aki

cadastre-se aqui
aki
Economia
27-08-2015, 9h07

Congresso deve resistir a tentativa de recriar CPMF

Levy e Barbosa travam embate sobre Orçamento da União de 2016
16

Postado por: Daniela Martins

O jornal “O Estado de S.Paulo” revela hoje a ideia do governo de recriar a CPMF, o antigo imposto sobre o cheque. Caso realmente insista em propor a volta da CPMF ou de um tributo parecido, haverá muita dificuldade para aprová-lo no Congresso. O ambiente político melhorou um pouco para o governo, mas não tanto assim.

Aprovar uma medida dessa natureza é ainda mais difícil diante da recessão que vivemos e que promete se estender pelo ano que vem.

Não há consenso nem na equipe econômica sobre a viabilidade da volta da CPMF. O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, trava um embate com o colega do Planejamento, Nelson Barbosa. Levy ainda prefere fazer uma análise do orçamento de 2016 para propor cortes em programas ineficientes. Já Barbosa acha que não existe espaço para cortar mais.

A ideia de recriar a CPMF soa como um bode na sala, um balão de ensaio. O governo discute a medida, faz um barulho, vê que ela é inviável e, então, tenta elevar a arrecadação aumentando a alíquota de um tributo que já existe. Mesmo carimbando os recursos para áreas sociais, como saúde e educação, será complicado convencer os deputados e senadores. A CPMF foi extinta em 2007, no segundo mandato de Lula.

Como há dificuldade para fechar as contas públicas neste ano e no próximo, a saída da equipe econômica é mesmo estudar aumento de tributos. Mas a resistência do Congresso e do empresariado após votar o ajuste fiscal deste ano promete ser grande.

*

A aprovação do nome de Rodrigo Janot para um segundo mandato como procurador-geral da República mostra a força da Operação Lava Jato perante a opinião pública. O placar de 59 a 12 na sabatina do Senado é também um reconhecimento ao trabalho equilibrado que o procurador vem fazendo.

Mais uma vez, ele foi cobrado por tucanos a investigar a presidente Dilma Rousseff. Novamente, o PT se queixou de investigação seletiva, alegando que os petistas são mais investigados e punidos do que os tucanos.

No caso da Lava Jato, o PT está no poder central há mais de doze anos. O governo petista é o gestor da Petrobras desde 2003. Indagados reservadamente sobre as queixas do PT, integrantes do Ministério Público Federal dizem que eventuais crimes na Petrobras nos tempos do governo FHC estão perto da prescrição, que os delatores revelam informações sobre a administração petista e que a competência de investigar supostos crimes das empreiteiras em governos estaduais não é da Procuradoria Geral da República. Ou seja, a competência não é federal, mas dos Ministérios Públicos dos Estados.

Por último, um dado importante da sabatina foi o ataque do senador Fernando Collor (PTB-AL) a Janot, que acabou gerando uma rede de solidariedade ao procurador-geral. O senador está cada vez mais parecido com o candidato a presidente de 1989, capaz de recorrer ao jogo baixo, com ataques pessoais, como fez com Lula naquela eleição. Mas o efeito, desta vez, foi fortalecer Janot e diminuir Collor.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
16
  1. Pasquale disse:

    Querem cobrar os roubos da população?
    Brasileiro é tão bonzinho,com a palavara… Dirceu.

  2. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    A famigerada CPMF ficou por 10 anos empobrecendo e atormentando a vida do brasileiro com a desculpa de melhorar o sistema de saúde do país … Não melhorou, sofreu desvio de função ao ser incorporada ao “superavit” fiscal e acabou extinta debaixo de vaias. Ressuscita-la neste momento é uma confissão de culpa e incompetência.

    • Edi Rocha disse:

      Concordo.
      .
      E vejamos isso: “Já Barbosa acha que não existe espaço para cortar mais”.
      .
      Então pergunto, e “cortaram” onde? Não estou ciente das economias feitas pelo governo, e é justamente o que eu estou cobrando. Em crise, se economiza também. Só vejo falar em impostos, não em gastos efetivamente cortados. Sabe, tirar a máquina do cafezinho e chocolate, cortar cargos comissionados, mordomias, etc.

  3. Ray magno disse:

    Não acredito no que estou lendo. Recriar a CMPF? O brasileiro já está arrasado, sem quase dinheiro para comida e vem esses inventores com CMPF de novo?

    Se já somos campeões mundiais de impostos e o Levy disse que pode aumentá-los ainda mais, então pergunto: para que Ministro da Fazenda se usa o cargo para criar novos impostos ou aumentar a enorme carga tributária que já temos? Estudou tanto para fazer essa coisa feudal?

    GOVERNO, GOVERNO: PSEUDO ELITE POLÍTICA E JUDICIÁRIA, NÃO BRINQUEM COM O POVO. REVEJAM A HISTÓRIA UNIVERSAL, RELEMBREM DA REVOLUÇÃO FRANCESA E DE TANTAS OUTRAS.

    Não queremos isso nesse nosso Brasil….. SOU BRASILEIRO E AMO ESTA TERRA!!!

  4. walter disse:

    Caro Kennedy, não há respeito qualquer, nem pela nossa memoria, muito menos, pela nossa opinião; este “governo” de incompetentes; este Levy, deveria ter vergonha; parece o “Tio Patilhas”; pior são suas mentiras ala PT…”não iremos aumentar impostos para a sociedade”…por estas e por outras, que esta “cambada” deve sair de mansinho; a dilma não sabe nada de economia…
    Falando em CPMF, as pessoas tem ódio deste tema, equivale a falta de paciência com o PT da dilma…quando criado no governo do FHC, o dinheiro JAMAIS chegou a Saúde…sempre com os protestos do PT; estes sem memoria, acham que vão nos enganar de novo; são uns palhaços; acabem com os gastos da dilma; pessam dinheiro para o Evo Morales; este sujeito se sente a vontade, para falar do Brasil, quem sabe com o lucro do PÓ…

  5. João Alberto Afonso disse:

    A CPMF, ao ser criada, tinha ótimos propósitos. Mas só serviu para que a arrecadação desses dinheiros fosse desviada para outros fins que não a saúde, além de tributar o contribuinte no denominado “bis in idem”. E mais, o Brasil é campeão mundial de cobrança de impostos e taxas e toda essa dinheirama já se sabe para onde vai, fato público e notório. Por fim, ao revés disso, sugiro que o governo, corrupto ontem e hoje, acabe com os malditos cargos de confiança (mais de vinte mil), reduza os Ministérios para doze, acabe com os tais dos assessores parlamentares e pare de roubar os cofres públicos. Que tal?

  6. Reinon disse:

    Mais tributos como esse governo é louco !!

  7. Ivan disse:

    Será que alguém, cidadãos ou imprensa livre, lembra que o Governo Lula multiplicou a alíquota do IOF tão logo perdeu a CPMF, e de lá pra cá continua o mesmo valor?

  8. Santos disse:

    É tanta falta de capacidade, que ficamos andando em círculo e não saímos do lugar. Acabar com nomeações de partidos para administração pública, diminuir drasticamente os cargos comissionados dos “amiguinhos”, assim como o número ABSURDO de políticos que temos em todos os níveis (estadual, municipal e federal), além de gerar uma VERDADEIRA economia nos gastos do país, diminuiria bastante a roubalheira e a incompetência nos serviços públicos, mas isto não acontecerá, já o aumento dos impostos absurdos que pagamos, SE NÃO COBRARMOS e PROTESTARMOS, com certeza acontecerá. Passou, e MUITO, da hora da população EXIGIR respeito e seriedade das “excelências”, que não passam de “farinha do mesmo saco”.

  9. Amauri disse:

    Minha leitura inicial é de que o estrago que o PT fez ao Brasil é tão mas tão grande que só há duas soluções para equilibrar as contas. Ou se aumenta impostos ou voltamos a pedir dinheiro emprestado ao FMI. Infelizmente a crise é muito grande e o corte de gastos como o anúncio de redução de ministério não impactará nem 1%.

  10. César disse:

    Desarrumar a economia do país, é simples e fácil. Quero ver concertar! Os arranjos ou “desarranjos” que querem fazer agora para pagarem os gastos excessivos, usados para manter este governo em pé, só vão aprofundar ainda mais, a recessão econômica do país. O pais não suporta mais impostos. Cortar na própria carne, nada! Os cortes que são estudados pelo governo, são apenas cosméticos. Na prática não serão suficientes para gerar a economia necessária, para pagar as despesas do governo e fazerem o superávit primário. Uns poucos ministérios e 3% dos cargos comissionados, serão uma gota no oceano de gastos excessivos realizados. É preciso coragem para fazer uma reforma estrutural profunda. Ficar pedalando no mesmo lugar ou correndo atrás do próprio rabo, só vai servir para emagrecer. Emagrecer ainda mais, a já baixa popularidade dela, vai deixa-la anorexa. Aqueles que ainda se esforçam para tentar defenderem o indefensável, vão ter que se esforçarem mais ainda para explicarem as “privatizações” de estão sendo anunciadas hoje. Vão “privatizar” a parte do governo nos aeroportos. Vão ” privatizar” os imóveis do Governo Federal. E agora? Como é que vocês vão acusar o FHC de ser “privatista”? A antes celebrada Coração Valente, está se transformando na “Covardona que Mente”. Dormem com o inimigo e querem culpar a oposição pelos desfeitos? Se entendam com a traidora, porque ela lhes pertence. O povo não pode, o povo não quer, o povo não consegue, pagar mais esta conta. Esta conta não é nossa!

  11. Alberto disse:

    Nada impossível no circo mambembe governamental.E a sabatina Janot? E tem gente alí senador da República!!! Desconjuro mangalô três vezes,rsrsrsrs.

  12. J K disse:

    Mas, será que vão aproveitar para extinguir o IRRF e o IRPJ ?

  13. Marco Túlio Castro disse:

    Vocês elegeram este governo de incompetentes pela 4a vez. Paguem calados !

  14. douglas disse:

    A CPMF para quem ganha R$1000,00 será de R$3,80 ou seja 1/2 cerveja a menos por mês, agora para sonegadores que são contra é uma medida bem justa contra criminoso, porque economistas não divulgam isso na mídia?? porque não divulgam a margem de lucro praticadas no Brasil?? porque continuam enganando o povo??

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-22 10:40:58