aki

cadastre-se aqui
aki
Política
31-01-2018, 8h09

Com recorde de nulos, Datafolha abre porta do inferno

Novo presidente poderá ser rejeitado por até dois terços
19

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

A explosão de votos nulos e brancos num cenário em que o ex-presidente Lula ficaria fora da disputa presidencial é o principal destaque da última pesquisa Datafolha.

Novidade, essa taxa atinge quase um terço do eleitorado. Alcança 32% num cenário sem o ex-presidente. É recorde na série histórica do Datafolha. O maior índice de votos nulos e brancos havia sido medido em fevereiro de 2014, início da sucessão presidencial daquele ano e pós-manifestações de junho e julho de 2013. Na época, a taxa foi a 19% e espantou. Num dos cenários com Lula na disputa, os nulos e brancos chegaram hoje a 19%.

Um índice de 32% de nulos e brancos é mais ou menos como abrir a porta do inferno. Não se sabe o que sairá de lá. Melhor dizendo, dá para se ter uma ideia de que coisa boa não sairá.

Com Lula, há previsibilidade na disputa eleitoral. Sem o ex-presidente, a taxa de nulos e brancos dispara _cresce até 13 pontos percentuais. Isso traz riscos para a democracia, porque mostra que parcela enorme do eleitorado tende a deslegitimar o pleito.

O Brasil poderá viver problemas maiores do que tem hoje. Não convém subestimar a hipótese de piora. Num artigo analítico na própria “Folha de S.Paulo”, os diretores do Datafolha, Mauro Paulino e Alessandro Janoni, alertam para o risco de ser eleito um presidente rejeitado por dois terços do eleitorado, a depender da dupla de candidatos que chegar ao segundo turno.

Um presidente eleito nessas condições não teria força perante o Congresso, não teria força para tocar a agenda impopular que interessa ao mercado e, muito provavelmente, seria um governante fraco, porque as pesquisas, na largada da administração, já registrariam alta taxa de rejeição.

Temer se entrincheirou no Congresso e abraçou uma agenda impopular porque não foi eleito para presidente. Assumiu com o impeachment de Dilma porque era vice.

Um presidente eleito que tente fazer o mesmo que Temer cometerá suicídio político se não tiver suporte. O segundo turno foi pensado justamente para tentar dar maioria ao eleito. Se esse político não conseguir reunir apoio na segunda fase, terá dificuldade para se legitimar e para governar.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
19
  1. ARTHUR DELFINO SODRE disse:

    E Lula ainda nem começou a pedir voto pra ninguém se ele resolver apoiar Ciro Gomes a chance de vitória é significativa.

  2. “A IMPORTÂNCIA DO VOTO”

    A cidadania que todos tem,
    Exercício de direito e dever.
    Sendo bom e convêm,
    Sua importância conhecer.

    Seja na administração, justiça ou política,
    Usá-lo com critério e crítica.
    Pois é o melhor instrumento,
    Que se utiliza no deferimento.

    Pode definir eleição,
    Liberdade ou condenação.
    E necessita de muita consciência,
    Bom senso e inteligência.

    Portanto, tem de ser valorizado,
    É de grande poder.
    Não podendo ser comprado,
    Na situação que o requerer.

    Saibamos então decidir.
    Porque sorte é ganhar na “loto”.
    Sucesso é a busca para progredir.
    Fortaleçamos “a importância do voto”.

    Antônio de Pádua Elias de Sousa
    22/08/08
    Formiga-MG

  3. Gustavo disse:

    Esta pesquisa só mostra o quanto o brasileiro não tem opção de votos.

  4. Imagina Lula subindo no palanque do Ciro Gomes…..

  5. Wellington Alves disse:

    Votos nulos e brancos deveriam ser considerados válidos. O vencedor deveria superá-los. Caso contrário. convocar-se outras eleições. Isso abre possibilidade para eleições de Dorias da vida.

  6. walter disse:

    Como são previsíveis estas pesquisas caro Kennedy, não acredito ser possível, adivinhar como será o segundo Turno, já que até então, não sabemos que serão os contendores…este futurismo não é saudável; até agora o pesquisador não informaram com clareza, quantos eleitores em percentuais, estão confusos…se os mesmos chegaram a conclusão, que haverá uma rejeição enorme, poderiam estender mais estas perguntas, e admitir, em quais regiões, estão sendo feitas, tais pesquisas…finalmente, se o presidente eleitor tiver rejeição, o que de fato muda…se olharmos atrás; tivemos rejeições monstruosas, são fatos…

  7. Ricardo Drummond de Macedo disse:

    Não acho que 32% de bancos/nulos impediriam o próximo governo. 70% de rejeição atual não impedem o Temer, e o Congresso, comprado, pouco se dá com isso.

  8. Luiz Alves disse:

    Seus comentários são essenciais para termos melhor capacidade de analisarmos os fatos do ponto de vista mais crítico e menos tendencioso. Ou seja um análise do fato em si. Parabéns! É um dos poucos que preza a profissão tão importante de jornalista.

  9. SÓ COM FAXINA GERAL NO CONGRESSO UM PRESIDENTE PROBO GOVERNARÁ! disse:

    Se for mantido esse Congresso, só um presidente corrupto sobreviverá. Isso é público e notório! Como há sede de mudança, começando com combate à corrupção, respeito pela coisa pública, crescimento econômico com sacrifício dividido igualmente entre todas as camadas sociais, as reformas necessárias sem privilégios etc, nós, eleitores, temos que entender que é necessário eleger um Presidente não comprometido com as quadrilhas atuais e, ao mesmo tempo, mudança radical no Senado e Câmara Federal! Sem a mudança completa no Congresso, só um presidente corrupto sobreviverá, não com um governo, mas com mais um “desgoverno”! É preciso uma faxina geral, literalmente falando, tanto no Executivo quanto no Legislativo federais!

  10. Fabio disse:

    Kennedy, o Judiciario esta empurrando o Brasil direto ao inferno.
    O Poder Judiciario vai afundar o Brasil de vez.

    • p/Fabio: Viva a Lava Jato, doa a quem doer! disse:

      Fabio, como o Judiciário está empurrando o Brasil para um inferno? O Brasil está um inferno, por conta dessa ladrãozada que tomou conta do governo! Você não enxerga que PT, PMDB, PSDB e a maioria dos partidos políticos atuais, tornaram-se quadrilhas de roubadores de cofres públicos, travestidas de partidos políticos? São bilhões de reais roubados dos cofres públicos, por essas quadrilhas! A PF, MPF, Judiciário têm comprovado isso. Como querer culpar o Judiciário? O Judiciário só age quando provocado, e tem sido provocado e respondido dentro da lei. Se Aécio e Temer ainda estão livres e soltos, não é culpa do Judiciário, mas sim dos bandidos travestidos de representantes do povo, que não permitiram seus afastamentos e consequências. Mas eles responderão à Justiça, tão logo percam o foro privilegiado! Lula está indo para a cadeia e outros irão também. Não entre no jogo dos bandidos profissionais travestidos de políticos e governantes. Ajude a renovar o Congresso, nas eleições, pelo voto!

      • Chuck disse:

        Deixa de ser inocente!Lava jato ja era. Atingiu seu objetivo: condenar Lula! Se houver mais alguma prisão vai ser de mais petistas enquanto os tucanos fazem troça do povo porque o judiciário está em peso com eles!

        • p/Chuck: PT, PMDB, PSDB ETC ETC ETC - TUDO FARINHA DO MESMO SACO! RENOVAÇÃO TOTAL EM 2018! disse:

          Não sou inocente, meu caro, o Eduardo Cunha, o Sergio Cabral, o Geddel Vieira Lima, o Loures, são todos do PMDB, partido do Temer; Pedro Correia é do PP; Luiz Argolo é do Solidariedade; André Vargas, sem partido, só para citar alguns presos.
          O senhor Aécio Neves, um dos principais líderes do PSDB, foi “aliviado” pelos políticos corruptos que não deram “permissão” para que ele fosse investigado pelo STF (por força de lei), nem o afastaram do cargo – isso não é culpa do Judiciário, a lei feita pelos corruptos é assim; o mesmo se deu com o corrupto Temer – por duas vezes “aliviado”! Mas eles não escaparão da justiça, após perderem o foro privilegiado. Quanto a haver mais gente do PT, é que o PT chefiou as quadrilhas de ladrões de cofres públicos por 4 mandatos (2 do Lula, 2 do “poste” dele); Temer e sua quadrilha foram coadjuvantes, no tempo do protagonismo do PT. O do PSDB ficou muito para trás – quem deveria ter investigado não o fez (PT e PMDB). Agora não adianta chorar.

  11. ANDRE disse:

    O Brasil vive uma situação de grande instabilidade política. A eleição em 2018 é a grande aposta para que possamos devolver o país à normalidade. No entanto, fatos como a condenação do presidente Lula, em tempo recorde, numa clara tentativa do judiciário em interferir no pleito que se aproxima, só lança o país em um futuro de incerteza. Não estou dizendo que o Lula é a solução da crise, mas a sua participação no pleito, ganhando ou perdendo, legitimaria o resultado e daria ao vencedor a força necessário em um presidencialismo de coesão. Pode-se argumentar que a justiça apenas fez o seu papel, mas o que prevalece é que o cidadão que iria votar no Lula, não o verá na urna, mas poderá ver nomes como Aécio, Temer, Collor, Alckmin, Rodrigo Maia, Meirelles e tantos outros, o que definitivamente não é apaziguador.

  12. Luciano Wilian da Silva disse:

    Pena que não pude engrossar a linha de frente pelo voto nulo, pois a pesquisa não chegou a mim.

    Discordo do “Um presidente eleito nessas condições não teria força perante o Congresso”, pois é só pagar ou dar vantagens, que [pelo menos] os políticos mais influentes ali aceitam qualquer coisa.

  13. Luis Domingos disse:

    Essa taxa de nulos e brancos com a saida do presidente Lula, so prova que um candidato apoiado por ele ta no segundo turno. hoje apostaria na candidatura do Jaques Wagner se aposta for num candidato petista, se aposta for num movimento para fora do PT apostaria no senador Requiao, ele claro se filiando ao PT ou a um partido aliado.

  14. Paulo Ribeiro disse:

    Se pesquisas feitas com tanta antecedência tivessem valor o Russomano seria hoje Prefeito de SP. A quantidade de brancos e nulos reflete a indefinição do quadro, quando os candidatos forem definidos e a campanha começar de fato esse numero cai e volta para a media, como sempre. Achei a análise do Kennedy precipitada.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2018-08-17 08:11:42