aki

cadastre-se aqui
aki
Política
20-08-2019, 11h58

Cooperação informal entre Lava Jato e Receita é ilegal

É mentira tratar com normalidade, como fizeram Dallagnol e jornalistas
3

Kennedy Alencar
BRASÍLIA

Reportagem em parceria do “Intercept Brasil” com a “Folha de São Paulo”, publicada no domingo, revelou que a força-tarefa da Lava Jato em Curitiba driblou a lei para obter informações da Receita Federal.

Mensagens trocadas pelos procuradores no Telegram revelaram que a Lava Jato buscou dados sem requisição formal com Roberto Leonel, que estava na época na Receita participando do “modus operandi” de Dallagnol e cia. e que acabou de ser expelido do Coaf por desejo de Bolsonaro.

Mentira pura alegar que cooperação sem requisição formal é procedimento normal, como fizeram Dallagnol e parte da imprensa. Toda a cooperação tem de ser formal para ser legal. Ninguém pode, se suspeita de um cidadão, pedir para alguém dar uma vasculhada na Receita. Além de eventual suspeita fundamentada, a formalidade é necessária. Não é legal pedir para dar uma olhadinha para ver se acha algo em dados sigilosos de ministros do STF, jornalistas, caseiros, parentes ou amigos de um suspeito.

As novas revelações do “Intercept Brasil” e da “Folha” desnudam procedimentos ilegais e perigosos numa democracia. Houve crime contra cidadãos que tiveram seus dados fiscais invadidos de modo informal. Aplicadores da lei, que sabem a importância das formalidades no direito, agiram como justiceiros. O Brasil continua naquela encruzilhada já descrita neste blog: ou a lei e o jornalismo valem para todos e tomamos o rumo de uma democracia plena ou proclamamos logos uma república de bananas.

A Lava Jato gosta de jornalismo a favor. Não aceita crítica. Qualquer reparo é tratado como defesa da corrupção, como tentativa de destruição da investigação. Essa é conversa para boi dormir de Dallagnol e seus amigos no Ministério Público que deveriam ser investigados e punidos pelo que fizeram: montaram uma máquina política, um estado policial. Abusaram do seu poder para investigar pessoas.

Achar normal esse tipo de cooperação que dribla a lei, como manchetou a “Folha”, só acontece nas ditaduras e nas repúblicas de bananas. Ouça esse comentário a partir dos 3 minutos e 30 segundos no áudio abaixo:

Comentários
3
  1. ANDRE disse:

    A lava-jato e seus integrantes acham que tem um salvo-conduto, que estão acima da constituição, se ortorgam paladinos do combate a corrupção, mas no fundo defende interesses particulares. Representa hoje um perigo para a democracia brasileira e sua prorrogação acredito ser um erro.

  2. Mariza disse:

    Kennedy, também não vale dar uma hackeadinha no celular dos outros, entregar a mensagem para receptadores que publicaram o furto de um ilícito. Um pouco de ética é importante de todos os lados. E, o mais importante, nenhum empresário condenado na lava jato pediu nulidade do processo. A sensação é que estes empresários sentiram-se aliviados em entregar a corrupção. Os únicos que reclamam do modo que a lava jato foi conduzida são os políticos.

    • walter nobre disse:

      Kennedy a intercept junto a folha, tornaram se inoportunas, por capitalizar espionagem mesquinhas, de um hacker bandido, sem qualquer referencia de “boa fé”; não há como considerar qualquer transcrição falsa, por ser um crime neste País; se o supremo viesse a considerar tais provas, voltaríamos a época das cavernas; comprometeriam o próprio tribunal; estão atrasando a vida do Dallagnol, a contra gosto de toda a procuradoria, e fica por aí; seguir este caminho, torna se coisa de bandido, aceitar qualquer gravação, e isto já amplamente debatido em colegiado pelo supremo, não tem efeito, e não adianta o ex presidente, tentar usar tal material…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-28 19:26:29