aki

cadastre-se aqui
aki
Geral
30-04-2020, 19h10

Brasil supera China em número de casos e mortes por covid-19

31 Estados americanos relaxarão distanciamento social no fim de semana
3

Kennedy Alencar
WASHINGTON

Na contabilidade da Universidade Johns Hopkins, o Brasil superou a China também em número de casos de covid-19, não apenas em número de mortes.

Na décima posição global, o Brasil marcava às 18h30 desta quinta-feira 85.380 casos contra 83.944 da China. De acordo com os números da Johns Hopkins, a covid-19 matou 5.901 brasileiros e 4.637 chineses.

Não dá para confiar na transparência dos números da China, uma ditadura. Tampouco são confiáveis os dados brasileiros, porque há enorme subnotificação. Mas, na fotografia oficial feita pela Johns Hopkins, o Brasil apareceu hoje pior do que a China. Isso é responsabilidade de um presidente genocida e irresponsável, Jair Bolsonaro.

*

Afrouxamento geral

Aqui nos EUA, 31 Estados americanos tomarão até o fim de semana alguma medida para relaxamento do distanciamento social. O medo do impacto econômico elevou a tolerância a um maior risco de contágio de covid-19. Um abandono prematuro do distanciamento social está em curso no país. A aposta poderá se revelar um tiro pela culatra.

O CDC (Centers for Disease Control and Prevention), o Centro de Controle e Prevenção de Doenças, divulgará hoje novas diretrizes para reabertura da economia.

Empresas, por exemplo, devem manter refeitórios fechados. Restaurantes devem usar cardápio, talheres e pratos descartáveis, com mesas distantes pelo menos dois metros umas das outras. Também devem evitar bufês de salada e comida.

Nas escolas, estudantes devem lanchar nas salas de aula. Carteiras devem ficar a dois metros de distância. Lojas e mercados devem limitar o número de clientes que podem receber. Haverá diretrizes também para creches e igrejas. Igrejas devem estimular orações por vídeo ou realizar eventos em lugares a céu aberto.

Acaba hoje o prazo das diretrizes de distanciamento social da Casa Branca. De agora em diante, haverá essas novas recomendações. Estados não estão obrigados a adotá-las.

*

Economia em queda livre

Para piorar o quadro, 30,3 milhões de americanos pediram seguro-desemprego até o dia 25, sábado passado. Isso equivale a 18,6% da força de trabalho.

O dano econômico no primeiro trimestre foi duro. A economia despencou 4,8%, quando a previsão era queda de 3,5%. É o maior tombo desde a crise de 2008. As estimativas de desemprego e recessão são comparáveis à da Grande Depressão dos anos 30 do século passado. Em 1933, a taxa de desemprego chegou a 24,9% nos EUA.

*

Boa notícia

No meio de uma semana dura, na qual os Estados Unidos contabilizaram mais de um milhão de casos e mais mortes do que na Guerra do Vietnã, surgiu uma boa notícia.

Segundo um estudo, o Remdesivir, um antiviral, diminuiu o tempo de recuperação de covid-19 de 15 para 11 dias. A taxa de mortalidade foi de 8% entre quem foi tratado com a droga contra 11% de quem recebeu placebo. Ou seja, uma taxa de mortalidade cerca de 25% menor.

Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas, foi quem deu a notícia sobre esse estudo. Não foi Trump. Bom que o mensageiro tenha sido um cientista respeitado e não um presidente mentiroso e irresponsável.

Fauci pediu para que a FDA (Food and Drug Administration), agência que faz a administração de alimentos e medicamentos nos EUA, similar à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no Brasil, avalie rapidamente a liberação do uso da droga no trato da covid-19. Fauci disse nesta quinta que, talvez, seja possível produzir uma vacina em janeiro.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN – 2ª Edição” desta quinta:

Comentários
3
    • Walter Nobre disse:

      Kennedy, não dá para confirmar que o Brasil passou a China, por não sabermos integralmente todos os fatos, fica fácil apresentar números ínfimos com tantos habitantes, nesta hora precisamos fazer a lição de casa, já que nossa realidade não é das piores, diante do quadro mundial. Os americanos cometem o mesmo erro de muitos, não estão preparados por não ter plano B, estão perdidos principalmente em Nova York, simplesmente não demonstram a suposta capacidade como capital do Mundo na gestão, estão facilitando desde o inicio. Podemos comparar o EUA ao Brasil, a questão do desemprego segue a mesma perspectiva, este é o desafio dos dois governos este ano, com agravante das eleições para presidente lá. Quanto ao medicamento aprovado pela FDA, embora já existam lá outra promessa,a Pfizer por exemplo, pretende apresentar um medicamento para a Cura em definitivo até o final do mês, está é a maior esperança para o mudo.

  1. […] Fonte: Brasil supera China em número de casos e mortes por covid-19 | Blog do Kennedy […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-10-26 23:39:12