aki

cadastre-se aqui
aki
Recomendo
21-03-2015, 10h23

Conjunto da Pampulha pode se tornar Patrimônio Mundial

2

Daniela Martins
Brasília

O Conjunto Moderno da Pampulha, projetado em Belo Horizonte pelo arquiteto Oscar Niemeyer, é candidato à inscrição na Lista do Patrimônio Mundial da Unesco.

Apenas em 2016 será possível saber se o lugar receberá o título. Antes disso, haverá a visita do Conselho Internacional de Monumentos e Sítios (ICOMOS) e a elaboração de um parecer técnico pela comissão avaliadora. O dossiê de candidatura já foi concluído e lançado, em dezembro do ano passado, pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

Formado pela Igreja de São Francisco de Assis, pela Casa de Baile, pelo Iate Tênis Clube, pelo Cassino (atual Museu de Arte da Pampulha) e pela Casa Kubitscheck, o conjunto arquitetônico e paisagístico foi inaugurado em 1943, na gestão de Juscelino Kubitscheck como prefeito de Belo Horizonte.

O projeto de Niemeyer agregou ainda o paisagismo de Roberto Burle Marx, os painéis de Cândido Portinari e as esculturas de Alfredo Ceschiatti.

Tombado pelo Iphan em 1997, o Conjunto Moderno da Pampulha representa um momento histórico da arte e da arquitetura no Brasil. Foi também a primeira parceria entre Kubitscheck e Niemeyer, que viriam a se reunir novamente, na década seguinte, para construir Brasília.

Assista abaixo a um vídeo disponibilizado pelo Iphan com imagens e memórias do local, narrado por Oscar Niemeyer:

Comentários
2
  1. César disse:

    Um Brasil e brasileiros para se orgulhar! Que hoje nos falta, por ganância e falta de patriotismo. Grandes nomes de um grande país diminuído pela pequenez de políticos que não merecem ocupar uma das obra do grande arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer em Brasília. Homens visionários que queriam construir uma grande nação!

  2. Edson disse:

    Tanto a “lagoa da pampulha” como a igreja São Francisco (Pampulha) são erros arquitetônicos que fazem o poder público gastarem rios de dinheiro na sua manutenção. Vide os orçamentos destinados anualmente (dava para construir várias universidades e hospitais de ponta)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-27 16:36:23