aki

cadastre-se aqui
aki
Geral
17-09-2013, 15h28

Brasil responde na medida certa

9

Sem patriotada e com serenidade, a presidente Dilma Rousseff fez o que deveria fazer. Adiou a visita de Estado a Washington, prevista para 23 de outubro, porque o colega Barack Obama não deu explicações satisfatórias sobre a espionagem contra o Brasil.

Nas relações internacionais, a diplomacia pede respostas proporcionais à ofensa. A brasileira foi dada na medida. Dilma não tinha como ir a Washington porque a administração Obama basicamente disse o seguinte, por ora: “Entendemos que vocês ficaram chateados, mas aconteceu e vamos tocar a vida adiante”.

Imagine a presidente Dilma chegar em Washington no dia 22, ir ao banquete no dia 23 e dançar com Obama em meio a uma nova revelação constrangedora.

Esse era o temor da presidente, que os EUA não solucionaram.

Dilma queria saber o que Edward  Snowden sabe e pode fazer. Talvez nem a NSA saiba. Melhor adiar a visita. Assim, a bola continua com os americanos no tema da espionagem. Enquanto isso, as diplomacias brasileira e americana tratam dos outros assuntos relevantes na esfera comercial e no trânsito de turistas entre os dois países.

Obama não cancelou um encontro bilateral com Vladimir Putin porque a Rússia deu asilo a Snowden? Dilma apenas adiou uma visita de Estado. O presidente americano tem a oportunidade de melhorar um pouco o clima se apresentar uma retratação pública.

PS – As notas de Dilma e Obama seguiram o mesmo tom, acertado em conversas hoje entre o ministro das Relações Exteriores, Luiz Figueiredo, e a assessora de Segurança Nacional, Susan Rice.

Comentários
9
  1. Samir Mihsen disse:

    Peita os Estados Unidos e fica de quatro prá Bolivia, Venezuela, Cuba, Equador e Argentina.

  2. Luiz Henrique de Amorim disse:

    Você acha que os EUA estão preocupado com este encontro com a Dilma, presidenta de um país de terceiro mundo, que tem um BIP ridículo, este encontro seria muito bom para o Brasil. Os EUA tem assunto mais importante a ser tratado, isto está parecendo coisa de petista.

  3. Gregório de Mattos disse:

    Kennedy, tenha muita paciência ao ler os comentários…

  4. Lucas disse:

    Se realmente os EUA não estivesse preocupado com o Brasil, não estaria espionando correio eletrônico, telefonemas e os interesses econômicos da Petrobrás. A possível ameaça de invasão a Síria demonstra os fins econômicos da espionagem, e como a matriz energética ainda é responsável por guerras, geopolítica e invasões unilaterais. Sem o consenso das nações unidas, como ocorreu no Iraque (sobre a mesma suspeita de armas químicas que não foram encontradas), Afeganistão e Líbia, que se mostraram um verdadeiro fracasso diante a justificativa de levar a democracia a estes países com culturas políticas bastante divergentes do etnocentrismo ocidental.

  5. Maria Mirian disse:

    Ter complexo de vira lata é triste.

  6. João Carlos Welter disse:

    Na medida certa,tem que se dar seriedade ao caso.Já passou da hora do Brasil se equipar melhor nesta área.E já passou da hora também que os BRICS se alinhem para encarar o domínio do Eixo Elizabeth Arden(que é bem antigo).E continue com o bom jornalismo,Kennedy,sempre haverá espaço para profissionais corretos.E pacientes…

  7. Wendel disse:

    Realmente não há clima para um encontro de Chefes de Estado nesse momento. Em que pese entender que a ida da Dilma aos EUA era mais interessante para nós do que para eles, não tem como fingir que nada aconteceu.
    Eu só lamento que a qualidade de nossa diplomacia tenha caído tanto (e isso já vem desde o tempo do FHC)e que não tenha agido com a mesma postura quando o Evo “Cocaleiro” Morales tomou à força uma refinaria da Petrobrás na Bolívia ou quando o avião do ministro da defesa foi revistado naquele país.

  8. […] Edi Rocha disse: 18 de dezembro de 2017 às 10:41 Muito bem, Kennedy! Responder […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-22 11:49:57