aki

cadastre-se aqui
aki
Geral
15-04-2020, 7h48

Conta da crise está chegando para Trump

Começa a pagar o preço da irresponsabilidade no combate à covid-19
10

Kennedy Alencar
WASHINGTON

A conta da irresponsabilidade no combate ao coronavírus está chegando para Donald Trump. Num mau momento, no qual cresceu o criticismo à sua conduta na crise da covid-19, Trump começa a pagar o preço de ter minimizado os riscos do coronavírus e desprezado a gravidade da ameaça por quase dois meses.

Agora, o americano tenta reescrever a história. Mas os fatos o desmentem. Anteontem, ele tentou dizer que mandava nos governadores e enfrentou uma rebelião a respeito do momento de reabertura da economia. Tomou uma aula sobre a Constituição do país, especialmente a dada pelo governador de Nova York, Andrew Cuomo.

Ontem, Trump recuou em relação aos governadores, mas procurou novo bode expiatório, a OMS (Organização Mundial de Saúde). Em pronunciamento, ele atacou a OMS e a China. Em nova demonstração de egoísmo geopolítico-sanitário, ele disse que suspenderá o repasse de fundos americanos para a OMS, o que enfraquecerá programas da entidade em países pobres.

Logo depois do pronunciamento, ele foi lembrado dos fartos elogios que fez ao país asiático e à OMS. A imprensa recuperou tuítes de Trump em janeiro e fevereiro louvando a forma como a China e Xi Jinping enfrentavam a crise. Até a OMS foi elogiada num dos posts.

Há um visível enfraquecimento político de Trump, que tenta a velha saída de buscar um inimigo externo como bode expiatório. Difícil dar certo. Ele está perdendo o controle no confronto com os repórteres. Exibe comportamento fraco para um líder. Trump colherá efeito eleitoral negativo.

Numa crise real, líderes despreparados como ele e Bolsonaro são desmoralizados, porque têm de mostrar resultados. Não bastam as tradicionais mentiras para tentar manipular a opinião pública quando pessoas estão adoecendo e morrendo de covid-19. A conta chega.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN – 1ª Edição”:

Comentários
10
  1. Maria Antonia disse:

    E aqui Não esta sendo diferente .

  2. Álvaro Moura disse:

    Na verdade a conta está sendo paga pela população que morrem aos montes, esse é o problema.

    O nosso papagaio aqui está tendo o mesmo discurso que hoje Trump tenta desfazer, é uma irresponsabilidade sem tamanho.

    Temos que agradecer aos Governadores que tem feito o minimo para que possamos lutar.

  3. MOACIR VIANA disse:

    O Capitão, aqui, age com extrema irresponsabilidade, seja quais forem os resultados negativos desta crise, ele já se prepara para botar a culpa nos Governadores e Prefeitos !!

  4. Esse Trump é um Bolsonaro só que com mais poder em decorrência da potencia que é EUA, se não tiver alguém para pagar pela sua incompetência ele fica desmascarado, é por isso as constantes confusões na administração de ambos os “presidentes”, são essas polêmicas que tiram o foco de sua incompetência, então a saída é sempre tirar o foco da sua administração, sempre criando confusão e achando um bode expiatório para que ele fique bem na foto, é só olhar o Brasil, do jeito que vai vamos chegar em 2022 e se entrar em outro mandado até 2028, e apesar de todo o apoio sobre as reformas que teve e tem no congresso nacional o Brasil não anda, pois a culpa é do PT, da China, da imprensa e etc. Hoje o mundo é globalizado, briga e menospreza com o nosso principal parceiro comercial, no qual temos uma balança comercial muito favorável, quer se aliar a todo custo aos EUA por questões ideológicas sem analisar os benefícios reais para o brasil dentro da globalização,taxas sobre os nossos produtos.

  5. LIRA disse:

    Este é o meliante a quem o miliciano Bolsonaro, tomou como espelho e marido número um mas, as contas chegarão para ambos.

  6. Walter Nobre disse:

    Kennedy, a situação não tem sido fácil principalmente em Nova York, não dá para afirmar que o prefeito e governador de lá, que não se entendem são brilhantes, perderam muito tempo, independente do governo central, falta expansão em sua rede hospitalar para atender. Quanto ao Trump foi lento no inicio, para na sequência correu atrás, liberando condições financeiras, não dá para criar expectativas relacionadas as eleições, já que todos deixaram a investir na saúde. Esta situação pegou todos os Países vendidos portanto vai valer a constante até vencer o pico da doença, isto dependerá do conjunto, como aqui no Brasil. As eleições americanas levará em conta a postura do atual presidente diante das atitudes como um todo em seu mandato. A missão será vencer novamente o desemprego já que não há formula magica, isto vale para os democratas.

  7. Fernando disse:

    Populismo é o câncer mortal de qualquer sociedade. Seres nefastos como Lula, Bolsonaro, Olavo de Carvalho etc tem que desaparecer para sempre. Enquanto dependermos de imbecilizadores desta estirpe, o Brasil nao sairá deste estágio. Tomem como exemplo países com Alemanha, Suécia, Dinamarca, Noruega, Finlândia e vejam o quao “populares” sao os populistas…impacto zero em sociedades que desenvolveram o espírito crítico dos cidadaos através de educacao sólida…mas esse é o preco a pagar pelo brasileiro com recursos que subjulga o ignorante para fazer tarefas que o cidadao dos países supracitados faz…só quem mora aqui entenderá o que eu digo…

  8. Braga-BH disse:

    Aqui no Brasil também deverá acontecer o mesmo.
    Os cães continuam a latir e a caravana há de passar!!

  9. Marcos Milan disse:

    Pelo menos uma boa notícia nesses tempos terríveis! Com sorte, esse pulha, e outros, não serão reeleitos.

  10. […] Do jornalista Kennedy Alencar, no Blog do Kennedy: […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-25 13:58:11