concessão. O governo abandonou o modelo de exigir menor tarifa, que fez com que muitas empresas deixassem investimentos na gaveta.

As taxas de retorno serão detalhadas adiante, mas os ministros Nelson Barbosa, do Planejamento, e Joaquim Levy, da Fazenda, deixaram claro que seriam mais atraentes. Algumas obras serão feitas em concessão já realizadas, o que pode acelerar esses empreendimentos. 

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
32
  1. Antonio Matarazzo disse:

    Como no Brasil nada sai do papel, com certeza serão projetos apenas de promessas e nada além.

    • walter disse:

      VC tem razão Antonio Matarazzo; mas a observação do Kennedy de “laranjas” que podermos ser, diante dos Chineses, procede; aliás, porque o Brasil aceita sugestão de outro país, sem garantias???
      Lembra o chaves da venezuela, com a refinaria em pernambuco; começamos a obra sozinho e pagamos por isto até HJ; não haviam documentos assinados..
      Depois temos que entender o CUSTO BENEFICIO; quem nos garantirá isso…a china corre por fora, sem compromisso!!!
      O Brasil não tem condições financeiras disponivel HJ; que esta obra

  2. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    Mais uma vez o atual desgoverno vendeu a alma para o diabo. Se fossem os americanos, o ideólogo oficial do regime-Marco Aurélio Garcia teria impedido pelas mais cretinas razões, mas a China pode tudo, inclusive nos fazer submissos e rastejantes.

  3. Paulo RDF:. disse:

    Somos a favor de todas as grandes obras principalmente as de infra-estrutura.
    Somente duas coisas nos intrigam, primeiro prendem os donos e os principais executivos das grandes construtoras e empreiteiras por suspeita de propina ( ao mesmo tempo tirando as empresas de concorrem às licitações ) e depois vão pagar propinas para as empresas estrangeiras ??? Isso pode ???
    E quando vão pagar as obras da Copa que estão paradas há um ano ? Quem não recebe não paga também, e já há milhares de desempregados por causa disso.
    E finalmente, quando vão terminar as tão propaladas de infra-estrutura da Copa, que diziam ser o único legado ( além dos empréstimos estrangeiros ) ???
    No dia seguinte saem correndo para pedir empréstimos lá fora ???
    Para as demais emergências não há dinheiro e para esse pacote salva-pele-do-Levy têm ???

  4. Alfons disse:

    Sem sombra de dúvida parece que agora estão acordando para essa realidade mais do que nescessária que se chama ferrovia. Embora bem tardio este despertar me faz sentir mais seguro em relação à vocação do agronegócio do país. Quantos ramais já foram desativados??? Se por acaso foram projetos obsoletos, ainda assim seriam melhor alternativa. Nenhuma ferrovia é construida para dar lucro. Por sinal a menos deficitária no mundo é a CVRD. Todas as outros são deficitárias, mas são nescessárias e no caso Brasil a mais adequada, inclusive no intermodal. O preço que custar vai valer a pena.

  5. José Valente disse:

    “Pacote de Concessões”… parece piada… sempre foram contra as privatizações de setores que eram ineficientes nas mãos do poder público… Agora tentam camuflar as expressão “privatizações”, chamando-as de “concessões” e apoiado pela mídia irresponsável…

    • LUIZ - SOROCABA disse:

      Os petistas não eram educadinhos assim ao nominar como privatizações, êles colocaram veneno no nome como sendo PRIVATARIA . agora seguem , embora não reconheçam seguem a cartilha de FHC com sua petralharia e com uma cara de pau infame nominar como concessão. A unica coisa que me cheira muito mal isso ter sido um pacto ou seja o nome que tiver com a China. Pior que isso seria um acordo com o Iran ou Coreia do Norte. Em breve futuro verão os nacionalisteiros de plantão dizer QUE SAUDADES DOS AMERICANOS.

    • sergio disse:

      Os coxinhas ainda não aprenderam a diferença entre privatização e concessão…privatização é o que foi feito com a Vale do Rio Doce, foi vendida para iniciativa privada o governo nunca mais vai ver este patrimonio…na concessão é cedido para ivestimento e exploração por um Tempo determinado, mas patrimonio é da união…bem diferente do que foi feito no governo do FHC….
      precisa desenhar???

      • LUIZ - SOROCABA disse:

        blá blá blá – em tudo que promete os representantes desse apequenado governo temos todos que considerar

        – é mentira
        – estão enganando
        – esperem e verão
        – antecedentes : uma imensidão de PECS que o capim tomou conta e tesoureiros também se é que me entende

        eu não tenho que aprender nada – em 14 anos eu já aprendi tudo que é malandragem, trambicagem , canalhice e mentiras a roldão

        • sergio disse:

          Mas então Luis, voltando a privatização X Concessão…voce entendeu ou não???…Se as concessões de Dilma são privatizações com as feitas por FHC, quando a Vale, privatizada por FHC, voltará para o Governo Federal?

          • César disse:

            Sim, Sr. Sergio. Entendemos! Privatizações, são quando as empresas deixam de serem usadas para se pendurarem os cabides de empregos, quando os contribuintes deixam de serem os financiadores dos cargos comissionados e para os executivos corruptos indicados por partidos políticos ou padrinhos poderosos. E quando terminam os desvios e as empresas passam a dar lucro e a serem respeitadas no mercado. Deixam de serem parte da máquina pública utilizada pelos governos para se reelegerem ou fazerem os seus sucessores. Empresas privadas são as geradoras de riqueza e empregos nos países sérios! E “Estado” e o que faz as “políticas” serias para que a “iniciativa privada” faça os investimentos e desenvolva o país.
            Estado__________________________________________Políticas.
            Iniciativa Privada______________________________Investimentos.

  6. Roberval J. Santos disse:

    Eu,acredito que seja pano de fundo para esconder o interesse da china encurtar o caminho para levar as nossas matéria prima, mais barata e nos vender com valor agregado,uma vez que existe muita mão de obra barata lá.A estrada só servira para trasportar matéria prima e não pessoas.
    Penso assim qual a vantagem da china em investir no BRASIL sem levar muito a seu favor.
    Vender o ferro, alumínio e outros produtos por tonelada e receber em veículos etc..,

  7. Cunha e Silva disse:

    Laranja dos EUA pode ?

  8. aloisio disse:

    A politicagem continua a todo vapor. Se perdeu bilhões com corrupção e agora vem com esse pacotão de dolares para mais corrupção. É certo que para quem contesta a privatização e agora se agarra nela para salvar um governo fraudulento, querer que o povo acredite em mais promesas eleitoreiras é um sacanagem com o povo .Acorda Brasil.

  9. Jr disse:

    Eu não sei porque a imprensa tá chamando esse pacote de logística de concessão. Outorga onerosa tem nome: PRIVATIZAÇÃO

    Ah, mas já sei o porque. Quanto o PT faz, é concessão. Quando os outros fazem, é privatização. Dois pesos e duas medidas, típico das esquerdas.

  10. giovanni pelella disse:

    a china não dá pontos sem nó, não faz nada de graça e não vem investir nas Américas porque são bonitas, há interesses comerciais e políticos!!!!!!!!!!!!

    • sergio disse:

      Parabens, vc descobriu a America!!!, agora me diz quem faz algo de graça neste mundo?…desde que o mundo é mundo é assim…e não foram os chineses que inventaram isso…apesar de ser uma cultura milenar…não existe almoço de graça.

  11. jovelino disse:

    é pra acabar com o Brasil, País do Futuro ? deve ser em Era Futura do planeta Terra

  12. Santiago disse:

    Infelizmente, não permitem que se construam ferrovias para o usufruto também do cidadão comum, tal qual ocorre em praticamente todo país com economias incomparavelmente menores do que as do Brasil. Se fossem construídas, tais obras forçariam a melhora da infraestrutura das cidades como um todo, o que não é objetivo do governo. Ele, o governo federal, tem “rabo preso” com empresas de aviação e de ônibus, e não quer que o povo tenha qualidade de vida mínima. Por outro lado, constrói, mesmo sem poder, obras faraônicas para uso restrito às empresas de agricultura e mineração, apenas para tirar de nós matéria prima. Desse jeito, fica difícil mesmo acreditar em um futuro promissor para a nação, e mais ainda o povo…

  13. Cláudio disse:

    A China está procurando ter mais influência nas Américas, assim como os Estados Unidos tem na Asia é pura e simplesmente disputa geopolítica. Chineses são confusos e pouco confiáveis assim como os Russos também os são.

  14. Miguel disse:

    Parece que vivemos em países diferentes. Ou o Sr necessite de um exame de vista.

    Daqui onde me encontro o “acordo” com a China será assunto a ser administrado pelo próximo governo, que muito possivelmente nem seja PT.

    Do ponto de vista estratégico, rasgar o continente com uma ferrovia no meio oeste que leva ao Pacífico me faz lembrar da Trans Amazônica, estrada que leva o nada à ninguém. Ainda gostaria de saber como viabilizar o transporte de cargas via férrea atravessando as alturas da região andina.

    Pode ser que seja possível, tudo é possível para quem tem dinheiro, mas… Quem vai pagar essa conta?

    Tal como aconteceu com o trem bala, tem gente sonhando acordado. Aliás, sobre o trem bala, acho que pouca gente sabe que uma passagem de trem bala custa quase o preço de uma passagem aérea. Não é transporte para calango, que deve mesmo ir é de pau de arara.

    Para obras deste tipo, por aqui, é melhor multiplicar o orçamento por 10. Afinal, há e sempre haverá “comissões a pagar”. Será que um china entende isso? Pois é!

    Abrir um outro canal, já existindo o do Panamá (que foi construído no melhor e mais favorável local para isso), é no mínimo uma burrice. Só pode ser mentira essa ideia.

    Ontem falava-se de concessões. Ou muito me engano ou estão falando em conceder coisas que ainda precisam ser construídas. Estão achando que o empresário é trouxa? Que vai injetar capital em casa alugada? Ainda mais com esse senhorio. Se pensam que o empresariado vai se endividar para fazer as obras que o governo deveria fazer, à estas taxas de juros, bem… acho que tem gente delirando por aí.

    Desde 2003, quando alguém do PT surgia na TV falando em desenvolvimento, minha falecia idosa mãe apenas balançava a cabeça. “Palanqueiros, esse PT não é de nada” dizia ela. E por identificação se juntaram aos chineses, povo que discute muito, promete, mas na hora de colocar o dinheiro na mesa desaparece e fica em silêncio. Especialistas em “Miguelagem”.

    É cristalino que tudo aquilo se ouve é baléla para iludir o cidadão.

    Ou o Sr pensa que não?

  15. Joao Bosco disse:

    Uma observação acredito ser pertinente. A ferrovia tem sua maior quilometragem dentro de território nacional, inclusive toma uma rota que poderia ser menor se incluísse a Bolívia, parceiro brasileiro, nos planos. Nesse caso quem estaria usando quem??? Os caras mandam o dinheiro a ferrovia é necessária, independente dos planos chineses, e vai integrar regiões brasileiras que necessitam de transporte ferroviário, agora se chegar ao pacífico melhor ainda.

  16. paulo disse:

    O a China tá querendo terras para plantar e outras coisa mais.

  17. bsmbrasil disse:

    Brasil vai ser de cuba ou da china se continuar assim,…

  18. Celio Jorge Lasmar disse:

    Ora meu caro Kennedy, um canal na Nicarágua é uma coisa boa, pois haveria concorrência com o canal do Panamá, e os preços da travessia cairiam o que seria saudável para o comércio dos países americanos banhados pelo atlântico, que teriam uma opção a mais para efetuar suas trocas com a Asia. Então não vejo o mal no fato de o Brasil virar laranja neta empreitada, o que importa é o objetivo final desde que respeitados os direitos nacionais da Nicarágua. Quanto ao trem bala o mesmo não foi engavetado por vontade do governo federal, o problema com o trem bala é que ele fere interesses das aéreas que exploram a rota SP-Rio, e que mantém o Governador Alckmin refém de seus interesses mediante financiamentos aplicados nas campanhas do mesmo para o governo de SP. A verdade liberta.

  19. Ronaldo disse:

    Tenho votado no PT e não pretendo mudar minha opção, entretanto obrigo-me a admitir que com esse novo pacote D. Dilma acaba de unir-se as fileiras neo-liberais, pois, se a prioridade das concessões passa a ser o valor pago pelo candidato a mesma, tudo indica que o preço do serviço para o consumidor ficará a seu critério, tipo, pague quem puder e dane-se a população. Começo a questinonar-me se vale mais a pena ser explorado explicitamente por um governo coxinha ou camufladamente pelos que se dizem governar para o povo.

    • Marisa disse:

      Sr.Ronaldo, com todo respeito, tb votei na D.Dilma não por acreditar nas propostas dela ou do partido, mas para ela ter oportunidade de arrumar toda confusão que fez. Além do mais, não achei que o próximo candidato mereceria receber toda esta carga. Contudo, diante do que tenho visto e lido começo a ter minhas duvidas… inclusive se não nos tornaremos um fundo de quintal dos chineses, uma pena!

    • Pasquale disse:

      Quem governa para o povo?
      O partido que aí se encontra?
      Se o povo quer pão,e não tem…que comam BRIOCHES.

  20. E.Silva disse:

    O que foi combinado é uma ferrovia que vai do Rio de Janeiro até o litoral do Perú, passando pela cordilheira dos Andes. Agora a Nicaragua fica bem longe desse percurso. Acho essa história de laranja uma coisa inventada pela mídia e pelos tais especialistas de araque.

  21. Getulio disse:

    A China traçou um plano de comercio e economico internacional e e essa politica esta de investimentos em paises latinos abaixo do Mexico no continente, A china tem muito dinheiro para investir e estão de olho nos agronegocios sabem que o unico lugar do planeta com vasta extenção para plantio que ainda pode praticar uma agricultura para alimentar bilhões de pessoas está nas terras da america do sul, um negocio da China para o Brasil.

  22. Pasquale disse:

    Diante do nosso expertise no assunto.
    O nome da ferrovia será:
    FERROVIA TRAMBAS E TRAMBIQUES S.A.

  23. César disse:

    A China é membro do Conselho de Segurança da ONU. É o país com o maior crescimento dos últimos tempos. Tem muitos recursos financeiros a sua disposição e tenta aumentar a sua área de influência no mundo. Com as restrições impostas à Rússia após os problemas com anexação da Criméia ao território russo, a China passou a ver a oportunidade de expandir a sua influência. Com a América Latina se alinhando à esquerda com os seus governos populistas e sabendo das dificuldades que estes governos enfrentam. A China enxerga uma boa oportunidade de colocar os pés(e se deixarem as mãos também)na América Latina.Neste tipo de jogo político, os nossos políticos e o Itamaraty, ainda são meros amadores. Porém a esquerda não podemos nos esquecer, é capaz de vender a alma ao Diabo(e até vender um país)para se manter no poder. A china não é uma democracia e não tem o menor problema de se relacionar com ditadores, e pelas declarações da Presidente Dilma na União Europeia, se posicionando contraria a imposição de sanções à Venezuela, o governo do Brasil, também não tem. Esta ferrovia deve ter este nome porque vai nos custar um mar de dinheiro, um oceano de recursos. E onde tem dinheiro e o governo do PT… A conta amarga logo vai chegar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-11-24 04:17:13