aki

cadastre-se aqui
aki
Política
20-12-2017, 8h32

Cartel em SP dificulta projetos eleitorais de Alckmin e Serra

PSDB teme eventual delação de Paulo Vieira da Costa
12

KENNEDY ALENCAR
SÃO PAULO

A revelação das empreiteiras Odebrecht e Camargo Corrêa de que formaram cartel em obras públicas durante governos tucanos em São Paulo tem potencial de desgaste para os projetos eleitorais de Geraldo Alckmin e José Serra.

Admitida a um órgão federal, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica, a formação de cartel nas gestões de Alckmin e Serra à frente do governo paulista fornece munição a adversários e reforça a imagem de que os tucanos jogaram sua corrupção para debaixo do tapete.

A revelação ao Cade evidencia que foi aplicado em São Paulo o mesmo esquema de corrupção utilizado na Petrobras. Não fazia sentido a tese de um cartel apenas na estatal petrolífera. As empreiteiras adotaram a mesma lógica em São Paulo.

Há um personagem que está no centro das suspeitas no caso de São Paulo, o ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza. Ele é um conhecido arrecadador de recursos de candidatos tucanos. Existe temor no PSDB paulista de uma possível delação de Paulo Vieira de Souza _visto, nos bastidores tucanos, como personagem instável.

Alckmin e Serra já enfrentam acusações no âmbito da Lava Jato. Alckmin sofreu um tiro de raspão. O STJ (Superior Tribunal de Justiça) analisa o pedido de abertura de inquérito para averiguar acusações de caixa 2 em campanhas eleitorais.

Serra tem a expectativa de que o prazo de prescrição menor para acusados com mais de 70 anos acabe enterrando as suspeitas mais graves.

Essa revelação da Odebrecht e da Camargo Corrêa dá mais força à necessidade de investigar as acusações contra Alckmin, favorito para disputar a Presidência pelo PSDB, e Serra, que cogita concorrer de novo justamente ao governo paulista.

A vantagem que Alckmin e Serra possuem é o aparente desinteresse do Ministério Público estadual e federal em São Paulo para investigar acusações de corrupção contra o PSDB.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”, que também tratou da decisão do ministro do STF de proibir conduções coercitivas:

Comentários
12
  1. Paulo disse:

    Quanto ao MP estadual, é fato. Além de servil, é composto de membros de débil formação, haja vista aquela peça (denúncia) ridícula dos dois promotores no caso Lula, em que até confundiram Engels com Hegel, na patética tentativa de parecerem ilustrados. Já o MPF está devendo uma iniciativa e um protagonismo maiores, no maior Estado da Federação. Mas, enquanto não amarrarem o sobrepreço à ciência dos nobres governador e ex, e, melhora ainda, à possível contrapartida em propina, estes se dirão vítimas. Acho mais fácil comprovar o caixa-dois…

    • walter disse:

      Caro Kennedy, não devemos jamais “curtir” a impunidade, “torcer para o quanto pior melhor”; acreditar que qualquer partido esteja acima da LEI, sendo tendencioso, com intenções claras em obter o pior ao País…Devem ser apuradas todos e a quaisquer desvios, sejam de caixa dois ou caixa três; assim como o lula, não pode um partido conduzir um Estado por tanto tempo, e parte dos seus integrantes; estou falando do PSDB, não ter tido a “grande” ideia, em arrecadar para outras eleições…aviltam os preços de obras, desde que “Jesus era menino”…certamente, o Alkimin, como presidente do partido, terá muito o que fazer dentro de casa…o Serra o Aécio e outros, estarão condenados pelas urnas…infelizmente, o Povo não deveria votar em ninguém dos citados, mas isto é um sonho infelizmente…

      • Sebastiao Augusto Canabrava disse:

        Sim, o Alckimim, como presidente do partido e como governador de SP, deve responder pelo cartel agora descoberto (mas que todos sabiam que existia) nas obras de SP. Entendi.

  2. Fabio disse:

    Kennedy, sou paulista e aqui em São Paulo os tucanos aparelharam totalmente o MPE e o Judiciario e sucatearam a policia civil.
    Tucanos em SP não podem e não devem ser investigados justamente porque tem os promotores e juizes em suas mãos.
    É um Estado totalmente dominado pelos tucanos há 22 anos.
    Por isso repito, não dou meu voto para ninguem que seja do PSDB e nem do PMDB

    • FG disse:

      Em SP, PSDB e PMDB se confundem em muitos aspectos, desde Montoro até agora o mesmo grupo político no poder, são mais de 35 anos … em nenhuma outra unidade da federação houve um prazo tão extenso de um mesmo grupo no Poder, isso se refletiu em toda estrutura do Estado pois os altos cargos de cada Órgão sempre são indicação do Governador, seja Ministério Público, Justiça, Polícia, Assembléia Legislativa, TCE … , por isso aqui nada foi investigado nos últimos 35 anos.

  3. João disse:

    investigar, prender tucanos???? onde???? no brasil o ibama não permite….. é a lei do meio ambiente…. meio ambiente corporativo… pois a nossa “justissa e o noço grandioco ministério público mais a puliça federal e o psdb se confundem… uma entidade só”… Richa governador do pr comprova….

  4. Dalvo disse:

    O Estado de de São Paulo é o céu, pois lá não se tem investigação, os graúdos políticos são chamados de santos, inclusive. Um procurador chegou a esquecer na gaveta a solicitação do ministério público suíço sobre possíveis depósitos ilegais. O Conselho nacional do MP disse que o esquecimento não é nada grave. Pois tais conselheiros vivem na mordomia custeada por quem acorda às 4h, pega trem e ônibus e recebe merreca. São Paulo só pobre é ladrão. Chegou-se a tal ponto que a impunidade de tucanos é normal. “Pai de família, exemplo de vida pública”. Deboches desse tipo se tornaram comuns.

  5. BRAGA BH disse:

    Parafraseando Sergio Moro: Podem ficam tranquilos porque estas acusações ‘não vem ao caso’!!

  6. Sebastiao Augusto Canabrava disse:

    Falou tudo, Braga! O que interessa era derrubar Dilma, condenar Lula (ou pelo menos torna-lo inelegivel – vide o andamento record do julgamento dele).

  7. ANDRE disse:

    A corrupção hoje parece generalizada entre os partidos de expressão, PMDB, PT, PP, PR, PSB, PDT, PPS, PTB entre outros, mais um se destaca, o PSDB, não por ser mais corrupto que os outros citados aqui, não se trata disto, mas pela capacidade de seus acusados de escaparem de serem punidos pela justiça e pela sua capacidade de abafarem qualquer investigação quando o partido está envolvido, principalmente no estado de São Paulo. Isto se deve realmente a grande infiltração que este partido tem dentro de instituições como os MPs, a PF e o judiciário. Tenho medo que voltando o mesmo presidência, toda a sujeira que está sendo hoje denunciada, comece a ser jogada para de baixo do tapete, usando para isto os seus muitos braços nas citadas instituições. Não lembro realmente de nenhuma condenação do PSDB, a justiça pegou o Janene, mas que já estava morto.

  8. FABIO disse:

    Eu entendo o parágrafo “A vantagem que Alckmin e Serra possuem é o aparente desinteresse do Ministério Público estadual e federal em São Paulo para investigar acusações de corrupção contra o PSDB.” de maneira oposta: TOTAL INTERE$$E.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2018-10-15 07:46:43