aki

cadastre-se aqui
aki
Política
21-11-2014, 16h24

Com Levy na Fazenda, Dilma repete estratégia de Lula em 2002

Nova equipe econômica surpreende mercado e oposição; política fiscal será mais rígida
74

KENNEDY ALENCAR
Brasília

A indicação de Joaquim Levy para o Ministério da Fazenda é uma vitória política do ex-presidente Lula. A escolha surpreende a oposição, o mercado e a imprensa _exatamente o que fez Lula depois de ser eleito em 2002.

Apesar de já ter convidado Levy para a Fazenda e Nelson Barbosa para o Planejamento, a presidente Dilma Rousseff decidiu não divulgar nomes hoje. Está contrariada com vazamentos.

Existe a possibilidade de o anúncio da nova equipe econômica demorar ainda mais uma semana, a fim de aguardar a votação no Congresso do projeto que abandona a meta fiscal de 2014. Há quem diga, no Planalto, que os nomes só serão anunciados na próxima quinta-feira.

A ideia, na visão do Palácio do Planalto, é deixar que o atual ministro da Fazenda, Guido Mantega, responda pelo fracasso da política fiscal. Assim, a nova equipe poderia começar a trabalhar com esse tema resolvido e teria um novo começo para propor outra política fiscal. Levy teria tempo ainda para montar sua equipe.

As escolhas de Levy  e Barbosa são uma estratégia política inesperada pelo mercado financeiro, empresários, oposição e imprensa. A equipe econômica do segundo mandato Dilma será mais ortodoxa do que se imaginava.

O ex-presidente Lula aconselhou Dilma a indicar para a Fazenda alguém que já chegasse ganhando a batalha das expectativas. Por isso, insistiu primeiro em Henrique Meirelles, ex-presidente do Banco Central, que foi rejeitado por Dilma. Depois, trabalhou pelo presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, que não quis assumir a Fazenda.

Joaquim Levy é uma espécie de Henrique Meirelles de Dilma. Quando Lula indicou Meirelles para o Banco Central, em 2002, ele havia acabado de ser eleito deputado federal pelo PSDB. Levy tem a vantagem ainda de ter trabalhado com Antonio Palocci Filho, ministro da Fazenda de maior sucesso no período do PT na Presidência da República.

As escolhas de Dilma sinalizam disposição de uma mudança importante da presidente: maior autonomia para a equipe econômica, com uma inflexão clara na política fiscal. Levy e Barbosa são contrários à maquiagem fiscal e ao expansionismo de gastos da dupla Guido Mantega-Arno Augustin, que aplicou na economia a receita de Dilma. Mantega deixará a Fazenda. Augustin, o Tesouro.

Dilma fez boas escolhas para a Fazenda e o Planejamento. O senador Armando Monteiro Filho (PTB-PE) assumirá o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio. E a senadora Katia Abreu (PMDB-TO) comandará a pasta da Agricultura.

 

Comentários
74
  1. mabilon vasconcelos disse:

    Agora a agricultura familiar vai para o brejo, pois a senadora Katia Abreu sempre defendeu o agro negocio dos latifundios, devidamente financiado pelo cofre publico

    • serg disse:

      Vamos lutar contra o Desmatamento, pricipalmente na Amazonia! É isto que vem contribuindo com a seca prolongada pela qual estamos passando. E com a elevação da temperatura. Será que todos queremos ser “torrados e queimados” além de passarmos sede? Sra. Kátia Abreu, por favor medite sobre isto. E pense nos seus filhos e netos, e nos nossos também. Amém.

      • EDSON GERALDO PINTO disse:

        Comentários infelizes sobre a Agricultura Familiar. Se vocês não sabem mais de 60% dos produtos da cesta básica são produzidos pela Agricultura Familiar, além do seu papel relevante na questão social.!!!!!!

    • Matheus disse:

      Já vai tarde.. a única agricultura familiar que dá certo é o cinturão verde da colônia japonesa aqui em Suzano. O resto vivem de subsídios. Quem paga a conta é o agronegocio.

      • Renato disse:

        Matheus, faço minhas as suas palavras…agricultura familiar é bom pra fazer propaganda política…Não dá pra plantar milho, soja, arroz suficiente para o consumo interno e para exportação.

        • Flavio Nascimento disse:

          Quem fala desse jeito da agricultura familiar demonstra nao saber nada do assunto. O Brasil é grande exportador de produtos agrícolas, foco do agronegocio, enquanto que o que comemos nas nossas refeições diarias são oriundos da agricultura familiar. O resto é preconceito de gente que nao sabe de nada do assunto.

        • João Batista disse:

          Renato, por isso que é chamada de Agricultura Familiar: para atender as famílias que plantam.

      • Ozeias Soares disse:

        Caro Matheus, você foi extremamente feliz no seu comentário, sempre fui ligado ao agronegócio, essa foi a maior verdade que já ouvi.
        Abraços.

      • Francisco disse:

        Eu hoje almoçei salada de agricultura familiar…

        • Fausi Birene disse:

          Mas com certeza utilizou vários outros produtos do agronegócio “óleo de soja, açúcar, arroz, feijão, café, carne etc..” álcool combustível. Não da para sobreviver comendo salada.

      • Márcio disse:

        Matheus,

        Meu avô faleceu há pouco tempo, mas foi um grande homem, integro, honesto e trabalhador. Temos uma grande fazenda no interior, e meu avô sustentou 9 filhos. Nunca exportou nada, sempre viveu de pequenas culturas próprias e algumas de meia, onde se fornece a terra, sementes e os insumos, e a outra pare entra com a mão de obra. Teve um bom rebanho e vendia leite e carne, tinha um armazem na sede da fazenda que tinha de tudo. Não era um latifundiário, mas vivia confortável do seu trabalho diário, que começava antes mesmo do nascer do sol. Sempre teve a ajuda de minha avó, e juntos tocaram a fazenda e cuidaram dos filhos e netos até quando a saúde permitiu. Assim como eles, existem muitas famílias que querem viver assim, do seu trabalho. Plantam para o consumo próprio e são pequenos fornecedores. Há espaço para todos nesse Brasil, o que falta é vontade de alguns e incentivo do governo. Se o governo, pelo menos não atrapalhasse a vida dos pequenos agricultores já ajudava. Nossa fazenda fica no interior da Bahia, a 90 km de Salvador e te juro, se pudesse voltava para lá para viver de agricultura de subsistência, a vida nas grandes cidades já está perdendo o sentido. Acredito que as pequenas e médias propriedades bem administradas ajudariam e muito na economia do país. Um fazendeiro honrado é muitas vezes responsável por uma grande comunidade, e funciona como padre, médico, psicólogo e delegado. Isso tudo faz parte de um passado recente, mas quem sabe ainda existam alguns assim. Tinha até uma escola rural, e meu avô não gostava de ver filho de funcionário sem estudar. Parece até ficção, mas é a pura história de um Brasil que pode dar certo. Não teve muito malabarismo, não, só muito trabalho, honradez, respeito e muito amor. Vejo que me empolguei bastante ao escrever este texto, mas não tinha como não registrar isso. Ao grande Brasil falta um pouco disso, as virtudes do pequeno Brasil.

      • Edgar disse:

        Lamento este pensamento, a agricultura familiar não tendo apoio financeiro do governo, todos invariavelmente vão deixar a “colônia” e vão engrossar o cinturão “da miséria” na periferia da cidade.

    • Ozeias Soares disse:

      Caro Mabilon Vasconcelos, o agricultor familiar que é profissional da agricultura, não vai pro brejo. Não vai porque ele toma dinheiro emprestado, produz, tem filhos na faculdade, tem ótima qualidade de vida, paga a conta e lhe sobra dinheiro. Os aventureiros que ganham terras e são abandonados sem assistência técnica e sem orientação, esses são uns infelizes, que em nome de assentamento de reforma agrária, sofrem, por conta dos desvios, de verbas(roubos)mas entram nas estatísticas como bem sucedidos, essa conta é paga pelos contribuintes, provavelmente o senhor ajuda pagá-las.

      • LUIZÃO disse:

        Ozeias. Essa é a maior verdade que eu poderia ouvir. Estou de pleno acordo com suas palavras. A indústria de invasão de terras e ocupação é a maior enganação dos ultimos tempos . Pura propaganda esquerdista e trampolim para seus cabeças receberem votos, e não precisa nem falar sobre os desvios. A bugrada ocupa , não realiza quase nada a não ser criar algumas galinhas para recolher os ovos , e na primeira oportunidade , vende a gleba a troco de migalhas, e parte para outra invasão . Os filhos e netos vão aprendendo e quando crescem aperfeiçoam o “modus operandi”.

    • Demóstenes Saraiva Lucas disse:

      Na verdade a agricultura familiar é de responsabilidade do Ministério do Desenvolvimento Agrário.

    • RANI ABREU disse:

      ESSE LEVY TRABALHOU COM O LULA E COM O PALLOCCI, PRECISA FALAR MAIS ALGUMA COISA? DIGA-ME COM QUEM ANDAS QUE TE DIREI QUEM ÉS!!!!

    • Agora pretendo acompanhar esse assunto. Espero que essa Ministra já tenha compreendido a questão relativa à “árvores”, que dê a devida importância.

  2. serg disse:

    Para o momento que vivemos, estes nomes são adequados e necessarios. Lembre-se no entanto que o País não pode dar-se ao luxo de perder o que já ganhou na area social. Assim, estou de cordo com a linha da presidenta: vamos ajustar mas não arrochar. Lembremos, p.ex., que nosso Primário é o quarto do mundo, segundo dados disponíveis recentes; estamos crescendo neste ultimo trimester; e a inflação voltou há poucos dias, para baixo do teto de 6,5%. Assim, reforma fiscal:sim; reforma política: sim; luta sem tréguas contra a corrupção:sim. Arrocho e desemprego:não; corte de verbas para infra-estrutura, ensino e pesquisa: não. Afinla, já se viu com a Europa o que ocorre ao se optar por arrocho desmedido. E nem a nossa presidenta parece querer isto. E nem a população.

    • Luiz Claudio Troccoli disse:

      Engraçado, todas as informações da economia apontam no sentido oposto, a inflação batendo o teto de 7,5%, o crescimento não passa de 0,1% (se isso for crescimento. A vontade de que seja verdade e maior que a realidade.

      • claudio disse:

        Acontece, caros perdedores, que a Alemanha cresceu 0,1% no terceiro trimestre e o desemprego por lá é bem maior que o nosso. Enquanto isso, o Japão entrou em recessão.
        Portanto falar do Brasil negativamente mostra um desconhecimento total da situação internacional.

        • Adelar José Hermes disse:

          Não se pode falar nos percentuais brasileiros do desemprego pois este número que o governo apresenta, jamais é real. Os números estão hiper-manipulados, aliás, como todos os demais índices que o governo apresenta. Isso vale para quem conhece a realidade brasileira, aos demais, cabe simplesmente aceitá-los como verdadeiros.

      • MARCO MUSSE disse:

        È ISSO AÍ lUIZ..AINDA TEM GENTE QUE ACREDITA NESSA MANIPULAÇÃO,NESSA FALSETA QUE SÃO ESSES DADOS.CRESCIMENTO???ONDE ? NÃO ESTAMOS PRODUZINDO NADA E POR CONSEQUENCIA A ARRECADAÇÃO ,A RECEITA DIMINUI.A INFLAÇÃO JÁ ESTOUROU O TETO E AGORA ESSA LOUCA QUER FORÇAR UM SUPERAVIT MUDANDO AS REGRAS DO JOGO ??? INCOMPETENTE ,MANIPULADORA,CENTRALIZADORA.SÓ ESPERO QUE ELA DEIXE ESSES NOMES ESCOLHIDOS TRABALHAREM E NÃO META O BEDELHO NO QUE NÃO ENTENDE.POIS ESSA MULHER NÃO ENTENDE NADA DE ECONOMIA.ALIÁS ELA SÓ ENTENDE DA IDEOLOGIA BARATA E ULTRAPASSADA DESSE PARTIDO IMUNDO E CORRUPTO A QUE PERTENCE

      • CLAUDIONOR ERASMO PRADO disse:

        Você esta inflacionando a inflação…!

      • Antonio Carlos disse:

        Luiz Claudio, eu sei que vocês detestam números, já que eles não mentem. Vamos lá:
        PIBs no 3º trimestre de 2014:
        Brasil: +0,6%
        Japão: -0,4%
        Alemanha: +0,1%
        França: +0,3%
        Itália: -0,1%
        Espanha: +0,5%
        Inglaterra: +0,6%
        O que os críticos alucinados têm que entender é que não existe “Planeta Brasil”, nó fazemos parte de um Mundo que está em crise e na qual estamos muito bem, pelo menos criamos empregos, em quanto o mundo demite 60 milhões de pessoas.

        • LUIZÃO disse:

          Antonio Carlos. Para eu não ter que procurar nos gráficos, me diga , as comparações em números, qual os valôres dos PIBs desses países (não vale o da Espanha) que você , cuidadosamente, só mencionou sòmente alguns que se encontram abaixo dos do Brasil, em relação ao valor a que êles em milhões ou trilhões correspondem e qual a relação ao numero da população existente nesses países, já que o tamanho do PIB, presume-se também beneficiar per capita as pessoas . Por exemplo a Alemanha tem X trilhões de PIB que gera a sustentação de X milhões de habitantes. Apenas como posso lhe citar um dado interessante como exemplo do que significa progresso e desenvolvimento, embora você não tenha mencionado os Estados Unidos, o PIB do Estado da prodigiosa Califórnia é maior do que a do Brasil inteiro.

          • Antonio Carlos disse:

            Prezado, boa noite.
            Na realidade, o meu comentário teve por objetivo questionar o número apresentado pelo Luiz Claudio que, como critico exagerado que é, disse que a nossa inflação estava batendo o teto da meta de 7,5% – achei que nem valia comentar, tal o desconhecimento – e que o crescimento do nosso PIB era de 0,1%, no qual detive o meu comentário.
            Achei a sua pergunta em pouco confusa, não entendi muito bem, mas não vou deixar de respondê-la. Para isso, vou ser o mais abrangente possível, talvez você entenda.
            Vamos a alguns números, eles não mentem:
            1)Crescimento do PIB em 2013 – China = 7,7%; Coréia do Sul = 2,8%; BRASIL = 2,3%; Reino Unido/EUA/África do Sul = 1,9%; Japão = 1,6%; México = 1,1%; Alemanha = 0,4%; França = 0,3%.
            2)Maiores Economias do Mundo em 2014 (Maiores PIBs) (*): EUA; China; Índia; Japão; Alemanha; Rússia; Brasil; França; Reino Unido; Indonésia. Note que entre os sete primeiros estão os quatro BRICS.
            (*) Note que no Brasil nós temos uma sonegação brutal: A padaria, o açougue, o restaurante, etc…, sem contar o marceneiro, o pedreiro, o pintor e por aí vai. O que é faturado e não declarado não entra no cálculo do PIB. Lá na Holanda, por exemplo, até o faturamento da Red Light, que é a área de prostituição de Amsterdam, entra no cálculo do PIB.
            3)O PIB per capta do Brasil, em 2002, correspondia a 20,2% do PIB per capta dos EUA. Hoje, em 2014, corresponde a 28,3%, ou seja, comparativamente, estamos mais próximos.
            4)Percentual da DÍVIDA PÚBLICA em relação PIB (*) em 2014 (quanto maior, pior): Rússia = 13.41%; China = 22.40%; BRASIL = 56.80%; Índia = 67.72%; Alemanha = 78.40%; Canadá = 89.10%; Reino Unido = 90.60%; França = 91.80%; Zona Euro = 92.60%; Espanha = 93.90%; USA = 101.53% Itália = 132.60%; Japão = 227.20 %
            Leve, ainda, em consideração, que a Receita Federal tem um Crédito de Dívida Ativa de 1,5 TRILHÃO e por ano a sonegação no Brasil chega a 500 BILHÕES. Isto somado pagaria o total da Dívida Pública que é de 2,17 TRILHÕES, ou seja, para quem entende a nossa Dívida Pública é insignificante.
            MILAGRES NÃO ACONTECEM, ANTES DE 2003 A SITUAÇÃO ERA MUITO RUIM.
            Ah, só mais um detalhe, tudo isso reduzindo a taxa de desemprego de 13,0% para 4,7%, enquanto o Mundo demitiu mais de 60 milhões de pessoas.
            Outra coisa: não existe “Planeta Brasil”, o Brasil é fortemente atingido pela crise mundial, assim como são todos os outros países.
            CONCLUSÃO: NOS SAÍMOS MUITO MELHOR.

    • André Zaharenko disse:

      Caro “Serg”, acho que você está sendo um tanto ingênuo em achar que o segundo mandato de Dilma vai ser digno de confiança e que a equipe econômica terá autonomia para fazer a “lição de casa” que os adultos (EUA + UE) fizeram e que, agora, dão sinal de recuperação em seus campos.
      Não nos iludamos, o (des)governo agora quer diminuir os ânimos exaltados e tentar ter governabilidade, mas estamos literalmente à beira de um colapso econômico.
      Vamos aguardar, mas que o ‘bolivarianismo’ (no sentido distorcido da palavra) vai prevalecer, isso não tenho dúvidas…

      • Luis Calais disse:

        Já foram 12 anos de mentiras e proveito deles… de muita corrupção! Essa esquerda bateu de 7×1 a direita em desvios, mentiras e corrupção. Aqui índices maquiados:na Europa é o real! Vc acredita nela, então Papai Noel vai lhe
        trazer um presentão ano que vem ! kkk

  3. Joião Gama disse:

    OK resemos para dar certo.

    • serg disse:

      Concordo com a luta constante contra a corrupção, como a Policia Federal e Juiz Moro estão fazendo, na maior operação anti-corrupção jamais realizada no País, pegando corruptos e corruptores. Precisamos continuar para atingirmos uma operação Mãos Limpas, como se fez na Itália. O retorno financeiro será enorme. Não concordo com ministros/juizes que bloqueiam operações da Polica Federal, como ocorreu com a operação Satiagraha em que o ilustre ministro Gilmar Mendes tratou bem o o banqueiro (Dantas) mal feitor e acusou e prendeu o Policial que descobriu a maracutaia, o qual foi ainda demitido da PF.

    • Fátima Leal disse:

      “REZEMOS” e OREMOS

    • Mais arroxo fica dificil….O povo nunca aprende. Bolsa familia nada mais é que uma simples compra de voto daquele que nada tem. Fome zero ? KKKKKKKKKKKKKK….palhaçada…..minha casa minha vida…..kkkkkkkkk casas de 30 metros quadrados numa região onde judas perdeu as botas…

      • Antonio Carlos disse:

        DEPOIS ELES FALAM QUE NÃO TEM CRISE
        Emprego e renda voltam a subir. Imagine sem terrorismo econômico…
        Os sinais de recuperação econômica, já registrados na pesquisa do Banco Central que registrou alta na atividade econômica, ganharam força, hoje, com a divulgação do nível de emprego e renda pelo IBGE.
        O desemprego caiu para 4,6%, o terceiro menor índice da história e o menor para o mês.
        A renda média cresceu, de R$2.075,39 em setembro, para R$2.122,10 em outubro, mesmo tendo havido uma queda nos setores mais “amaldiçoados” pelos comentaristas neoliberais: militares e servidores públicos tiveram redução real nos seus vencimentos médios.
        Isso não quer dizer que não tenhamos uma situação econômica invejável.
        Quer dizer que não é sobre os trabalhadores que estão, como sempre, recaindo seus ônus.
        A taxa de desemprego em 2003/2010 era a seguinte:
        Média Brasil = 13,00% / 4,70%
        São Paulo = 15,00% / 4,40%
        Não requer explicações, de tão evidente.
        Curioso é que, proporcionalmente, a maior redução se deu em São Paulo, onde há gente que acha que só os nordestinos se beneficiaram das mudanças.
        Vejam alguns trechos do relatório do IBGE:
        • A taxa de desocupação em outubro de 2014, foi estimada em 4,7% para o conjunto das seis regiões metropolitanas investigadas. Frente a setembro (4,9%), a taxa não apresentou variação significativa. No confronto com outubro de 2013 (5,2%), a taxa caiu 0,5 ponto percentual.
        • O número de trabalhadores com carteira de trabalho assinada no setor privado no mês de outubro de 2014, foi estimado em 11,7 milhões no conjunto das seis regiões pesquisadas. Este resultado não variou na análise mensal (frente a setembro) e quando comparado com outubro de 2013 também se mostrou estável.
        • O contingente de desocupados, em outubro de 2014, foi estimado em 1,1 milhão de pessoas no conjunto das seis regiões investigadas, não apresentando variação na comparação com setembro.
        OLHA A CRISE AÍ GENTE

    • JAL disse:

      Porquê a mídia está OMITINDO a origem de Joaquim Levy: PARTICIPOU DO GOVERNO FHC NO MINISTÉRIO DA FAZENDA: Secretário-Adjunto de Política Econômica do Ministério da Fazenda na gestão do Pedro Malan.

  4. ADAIR disse:

    ACHO QUE FEZ UMA BOA ESCOLHA, MAS TEM QUE FAZER UM BOM AJUSTE FISCAL, FECHAR AS PORTAS PARA A CORRUPCAO, REVER AS MANEIRAS DE CONTRATACOES DE EMPRESAS PARA TRABALHAR COM O GOVERNO, E OS POLITICOS DAR A SUA CONTRIBUICAO TAMBEM, PARA DE ROUBAR, SE OS SEUS SALARIO NAO ESTA DANDO, PECA DEMISSAO E VAI TRABALHAR DE OUTRA COISA, MAS ELES SO QUEREM O DINHEIRO DO POVO.

  5. Gilson Vieira da Cunha disse:

    E o número de ministérios, não vai diminuir? Quantidade não é qualidade. Bastariam quinze ministérios ocupados por gente honesta, patriota e competente. Como a presidente controla tanta gente, se é que controla? A verdadeira ingovernabilidade está aí nesses balcões de negócios Ou ralos), onde muitos companheiros barrados pelas urnas encontraram a sua mina de ouro.
    Que tal importar ministros cubanos e conselheiros venezuelanos?

    • Adair A. Barros disse:

      Meu caro, esse modelo de política que você prega, foi derrotado nas urnas, acho que você está querendo 3º turno.

    • PEDRO SOARES disse:

      ISSO NAO MUDA NADA CUMPNHEIRADA, VAI CONTINUAR A MAMAR NAS TETAS DO TESOURO,OQUE PRECISA E ACABAR COM ESTA CORJA DE INCONPETENTES NO MAXIMO 7 MINISTERIOS, E DEIXAR DE BANCAR ESTES CORRUPTOS, SEM PATRIA/////

    • Fernando Siqueira disse:

      Felizmente não escolheram Meirelles para Fazenda. Raposa não pode tomar conta do galinheiro. Boa sorte aos escolhidos para trancar a porta dos corruptos e corruptores.

    • Asteriosvaldo Sacristolimotério de Souza disse:

      Nossa, que papinho ridículo, típico de quem não sabe nada, que critica por criticar, mas não sabe o que dizer.
      É triste ouvir essas bobagens.

    • Olá, também concordo que quantidade não é qualidade, e que 15 ministério é mais que suficiente para dar andamento no desenvolvimento do País. E se o ministro da economia e do planejamento forem capazes e honestos com seu País, com certeza a 1º coisa que irão planejar é um meio de reduzir impostos,até porque com tanta roubalheira ainda se conseguiu esconder por anos o desfalque dos cofres públicos. Isto é sinal que estamos pagando impostos além da necessidade,ou conta.Com tanto imposto que pagamos daria e dá para nós brasileiros se tornar a 1º economia mundial,pois um país tão grande e generoso se não fosse por tanta corrupção, no governo do (Lula que foi capaz de pagar a dívida externa) e Dilma que não viu e não sabia de nada da roubalheira.Nestes 2 governos já era para estarmos entre os 5 mais estáveis na economia.Corruptos este é o maior câncer do nosso País, Pena de morte para estes canalhas que tiram o alimento do nosso povo brasileiro.Só assim acabará a quadrilha da corrupção do brasil. Senhora presidente não se deixe ser traída, quer resolver a situação pena de morte para corruptores.

  6. alberto disse:

    “estratégia política inesperada pelo mercado financeiro, empresários, oposição e imprensa”
    Acho que é exatamente uma estratégia esperada pelo mercado financeiro, não é uma escolha prioritariamente política e
    sim econômica, de sobrevivência do País pois a condução fiscal frouxa esta conduzindo a perder cada vez mais divisas, aumento de juros, fechamento de indústrias e com inflação.

  7. José de Ribamar Gomes Filho disse:

    É isso, o cenário econômico-financeiro-político do País, não aguenta mais tantas falcatruas e desmandos, ou vai minando a corrupção ou essa só tende a aumentar.
    É preciso, que a partir de agora, as crianças que estão nascendo no Brasil, vá se passando para elas, o conceito de “HONESTIDADE”, para que daqui uns cem anos, possamos ter um País diferente.

  8. Moacir disse:

    Katia Abreu? È da cota do AÉcio ?

  9. Francisco Werkema disse:

    Além dos pertinentes comentários dos srs. Serg, Adair e Gilson a presidenta precisa focar prioritariamente na desburocratização em todas as esferas de seu governo (vale para os estados e municípios também)..Burocracia desnecessária é uma ferrugem para as engrenagens do país…mata qualquer iniciativa boa….neste país até pagar imposto é complicado….

  10. Roberto Petramali disse:

    Eu até estava com vontade de comentar , dar a minha opinião mas depois de ler a opinião do Gilson perdi a vontade Credo

  11. Afonso Arthur Neves Baptista disse:

    A Presidenta DILMA, foi muito feliz com as novas escolhas para seu ministério JOAQUIM LEVY para Fazenda, NELSON BARBOSA para o Planejamento e a Senadora KATIA ABREU para Agricultura, são pessoas com vasta experiência e vai dar certo. Parabéns a Senhora Presidenta. Afonso Arthur Neves Baptista – Conselheiro do Corecon-SP.

  12. J K disse:

    a PR não devia se preocupar mais com vazamentos. Pensaram se isso não é ação de algum hacker espiando o governo ? se sim, nunca vai anunciar os novos personagens ?

  13. Só o futuro ira dizer., do jeito que está estamos descendo escadaria sem corrimão….

  14. Fernando Siqueira disse:

    Ainda bem que o banqueiro Meirelles não foi convidado pela presidente Dilma. Jamais uma raposa pode tomar conta do galinheiro. Sorte aos escolhidos, principalmente para o Ministério da Fazenda. Que sejam regidos no combate a corrupção nos dois sentidos para um país mais sério.

  15. CELSO disse:

    Votei em Aécio, mas agora temos que torcer para que ela faça um bom governo, afinal estamos nesse barco.Espero que essas indicações sinalizem mudanças.

  16. gesiel disse:

    Não sei se o Lula dá sorte ou recupera desfaz MITOS e DOGMAS VICIOSOS DE DIREITA. O Henrique Meireles, que VIVEU ANOS DISTANTE DO BRASIL, votou no FHC, quando ainda vivia no exterior, e ao voltar ao Brasil se elegeu deputado pelo PSDB de goias. Meses depois se desligou do PSDB do FHC, e no governo Lula ganhou notoriedade, e PERCEBEU, como SUJEITO CULTO QUE É, que “”VOTAR OU SE ALIAR AO PT, NÃO SIGNIFICA SER IGNORANTE””. O mesmo aconteceu com o Eduardo Paz, que se elegeu deputado pelo PSDB, sendo na CPI do mensalão uma figura agressiva ao Lula e IMPRODUTIVA nos andamentos da CPI, ostentando vaga de papagaio de pirata nos ombros do ACM NETO e do RODRIGO MAIA do DEMO; mas que ao se aliar ao LULA, virou UMA LIDERANÇA NA POLITICA CARIOCA; muito acima do Rodrigo Maia e do ACM NETO. Quem sabe em breve, os membros da “”REVOLUÇÃO DOS IGNORANTES””, não descubram a correção de rumo do Henrique Meirelles.

    • Carlos disse:

      É verdade ganhou notoriedade, espaço e liderança com o PT, quem sabe o nome dele saia na lista da CPI da Petrobras, não duvido nada disso. A única coisa que LULA sabe fazer e enganar o povo, cumpre a risca a cartilha de FHC e para o povo diz que o cara é o “demônio”, agora o AGRONEGÓCIO é coisa só serviu para expulsar o homem do campo, desmatamento, encher barriga de europeu e degradar o solo, e criar uma nova raça de playboys caipiras que só querem encher a cara e andar de caminhonete para cima e para baixo, com plantações custeadas com o dinheiro público

  17. Paulo Vieira disse:

    Vamos começar a deixar de engatinhar, boa indicação !

  18. sergio david disse:

    PARA GILSON E SEGUIDORES : QUANDO OS GOVERNOS DO “PT” VÃO IMPLANTAR O COMUNISMO,
    O BOLIVARIANISMO , E QUETAIS POIS DESDE O PRIMEIRO MANDATO DO “LULA” ATÉ HOJE
    NÃO ACONTECEU NADA , ATE QUANDO ELES VÃO ESPERAR , ATE PERDEREM O PODER SABE LÁ
    QUANDO , 2018 , 2021 , 2025 ?

  19. Valdecir da Silva disse:

    Isso é mais do mesmo, com uma mal disfarçada roupagem de agrado ao mercado e tentativa de salvar um governo capenga… A presidente Dilma e o PT tem de entender que gastar menos do arrecada e criar mecanismos para acabar, de fato, com a corrupção é o fará o Brasil se desenvolver e ser respeitado pelos mundo e pelos brasileiros…

  20. orvando junior disse:

    Gostaria apenas de repudiar aos agressores dos programas bolsa familia e minha casa minha vida, pois estes programas tem ajudado muito a população de baixa renda. Sou servente de pedreiro e consegui minha residencia pelo programa, tenho hoje um teto e um lar, tenho um grande orgulho de chegar em casa e conseguir olhar para meus dois filhos com dignidade, sabendo que eles terão uma tranquilidade para poder ir pra uma faculdade; faculdade essa que também será financiada pelo governo (FIES). Somente quem nasceu em berço de ouro não sabe o valor que tem os programas implantados pelo governo. Hoje ganho um salario que consegue manter a minha familia, pagar as prestações da minha casa e ainda pagar as prestações dos eletrodomesticos comprados pelo programa minha casa melhor. Isso tudo parece uma compra de votos para os que não conhecem a realidade trabalhadora, a realidade de quem muitas vezes ajuda na construção de suas mansões. Acho que o governo tem muito a melhorar, mas estamos hoje podendo sonhar, enquanto antes não conseguíamos nem dormir!!!

  21. Leo Dias disse:

    Gostei da indicação de Katia Abreu e Monteiro. Os dois são políticos que tem lastro na representação de grupos econômicos que serão alvos diretos de suas ações. A pressão não virá apenas do Partido, mas também dos grupos que sempre representaram. O Ministério da Agricultura sempre foi o ministério do agronegócio, acordem! O ministério responsável por políticas públicas voltadas a agricultura familiar é o Ministério do Desenvolvimento Agrário, que espero continue sendo um “ministério” independente do MA. Por sinal a agricultura familiar só começou a avançar no Brasil depois dessa separação!

  22. claudio disse:

    Pois eu acho que ela deveria anunciar logo. Só com o “vazamento de hoje as reações já foram altamente positivas. E é disso que esse governo está muito necessitado!

  23. Emilio disse:

    So queria diser que partido politico não
    e time de futebol,não importa qual seja
    o partido A,B, ou C e sim estar do lado
    do povo brigando pelo pais e ver quem vai
    fazer gol…. ACORDA BRASIL.COM S

  24. Anderson Marques de Oliveira disse:

    Para aqueles que estão comparando o crescimento do Brasil com a Alemanha, que é a melhor e mais consistente economia européia, só quero lembrar que o Brasil irá perder em crescimento em 2014 para países como Bolívia e Peru.

  25. Vanessa disse:

    Não contem com o “ovo naquele lugar da galinha”, pois ela ainda não anunciou nada, devido às várias especulações em torno dos nomes que irão compor a equipe econômica, ainda temo pelo pior, vindo dessa senhora.

  26. luciano brasil disse:

    o problema é que ficam um bando de otários, perdedores, que não aceitam a derrota das urnas, querendo criticar sem ter respaldo. Olhem para trás, nossa inflação era quanto?, nosso crescimento era quanto?, nosso desemprego era quanto?, nossos miseráveis eram quantos?, nossos desamparados e desabrigados eram quantos?, parem de falar mal de quem trabalha pro povo pobre, acabou aquele tempo em que vocês levavam o dinheiro do nosso pais todo e o povo pobre ficava com as migalhas, acabou aceitem isso, nunca mais vocês vão tomar nosso pais de assalto, viva a lula, viva o PT, vamos juntos povo brasileiro, crescer juntos com o nosso pais, vamos ajudar nossa presidente a continuar melhorando o nosso pais para quem mais precisa, a classe B,C,D e E há, é isso agora existem essas classes. KKKK

  27. jorge giaquinto disse:

    Caro Kennedy.

    Há uma diferença muito grande entre a escolha do Meireles em 2002 e a do Joaquim Levy agora. Aquele era a garantia que as coisas ficariam nos eixo e este foi a ultima alternativa.

    Portanto não torne as suas palavras como sendo uma verdade do mercado.

    O mercado tem duvidas, e sérias! se Joaquim vai resistir ao temperamento bestializado de Dilma, que se acha a maior economista do mundo,capaz até de ditar regras na ONU para o restante das nações, mas que consegue enxergar nada além do proprio nariz! Por sua falta de visão levou a nossa economia para o buraco que hoje se encontra!
    Que Deus dê luz e paciencia a este homem e todos nós.

  28. kz disse:

    Tem tantas pessoas inteligentes, como diz letrados a favor do lula pt, entendidos em economia, administração,politica,cultura, direito, mas esta faltando defensor da ética na politica e respeito ao nosso Brasil!!!!.

  29. Aprendendo a Democracia disse:

    Pronto! Agora vai começar a discussão futebolística. A mesa redonda do fato acontecido. É preciso entender que a Presidenta está escolhendo Ministros, e Ministros são auxiliares de governo. Nenhum deles muda uma palha de lugar se não estiver em linha com a política definida pela Presidência. A menos que a Presidência dê o sinal verde. E quem agir em sentido contrário tem que entregar o cargo. Ministro não é como Presidente, Senador, Deputado ou Vereador, que são eleitos e só podem ser impedidos pelo Congresso ou por cassação de direitos políticos. Ministro é “pau mandado”. Assim sendo, é bom, aliás é necessário que sejam competentes. Isso basta. A cor de seu crachá não importa.

  30. nilton disse:

    IMPEACHMENT JÁ,OU O BRASIL ACABA COM O PT OU O PT ACABA COM O BRASIL,MEU PAIS NÃO SERÁ MAIS UMA VENEZUELA,MEUS FILHOS, SE FOR A VONTADE DE DEUS IRÃO MORAR NUM PAIS DECENTE,HONESTO E PROSPERO.

  31. Paulo Josafá disse:

    Kennedy, como devem ficar os concursos públicos? Sou aprovado no último concurso de procurador federal, passaram uns 550, chamaram 180 até agora, vale de junho de 2014 a junho de 2015, a demanda é muito grande, principalmente no INSS, hoje tem mais de 500 cargos vagos, todos já fizemos curso de formação, não sei se esses cortes nos afetariam. Na verdade as autarquias sem defesa perdem mais dinheiro.

  32. Fernando Iglésias disse:

    Quando veremos o Senhor Kennedy emitir comentários sobre os graves problemas que assolam este país?

  33. antonio barbosa disse:

    Mudam-se as moscas, apenas isso. Se Dilma não sair de nada vai adiantar. Dilma e Lula são aquelas pessoas que juram de pé junto que não sabem de nada, não ouvem nada, não enxergam nada e que continuam a dizer abobrinhas como se fossem fadas madrinhas. Dilma se arvora no direito de dizer que o trabalho da PF é orientação sua. Lula vive intimidando de Joaquim Barbosa a Aécio Neves. Ou seja, uma no cravo outra na ferradura. Portanto de que adianta nomes que o mercado apoia se o comando central continua o mesmo? Se a orientação política é a mesma? Infantilmente quando alguém julga que agricultura familiar vai sustentar milhões de pessoas é porque desconhece meios de produção, ganho de escala e distribuição. A logística que se impõe ao campo é tão maior ou igual a qualquer grande empresa de outro setor, principalmente porque lida com produtos perecíveis. A ingenuidade de pessoas comunizadas chega ao hilário se não fosse trágico. Não existirá um Brasil melhor enquanto o PT for governo em qualquer lugar.

  34. Mario Moraes disse:

    Providências do atual governo na área da economia:
    A) Aumento de juros;
    B) Aumento dos combustíveis;
    C) Aumento da energia elétrica;
    D) Futuro Ministro da Fazenda, oriundo do Governo FHC.
    Será que reconheceram a incompetência da equipe econômica ou será mais um blefe?
    Cartas na mesa, por favor!
    Cordialmente.

    • Paulo Cesar Diderot disse:

      OLHA A CCCRRRRRIIIIIISSSSSSSEEEEEEEEEEE !!!!!!!!!!!!!!
      “ … o fluxo de Investimentos Diretos Estrangeiros (IDE) para o Brasil continua em patamares elevados.
      Nos últimos 12 meses, tal fluxo atingiu US$ 66,5 bilhões, segundo dados do BC – mesmo nível de 2011, quando o Brasil ainda era o queridinho entre economias emergentes. Em 2010, quando o PIB se expandiu 7,5%, o IED ficou na casa dos US$ 48 bilhões.
      Dados da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) parecem confirmar o fenômeno. De acordo com a Cepal, o IDE para o Brasil aumentou 8% de janeiro a agosto na comparação com 2013. Já na região como um todo, os investimentos estrangeiros caíram 23%.”
      Quer dizer: o leitor brasileiro, para se informar sobre o estado de espírito dos investidores brasileiros, tem que ler a BBC.
      A BBC ouviu a executiva Irene Mia, diretora para América Latina e Caribe da Economist Intelligence Unit, a EIU. É uma divisão do grupo Economist, que edita a revista tão usada pelos conservadores brasileiros nas eleições por suas críticas a Dilma.
      A EIU, ficamos sabendo, tem planos de abrir um escritório em São Paulo até o final do ano, para “melhor servir seus clientes brasileiros e estrangeiros focados no Brasil”.
      “A atratividade do Brasil para o IDE permanece enorme”, disse a executiva à BBC.
      A atratividade do Brasil, conforme explicam os investidores, está ligada ao tamanho do mercado brasileiro.
      A BBC ouviu Olavo Cunha, do Boston Consulting Group. “O mercado de cosméticos brasileiro é o terceiro maior do mundo, o automobilístico é o quarto maior e o de laptops, o terceiro”, disse ele.
      “Muitas multinacionais sentem que precisam ter um plano para o Brasil para os próximos dez, vinte anos. E mesmo aquelas que já têm uma forte presença no país, como a Nestlé ou a Unilever, por exemplo, precisam fazer investimentos para manter sua fatia do mercado no longo prazo.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-27 17:55:07