aki

cadastre-se aqui
aki
Recomendo
10-05-2014, 0h01

CBN e Contas Abertas promovem debate sobre eleições

Seminário será na quarta, 14 de maio, em Brasília, das 10h às 12h
2

Na próxima quarta-feira, 14 de maio, haverá em Brasília um programa interessante para quem gosta de política. Vou mediar o seminário “As eleições que nós queremos – Transparência e Ética na Disputa Eleitoral”. O evento é uma parceria entra a rádio CBN e a Associação Contas Abertas.

A lista de expositores é a seguinte: Marco Aurélio Mello, ministro do Supremo Tribunal Federal que está encerrando a sua terceira gestão como presidente do Tribunal Superior Eleitoral; Eugênio Aragão, vice-procurador-geral Eleitoral;  Márlon Reis, juiz que venceu o prêmio Innovare e fundou o “Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral”; Gil Castello Branco, secretário-geral da Associação Contas Abertas, e Diego Ramalho, fundador do movimento “Adote um Distrital”.

Inscrições poderão ser feitas na página da CBN. No total, há 200 vagas. Local: Centro de Eventos e Convenções Brasil 21,
 sala Vera Cruz 2, no Setor Hoteleiro Sul
. O seminário vai começar às 10h. Deve terminar por volta do meio-dia. Na quarta, será transmitido ao vivo pelo site da CBN. No sábado seguinte, 17 de maio, irá ao ar na rádio uma reprise das 13h às 15h. Prestigiem!

Comentários
2
  1. Eduardo Patriota Gumsão Soares disse:

    O programa será disponibilizado para download ou no Youtube?

  2. Cristiano Peixoto disse:

    Gostaria de saber sua opinião referente ao Voto Branco, e que se possível levasse o tema à pauta de seu programa. Apesar de ser uma opção distinta, a legislação eleitoral atualmente não o distingue do Voto Nulo, não sendo considerado válido para eleições de maioria simples nem proporcionais. Hoje o cidadão, além de ser obrigado a votar, pra que seu esforço seja válido ele é obrigado a escolher dentre os candidatos que ali estão, mesmo se ele não encontrou um candidato que melhor lhe represente, ou mesmo se ele não se considera apto ou com informações suficientes pra escolher alguém, o chamado voto consciente. Diante disso eu te pergunto: Qual o melhor instrumento eleitoral para se demonstrar insatisfação com o atual perfil de candidatos? Validar o Voto Branco não minimizaria os chamados “votos protestos” em candidatos caricatos que acabam sendo eleitos, mas sem a menos condição de exercer o cargo? Porque o TSE em suas propagandas sequer menciona o Voto Branco como opção, caso o eleitor não esteja certo em quem votar? Pelo visto, para o TSE é melhor o voto inconsciente que o voto Branco. E para o Brasil?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-10-21 15:19:29